Monthly Archives: Ebrel 2014

Herói

z

Gavião Negro

Comentar sobre este herói é como cair num buraco negro sem ter condições de sair ou assistir um daqueles episódios complicados de Arquivo X (que dão nó na nossa cabeça).

Eu antigamente não gostava do Gavião Negro ainda mais quando via suas discussões com o Arqueiro Verde, mas com o tempo fui aprendendo a ver sua grande capacidade de liderança e gostar do seu incrível instinto de guerreiro.

Hawkman foi criado pelo aclamado escritor Gardner Fox e pelo artista Dennis Neville, surgindo no gibi Flash Comics # 1, de 1940.

 Carter Hall, era um arqueólogo que descobriu numa expedição ser a reencarnação do príncipe egípcio Khufu, e nesta tumba também havia um cinturão que podia anular a gravidade (feito de metal enésimo).

Então Carter fez um uniforme com asas para ajudar no voo e adotou o nome de Falcão da Noite (este era o nome do herói original em terras tupiniquins).

Shiera, era sua secretária que pouco tempo depois tornou-se sua parceira a Garota-Gavião e juntos utilizaram as armas que haviam no museu para combater o crime.

O Falcão da Noite é um dos membros fundadores da famosa Sociedade da Justiça, uma superequipe que combate o crime desde os anos 40 até atualmente. As aventuras do herói deste período ficaram na continuidade como se estivessem acontecendo na Terra-2.

A edição The Brave and The Bold # 34, publicada, em 1961. Durante a Era de Prata marca a reformulação do Gavião Negro com uma roupagem de ficção científica.

Desta vez Katar Hol, era um alienígena que trabalhava como policial em Thanagar. Ele e sua esposa Shayera vieram a Terra numa viagem diplomática. Porém sua verdadeira intenção era capturar Byth, um criminoso que podia mudar de forma e após prendê-lo decidiram ficar na Terra.

Eles passaram a ajudar a polícia de Midway City solucionando alguns casos difíceis e adotaram o nome de Gavião Negro e Mulher Gavião.

Uma coisa estranha é que o Gavião Negro e a Mulher Gavião que participam das HQs na Liga deste período são falsos.  Tanto os heróis alados originais quanto a Sociedade da Justiça ficaram presos lutando contra Surtur no Ragnarok, o Crepúsculo dos Deuses (na mitologia nórdica).

Em seu lugar estavam Fel Andar, um espião thanagariano e sua esposa Sharon Parker que se tornou a segunda Mulher Gavião. Sinceramente eu fiquei boiando nesta loucura toda, pois a gente acha que conhece alguma coisa e na verdade os roteiristas causam uma confusão sem necessidade na cabeça dos fãs.

Bom, deixa pra lá! O Gavião Negro brilhou no desenho clássico da Filmation, em 1967.

Como acontece em todo desenho da Filmation temos uma apresentação do personagem e seus poderes na abertura. Esta versão do herói era um pouco diferente daquela que se encontrava nos gibis, pois não era um arqueólogo (atuando em Midway City).

Desta vez Carter Hall é um cientista que trabalhava numa instalação fora da cidade. O herói usava uma nave que lembrava uma ave e estava sempre na companhia do falcão, Skreel.

E ainda usava na mão uma garra de 4 pontas, as quais cada uma tinham um poder diferente: uma atirava fogo, outra tinha ácido e também disparava raios (e mesmo assim ficou interessante).

O inesquecível desenho dos Super Amigos teve várias temporadas e na terceira chamada de O Desafio dos Super Amigos havia a Legião do Mal, uma equipe composta pelos piores inimigos que surgiram nos quadrinhos. E para combate-los havia uma quantidade maior de heróis, nesta formação tínhamos o Homem-Águia e também a Mulher-Águia.

Depois o ator Bill Nuclkos foi o primeiro a interpretar o herói em Legends of the Superheroes, um especial em duas partes  pra telinha feito pela Rede NBC em parceria com  a Hanna-Barbera, em 1979.

A inspiração veio do grande sucesso do desenho dos Super Amigos, mas este live-action é tão ruim que nem vale a pena comentar.

No seriado Smallville, que contava as aventuras do kriptoniano antes dele vestir o uniforme e a capa. Tivemos uma homenagem pra Sociedade da Justiça no episódio Justiça Absoluta, no qual aparece alguns heróis conhecidos nossos como: Senhor Destino, Pantera, Doutor Meia-Noite, Sideral e o Gavião Negro (Michael Shanks) que teve sua personalidade muito bem adaptada.

Como curiosidade este episódio foi escrito pelo consagrado roteirista Geoff Johns.

Voltando, nos pós-Crise surgiu a excelente minissérie Gavião Negro, que teve roteiro e arte de Thimothy Truman, em 1989. Nesta aventura a origem do vingador alado é recontada de uma maneira espetacular envolvendo uma conspiração governamental na qual a vida de Katar Hol e tudo aquilo em que acredita é posta em cheque.

É uma das melhores versões do personagem que acabaram dando destaque pra tudo que representava.

Em mais uma de suas crises durante a saga Zero Hora havia novamente um problema no fluxo temporal e uma prova disso foi uma aparição de múltiplos Gaviões Negros perseguindo o vilão Vandal Savage (detalhe é que o vilão chama-o pelo nome de Falcão da Noite.  Neste evento a Mulher Gavião, o Falção da Noite e o Gavião Negro  unem-se a todos os espíritos de suas versões anteriores originando uma nova versão do Gavião Negro.

Aqui temos uma pequena amostra que até o próprio pessoal da editora se enrola com a continuidade do herói (e apesar da bela arte de Dan Jurgens esta história é complicada demais).

Na aventura, O Retorno do Gavião Negro, o herói original tem sua alma retirada do limbo em Thanagar através de Kendra Saunders, a Moça-Gavião. Ela é a reencarnação de Shiera Hall e o Gavião sentiu-se atraído por reconhecer nela seu grande amor, mas a moça rejeitou-o por estar muito confusa com esta situação.

No desenho da Liga da Justiça temos dois episódios em que temos a presença do herói. Em, A Sombra do Gavião, o arqueólogo Carter Hall acredita que suas memórias foram despertadas quando encostou no absorbascon, um antigo artefato alienígena. Ele descobriu ser a reencarnação de Khufu, um thanagariano que viveu na Terra há 4.000 anos atrás, durante a época do Egito Antigo.

Então tenta se aproximar de Shayera, porque ela é a reencarnação de sua esposa, Chay-ara. A situação se complica, pois a heroína fica muito confusa quanto aos seus sentimentos por John Stewart (no final somente nós constatamos que ele estava dizendo a verdade).

No segundo episódio, História Antiga, o Ladrão das Sombras revela a verdade para Carter, Shayera e John Stewart. Só que este triângulo amoroso foi inventado pro desenho, pois nos gibis Carter e Shayera sempre vivenciaram e morreram por causa deste enorme amor.

Na HQ, Selvagem Gavião Negro, temos as aventuras do herói nesta versão pós reboot. Carter Hall queria se livrar de seu alterego heroico pra sempre. Chegando até a atear fogo no elmo, asas e garras, porém aconteceu um fato muito estranho. O metal enésimo não foi destruído e se alojou sob a pele de Carter transformando-se numa simbiose e também virando sua vida no avesso.

Pra piorar ainda mais a situação uma recente descoberta desencadeia um novo vilão   alienígena Morfícius e somente o Gavião Negro pode dete-lo. A história com arte de Philip Than e roteiro de Tony S. Daniel é bastante sinistra deixando-nos com aquela imensa vontade de continuar acompanhando suas aventuras.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do Gavião Negro que encontrei na web

0-dennis-neville 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14-zero-hora 15-Hawkman_Zero_Hour 16 17-wayne-nichols 18 alex_ross alex-toth All-Star-Squadron douglas-shuler filmation gabriel-hardman graham nolan hawkman_and_hawkgirl hawkman-1989 hawkman-earth-2 hawkman-Legends_of_the_Superheroes-bill nucklos hawkman-smallville joe-bennett joe-kubert jose luiz garcia-lopez JSA 1 JSA 2 Katar_Hol

young-justice

michael-lark michael-turner paolo-rivera steve-rude

85 86 87 88 89 90 91

wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper-alex-ross wallpaper-joe kubert wallpaper-Joe-Kubert wallpaper-josé luiz garcia-lópez

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Imagens

z-mary-elizabeth-winstead-as-ramona-flowers

Ramona Flowers

Scott Pilgrim foi criado pelo artista Bryan Lee O’Malley e durante suas aventuras acaba se apaixonado pela enigmática Ramona Flowers.

Mais para poder ficar com sua amada, Scott precisa derrotar “A Liga dos Sete Ex-Namorados do Mal”, que são simplesmente sete ex-namorados de nossa musa.

Na trama, Ramona é uma entregadora da Amazon que utiliza Rodovias Subespaciais pra fazer suas entregas. E conhece Scott devido ao seu trabalho, inicialmente ela e Scott tinham um relacionamento do tipo normal.

Tudo começa a se complicar quando a Liga dos Ex-Namorados arranjam encrenca com a relação deles, mas tudo não passava de um plano orquestrado por Gideon.

O filme Scott Pilgrim Contra o Mundo conta de uma maneira bem divertida a história do casal. Na telona nossa musa foi bem interpretada pela atriz Mary Elizabeth Winstead.

Confira na galeria abaixo alguma imagens da Ramona Flowers e também de outras musas dos desenhos animados que encontrei na web

 

 

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Artista

z

Bezerro Bizarro

Eu não sei de onde ele retirou esse nome, mas seu estilo é espetacular.

O Bezerro Bizarro tem uma arte muito engraçada que nos conecta diretamente com nossas melhores lembranças  infantis.

Podemos notar que seu trabalho é muito diversificado mostrando personagens vindos dos gibis, desenhos animados, de filmes e também dos seriados japoneses (que fizeram a alegria de muita gente).

Chega de enrolação e contemple seu excelente trabalho na galeria abaixo

0 bezerro-bizarro (1) bezerro-bizarro (1) bezerro-bizarro (2) bezerro-bizarro (2) bezerro-bizarro (3) bezerro-bizarro (3) bezerro-bizarro (4) bezerro-bizarro (4) bezerro-bizarro (5) bezerro-bizarro (5) bezerro-bizarro (6) bezerro-bizarro (6) bezerro-bizarro (7) bezerro-bizarro (7) bezerro-bizarro (8) bezerro-bizarro (8) bezerro-bizarro (9) bezerro-bizarro (9) bezerro-bizarro (10) bezerro-bizarro (10) bezerro-bizarro (11) bezerro-bizarro (11) bezerro-bizarro (12) bezerro-bizarro (12) bezerro-bizarro (13) bezerro-bizarro (13) bezerro-bizarro (14) bezerro-bizarro (14) bezerro-bizarro (15) bezerro-bizarro (15) bezerro-bizarro (16) bezerro-bizarro (16) bezerro-bizarro (17) bezerro-bizarro (18) bezerro-bizarro (19) bezerro-bizarro (20) bezerro-bizarro (21) bezerro-bizarro (22) bezerro-bizarro (23) bezerro-bizarro (24) bezerro-bizarro (25) bezerro-bizarro (26) bezerro-bizarro (27) bezerro-bizarro (28) bezerro-bizarro (29) bezerro-bizarro (30) bezerro-bizarro (31) bezerro-bizarro (32) bezerro-bizarro (33)

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

As Armas Mais Poderosas da Ficção – Parte Final

camelot

Pra ser sincero é fascinante como a nossa imaginação é tão fértil, pois ao longo das décadas surgidas nos livros, gibis ou na telona há diversas armas que se tornaram extremamente populares na cultura pop (veja neste artigo mais algumas que eu conheço).

excalibur

Excalibur

É a espada mística mais famosa da ficção sendo que verdade veio  do mito de Arthur e a Távola Redonda.  Isto é algo tão fascinante que já tivemos algumas adaptações pros quadrinhos, filmes, peças de teatro e até um desenho da Disney contando sobre as famosas lendas arturianas.

Dizem as lendas que Excalibur foi guardada por Viviane, uma fada e também uma importante sacerdotisa de Avalon, mais conhecida como a Dama do Lago.

Ainda nestas histórias a espada foi empunhada  pelo Rei Uther Pendragon, pai de Arthur e líder dos bretões.

Depois de uma batalha em que Uther encontrava-se bastante ferido. A última coisa que fez antes de morrer foi cravar Excalibur numa pedra para que nenhum de seus inimigos a pegasse. Então Merlin colocou um feitiço para que somente aquele que fosse valoroso o suficiente poderia retira-la da pedra (algo que nos conecta a Mjonir, o martelo do Thor).

Depois disso vários guerreiros tentaram retirar a espada e não conseguiram, pois estava destinada ao jovem Arthur que ainda adolescente conseguiu pegar a espada.

Esta versão foi mostrada no desenho A Espada era a Lei da Disney, uma aventura muito engraçada e divertida também.

Houve até um episódio na série antiga dos Thundercats em que Mumm-Ra usa Excalibur para pegar a Espada Justiceira. De repente as duas espadas começam a lutar sozinhas em pleno ar, e termina com a Excalibur perfurando o Olho de Thundera, e assim derrota a Espada Justiceira (foi espetacular).

shield_of_captain_america

Escudo do Capitão América

É uma arma letal nas mãos de Steve Rogers, pois além de se defender dos tiros de seus inimigos. Ele pode armar os mais variados contra ataques (retornando as suas mãos tipo um bumerangue).

O escudo que o Sentinela da Liberdade usava inicialmente era triangular e acho que não havia nenhum metal importante no seu material. Esse primeiro escudo se eu não estiver enganado foi destruído durante a guerra Kree e Skrull.

Só que o escudo circular é o mais famoso sendo produzido pelo Dr. Myron MacLain, um metalúrgico que foi contratado pelo ex-presidente Franklyn Roosevelt.

Esse escudo é feito de uma liga composta de Adamantium (o mesmo das garras do Logan) e Vibranium tornando-o capaz de absorver grandes impactos e também grandes rajadas de energia.

Lembrando que o Vibranium é um metal existente no país de Wakanda, lar do vingador Pantera Negra.

O escudo de Steve é indestrutível? Bom, geralmente as lendas apontam que sim mais algumas vezes já foi quebrado. E também restaurado ou por forças místicas ou por alguma loucura do roteirista.

Teve até um período em que o escudo caiu no mar e o Namor ficou procurando, mas foi em vão. Então ele foi substituído por um feito de energia que podia variar de forma (que foi mostrado na série animada dos Vingadores usado pelo Capitão falso).

O escudo do Capitão América é um daqueles itens que todo fã gostaria de ter num lugar de destaque na estante.

greyskull

Espada do Poder

He-Man foi um dos melhores desenhos da década de 80 que misturava no planeta Eternia magia, tecnologia futurista e também um estilo medieval.

Naquela época eu já estranhava que Adam e He-Man não diferenciavam em nada somente na cor da pele e ninguém notava a diferença entre os dois (são coisas que só acontecem nos desenhos, vai entender!)

O príncipe Adam recebeu da bela Feiticeira a Espada do Poder, com a qual poderia usar as energias místicas do Castelo de Grayskull gritando:  “Pelos Poderes de Grayskull!, Eu Tenho o Força!” e se transformava em He-Man, o homem mais poderoso do universo.

Após isso He-Man usava sua espada para transformar o Pacato, uma versão felina do Scooby-Doo, no terrível Gato Guerreiro (que auxiliava nas batalhas e servia de montaria pro herói).

Como curiosidade houve um crossover entre o Super-Homem vs He-Man, nos gibis em 1982. Essa história surgiu durante o auge do loirinho e teve arte do renomado Curt Swan, o maior desenhista do Azulão que trabalhou com ele durante anos e roteiro de Paul Kupperberg.

Foi mostrada em DC Comics presentes #47 e fica apenas como fato verídico que ambos possuem o mesmo nível de poder, pois fora isso o enredo é tão tosco que não vale a pena comentar mais nada.

garras

Garras de Adamantium

Pelo que eu pude entender Wolverine manifestou seus poderes ainda jovem, pois suas garras ainda eram feitas de ossos. E devido ao seu famoso fator de cura, Logan envelhece de maneira bastante lenta e “talvez” sua idade ou até suas memórias não sejam reais.

Presumo isso pelo que aconteceu no Projeto Arma X, quando sofreu a infusão de Adamantium, num processo tão doloroso que libertou seu instinto animalesco.

Logan é considerado o melhor naquilo que faz e não é pra menos, pois durante o projeto foi treinado para tornar-se uma máquina mortífera pra assassinar seu alvo friamente (sua recuperação é tão espantosa que conseguiu superar os implantes mentais que utilizaram nele).

Conseguindo realmente melhorar graças a intervenção do herói Guardião e sua esposa Weather que ajudaram-no a recuperar sua humanidade. Fora isso o que eu mais gosto é que suas garras são mortíferas podendo cortar qualquer tipo de metal (fazendo aquela onomatopéia: snikt!).

O Senhor Dos Anéis

Anel de Sauron

Isto é algo complicado e magnífico, porque foram forjados vários anéis do poder por Sauron que entregou  distribuiu entre os povos. Então três ficaram com os elfos, sete para os anões e nove com os homens.

Só que Sauron achou que os povos teriam um poder maior que o seu e confeccionou o Anel Um, para que pudesse dominar todos os outros e subjugar todas as raças.

O Anel da escuridão foi forjado com o próprio poder de Sauron sendo similar a sua magia negra. Esse anel possui vontade própria sendo  capaz de deixar invisível quem o utiliza, mas também mudar completamente a personalidade do seu portador.

Tornando-o capaz de matar para readquiri-lo, podemos nota pela personalidade conflitante de Sméagol. Nitidamente é uma arma muito poderosa, porém eu não a usaria mesmo que minha vida dependesse disso (“ talvez” pensaria no assunto por alguns segundos).

Só pra fechar esta nova trilogia do Hobbit que é spin-off de O Senhor dos Anéis está fantástica, pois o dragão Smaug é simplesmente magnífico.

Eu nunca iria imaginar aquela mágica conseguida por Peter Jackson poderia vir a tona novamente e acabei me surpreendendo com os resultados.

A dinâmica entre Bilbo Bolseiro e o anão Thorin Escudo de Carvalho também chamou mina atenção, porque Thorin é chato pra cacete aquele seu ar de soberba. Estou na expectativa pra ver o último filme e pelo que aconteceu na Desolação de Smaug promete ser incrível.

Bom, essas foram as armas da ficção que eu conheço se você tiver mais alguma que se enquadre nesta lista deixe um comentário (até a próxima postagem).

Ober un evezhiadenn

Filed under As Armas Mais Poderosas da Ficção - Parte Final

Imagens

z-gil-elvgren

Pin-ups

Em minhas constantes viagens pela web encontro os mais diversos artistas e fico apreciando seus trabalhos com estilos exuberantes.

Confira na excelente galeria abaixo vários artistas que se consagraram por sua arte que destaca de maneira ímpar a beleza e também a sensualidade de suas pin-ups

Aqui temos: Gil Elvgren, Alazar, Enoch Bolles, Fiona Estephenson, Serge Birault, Edward Runci, Keith Garvey, Lorenzo Sperlonga entre muitos outros

1-earl-macpherson 2-earl-macpherson 3 4

9 10 11

6-Drinkerbell-max dixon 7-TheDragonPool-max dixon 8-Dryad-max dixon 9-BallBeater-max dixon 10-edward runci 11-edward runci 12-edward runci 14-arthur-saron-sarnoff 1 15-arthur-saron-sarnoff 2 16 17 alazar 0 alazar 1 alazar 2 alazar 3 alazar 4 alazar 5 alazar 6 alazar 7 alazar 8 alazar 9 BARON_VON_LIND beach-umbrella-by-howard connolly bill-medcalf 1 bill-medcalf 2 BILLY_DEVORSS carlos cartagena 1 carlos cartagena 2 dick-bobnick 1 dick-bobnick 2 earl-moran edward dancona 1 edward dancona 2 enoch bolles 1 enoch-bolles 2 enoch-bolles 3 fiona-stephenson-0 fiona-stephenson-1 fiona-stephenson-2 fiona-stephenson-3 fiona-stephenson-4 gil-elvgren (1) gil-elvgren (2) gil-elvgren (3) gil-elvgren (4) gil-elvgren joyce ballantyne 1 joyce ballantyne 2 Keith-Garvey 1 keith-garvey lorenzo sperlonga 1 Amazon, The Art of Lorenzo Sperlonga lorenzo sperlonga 3 ROBERT_MILLS serge birault 0 serge birault 1 serge birault 2 serge birault 3 serge birault 4 simon-eckert 1 simon-eckert 2 simon-eckert 3 ToonGirl31 wallpaper-alberto-vargas wallpaper-gil-elvgren 1 wallpaper-Gil-Elvgren wallpaper-pin up 1 wallpaper-pin up 2

 

2 Evezhiadenn

Filed under Imagens

Cosplay Girl

z

Dejah Thoris

A princesa de Marte é uma das musas mais sensuais do mundo da ficção científica. Influenciando toda uma vasta geração de personagens femininas que vieram depois.

Quando foi idealizada por Edgar Rice Burroghs era uma mulher sensual que não gostava de usar muita roupa vivendo praticamente nua.

Na web encontramos diversos artistas que postam pin-ups da princesa totalmente á vontade, mas a mudança interessante em seu modo de ser veio com a Dynamite transformando-a numa inteligente e corajosa aventureira extremamente capaz de se defender sozinha.

Confira na galeria abaixo alguma belas modelos que homenageiam Dejah Thoris e outras musas que escolhi.

Aqui temos: Babydoll, Velma, Mavis, Leeloo, Hermione, Padme, Uhura, Hitgirl entre várias outras

1 2 3 4 5 6 7 8

0 1 SONY DSC 3 4 5 6 7 8-xena 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 babydoll and amber by usagiyuu babydoll by Lacy Von Voorhees babydoll-laura bee 1 babydoll-laura bee 2 babydoll-laura bee 3 babydoll-laura bee 4 hermione granger jill valentine Carlotta Champagne 5th Element leeloo leeloo_fifith_element_ padme 1 padme 2 padme-Sara-Jean selene 0 selene 1 silk spectre 1 silk spectre 2 sucker punch 1 sucker punch 2 sucker punch 3 sucker punch 4

3 Evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z

Dejah Thoris

É a princesa de Marte que foi criada por Edgar Rice Burroghs, no livro Under The Moons of Mars. Na obra original Dejah Thoris é retratada como uma mulher sensual, de cabelos negros e bastante linda. Ela detesta usar roupas cobrindo o corpo apenas com jóias e outros ornamentos feitos de metais.

Dejah Thoris é filha de Mors Kajak e neta de Tardos Mors. Ela faz parte da raça marciana de “homens vermelhos”. Inicialmente como a maioria das mocinhas ela era representada como a donzela em perigo para ser resgatada pelo herói (um fato muito comum antigamente).

Com o passar dos anos a princesa foi evoluindo para uma mulher forte, inteligente, aventureira que demonstra ser corajosa e capaz de se defender  quando precisa.

As edições de Warlord of Mars, da Editora Dynamite desenvolveram este status quo da heroína. Logo depois a minissérie Warlord of Mars: Dejah Thoris, apresenta a vida da princesa 400 anos antes da chegada de John Carter a Marte (este material é inédito aqui no Brasil).

Assim que John Carter chega em Marte e é salvo pela princesa torna-se seu interesse amoroso e depois esposa dele. Depois a heroína torna-se mãe de Carthoris e Tala.

Dejah Thoris foi interpretada pela atriz Traci Lords, num filme de baixo orçamento que foi lançado direto pra vídeo, em 2009.

No filme John Carter: Entre Dois Mundos produzido pela Disney, em 2012.  O status quo da princesa foi mudado já que ela é regente da Academia Real de Ciências.

Além de princesa Dejah Thoris (Lynn Collins), é uma cientista que está prestes a descobrir algo que poderá salvar seu mundo (no filme ela tornou-se filha de Tardos Mors, que na verdade é seu avô).

A produção da Disney é boa baseando-se na obra original, mas infelizmente deixou a desejar por ter modificado todo teor de guerra  e selvageria que havia descrito nos livros de Edgar Rice Burroghs (transformando essa versão num filme fraco tipo água com açúcar).

Contemple na galeria abaixo algumas imagens da belíssima Dejah Thoris que garimpei na web

dejah-thoris-lynn collins

dejah-torhis-traci lords

 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 adam hughes artgerm arthur adams arthur-adams Dave Hoover 1 dave hoover 2 dave hoover 3 Deja_Thoris_watercolor_by_doonboy dejah_thoris_by_randygreen   elias chatzoudis 0 elias chatzoudis 1 Gardenio-Lima j. scott campbell 1 j. scott campbell 2 joseph-michael-linsner mario-chavez mark-brooks michael dooney

dejah-thoris-by-pardoart

mitch foust mitch-foust nickieboy2004 paul renaud terry dodson wallpaper 0-dejah-thoris-lynn-collins wallpaper 1- by joe jusko wallpaper 2-arthur adams wallpaper 3- by frank cho wallpaper 4-adam hughes wallpaper wallpaper-dave hoover wallpaper-dave-hoover wallpaper-Frank_Cho

 

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

joe-jusko

John Carter

É um herói dos pulps criado pelo escritor Edgar Rice Burroghs em 1912. Carter estreou no pulp The All-story Magazine, uma coletânea de aventura, com a história Under The Moons of Mars.

Carter não é tão conhecido popularmente quanto Tarzan, outro personagem criado pelo mesmo autor. John Carter primeiro surgiu nos livros, e teve diversas adaptações para as HQs (e mesmo assim ele ainda tem milhares de fãs).

John Carter é um veterano confederado da Guerra Civil americana que foi misteriosamente transportado até Marte, onde vive diversas aventuras com os marcianos e encontra locais com paisagens paradisíacas.

Quando chegou em Marte Carter foi capturado pelos guerreiros Tharks, uma tribo  de monstros verde que possuem quatro braços, mas foi resgatado pela princesa Dejah Thoris (ficando apaixonado por ela).

É interessante notar que Carter foi uma das inspirações para o Superman da Era de Ouro, pois no planeta Barsoom, como Marte é chamado pelos nativos. O herói pode saltar grandes distâncias e ganhou força sobre humana. Fato similar as explicações das manifestações dos poderes de Kal-El na Terra.

Nos gibis, John Carter teve sua primeira publicação pela Dell Publishing, em 1939. Depois a editora fez  uma segunda tentativa em 1952, no miolo da revista “Four Color”.

Ao longo das décadas desde 1939 até 2010 diversas editoras publicaram aventuras do herói entre elas: Gold Key, DC Comics, Marvel Comics, Editora EBAL aqui no Brasil, Dark Horse e por último a Dynamite.

A Dynamite demonstrou um trabalho perspicaz ao reinventar os heróis antigos trazendo novamente: Zorro, Lone Ranger, Besouro Verde e John Carter.

Na telona tivemos Princess of Mars uma produção de 2009, estrelada pela ex- atriz pornô Traci Lords que deu vida a Dejah Thoris, e também tivemos John Carter interpretado por Antonio Sabato Jr.

Desta vez deram uma atualizada no contexto transferindo a época pra Guerra do Afeganistão.  O Capitão John Carter (Sabato) após ser ferido no cumprimento do dever serve de cobaia num teste experimental envolvendo teletransporte.

O teste obteve êxito e Carter foi transferido para o planeta Barsoom que de forma estranha fica fora do nosso sistema solar. A premissa básica das aventuras do herói é respeitada como ganhar poderes , ser tratado como prisioneiro e resgatar a princesa Dejah Thoris (Traci Lords).

Porém nunca ouvi nada sobre esta produção feita pra DVD que deve ter sido muito ruim para deixa-la no limbo.

Em 2012 foi a vez da produção da Disney que ficou muito boa, mas não teve grande arrecadação.

John Carter: Entre Dois Mundos inicia sua narrativa pouco tempo após a Guerra de Secessão (1861-1865), pois o  Capitão John Carter (Taylor Kitsch – o Gambit de X-Men Origens: Wolverine) partiu para o Oeste em busca de Ouro. Seu estado psicológico está abalado com a perda trágica de sua família.

Numa caverna John Carter é transportado para Marte aonde é recebido por uma tribo de marcianos verdes.  Acho que o criador de  Ajax, o herói marciano da DC Comics acabou sendo influenciado também por John Carter, pois temos como exemplo:  o poder de mudar de forma e as raças diferentes de marcianos  que aparecem neste filme iguais ao Caçador de Marte.

Barsoom está morrendo, porque seus recursos naturais  estão praticamente esgotados. Isto pode até ser uma possível analogia para a Terra futuramente visto que a nossa maior preocupação agora é o meio ambiente.

Barsoom se encontra em uma guerra civil entre Helium e Zoodanga, cidades habitadas por marcianos vermelhos. A princesa Dejah Thoris (Lynn Collins que fez Silverfox de X-Men Origens: Wolverine) é prometida  em casamento para o rei de Zoodanga.

Outra coisa que gostei foram as aeronaves que funcionam a base de luz, porque parecem com navios da época dos vikings. As cenas de batalha, os cenários tudo funciona de maneira envolvente. John Carter: Entre Dois Mundos é uma aventura espacial das melhores que assisti, pois há até uma homenagem para o escritor Edgar Rice Burroghs que se torna personagem do filme.

Fato que me lembrou a animação Tintim: O Segredo do Licorne aonde o artista Hergé também é homenageado.

Pena que a Disney não encarou a produção como uma possível franquia, pois deixou a desejar quando retirou todo conteúdo mais denso que havia na obra de Edgar Rice Burroghs transformando em algo fraco (fazendo  um filme para crianças).

John Carter é um daqueles heróis da ficção científica que evocam aquele senso de justiça, aventura e mistério que havia nos antigos pulps (o clima de guerra, selvageria e sensualidade é bem melhor do que há no filme. Veja na galeria abaixo algumas imagens que encontrei na web

1-dell-comics 2 5 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 dc comics disney dynamite francesco-francavilla frank-frazetta gold-key joe jusko Joe-Jusko john carter John_Carter_of_Mars_(Dell,_1940) john_carter_or_mars_by_reillybrown John-Carter-taylor kitsch MARVELCoverTemp copy.indt marvel-comics michael-whelan Princess_of_Mars princess-of-mars

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Supergirl e Batgirl: As Melhores do Mundo

melhores-do-mundo

É uma aventura da linha Elseworlds ou Túnel do Tempo publicada em três partes na revista DC Millennium (n° 4, 5 e 6).

O roteiro de Barbara Kesel é bastante fraco, no entanto o único aspecto atraente é a presença da Supergirl e da Batgirl. Elas obviamente substituem os lugares de Kal e Bruce. Infelizmente o roteiro poderia ter rendido melhor, mas manteve-se no trivial de mostrar vilões como Lex Luthor e Coringa, numa versão anabolizada.

O artista Matt Haley não é nenhum top de linha, porém seu trabalho não está ruim. Ele consegue demonstrar os sentimentos dos personagens e nos faz adentrar no enredo de maneira eficaz, mas eu não gostei de sua Supergirl. Ela ficou pouco feminina e estava musculosa demais (fora isso tudo bem).

Nesta realidade Batgirl controla Gotham City com mão de ferro, pois a entrada de super-heróis está proibida (há um tipo de tratado de jurisdição para que isso não aconteça).

E há também o programa Oráculo, um sistema de monitoramento que me lembrou o Big Brother.

A formação da Sociedade da Justiça é que despertou meu interesse, porque tanto o Capitão Marvel quanto a Canário Negro são afrodescendentes.  Enquanto o Lanterna Verde escolhido foi  Abin Sur, o Flash usa um traje tecnológico e a  Dra. Meia-Noite (suponho que seja Beth Chapel) lembrando que ela morreu na continuidade normal.

Também há heróis que nunca vi como Intercepta, Vectron e Revenant mais notei a presença do Tarântula na equipe. Ele é um daqueles antigos vilões do Batman na nossa Terra que atualmente está no limbo.

Bom, Lex Luthor vai fazer uma visita a Gotham City para prestigiar o lançamento do livro, A Besta Binária, da escritora Barbara Gordon que faz muito sucesso e a Sociedade da Justiça está lá para protege-lo.

No entanto o careca é sequestrado pelo Coringa que usa uma fórmula destilada de kriptonita que lhe confere superforça (um veneno igual ao que Bane usa).

Isto me lembrou a excelente animação Superman & Batman: Inimigos Públicos, no qual Lex vira presidente dos Estados Unidos e secretamente também usa uma fórmula deste tipo.

Voltando, o Professor Hamilton deseja vingança contra Lex que roubou seus estudos científicos sobre a nave alienígena e o bebê alienígena (infelizmente foi morto por exposição a kriptonita).

sociedade

Nessa realidade não há Superman, pois a nave não foi encontrada pelos Kent, porém a Supergirl também chegou nesta Terra. E quem a acolheu foi a Mulher Maravilha adotando-a e criando como uma filha.

Constatei que todo aquele sentimento de euforia e adoração que as pessoas sentem por Kal na nossa Terra (devido a sua ausência foram transferidos para a Moça de Aço).

Desta vez a loucura do Coringa é uma paixão doentia pela Batgirl, pois quer provar ser merecedor do amor e atenção da vigilante da noite. Há alguns anos atrás quando Barbara ainda era uma menina seus pais foram assassinados quando saiam do cinema.

O Comissário Gordon não tolerava o crime em Gotham e interviu quando Joe Chill estava tentando assaltar a família Wayne.

Barbara foi adotada pelos pais de Bruce e desde cedo ela devotou sua vida aperfeiçoando mente e corpo para combater o crime. Bruce Wayne se tornou além de irmão, um amigo, financiador da Batgirl e conselheiro no combate ao crime (no estilo do Alfred).

A parte interessante é ver que o traje da Batgirl é nanotecnológico fazendo a troca de roupa ser mais rápida e achei muito estranha a sua versão do Batmóvel que está parecendo um carro da linha Hot Wheels.

Bom, quando a Supergirl sabe da notícia do sequestro de Lex ela voa desabalada para Gotham, porque “acreditava” que o careca gostava dela como se fosse um pai.

Porém a Batgirl a encontra e revela toda verdade por trás da benevolência do empresário no prédio da LexCorp (seus negócios renderam milhões a base da tecnologia kriptoniana do bebê morto).

A raiva de Kara ao descobrir toda a verdade sobre seu “herói” a fez quase perder a razão se não fosse a intervenção da Batgirl. Ainda há uma luta contra o Coringa bombadão que a deixa debilitada e enquanto Luthor revela tudo que fez a Batgirl sorrateiramente expõe toda a conversa pra TV.

Assim que Lex sai do prédio os repórteres já estão esperando uma declaração e seus advogados já o protegem. Distante dali no Kansas Kara enterra o pequeno Kal-El e logo depois Barbara numa noite de autógrafos lança mais um livro.

Kara surge pedindo um autógrafo e pelo que entendi uma nova aliança foi forjada já que  elas não viraram apenas parceiras, mas amigas.

Este é um mundo aonde nem o Superman e nem o Batman estão lá para salvar a população, mas de uma maneira incrível o universo conspirou para que surgissem  duas heroínas que podem muito bem sustentar o legado a altura destes campeões.

Esta não é uma das minhas aventuras preferidas, mas a forma como Supergirl e Batgirl foram mostradas é que despertou meu interesse.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Supergirl e Batgirl: As Melhores do Mundo

Artista

z

Mario Chavez

Como sempre quando estou de bobeira pela web ou no Deviantart acabo encontrando algum artista que me deixa entusiasmado.

Notei que Mario Chavez possui dois tipos de trabalho um está mais focado nas personagens de animes, gibis e filmes (demonstrando algo mais cartunesco). Enquanto no outro havia mulheres numa versão mais realista.

É claro que gostei de ambos, porque Mario Chavez tem um estilo bastante sexy que nos faz viajar pelas suas exuberantes pin-ups.

Suas personagens nos deixam com aquela imensa vontade de apreciar mais e mais e mais…

A única coisa que eu gostaria mesmo de ver era seu trabalho colorido, pois pra mim daria um acabamento melhor realçando sua arte.

Confira na galeria abaixo sobre o que estou falando

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 39

42

40 41  43 44 45 46 47 48 49 51 abbey_chase aphrodite_ix Black_Cat black_widow cloak_and_dagger coelha-branca dejah-thoris estelat gladiator jasmine rocket_racer shanna

whoops_by_mariochavez

mario-chavez (1) mario-chavez (2) mario-chavez (3) mario-chavez (4) mario-chavez (5) mario-chavez (6) mario-chavez (7) mario-chavez (8) mario-chavez (9) mario-chavez (10) mario-chavez (11)

wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista