Monthly Archives: Mae 2014

Cosplay Girl

dayna-baby-lou 1

Cammy

É uma das musas do famoso game Street Fighter mais querida pelos fãs. Além de ter sofrido lavagem cerebral da Shadaloo imposta pelo terrível M. Bison.

Seu passado é bastante nebuloso e confuso, pois não sabemos se ela teve realmente uma vida própria ou se surgiu somente para ser um clone do vilão.

Fora isso ela pertenceu ao grupo de espionagem Delta Red possuindo um forte treinamento das forças especiais aliada as técnicas de assassinato impostas pela Shadaloo (tornando-a uma adversária extremamente perigosa e poderosa).

Confira na galeria abaixo além da modelo cosplayer Dayna Baby Lou temos outras que homenageiam, Cammy nossa musa.

dayna-baby-lou 0  dayna-baby-lou 2 dayna-baby-lou 3 dayna-baby-lou 4 dayna-baby-lou 5 dayna-baby-lou 6 dayna-baby-lou 7

z

0 1.1 1 2 3 4 5 6 720

8-alisa-kiss 9-alisa-kiss 10 11 12 13 14   18 19  21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33

16

34 36 40 41 Photo by KenEden.com 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z

Cammy White

É uma das heroínas mais cultuadas dos games (principalmente pelas modelos cosplayers). Cammy fez sua primeira aparição no jogo Super Street Fighter II: The New Challengers. Ela foi a segunda personagem feminina a surgir no game, porque anteriormente tivemos a Chun-Li.

Cammy, nasceu na Inglaterra e pertence ao Delta Red que faz parte do MI-6, uma divisão de espionagem do serviço britânico (alguém se lembrou de James Bond?).

Inicialmente Cammy era uma das assassinas de M. Bison pertencendo a uma unidade de elite com assassinos bem treinados, da Shadaloo. Nesta unidade além de Cammy ainda haviam 12 meninas raptadas que tiveram seu DNA alterado e que ficaram conhecidas como Dolls (Killer Bee era o codinome de Cammy).

Dizem as lendas que Cammy “talvez” seja um clone com corpo perfeito para que M. Bison possa usa-la no futuro caso tivesse algum dano terrível ao seu corpo ou morresse (isso é bastante bizarro). Todas as Dolls são extremamente leais ao vilão sendo controladas pela Psycho Drive e a melhor assassinas de todas é a Cammy, uma das mais fiéis seguidoras dele.

Quando Cammy foi designada para lutar contra Dalshim perdeu pro poder de yoga do indiano que a deixou inconsciente (lhe mostrando toda verdade sobre M. Bison e a Shadallo). E somente a partir deste momento foi que ela percebeu que estava sendo manipulada.

Pouco tempo depois de ter feito esta descoberta Cammy acabou lutando contra Vega que havia sido enviado para espiona-la. Então ela pede que Vega vá embora, porque não queria machuca-lo, porém não teve jeito e eles começaram a lutar. Só que Vega perde a luta propositalmente, porque sua ordem principal era pra mata-la (acho que o loirinho ficou encantado pela beleza dela).

Vega revela a verdade que foi enviado para extermina-la, porque sua lavagem cerebral estava perdendo o efeito. Diante disso Cammy ficou meio aturdida, pois estava ficando consciente de suas ações (indo para a base a fim de obter algumas respostas). Só que a organização ainda tinha a intenção de matar Cammy e mandou Juni e Juli, pertencentes ao grupo Dolls para concretizarem o ato (mais Cammy conseguiu derrota-las).

Durante a luta ela consegue convencer as Dolls que estavam sendo manipuladas e também convencendo toda equipe a enfrentarem M. Bison, porém durante o confronto ele da um ultimato (se morrer levará todas consigo, porque nunca deixará que tenham vida própria).

Quando a organização estava sendo invadida por Guile, Chun-Li e Nash para prender M. Bison. Tanto Cammy quanto as Dolls partem pro Psycho Drive para tentar se salvarem. Cammy põe todas as Dolls na máquina, mas acaba desmaiando (sendo salva por Veja que também a coloca na máquina).

Eu não sei se as outras Dolls conseguiram se salvar, porém quando a instalação da Shadaloo estava para explodir Vega retira Cammy do Psycho Drive e a deixa no Delta Red. Cammy acorda sem memória e treina na  tropa por 3 anos até o inicio da próxima competição.

Lembrando que no anime Street Fighter II: The Animated Movie, Cammy agindo sog efeito da lavagem cerebral é enviada por M. Bison a Inglaterra para assassinar um importante ministro.

Só pra constar, em Street Fighter II V outro  anime que foi exibido no SBT. Temos a heroína agindo de uma forma diferente, pois ela é uma mercenária que trabalha pra M. Bison. E sua missão é assassinar o pai de Chun-Li, o inspetor Dubal.

Por ser católica ela aparece sempre rezando antes e depois de suas missões, mas mata friamente usando um cordão de crucifixo como arma para enforcar seus adversários.

A única atriz que já teve a chance de interpretar nossa musa foi a cantora Kylie Minogue, na infame adaptação de 1994.

Em Street Fighter: The Animated Series, temos uma versão da Cammy conectada ao filme. Ela era uma agente do MI5 que entra no grupo de Guile por quem sente uma atração. Durante alguns episódios ela é sequestrada por M. Bison sofrendo uma lavagem cerebral, porém mais adiante consegue recobrar a memória.

Aqui temos a mesma tragédia que Chun-Li vivenciou, porque Cammy também perdeu seus pais mortos por M. Bison.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da musa dos games Cammy White que garimpei na web

Kylie Minogue 0 kylie minogue 1 kylie minogue 2 kylie minogue 3 kylie minogue 4

david-yardin

0 1 3 4 5 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 20 21 22-Warren Louw 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 artgerm cammy___street_fighter__with_bison_costume_by_ysrrael_takeshi Cammy_by_kandoken Cammy_by_zaidoigres cammy_sf_swimsuit_special_tribute__by_felsus cammy_white_by_djok3 cammy_white_by_jun_de_felipe_by_rodelsm21 cammy_white_by_jun_de_felipe-by_rodelsm21 cammy_zero_by_capoman2000 cammy-by-poibuts cammy-sf-tribute-by_benjaminang chun-li-vs-cammy cross_kick_by_quirkilicious  Dolls_by_streetfighterart eddie holly ganassa mario-chavez shunya-yamashita

Street-Fighter thony silas wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper_by_garang76 wallpaper-street-fighter

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

z

Ryu Hoshi, Street Fighter

O famoso Street Fighter é um jogo que surgiu no Super Nintendo e entrou para a história como um dos maiores jogos de luta de todos os tempos (sendo produzido pela empresa Capcom).

Aonde temos diversos lutadores com os mais diferentes estilos vindos do mundo todo (Japão, China, Estados Unidos, Jamaica, China, Índia e etc…).

Bom, eu nunca fui com a cara do Ken Masters, porque cresceu como um moleque mimado e indisciplinado. Ainda mais por ser rico pra caramba está absurdamente longe da minha realidade (é a minha desculpa pra inveja, pode ser?).

Então voltei minha atenção pro Ryu, um menino órfão que foi adotado por Sheng Long, o mestre de artes marciais dele e do Ken. Aliás Ken e Ryu possuem algo que gostei logo de primeira, porque além de serem amigos também são rivais nas lutas (algo que lembra muito Charles e Erik, da Marvel).

Ambos me deixaram entusiasmado por praticarem um poder especial chamado Hadouken (e também sua variação o Shoryuken). Tanto Ryu quanto Ken ficam fazendo movimentos circulares com os braços, concentrando energia nas mãos e depois de juntar os pulsos arremessam na direção do oponente, é fantástico.

Confesso que não sou um grande fã de game, mas adoro Pacman (também não sou tão chato assim). Só passei a conhecer os personagens com a animação Street Fighter II: The Animated Movie, que lembro que na época fiquei maravilhado quando assisti no antigo VHS.

O anime é baseado na segunda versão do jogo e sua história começa com Ryu lutando contra Sagat, o campeão de Muay Thai. O combate é exaustivo, mas  Ryu usa potentes golpes de Shoryuken e vence utilizando o Hadouken (consagrando-se campeão mundial). A parte interessante é que a maioria dos personagens do jogo participam da narrativa.

E então temos a linda Cammy que foi enviada pela Shadaloo pra Inglaterra para assassinar um político local. Ela havia sofrido uma lavagem cerebral (tornando-se marionete da organização criminosa). A bela Chun-Li ganha destaque como uma integrante da Interpol que tentar vingar a morte do pai causada por M. Bison.

Alias o vilão é um dos mais assustadores e cruéis que eu já conheci deixando até o terrível Darkseid no chinelo de tanta maldade, pode acreditar. Seu incrível Poder Psíquico é algo tão surpreendente que aumenta sua capacidade de luta nos combates.

Voltando, no anime ainda tivemos Guile que se une a Chun-Li para derrotar as forças de M. Bison. E logo viajam para alertar Dee Jay que estava lutando numa loja de música e também sendo observado por um ciborgue (todos os lutadores estavam sendo observados pela Shadaloo).

O anime é bom, porque tanto Ken quanto Ryu viajam pelo mundo testando suas habilidades. Aonde presenciamos seus desafios seja contra T. Hawk (versus Ken) ou Fei Long (versus Ryu). Lembrando que Fei Long é uma homenagem ao inesquecível Bruce Lee. E pra mim fiquei conhecendo o estranho Blanka que luta pelo Brasil e possui a capacidade de emitir choques elétricos (Pikachu é uma cópia barata e fofa dele).

M. Bison esta a procura de outros integrantes para sua organização que já tinha como seus comandados: Sagat, Balrog e Veja. Seu desejo era convencer Ryu, mas como não conseguia encontra-lo capturou Ken que estava na companhia de sua namorada Elize (fazendo lavagem cerebral no rapaz).

Temos o grande ápice das lutas quando Ryu estava treinado com E.Honda no Himalaia. E M. Bison aparece de repente num avião usando Ken para lutar contra Ryu . Enquanto Guile tenta inutilmente vencer o vilão, temos Balrog lutando contra E.Honda.

Ryu evita lutar contra seu amigo que acaba despertando do controle mental e ambos se unem para derrotar M. Bison. A melhor característica do anime foi ter sido bastante fiel ao jogo e talvez até melhor dando ênfase no relacionamento de amizade entre Ken, Ryu e também pelas incríveis cenas de batalhas entre os personagens.

Se não me engano Street Fighter possui diversas versões animadas algumas valem a pena parar pra assistir, pois são animes e há uma muito ruim que infelizmente ainda me recordo dela.

Bom, praticamente pela mesma época de The Animated Movie o SBT exibia dois desenhos do game. Um era Street Fighter II V, que foi também uma versão do segundo jogo. Nele temos Ken e Ryu num caracter design mais refinado do que no anime descrito no texto acima.

Depois de terem sido facilmente derrotados por Guile Ken e Ryu partem pelo mundo buscando aprimorar suas habilidades de luta. A parte legal é que durante o decorrer da série eles interagem com outros lutadores como: Dalshim, Chun-Li e Fei Long.

E não poderia faltar o principal vilão do jogo M. Bison, que surge como chefe da organização Shadaloo que obviamente persegue os heróis durante suas aventuras.

Só que o segundo era uma versão criada nos Estados Unidos conectado naquele filme infame, com Van Damme (a abertura é bastante trash com Chun-Li arrebentando um tanque todinho apenas com o pe).

Street Fighter: The Animated Series, infelizmente deixou Ken e Ryu de lado para tornar Guile como herói principal (gritando Sonic Boom diversas vezes).

O enredo é que havia uma equipe comandada por Guile que tinha como integrantes: Ryu, Ken,  Chun-li, Blanka e Cammy que tinha um código de honra tipo: disciplina, responsabilidade e justiça (olá, Thundercats!).

E seu principal objetivo era derrotar M. Bison que deseja conquistar o mundo através de sua organização terrorista Shadaloo (mais clichê do que isso não existe).

A única coisa diferente é que o Capitão Sawada que aparece no filme é incluído neste desenho (e também Gouken). E durante alguns episódios também temos participações de: E.Honda, Dee Jay, Akuma, Fei Long, Rose, Sakura, Balrog, Vega entre outros.

Foi uma cópia deslavada, sem graça e de quinta categoria do marcante G.I. Joe e mesmo eu sendo um nostálgico de carteirinha não gostaria de rever esta versão.

Durante estes 27 anos de existência o Street Fighter vem conquistando milhares de fãs ao redor do mundo. Sinceramente eu gostaria que lançassem um novo filme com roteiro coerente pra telona já que agora possuem tecnologia suficiente para torna-lo possível e principalmente uma franquia rentável.

Só pra constar naquela terrível adaptação dos anos 90, Ryu foi interpretado pelo ator Byronn Mann.

Por enquanto podemos apenas ficar apreciando Street Figther: Assassin’s Fist, no Youtube.

Confira na galeria abaixo algumas imagens dos personagens do game que pesquei na web

1 2 3 4 5 6 7 8 9 abel adon Akuma Balrog birdie c.viper charlie Cody-by_GENZOMAN dan-hibiki Deejay_by_UdonCrew Dhalsim Dudley eagle Edmond-Honda Elena-by_GENZOMAN evil ryu Evil-Ryu fei-long geki gen Guile guy Hakan ibuki joe Karin Ken-Masters lee M.-Bison Maki_by_GENZOMAN nash retsu rolento Rose_by_UdonCrew ryu_and_ken_street_fighter_ii_v_by_myroboto Ryu_by_atombasher Sagat Sakura_by_UdonCrew Sodom Street_Fighter_II_Turbo_4b_by_UdonCrew Street_Fighter_X_Tekken_by_GENZOMAN street_fighter-twelve_by_genzoman T-Hawk Vega

Wallpaper-ryu-by_Asiancat

wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper-blanka yang Yun

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Cosplay Girl

z

Vampira

Nossa musa  é conhecida por causa de sua habilidade mutante de sugar a vitalidade, assim como também a memória e os poderes de quem tocar com suas mãos.

Algo que sempre deixou Anne Marie bastante aborrecida é não poder manter um contato físico com quem ela gosta.

Além das habilidades que adquire da pessoa que absorveu, nossa heroína possui fator de cura, força e voo, poderes absorvidos da heroína Miss Marvel (do período em que era uma vilã).

Filha da Mística e irmã do Noturno é uma das heroínas mais importantes do Universo Mutante dos X-Men.

Na antiga franquia cinematográfica dos X-Men, Vampira foi interpretada pela atriz Anna Paquin.

Na galeria abaixo temos várias modelos cosplayers que homenageiam a Vampira

Confira também versões femininas dos heróis Thor, Colossus, Justiceiro, Doutor Estranho entre outros

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Grandes Astros: Superman

1

A HQ

Sem sombra de dúvidas é uma das melhores e mais gratificante história do Azulão de todas que já tive o prazer de ler. All Star – Superman é um grande clássico que conta com arte de Frank Quitely e roteiro de Grant Morrison. Chegou a receber merecidamente o prêmio Eisner Award (um tipo de Oscar dos quadrinhos).

A trama se divide em 12 edições e a leitura ficou rápida por causa das poucas páginas que cada revista possui (deve ter sido muito ruim esperar esse tempo todo para completar a coleção).

A arte de Frank Quitely é densa num estilo cru e fora do comum. Enquanto seus heróis possuem um porte altivo e elegante em contra partida visualmente suas mulheres não são nada atrativas (foi a primeira vez que vi Lois ficar tão feia).

O roteiro de Grant Morrison a primeira vista parece muito simples, mas na verdade é absurdamente complexo. Se a história principal se concentra na morte do Azulão causada propositalmente pelo careca Lex Luthor (o herói num resgate se aproximou demais do sol ficando com seu corpo saturado de energia).

Aqui temos uma alusão a mitologia grega com Kal tentando realizar 12 trabalhos para ficarem como legado pro futuro da humanidade (seu desenrolar é repleto de referências a personagens e histórias do herói ao longo das décadas).

Lembrando que o Azulão está bem diferente usando o uniforme indestrutível, pois a sunga ficou parecendo um short e a capa diminuiu.

O fato é que foi baseado no Superman da Era de Prata algo entre os anos 50 e 60 (se não me engano). Numa versão mais inteligente e complacente que difere demais daquele que acompanhamos atualmente. Eu ainda cheguei a ler alguns gibis deste período com o Azulão que podia viajar no tempo apenas voando, a Fortaleza da Solidão com aquela chave dourada enorme, aonde tinha vários super robôs do herói, diversas kriptonitas coloridas e a cidade engarrafada de Kandor.

E se não me engano havia umas coisas bizarras como os superanimais (Krypto, Beepo, Rajado e Cometa) e também a participação do kriptoniano, com Batman e Robin no gibi World’s Finest em aventuras pra lá de surreais. Eu não posso esquecer que esse período é marcado pelo surgimento da Supergirl (Kara Zor-El) e do Superboy geralmente com aventuras em Pequenópolis (Smallville hoje em dia).

Outro fato marcante é que Pete Ross era seu melhor amigo e confidente, em Smallville.  Enquanto Lex e Clark já se conheciam crescendo juntos (foi quando Lex perdeu os cabelos ruivos ficando careca devido a um experimento culpando o Garoto de Aço pela tragédia).  Fora isso ainda haviam mais inimigos como Brainiac, Bizarro n° 1, Homem de Kriptonita e a Legião dos Supervilões.

No amor tanto Lois Lane quanto Lana Lang e Lori Lemaris dividiam a atenção e a afeição do Homem do Amanhã. Jimmy Olsen se consolidou como ajudante do Azulão enchendo a paciência com aquele relógio sinalizador pra tira-lo de alguma enrascada (aqui temos até uma transformação bizarra sendo uma homenagem para aquelas que aconteciam nesta época).

Pra fechar o editor Julius Schwartz, o escritor Otto Binder, os artistas Win Mortimer, Murphy Anderson e Curt Swan tiveram o privilégio de trabalhar com o Super e marcar para sempre fatos que repercutem até hoje nas histórias do herói. Aliás Curt Swan é o artista que mais trabalhou nas edições do Homem de Aço tendo criado seu visual definitivo.

Voltando, a narrativa se concentra em mostrar um Clark Kent atrapalhado como pessoa, mas eficiente com as palavras (demonstrando aquela diferença básica entre Superman e Clark na maneira de agir e se comportar).

Fica evidente o assombro de Lois quando ele revela sua verdadeira identidade causando um tipo de D.R. (discutindo a relação algo que a grande maioria das mulheres adora fazer).

Além dos principais Lois e Jimmy houve até um espaço maior para seus colegas de equipe aparecer desde seu chefe Perry White que brada pra caramba, a caçadora de homens Cat Grant e o convencido do Steve Lombard (um mala sem alça difícil de carregar).

A HQ é um prato cheio pra mim, porque possui diversos assuntos interessantes como a Tropa Superman composta pelo Superman da Quinta Dimensão, Superman Desconhecido de 4. 500 DC, Superman de 853. 500 D.C e pelo próprio Azulão numa versão futura (quantas histórias deste grupo poderiam ser exploradas?).

Outras aventuras merecem destaque como aquela que aconteceu no mundo bizarro chegante até a me dar dor de cabeça pra entender aquilo tudo dito ao contrário e o Zibarro é uma analogia ao próprio Azulão.

Enquanto, Bar-El e Lilo serviram somente pra comprovar que Kal justamente por ter convivido com aquela educação moral rígida e vida simples que veio de Jonathan e Martha cresceu associando os costumes da humanidade, pois senão iria impor sua superioridade sobre todos nós (tornando-se um ditador tirano).

Mais sinceramente o que me deixou estupefato foi o Superman ter criado um planeta Terra. Isto é a nossa realidade apenas pra saber como seria um mundo aonde ele não existisse (é pra deixar qualquer um pirado).

A HQ é empolgante por se tratar de uma narrativa com diálogos inteligentes envolvendo muita teoria científica numa trama que preza toda mitologia do Superman.

all-star-superman

DVD

Como sintetizar 12 edições num DVD de apenas 75 minutos? A tarefa não foi nada simples, pois a história original é bastante rica e intensa. Aqui optaram não se basear no trabalho de Frank Quitely pra arte do DVD (pra ser sincero ficou melhor).

Só pra constar temos apenas figurinhas carimbadas nesta produção como Bruce Timm, Sam Register, Dwayne McDuffie e principalmente a trilha sonora composta por Christopher Drake que ficou magnífica. Acentuando os momentos de ação importantes e ajudando a imprimir aquele significado de herói nas atitudes do Azulão.

Quem leu o gibi sabe que possui diversos desdobramentos de subtramas sendo mostrados. Então nós sabemos que não conseguiriam adaptar tudo resultando em cortes que as vezes ficavam totalmente sem nexo de tão grosseiros.

No entanto se nos atermos no geral conseguiram demonstrar algo fantástico.  Mantiveram a fidelidade ao gibi, mas infelizmente perderam algumas coisas cruciais pelo caminho como a passagem da Tropa Superman enfrentando o Cronóvoro e por consequência a perda de Jonathan, um momento muito triste e significativo.

E temos também uma cena semelhante quando Clark “desmaia” no Planeta Diário tendo uma experiência no além vida encontrando Jor-El e tendo que fazer uma escolha crucial (finalmente descansar ou voltar pra salva  o dia novamente).

Será que alguém notou caras mais chatos e pretensiosos que Atlas e Sansão? E será que somente eu achei ridícula a pergunta da Ultra-Esfinge que parecia ser algum enigma tipo caramba e no final das contas era apenas sobre um carro?

Bom, pra ser sincero apesar das poucas cenas de ação a preocupação aqui é a de revelar o ideal heroico de Kal e tudo que representa (até mesmo seu maior arqui-inimigo caiu em si constatando tal fato). Por se basear numa versão antiga do herói a história poderia até ser pedante pra quem procuram só batalhas e explosões, mas o nível aqui é outro.

Sua ação é lenta não há muitas cenas empolgantes e seu enredo é feito pra gente pensar (não que isso seja ruim, pois pra mim é justamente seu maior ponto positivo).

É claro que os melhores aspectos foram mostrados como o Azulão estar morrendo, a Lois ganhando superpoderes, aquele velho embate ideológico entre Lex e Superman que ganhou ares até de filosofia.

Aliás as divergências entre eles são momentos cruciais da narrativa como quando Lex comenta sobre justiça, honra e verdade. Sentimentos abstratos que não podemos medir ou tocar, mas que definem tudo aquilo que o Homem de Aço representa.

Ou ainda quando Lex tem consciência da teoria do campo unificado, a qual diz que tudo no universo está conectado (algo que Thanos já havia presenciado quando absorveu o poder total).

No final fica subentendido que “talvez” Kal não tenha morrido, pois está apenas consertando o sol (pra mim suponho que ficou igual a DC: Um Milhão, na qual estava descansando por lá durante séculos, quem sabe?)

Grandes Astros: Superman nos envolve pelo drama pessoal no qual o herói passa seus últimos momentos de vida. Uma situação que normalmente não estamos acostumados a vê-lo demonstrar (sua fragilidade diante da morte inevitável).

 

 

 

2 Evezhiadenn

Filed under Grandes Astros: Superman

Imagens

z-rogue-mike deodato jr.

Vampira

Famosa por causa de sua inconfundível mecha branca no cabelo, Anna Marie é uma das heroínas mais belas e queridas do Universo Marvel.

Rogue é uma mutante que foi criada pelo lendário Chris Claremont e também por Michael Golden.  Surgindo pela primeira vez na edição The Avengers Annual # 10, em 1981.

Só pra constar Vampira é uma mutante de nível Ômega, um dos mais elevados de todos os níveis que existem (Jean possui o mesmo nível de energia).

Um fato interessante é que Anne recebeu o nome de Vampira aqui no Brasil, porque ela é capaz de absorver tanto os poderes quanto a memória, habilidades, força vital e diversas outras características de quem tocar.

A pessoa tocada pela heroína sofre tonteira, desmaios e até dor, mas dependendo do nível de poder do absorvido pode dominar o corpo da Vampira.

Vampira teve uma infância bastante sofrida, pois teve problemas com seus pais e foi criada por sua tia Carrie. Resolveu fugir da casa dela e depois de algum tempo foi adotada pela Mística que tinha um relacionamento  amoroso com a Sina.

Sua falta de sorte começou a piorar na adolescência quando tentou beijar o garoto Cody Robbins seus poderes se manifestaram e ela absorveu todas as memórias dele (deixando-o num coma permanente).

Sentindo-se desesperada pelo ocorrido pensando que não poderia ter uma vida normal, Vampira se aliou a Mística em suas ações criminosas e entrou pra Irmandade de Mutantes sendo nessa época que absorveu todos os poderes de Miss Marvel e deixando a heroína em coma.

Foi desse período que adquiriu fator de cura, super força, invulnerabilidade e voo poderes que ficaram permanentemente com ela.

Depois de algum tempo, Anne viu que não conseguia controlar seus poderes. A pior parte é que estava dividindo sua existência com a mente de Carol algo que a estava enlouquecendo e como Mística não tinha condições de auxilia-la. Então como única solução foi até a Mansão X pedir ajuda pra Charles que a deixou entrar pra equipe.

O restante dos filhos do átomo não gostaram da ideia de ter uma vilã em sua companhia, mas Charles viu que o pedido dela era sincero. Em contrapartida, Carol que estava sem poderes e morando na Mansão decidiu sair de lá.

Ela somente foi aceita por todos na equipe quando arriscou sua própria vida salvando Mariko Yashida (o grande amor do Logan).

O relacionamento mais famoso dela é com Gambit (Remy LeBeau) vivendo num tipo de amor platônico, porém houve uma época em que a Vampira estava apaixonada pelo Longshot. Ela disputava a atenção do rapaz com a heroína Crystal que acabou ficando com ele.

Outro relacionamento importante da heroína foi com o vilão Magneto quando estava na Terra Selvagem (anulando os poderes dela através de seu magnetismo). Durante a Era do Apocalipse, Vampira foi casada com Magneto e tinha um filho com ele.

Nossa musa participou de algumas séries animadas dos X-Men a primeira foi a famosa e inesquecível versão dos anos 90. Sua personalidade estava de acordo com o que líamos nos gibis e sua beleza foi um dos grandes destaques daquela época.

Depois temos, X-Men: Evolution aonde alguns dos personagens da equipe retornaram pro modo como surgiram (sendo adolescentes que estavam aprendendo a usar seus poderes).

Vampira tem um visual gótico surgindo logo na primeira temporada ao manifestar seu dom mutante e sendo induzida pela Mística pra entrar na Irmandade de Mutantes. Somente alguns episódios depois ela descobre que foi enganada por Raven e decide entrar pros X-Men. Vampira também fica sabendo que Noturno é seu meio irmão.

Durante o episódio duplo Horizonte Negro, Vampira rouba os poderes de todos os mutantes (X-Men, Irmandade de Mutantes e Acólitos). ela estava sendo controlada mentalmente por Mesmero e acaba despertando o antigo mutante Apocalipse.

Mesmo sendo controlada é neste episódio temos a comprovação de que Vampira é uma das mutantes mais poderosas da equipe. Lembro que em alguns episódios rola até um interesse da parte dela pelo Scott (que ficou gamado na Jean).

Já, Wolverine e os X-Men, é uma adaptação da HQ Dias de Um Futuro Esquecido e Vampira desde que Charles e Jean desapareceram está infiltrada na Irmandade de Mutantes.

Logan fica relutante em aceitar sua ajuda, mas ela acaba retornado pra equipe (desta vez Anne demonstra um jeito mais maduro de agir).

Na telona a única atriz que interpretou nossa musa é Anna Paquin e a heroína teve seu nome mudado pra Marie D’Acanto.

No primeiro, Vampira estava fugindo de casa após descobrir seus dons e após um ataque sofrido pelo Dentes de Sabre que estava atrás do Wolverine a mando do Magneto (entra pro Instituto Xavier).

No segundo filme engata um namoro com Bobby Drake, mas depois que a mansão foi atacada por homens de William Striker foge pra casa do namorado. Sendo salva pelos X-Men.

Em, X-Men 3: O Confronto Final, a empresa Worthington Labs desenvolveu uma vacina milagrosa que suprime o gene x (divulgando uma milagrosa cura mutante).

Vampira desiludida por Bob mostrar interesse pela Kitty vai a procura da tal cura.

Esse não é meu filme preferido da franquia mutante por causa do péssimo roteiro apresentado, porém tem ótimos efeitos especias e uma boa qualidade nas cenas de ação.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da belíssima Vampira que garimpei na web

1.1-anna paquin 1.2-anna paquin 1 2 3-rogue_by_mmcdart 4 5.1 5 6 7 8 9 10 11-j. scott campbell 12-bruce timm 13-ed benes 14 14-marcio takara 15 15-rogue_by_fredbenes 16-mark brooks 17-marcio abreu 18-adam hughes 19-boris vallejo 20 21-ebas

david-yardined-benes

pinup_rogue_and_storm_commission_finale_by_dinei storm__shanna_rogue_savage_land_colors_by_vic55b

22.1-rogue_by_carlosbragaart80_by_kenkira 22 23-elias-chatzoudis 24-daikkenaurora

savage_rogue__b__by_rodel_martin_by_vmiferrari savage_rogue_by_rodel_m__by_vmiferrari savege_by_mystic_oracle

savage_rogue_by_diabolumberto

ed_benes_savage_land_rogue_by_mystic_oracle

26-diego_bernard 25

rogue

savage_land_rogue_by_dandonfuga27 31-terry dodson 32 33 black_queen_by_deilson_by_kenkira dave-hoover  dazzler_by_elias_chatzoudis domino emma frost-by-al rio jean grey jubileu-by-gorrem Kitty Pride mark-brooks monet Moonstar_by_Mitch_Foust pixie_dave_hoover polaris rachel-grey statman71 storm-belldandies terry dodson vampira 0 wallpaper 1 wallpaper 2.1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5-by tony silas wallpaper 6 wallpaper 7-by-ed-benes

wallpaper 8 wallpaper-alex-ross wallpaper-aphrodite-ns wallpaper-by-mitch foust wallpaper-Magia wallpaper-x-girls

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Artista

z

Sthepane Roux

Possui um estilo muito peculiar de mostrar sua arte. Exibindo um misto de  formosura e sensualidade, pois suas pin-ups estão agindo de maneira simples e muito natural.

Deixando-nos a vontade para contemplar mais e mais do  seu belíssimo trabalho.

Na galeria abaixo temos nossas musas:Mulher Gato, Supergirl, Baronesa, Vampirella, Gata Negra, Misty Knight, Princesa Leia, She-Ra, Zatanna, Red Monika entre várias outras.

Confira aqui a arte esplendorosa de Stephane Roux

 0 1.1 1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 abbey-chase batwoman bettie-and-marilyn betty black cat black-canary black-cat bride_of_frankenstein catwoman-steampunk chun_li dani-moonstar dream-girl gator_girl harley-quinn jungle-girl lady-loki leia 2 leia magdalena misty-knight ms.marvel nightshade oracle red_monika red_sonja rocketeer rocket-space rogue sheena snowbird star_saphirre the_phantom tigra vampirella witchblade

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

Cosplay Girl

z

Vespa

Janet Van Dyne é umas heroínas mais antigas da Casa de Ideias pelo quevemos em sua atuação como heroína suas ferroadas devem até chegar a atordoar, mas sinceramente parece que conseguem mais irritar seus oponentes.

Mais o que me fez realmente gostar dela foi seu jeito de ser muito simpática e totalmente bem humorada  no desenho dos Vingadores (acho que isso a tornou ainda mais popular).

Na versão Ultimate podemos notar que as personalidade dos heróis mudaram de uma maneira radical. Jan virou uma descendente asiática que sofria devidos as agressões causadas por Hank Pym.

Aquela graça que havia antes se perdeu, mas podemos notar que os herói da equipe não são virtuosos ou certinhos, pois as histórias não giram em torno apenas de suas aventuras.

É justamente por demonstrar o convívio entre eles que na maioria das vezes é bastante complicado que torna suas tramas mais relevantes.

Bom, confira na galeria abaixo algumas imagens que garimpei da Vespa e também de outras heroínas da Marvel.

Aqui temos: Psylocke, Viúva Negra, Cristal, Sonja, Emma Frost, Vampira entre outras.

1 2 3 4 (1) 4 (2) 4 (3) 4 (4) 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 HDR tonemapped 25 26 27 28 29 30  32 33 34 SONY DSC 36 39

31

40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 dazzler 1 dazzler 2 dazzler 3 dazzler 4 songbird sonja-nicole marie jean sonja-rosanna rocha 0 sonja-rosanna rocha 1 sonja-rosanna rocha 2 sonja-rosanna rocha 3 sonja-rosanna rocha 4

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z

Vespa

Janet Van Dyne foi criada também por Stan Lee e Jack Kirby. Surgindo pela primeira vez no gibi Tales to Astonish #44, de 1963 (e seu nome de heroína é Wasp, no original).

Jan é uma famosa socialite, filha do renomado cientista Vernon Van Dyne, que infelizmente fora assassinado. Quando este fatídico momento aconteceu Jan foi pedir ajuda ao amigo de seu pai, o Doutor Hank Pym. Sem ela saber o doutor tinha uma vida heroica secreta agindo como o Homem-Formiga.

Devido a forma como Jan se expressava sua dor e pelo seu comportamento moral (e sensibilizado, porque também havia perdido sua esposa). Hank decidiu revelar sua identidade secreta e convidou-a punir os criminosos.

Criando então a partir de suas pesquisas biomoleculares algo similar com o que já usava. Jan pode encolher ficando do tamanho de um inseto e seu corpo ganha asas quando fica assim. Além disso ganha força sobre-humana e consegue ferroar seus adversários quando deseja disparando raios energéticos de suas mãos.

Após vingar a morte de seu pai, Jan gostou da vida heroica e passou então a fazer dupla com Hank. A amizade entre eles foi se transformando em amor e eles se casaram.

O casamento da Vespa foi publicado na edição The Avengers # 60, de 1969. Contando com a arte de John Buscema e roteiro de Roy Thomas.

O herói era o Jaqueta Amarela e o restante da equipe estava totalmente aborrecido por causa de sua decisão (que tinha um motivo que só ela compreendia).

Eles desconfiavam que Hank Pym havia sido deixado pra morrer por culpa do Jaqueta Amarela, mas todos sabemos que o Jaqueta foi criado por um distúrbio na personalidade de Hank. E também outro motivo seria o interesse dele na fortuna de Jan, pois todos desconfiavam que o Jaqueta estava interessado apenas nisso.

Pra tornar tudo mais doido o casório foi invadido pela equipe de vilões do Mestre do Picadeiro e seu Circo do Crime (atualmente vilões de quinta categoria da editora).

Sem saber de nada Jan recebia ajuda pros preparativos de Sue Storm e Crystal pra chamar a atenção dos leitores havia convidados ilustres como: Nick Fury, Homem-Aranha, X-Men, Quarteto Fantástico, Doutor Estranho, Demolidor entre outros.

A confusão começou quando a equipe de vilões começou a perturbar tudo mantendo Jan sob custódia, então Hank fica desvairado mostrando ser o Golias, pra mim é a mesma coisa que o Gigante (o herói teve mais de uma identidade heroica ao longo dos anos).

Quando acabou a confusão e os vilões foram derrotados,  Jan já desconfiava do ataque esquizofrênico de Hank e sabia que o Jaqueta era ele o tempo todo (uma história meio complicada, mas muito maneira e com aquele famoso final feliz daqueles tempos).

Bom, a popularidade das histórias da dupla foi o principal motivo para torna-los membros fundadores dos Vingadores. Foi Jan quem teve a ideia de nomear a equipe e nos gibis antigos ela era mostrada usando diversos uniformes.

Dai então aproveitaram que por Jan ser uma estilista vivia trocando constantemente de roupa.

A Vespa teve duas aparições nos desenhos da Marvel a primeira foi no desenho de 1999 que é ruim pra caramba e depois na aclamada versão Os Vingadores: Os Heróis Mais Poderosos da Terra.

Sua personalidade é muito envolvente demonstrando ser além de simpática, uma aventureira nata e adora implicar com Hank por quem nutre uma paixão (que mostrava ser aparentemente não correspondida).

Recentemente a heroína retornou dos mortos, pois durante a saga Invasão Secreta tinha ido pro além após ser enganada por um falso Hank Pym.

Na versão Ultimate Jan ficou meio diferente, pois tornou uma descendente asiática nascida com poderes mutantes. Além disso é uma bióloga molecular e mantiveram seu relacionamento com Hank Pym.

É justamente neste ponto que acentuaram o que já havia acontecido no universo tradicional, porque aproveitaram o período da instabilidade emocional de Hank e usaram para transforma-lo num safado que bate nela.

Bom, não me lembro em qual edição foi, mas teve uma dessas brigas na qual Jan foi hospitalizada bastante ferida e Steve foi tirar satisfação com Hank. Só pra encurtar mesmo Pym se transformando em Gigante o Capitão desce a porrada nele (tirou onda e foi muito sinistro).

Neste mesmo universo Ultimate teve uma cena de sexo protagonizada por Hank e Jan, na qual ele proporcionava prazer a ela em sua forma diminuta e depois escalava seu corpo que causou um certo rebuliço.

Outro cena também polêmica foi o Tufão, um vilão de quinta (que vimos no desenho), aparece batendo impiedosamente numa garota de programa vestida como a heroína (e depois o maluco ainda confessa que sente desejo por Jan, vai entender?).

Pra fechar teve um boato na web que a atriz brasileira Morena Baccarin estava cotada pra viver a heroína no filme dos Vingadores, mas ficou apenas nisso.

Pra mim já estava na hora de trazer Jan pras telonas se ousaram colocar a Viúva Negra que ficou muito bem interpretada e imortalizada pela bela Scarlett Johansson, porque não trazer a principal heroína da equipe?

Confira na galeria abaixo algumas imagens da lindíssima Vespa que pesquei na web

0-ant-man-and-wasp-1963 0-don-heck 01 1.0 1.1 1

asp

2 3 4 5 6 7 8 9.1 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 20 21 22 24 25 26.1 26 26-ultimate 27 28 29 30 31 32 33-wasp_black_dress_by_blackangel014 35-ultimate-wasp adam-hughes avengers-alan-davis avengers-arthur adams avengers-arthur-adams avengers-cliff-chiang avengers-Salvador_Larroca commission__the_wasp_corps_by_johnbecaro garret blair garret blair-ultimate_wasp garrett-blair greg_land j. scott campbell john byrne mario-chavez mike-choi mitch-foust morena-baccarin paulo-siqueira phil noto wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

avengers 1

Os Poderosos Vingadores

Os Heróis mais Poderosos da Terra

“Avante, Vingadores!”

É a equipe da Marvel tão popular nos gibis quanto a Liga da Justiça. Os Vingadores foram criados pelas lendas o roteirista Stan Lee e pelo artista Jack Kirby. Surgindo em sua própria revista The Avengers # 1, em 1963.

Dizem as lendas que Os Vingadores foram criados para combater o sucesso que era a Liga da Justiça, da Distinta Concorrente. A abordagem teve aquele contexto batido no qual deveriam se unir para combater uma ameaça que nenhum deles conseguiria enfrentar sozinho (algo que tanto a Sociedade quanto a Liga já usavam há algum tempo).

A primeira formação da equipe reuniu: Hulk, Thor, Homem de Ferro, Vespa e Homem-Formiga (que eram os heróis da editora mais populares daquele período). A união da equipe é culpa do Loki que através de seu ódio irracional por Thor e por meio de suas manipulações enfurece o Gigante Esmeralda.

Assim um pedido de socorro é enviado que atrai a atenção do Deus do Trovão (forçando um confronto). No entanto o pedido de socorro também chama a atenção inesperada do restante de heróis (depois eles descobrem a trapaça de Loki).

E acabam se juntando para derrota-lo formando a equipe. A entrada do Capitão América na equipe aconteceu logo depois que o Grandão saiu. Na verdade Stan Lee queria retirar Steve do limbo e inseriu aquela clássica aventura aonde ele é resgatado do gelo (fato aproveitado no desenho de 2011).

Bom, pouco tempo depois que Steve entrou pra equipe logo acabou virando líder, porque sua grande experiência como estrategista e combatente de Guerra (tornou-o uma escolha lógica). Sem sombra de dúvidas o Capitão está pros Vingadores assim como o Caçador de Marte está pra Liga, pois ambos são os heróis que mais ficaram em suas equipes nos gibis.

Os Vingadores contam com diversas formações variando ao longo das décadas com vários heróis: Feiticeira Escarlate que durante algum tempo virou uma maluca muito poderosa (durante a ótima Dinastia M), o velocista Mercúrio ambos participaram da primeira formação da Irmandade de Mutantes (que na época era comandada por Magneto).

O Pantera Negra, vulgo T’Challa e também rei de Wakanda é um dos personagens mais fascinantes pra mim na equipe. Justamente por causa de sua aparição no desenho, porque conseguiram dar relevância ao seu aspecto de cientista renomado e inteligente. Colocando-o no mesmo patamar que Reed Richards, Hank Pym, Bruce Banner e Tony Stark (as mentes mais brilhantes da Marvel).

Outro que me surpreendeu foi o Gavião Arqueiro, pois foi somente por causa da atuação perspicaz de Jeremy Renner no filme (que passei a gostar do herói). Eu não conhecia nada sobre ele, então pesquisei mais na web e também curti sua participação engraçadíssima na série animada, de 2011.

Logo de primeira os heróis não eram amigos e agiam separados em lugares diferentes. Então somos apresentados a cada um deles com episódios centrados no Homem de Ferro, Thor em Asgard, Hulk numa transformação igual ao antigo seriado televisivo, Capitão América numa aventura durante a Segunda Guerra Mundial aonde temos a participação de um certo “mutante canadense” como integrante do Comando Selvagem (sendo chamado aqui de forma errada de Comando Vermelho).

Além do Homem-Formiga que apesar de muito inteligente é um pacifista relutante em usar seus conhecimentos para ser um herói e a Vespa uma adorável socialite que curte essa aventura toda como heroína.

Vemos de maneira bem impressionante as características pessoais dos heróis serem mostradas. Eu sempre achei a fala empolada do Thor uma das coisas mais interessantes que já vi e neste desenho mantiveram isso, mas no filme não sei por qual motivo tiraram e ficou como se estivesse faltando algo especial do meu ponto de vista.

Além disso temos a participação de vários vilões como: Kang, Barão Von Strucker, a bela Encantor, o Homem Absorvente , IMA, Abominável, os Mestres do Terror entre outros que eu nem lembrava mais (e Loki desempenha novamente  o papel de reunir mesmo sem querer a equipe).

Os Vingadores também consegue ter momentos antológicos como o Homem de Ferro voando igual a adaptação cinematográfica, Steve Rogers ensinando Tony Stark a lutar com o Hulk e o Gavião rindo da situação, o Thor em sua divergência com Odin, o Gavião Arqueiro contando piadas a todo momento.

Tivemos até participações especiais do Homem-Aranha, Quarteto Fantástico, Guardiões das Galáxias, Luke Cage, Punho de Ferro e até do Soldado Invernal. Contando com situações engraçadas, boas cenas de ação e um desenvolvimento impecável na personalidade dos heróis.

A Casa de Ideias acertou em cheio nos brindando com um desenho de alta qualidade. A série prima por excelência em mesclar elementos de várias passagens das HQs do supergrupo ao longo dos anos.

É uma das poucas vezes em que a Marvel conseguiu emplacar um desenho de bom nível, pois a DC sempre ganhou de lavada neste quesito. Apesar de que tudo que é bom dura pouco, por causa do estrondoso sucesso da adaptação pra telona. Cancelaram a série animada para minha total infelicidade e acredito que de milhares de fãs também.

Antes desta versão emplacar na telinha tivemos Avengers: United They Stand, de 1999. Foi uma porcaria sem precedentes principalmente, porque não tinha participação de nenhum dos três grandes Steve, o Loirinho e o Cara de Lata.

Eu não sei quem teve a grande ideia de colocar a equipe baseada nos Vingadores da Costa Oeste, um grupo que fez pouquíssimo alarde nos gibis dos anos 80. A equipe era composta por: Feiticeira Escarlate, Magnum, Vespa, Gavião Arqueiro, Tigresa, Falcão e Visão.

Tínhamos o Homem-Formiga na liderança. Esse desenho era ruim pra cacete, pois os heróis usavam um tipo de armadura tecnológica (uma invenção da produtora apenas pra vender brinquedos, blargh!).

O resultado foi um fracasso total resultando num total de apenas treze episódios com algumas participações especiais do Capitas e do Vingador Dourado. Nos gibis Os Vingadores tem diversos arcos de histórias relevantes, mas não vou me aprofundar sobre isso, pois cada fã tem seu momento preferido.

A famosa equipe ganhou novamente relevância quando o roteirista Mark Millar e o artista Bryan Hitch remodelaram suas origens pro séc. XXI, surgindo assim as aventuras na versão de Ultimate Avengers, no Brasil foram chamados de Os Supremos.

Todos os heróis principais foram readaptados ganhando versões mais radicais e até puxando para um lado mais plausível numa possível realidade pros tempos atuais (fato histórico na editora). O sucesso resultou no DVD Os Supremos – O Filme, de 2006 que consegue nos conectar com todo aquele ambiente que havia descrito nos gibis.

Os Supremos enfrentam a ameaça dos Chitauri com a vantagem que o Grandão estava ajudando, mas depois surge sua fúria desenfreada (e só pra constar o Hulk está assustador). E então tivemos uma continuação Os Supremos 2, no qual envolvem os Chitauri no assassinato do pai de T’Challa (então ele assume o manto de Pantera Negra e aventura começa).

Esse ficou bem fraquinho ainda mais, porque modificaram a origem do Pantera e deixaram o Hulk e o Thor de fora desta vez.

Pra fechar o filme de 2012 foi um sucesso absoluto, pois as adaptações anteriores prepararam o caminho pro seu lançamento (deixando a nós fãs mais loucos e ansiosos do que eu nunca havia visto antes).

Agora temos que esperar A Era de Ultron pra podermos continuar curtindo a epopeia cinematográfica da Marvel. Confira na galeria abaixo imagens de alguns heróis que pertenceram a equipe dos Vingadores que garimpei na web

0-the-avengers-1963 1.0 1 2 3 4 5 7-Pantera_Negra_por_Robert_Atkins 8-Gavião_Arqueiro_por_Clint_Langley 9 agente-americano ares-marte arraia asas de fogo capitã-marvel 1 Capitã-Marvel-by-Terry-Dodson capitão_mar_vell capitã-universo cavaleiro-da-lua cavaleiro-negro Coração de Leão - Kelsey Leigh crystalis deathcry Dr__Strange_by_tsudaduda edwin-jarvis espadachim Falcão falcão-de-aço feiticeira-escarlate felina-by-Stuart_Immonen Fera_por_Robert_Atkins Flama_by_West_by_Mythical_Mommy garota-esquilo garra-de-prata gigante gladiador golias-negro hank-pym Harpia - Bobbi Morse Hercules Homem Maquina homem-aranha homem-formiga-scott lang Hulk_Vermelho jaqueta-amarela jocasta Justiça luke-cage magdalene magnum mantis marrina mercúrio mulher-aranha 1 mulher-aranha 2 Namor punho de ferro Rick_Jones she-hulk tigresa tocha-humana 1 triatlo Trovejante-by-joe-jusko valete-de-copas visão-by-kevin-nowlan viúva-negra-phil noto wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper-marcio-takara

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói