Monthly Archives: Gwengolo 2014

Minhas Animações Preferidas – Parte 4

Megamind

Conheça ou relembre agora de mais algumas animações inesquecíveis  que valem a pena sentar pra assistir e relaxar.

Megamente – 2010

O inicio segue toda premissa da origem do Superman. Enquanto Mega Man ganhava toda atenção, Megamente sofreu sendo deixado de lado na escola.

Megamente penou por ter sido excluído (foi bullying pra ser sincero). Então achou que tornar-se um vilão seria uma solução. A parte mais interessante é quando o aclamado Metroman supostamente “morre”.

Megamente se sentiu sem propósito após alcançar o que todo vilão almeja matar seu arqui-inimigo. Isto até me lembrou Lendas do Universo DC, que foi baseada no game homônimo, em que Lex Luthor (outro careca) consegue finalmente matar o Homem de Aço.

Depois do Azulão morrer, Lex que agia em conluio com Brainiac é traído pelo ciborgue e a Terra vira refém do alien (concluindo Luthor se viu na mesma situação de Megamente).

Voltando, a parte boa da animação de Megamente é que consegue subverter toda premissa básica de heroísmo que lemos nos quadrinhos.

Em sua total falta de perspectiva Megamente criou um novo herói para rivalizar com ele, mas seu plano dá errado. Hal, o pacato e boboca câmera man herdou todos os poderes do herói (e na verdade ele é ultra apaixonado pela bela Rosanne Rocha).

Depois de levar um grande fora da repórter Titan possuindo uma moral fraca sucumbe pro lado sombrio da força.

Então os papeis se invertem, pois Titan torna-se um vilão a ser combatido e Megamente virou aquilo que nunca pensou que seria (um herói).

Metro Man conseguiu continuar sua vida deixando a de super-herói no passado, mas na boa ele é um péssimo cantor.

Outra coisa interessante é que apesar lembrar demais Lois Lane, Rosanne Rocha não é a típica mulher frágil que víamos nos gibis.

Primeiro ela nunca foi apaixonada por Megaman e segundo não faz aquele tipo de mocinha que precisa ser salva. Rosanne é linda, inteligente, sexy e bastante teimosa também.

Além de ser uma animação divertida, envolvente e engraçada Megamente faz aparições teatrais como se fosse um astro de rock. E ouvimos durante sua exibição as músicas:  Welcome to the Jungle, do Guns N’ Roses, Loving You, da Minnie Riperton, Alone Again, do Gilbert O’Sullivan, Bad, do Michael Jackson entre outras.

Megamente é uma daquelas raras ocasiões em que podemos notar que a escolha por qual caminho trilhamos é muito importante.

Monstros_vs._Alienígenas

Monstros vs. Alienígenas – 2009

É uma animação que homenageia nostálgicos filmes de terror da década de 50. Os famosos: O Ataque da Mulher de 15 Metros, Monstro da Lagoa Negra, A Mosca da Cabeça Branca, A Bolha Assassina e também Godzilla.

Eles foram transformados nos personagens: Ginórmica, Elo Perdido, Dr. Barata, B.O.B. e Insectossauro.

Susan Murphy estava pra realizar o dia mais feliz de sua vida, pois era apaixonadíssima por Derek, um jornalista almofadinha com quem iria se casar. Pra sua tristeza exatamente no dia do casório um meteorito que tinha uma substancia radioativa chamada Quantônio (caiu perto de Susie).

Seu efeito causou nela uma transformação radical deixando-a com cabelos brancos, gigante, mas também lhe concedeu uma superforça (fora do comum). A confusão causada pelo incidente faz Susie ser levada por militares para uma instalação secreta de segurança máxima do governo.

O General Monger é quem comanda a instalação, na qual Ginórmica como passou a ser chamada. Ficou enclausurada com outros monstros pelo bem da “segurança nacional”. Eles são o inteligente Dr. Barata, o convencido do Elo Perdido, o sem cérebro e engraçado do B.OB e o enorme Insectossauro.

Quando um ataque comandado pelo alienígena Gallaxhar ameaça destruir nosso planeta (o governo usa os monstros para combatê-lo).

Temos várias referências interessantes como: código Nymoy, o Sr. Spock, de Star Trek. Ou ainda no momento em que o presidente Hathaway faz a saudação vulcana na tentativa de conversar com o robô alien. A música tocada por ele no órgão pertence ao clássico Contatos Imediatos do Primeiro Grau.

E depois quando o robô ataca no míssil lançado está escrito: E.T. go home, do filme E.T. O Extraterrestre.

Monstros vs Alienígenas é uma aventura cativante, divertida e engana-se que foi feita para crianças, pois suas referências são um prato cheio pra nós nerds de plantão.

 Marvil_Dorys

Procurando Nemo – 2004

Marlin é um peixe-palhaço que perdeu sua esposa durante o cruel ataque de uma barracuda (e infelizmente quase todos os ovos também se foram).

Ficando apenas um, Nemo e por causa disso ele se tornou um pai super-protetor devido ao medo de perdê-lo.  Outro fator pra sua preocupação “agravante” era a nadadeira direita de Nemo que era menor do que a outra.

Devido ao seu excesso de zelo, Marlin deixa Nemo envergonhado no seu primeiro dia de aula. E durante uma excursão, Nemo nada pro mar aberto sendo capturado por um mergulhador.

É aí que a aventura começa com Marlin deixando a segurança de tudo que conhece (saindo desesperado para encontrar o filho).

A animação capricha no visual, pois o fundo do oceano é vasto e um lugar lindíssimo. Seja nas músicas envolventes e também na caracterização dos personagens.

É impossível não gostar da esquecidinha Dory e também não se assustar com o tubarão Bruce (mesmo ele sendo muito simpático).

O que impressiona na produção é a riqueza de detalhes que demonstra: águas-vivas, pelicanos, estrelas-do-mar, baleias, cavalos-marinhos entre diversos outros.

Eu adoro a cena das tartarugas, pois até sua linguagem ficou no estilo de surfista.

Procurando Nemo além de ser divertido possui uma cativante história de amor entre pai e filho.

Outro ponto importante é que capricha no cenário, pois o fundo do oceano é vasto e um lugar lindíssimo. Seja no clima ecológico, no suspense da trama, nas músicas envolventes ou também na caracterização dos personagens. É uma aventura inesquecível pra qualquer um que a tenha visto.

 james-e-o-pssego-gigante

James e o Pêssego Gigante – 1996

James e seus pais tinham o sonho de conhecer Nova York, mas um incidente acaba deixando-o órfão. Então James tem que morar com suas tias que eram muito más.

James é menino órfão que era criado por suas tias, secretamente, era amigo de insetos que viviam dentro de um pêssego gigante. Então seus amigos embarcam numa viagem mágica levando-o pra Nova York.

O detalhe interessante é que o filme começa com pessoas de verdade e depois que James entra no pêssego torna-se um stop motion.

 ParaNorman

 ParaNorman – 2012

Pra quem já assistiu O Sexto Sentido, com Bruce Willis e Haley Joel Osmont esta história não é nenhuma novidade.  Além de assustador havia algumas cenas que me deixaram arrepiado quando vi pela primeira vez (pra quem nunca viu fica a dica, pois vale a pena).

Bom, Norman tem a mesma capacidade que Cole Sear tinha, porque também coseguia ver e falar com fantasmas.

Na escola Norman é tratado como esquisito sofrendo perseguição todos os dias. Seu amigo o gorducho do Neil é o único que acredita nele.  A situação dele só piora quando participa da peça sobre a história da cidade, pois suas visões do passado ficam mais frequentes.

A animação segue todos aqueles clichês de filmes de terror e apesar de ser muito colorida. Há um clima bastante sombrio que ajuda a nos ambientar em sua aventura.

ParaNorman nos mostra uma verdadeira lição de tolerância sobre como aceitar as diferenças. Gostei da coragem de Norman ao lhe dar com a “bruxa” algo que só as crianças possuem.

Relembre aqui da terceira parte.

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Minhas Animações Preferidas – Parte 4

Imagens

z

Zatanna

Uma das heroínas mais sexy dos gibis foi criada pelo lendário Gardner Fox e também pelo artista Murphy Anderson. Zatanna Zatara surgiu pela primeira vez no gibi Hawkman # 4, em 1964.

Dizem as lendas que Zatanna é descendente do alquimista Nicholas Flamel e também de Nostradamus.

Filha do mago Giovanni Zatara, um herói que foi integrante do Comando Invencível na Era de Ouro. O mago é bastante parecido com o Mandrake e também andava na companhia do índio grandalhão Tong que possuía uma semelhança incrível com Lothar (coincidência demais pro meu gosto).

Durante suas viagens pelo mundo no combate ao crime, Zatarra conheceu uma feiticeira chamada Sindella, um membro da raça mística “homo magi” que contém diversos feiticeiros (eles acabaram se apaixonando e desta união surgiu Zatanna).

Zatanna herdou o mesmo poder que seu pai recitando feitiços de trás pra frente.

No inicio usava seu poder apenas como ilusionista, mas quando descobriu a verdadeira extensão de sua magia foi procurar seu pai.

Durante este tempo agiu auxiliando a Liga da Justiça e depois passou a integrar a equipe.

Zatanna é bastante poderosa sendo que a extensão destes poderes é praticamente sem limites. Infelizmente a heroína não pode usar demais o seu poder, pois pode ficar exaurida. Entrando numa espécie de coma e acordando somente quando tiver um longo tempo de descanso.

Entre suas várias habilidades temos controle dos quatros elementos, manipulação de mentes, transportar objetos, curar, transformar, imunidade mental a ataques psíquicos e ataques de energia.

Como se apenas isso não bastasse, ela faz profecias, vê o futuro na bola de crital e lê cartas de tarot.

Seu refúgio chama-se Shadowcrest, uma mansão situada nos arredores de Gotham. Nela há alguns artefatos místicos poderosíssimos e também uma imensa biblioteca com material mágico.

Zatanna já participou de diversas aventuras da Liga, mas a minha preferida é e Crise de Identidade. Uma aventura excelente demonstrando que para proteger seus entes queridos os heróis são capazes de fazer qualquer coisa para conseguirem seu intento.

No seriado televisivo de Smallville, Zatanna foi interpretada pela atriz Serinda Swan (aparecendo no episódio “Hex”, de 2009).

Nossa musa participou de várias séries animadas ao longo dos anos. A primeira foi do Morcegão nos anos 90. Nesta versão seus poderes não apareciam sendo mostrada apenas como ilusionista.

Bruce usou o pseudônimo de John Smith sendo aprendiz de Zatanna quando estava viajando pelo mundo para ter habilidades no combate ao crime.

Enquanto que na série animada da Liga da Justiça sendo uma adaptação bastante fiel dela que lemos nos gibis. Além de falar seus feitiços ao contrário podemos subentender que no episódio da “Porca Maravilha”, Batman teve um envolvimento com a Zatanna no passado (desenho citado acima).

A heroína também participa da série animada Justiça Jovem, seu pai é membro da Liga e Zatanna namora Robin (Tim Drake), mas teve um rolo com o Asa Noturna (Dick Grayson)

Nesse reboot dos Novos 52, Zatanna é líder da Liga da Justiça Sombria e no passado quando era adolescente teve um envolvimento amoroso com John Constantine.

Entre seus maiores inimigos temos: Allura, Magia e Irmão Noite.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da Zatanna que garimpei na web e também de outras musas da DC

Aqui você encontra: Mulher Maravilha, Batgirl, Jesse Quick, Katana, Hera Venenosa, Máxima entre várias outras (aprecie com moderação)

0 1.1-young-justice

zatanna Zatanna_by_allynevp2

1.2_zatanna-smallville-serida swan 2-adam-hughes 3 4 5 6 7 8 9 10-alex-ross 11-bruce timm

12_elias_chatzoudis 13-elias_chatzoudis 14-felipe massafera

15-ed beneszatanna_by_hanzozuken 16-dave hoover 17.1-dave-hoover 17-darwyn cook 18-Drew Gardner 19-mitch foust

6 31 cedric-poulat ed-benes

zatanna_by_petercotton zatanna-marcio-abreu

20-paulo-siqueira 21-oliver weter 22-Cedric_Poulat 23 24 25

zatanna_by_jmascia

1-zatanna_cartoony_art_by_rodel_martin__by_rodelsm21 2-zatanna_original_art_by_rodel_martin_by_rodelsm21 3-zatanna_by_rodel_martin__11042013__by_rodelsm21 zatanna_art_by_jun_de_felipe_by_rodelsm21

26 27_raffaelemarinetti 28-justinblong 29-marcio_abreu 30 31-vicki vale 32-Julie_Madison 33miss-gsptlsnz

0 1 2 3 4 5 6-jose-luiz-garcia-lopez 7-jose-luis-garcia-lopez 8-jose-luiz-garcia-lopez 9-mario-chavez

wonder_woman_by_dannith_by_kenkira

10 11-cheol joo lee 12-atom 13-YaWara 14-vigilante

Tomorrow_Woman angela_chen Aquagirl  batgirl

supergirl bruce timm

batgirl-marcio-takara cyclone dc_pinups_by_mythical_mommy-d35e1vv ed benes elias-chatzoudis fogo Francine_Lee halo Halo_The_Nail Jesse_Quick Katana lady-blackhawk magpie_by_lisharelle maxima

arthur-adams

sideral Superwoman

wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper by-dave hoover wallpaper-by-al rio

wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper-by-bruce-timm wallpaper-by-jose luiz garcia lopez wallpaper-caçadora  wallpaper-poderosa-by-artgerm

wallpaper-harley-and-poison

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Cosplay Girl

z

Cosplays Nipônicos

É interessante notar que as japonesas demonstram um misto de pureza e sensibilidade dando um leve toque sensual em suas personagens

Confira na galeria abaixo as melhores modelos nipônicas que encontrei na web

0 1 2-linda-le 3 4 5 6 7 8 9 10 11 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 OLYMPUS DIGITAL CAMERA 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 58 59 60 62 64

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Artista

mike-debalfo

Misturados

Há uma infinidade de artistas na web que merecem os parabéns por nos apresentar uma arte de qualidade inigualável.

Aprecie com moderação os detalhes minuciosos e a forma sexy como as pin-ups se apresentam.

Contemple nesta galeria alguns trabalhos maravilhosos que encontrei de: 14 Bis, Drew Gardner, Lauriel B, Mgelen, Mike Debalfo e Romain Hugault

É só clicar no nome que você poderá conferir o excelente trabalho deles

14-Bis

14-bis (1) 14-bis (2) 14-bis (3) 14-bis (4) 14-bis (5) 14-bis (6) 14-bis (7) 14-bis (8) 14-bis (9)

Drew Gardner

14-bis (10) drew-gardner (1) drew-gardner (2) drew-gardner (3) drew-gardner (4) drew-gardner (5) drew-gardner (6) drew-gardner (7) drew-gardner (8) drew-gardner (9) drew-gardner (10)

Lauriel B

laurie-b (1) laurie-b (2) laurie-b (3) laurie-b (4) laurie-b (5) laurie-b (6) laurie-b (7) laurie-b (8) laurie-b (9) laurie-b (10)

Mgelen

mgelen (0) mgelen (1) mgelen (2) mgelen (3) mgelen (4) mgelen (5) mgelen (6) mgelen (7) mgelen (8) mgelen (9)

Mike Debalfo

mike-debalfo (1) mike-debalfo (2) mike-debalfo (3) mike-debalfo (4) mike-debalfo (5) mike-debalfo (6) mike-debalfo (7) mike-debalfo (8) mike-debalfo (10) mike-debalfo (11) mike-debalfo (12)

Romain Hugault

romain-hugault (1) romain-hugault (2) romain-hugault (3) romain-hugault (4) romain-hugault (5) romain-hugault (6) romain-hugault (7) romain-hugault (8) romain-hugault (9) romain-hugault (10)

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

Cosplay Girl

z-kearstin-nicholson

Jean Grey

Além de linda, inteligente e simpática. Ela é a mutante mais poderosa de todo Universo Marvel.

A virada na transformação da personalidade de Jean Grey foi fundamental pra mudar o panorama de como as personagens femininas eram mostradas nos quadrinhos.

Se antes eram somente mocinhas em apuros ou versões femininas poderosas dos heróis. A Rainha Negra tornou-se uma mulher forte, decidida, independente e feminina.

A Saga da Fênix Negra não mudou somente a vida de Jean, mas também dos X-Men e dos milhões de fãs que curtiam suas histórias.

É uma aventura drástica, contundente e inesquecível. Pena que depois fizeram a ruiva morrer e ressuscitar algumas vezes (retirando o peso psicológico que havia na saga).

E pra piorar a Fênix não é a Jean e sim um simulacro com sua essência vital. Essas e outras loucuras fazem parte das histórias da equipe, eu não consigo entender!

Confira na galeria abaixo além das modelos cosplayers que homenageiam Jean Grey como Kearstin Nicholson, Yaya Han e Bellechere, de Rainha dos Duendes.

Você ainda irá encontrar a Rainha Negra, do Clube do Inferno e também a Viúva Negra, Vampira e de brinde a Poderosa, da Distinta Concorrente.

0-kearstin-nicholson 1-kearstin-nicholson 2-kearstin-nicholson 3.1 3.2 3 4 5.1 5.2 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34.1 34 35 37 38 39 40 41 42 43 44 47 48 49 50-yaya-han 51-yaya-han 52-yaya-han 53 ivy-doomkitty 1 ivy-doomkitty 2 madelyne-pryor-by-bellechere ultimate wallpaper

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z-X-Men-The-Last-Stand-Jean-Grey

Jean Grey

A ruiva foi criada por Stan Lee e Jack Kirby e surgiu pela primeira vez na edição X-Men # 1, de 1963. Jean encanta, porque além de telecinética e telepata é lindíssima.

Seu poder atinge o incrível nível Ômega tornando-a uma das mutantes mais poderosas do Universo Marvel. Jean participou da formação inicial dos X-Men e nesta época usava o codinome de Garota Marvel.

Dizem as lendas que a heroína também já foi chamada de Garota Maravilha na primeira história da equipe publicada no Brasil.

Seus poderes se manifestaram ainda bastante cedo, pois quando criança sentiu telepaticamente a morte de sua melhor amiga. Logo seus pais intervieram pedindo ajuda ao Professor X (que ergue vários escudos telepáticos na mente dela).

A Garota Marvel foi a primeira mulher a ingressar na equipe mutante sendo alvo de muitas cantadas, principalmente do Anjo. Como curiosidade Charles também curtia uma paixão pela moça, mas seu coração já era de Scott.

Jean participou da primeira missão oficial da equipe (enfrentando Magneto em sua primeira semana na Mansão X).

No início a equipe mutante não agradava muito aos fãs, algo que só veio realmente começar a mudar quando John Byrne e Chris Claremont puseram as mãos no grupo.

A parceria da dupla rendeu as melhores histórias dos X-Men de todos os tempos e uma das mais importantes é a Saga da Fênix Negra.

Quando os Novos X-Men estavam atuando, Jean deixou a equipe temporariamente (dizem as lendas que um dos motivos foi Wolverine, porque se sentiu atraída por ele). Mesmo assim ela e Tempestade tornaram-se grandes amigas.

Algum tempo depois Jean e os membros originais foram sequestrados por sentinelas (sendo levados pra uma estação espacial).

Durante o confronto a equipe conseguiu vencer o cientista Steven Lang e também seus sentinelas (só que a plataforma espacial estava prestes a explodir). Um detalhe sinistro é que a cabine do piloto estava danificada e pra piorar a radiação de uma explosão solar poderia matar a todos. Jean resolveu poupar seus amigos e ficou na cabine pensando estar protegida por seus poderes.

Jean com muito custo consegue aterrissar a aeronave mas, antes de chegar na Terra uma explosão solar invade a cabine cobrindo-a. Ao acordar ela anuncia que mudou seu codinome sendo conhecida como Fênix.

Como curiosidade a Fênix é uma duplicata do corpo da Jean e foi criada pela entidade cósmica denominada de Força Fênix. O corpo original de Jean ficou em coma no fundo do oceano se recuperando (enquanto sua duplicata agia pensando ser a própria Jean).

Ao assumir o corpo da Jean, Fênix conheceu diversos sentimentos humanos e criou alguns bloqueios telepáticos para que seus poderes estivessem num nível aceitável.

Depois do acidente no espaço a equipe teve algumas aventuras com a Fênix. A derrocada de “Jean”, na verdade a Fênix, aconteceu após os X-Men terem tido uma batalha contra Magneto na Terra Selvagem (e todos foram separados).

Então “Jean” estava enfraquecida, pois pensava que Scott havia morrido e Jason Wyngard, do Clube do Inferno fazia manipulações mentais com ela (a fim de corrompê-la).

E na mente da Jean, ela estava no séc. XVIII, vivendo como Lady Grey, amante de Wyngard. O vilão conseguiu transforma-la na Rainha Negra do Clube do Inferno.

Os X-Men se reagruparam e foram resgatar Jean na sede do Clube do Inferno, em Nova York. Enquanto Colossus, Wolverine e Tempestade são capturados pela Rainha Branca (Emma Frost). Kitty sorrateiramente tenta ajuda-los de alguma forma.

Jean transformada na Rainha Negra é incitada a destruir seus amigos, mas se liberta. E depois ainda abalada se transforma na Fênix Negra em pleno Central Park (é uma batalha cruel).  Em sua fome insaciável a Fênix consome um sol e por consequência acaba destruindo um planeta com bilhões de vidas.

Quando a Fênix Negra retorna pra Terra há um confronto telepático mortal contra Charles e Jean volta ao normal. Quanto tudo parecia terminar os X-Men são teleportados ao Império Shiar, pois Lilandra quer erradicar a Fênix por seu crime.

Pra se ter uma ideia o poder da Fênix é de um nível tão imensurável que ela é mais perigosa do que o próprio Galactus.

A Saga da Fênix Negra é a mais emocionante e impactante história feita com Jean Grey (mesmo que no final das contas não seja ela). Acho que nunca uma personagem feminina teve tanta relevância nos gibis até aquele momento.

Após a morte da Fênix a essência de Jean que ela usava retornou como Fênix Branca (na Sala Incandescente). Uma parte desta fração que a Fênix roubou foi enviada pra Jean no fundo do rio que a rejeitou (e então foi inserida no clone Madelyne Pryor).

Depois disso tudo que fizeram antes a verdadeira Jean Grey retornou. Ela não havia morrido como imaginávamos, pois havia sido descoberta pelos Vingadores (quando estava descansando numa cápsula no fundo do rio Hudson, em Nova York).

Jean assim como todos os integrantes da formação original dos X-Men participaram do primeiro X-Factor. Nesta época eles debandaram da equipe principal, porque ela estava sendo comandada por Magneto.

Os X-Factor diziam ser uma empresa que caçava mutantes, mas na verdade ensinava-os a usarem seus dons mutantes.

Enquanto todos consideravam que “Jean” estava morta. Scott havia se apaixonado e casado com Madelyne Pryor, um clone de Jean. Ela havia sido criada pelo Sr. Sinistro para que eles tivessem o mutante perfeito (Nathan que no futuro será Cable).

Após a volta de Jean, Scott abandonou Madelyne fato que a magoou profundamente (levando-a se tornar a Rainha dos Duendes).

Rachel Summers é filha de Jean e Scott de uma realidade alternativa. Ela surgiu na famosa Dias de Um Futuro Esquecido e possuiu o mesmo nível de poder que sua mãe.

Jean Grey participou de alguns desenhos da equipe mutante. Em X-Men: A Série Animada usaram sua personalidade como a personagem que aprendemos a gostar.

Nesta versão que é a melhor de todas feita com os X-Men adaptaram o enredo da Saga da Fênix Negra.

Depois temos X-Men: Evolution tornou-os adolescentes novamente. Jean é popular na escola e joga futubol. Enquanto aos poucos seus poderes vão se desenvolvendo rola um romance com Scott.

Em Wolverine e os X-Men, tanto Jean quanto Charles desaparecem durante uma explosão. Depois vemos Jean desacordada num hospital com amnésia (e lá no final a Fênix é retirada dela).

Por último temos Marvel Anime: X-Men, aonde infelizmente Jean já está morta.

Na franquia cinematográfica temos a atriz Famke Janssen. Ela interpreta Jean Grey na franquia dos X-Men, desde 1999. E depois reprisa seu papel em X2, aonde no final ela se sacrifica pra salvar seus amigos e vemos a imagem da Fênix no lago.

Em X-Men 3: O Confronto Final, Scott ouve o apelo telepático de Jean e após reencontra-la, ele morre (sem nós realmente sabermos se isso aconteceu). A parte interessante é que Magneto declara guerra contra a humanidade (por causa da cura mutante).

Jean manifesta os poderes da Fênix Negra tornando-se mais assustadora e pra piorar fiquei boiando quando ela desintegrou Charles (Patrick Stewart). E mais puto da vida por terem colocado uma história de amor entre Logan e Jean (não que fosse algo impossível, mas entendi que não era a Jean de verdade).

X3 conseguiu derrubar a franquia mutante mesmo sendo recheado de cenas de ação impactantes.  Magneto (Ian McKellen) até retira uma ponte do lugar, mas o sumiço do Noturno (Alan Cumming) e a inclusão do Anjo (Ben Foster) sem explicação alguma foi um erro gravíssimo pra mim.

Ficou numa salada desgraçada, mas fora isso se você não tiver lido nada sobre os X-Men nos gibis dá pra assistir numa boa. É o típico filme ame-o ou deixe-o (eu sinceramente detesto).

Só pra fechar em Ultimate X-Men, Jean possui cabelos curtos e seus poderes de Fênix se manifestam na Terra, totalmente diferente da primeira versão. No passado Jean e Logan tiveram um romance curto, mas depois ela  ficou com Scott (fato que o deixa morrendo de ciúmes).

Aqui a Deusa-Fênix é cultuada na Terra pelo Clube do Inferno e usa o corpo de Jean pra se manifestar.

Confira na galeria abaixo algumas imagens que garimpei da belíssima Jean Grey

0 1.1 1 2 3 4 5-j. scott campbell 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 17 18 19 22 23 25 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37-x-men-série animada 38-evolution 39-marvel-anime-x-men 40-rachel-summers 41-Madeyne_Pryor 42-ultimate adam hughes adam-hughes arthur-adams black queen-bruce timm bruce timm 1 Bruce Timm 2 clube-inferno ebas 0 ebas 1 ed benes emma-and-jean Frank Cho garret blair joseph-michael-lisner josh howard 1 josh howard 2 marcio abreu marcio takara mark brooks mike deodato jr. mike mayhew 0 mike mayhew 1 mike mayhew 2 mike-mayhew statman71 steve-rude wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper-by-john-byrne

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

all-new-x-men

Os Fabulosos X-Men

“Os Filhos do Átomo”

A ideia de criar uma nova equipe foi do editor Martin Goodman e coube a Stan Lee o trabalho de realizar este intento.

Dizem as lendas que o primeiro nome da equipe que o Excelsior imaginou seria Os Mutantes, mas Goodman não gostou. Ele achava que ninguém saberia o que é um mutante.

Então Lee teve a brilhante ideia de usar o X tanto no Professor quanto pra sua equipe e assim surgiram Os X-Men. A arte é claro ficou nas mãos do mestre Jack Kirby e a equipe estreou em The X-Men #1, de 1963.

Os X-Men surgiram como uma metáfora bastante polêmica para o racismo, pois na época os conflitos raciais (estavam no auge). No gibi o Homo Superior é uma prova contundente da evolução humana e o ser humano comum por medo e desconfiança trata a todos de maneira hedionda.

Outro aspecto interessante é que os mutantes despertam seus poderes na adolescência, porque é na puberdade que nosso corpo sofre transformações.

E ainda temos o inesquecível bordão que os heróis são destinados a salvar um mundo que os odeia que define como é ser um X-Man.  Esse altruísmo idílico veio a partir da mente do Professor Charles Xavier que deseja a convivência pacífica entre humanos e mutantes.

O Professor X comanda secretamente em sua mansão em Nova York, o Instituto Xavier para Jovens Superdotados, no qual os mutantes aprendem a usar seus dons para que o sonho de Charles se concretize.

Só que a convivência é ameaçada por outro mutante muito poderoso Magneto (Erik Lehnsherr) que deseja com sua Irmandade de Mutantes provar que o Homo Superior deve subjugar a raça humana.

A primeira formação da equipe era composta por: Anjo (Warren Worthington III), Ciclope (Scott Summers), Garota Marvel (Jean Grey), Fera (Hank McCoy) e Homem de Gelo (Bob Drake). Um detalhe engraçado é que no início Bob usava botas parecendo um boneco de gelo como víamos nos desenhos animados antigos.

Por mais incrível que possa parecer as revistas dos X-Men não vendiam muito lá no inicio, pois os outros heróis tipo: Homem-Aranha, Hulk e Quarteto Fantástico. Tinham uma repercussão maior que a equipe mutante. O negócio ia tão mal que a editora estava parando de publicar histórias novas (e só republicava material antigo).

Durante este hiato a equipe recebeu dois novos integrantes: Destrutor (Alex Summers) irmão do Ciclope e Polaris (Lorna Dane). Esse período é marcado pela presença de Roy Thomas e Neal Adams que ajudaram a modificar o design dos personagens.

Somente nos anos 70 com a entrada de artistas como Len Wein e Dave Cockrum que o assunto estava começando a mudar de figura, mas mesmo assim a distribuição ainda era bimestral (eles trabalharam na clássica Giant-Size X-Men # 1, de 1975).

Esta fase é marcada pela estreia dos Novos X-Men, uma equipe mista com mutantes de vários países. Na história quando a equipe estava numa missão em Krakoa, a ilha viva alguns integrantes da formação original ficaram desaparecidos (então Charles convoca uma nova equipe para resgata-los).

A grande diferença é que todos os integrantes já eram adultos e não se davam bem de jeito nenhum (Scott teve problemas para comanda-los). Nesta formação dos Novos X-Men tinha: Tempestade (Ororo Munroe), Wolverine (Logan), Solaris (Shiro Yashida), Colossus (Piotr Rasputin), Pássaro Trovejante (John Proudstar), Noturno (Kurt Wagner) e Banshee (Sean Cassidy).

Nos anos 80 quando os artistas Chris Claremont e John Byrne assumiram os personagens tivemos uma das melhores fases dos X-Men de todos os tempos (como êxito a revista passou a ser vendida todo mês).

E foi com a dupla que lemos: A Saga da Fênix, Dias de Um Futuro Esquecido, a sinistra saga da Ninhada, na qual surgiu os Novos Mutantes e a contundente Deus Ama, O Homem Mata.

Chris Claremont conseguiu elevar a venda das edições mutantes que estavam para serem canceladas. Sua contribuição é tão marcante, porque ainda criou alguns dos personagens mais importantes da mitologia dos X-Men (como: Vampira, Psylocke, Os Novos Mutantes, Emma Frost, Lince Negra, Mística, Excalibur entre outros).

A parceria de Byrne e Claremont foi a que melhor contribuiu para a mítica dos X-Men, mas havia um enorme conflito de ideias deles que divergiam sobre quase tudo. No final quem ganhou fomos nós leitores com histórias surpreendentes que ficaram para sempre com nossos heróis.

Ainda nos anos 80 foram acrescentadas sagas muito impactantes ao Universo X: Massacre de Mutantes, na qual os Morlocks estavam sendo exterminados e Queda de Mutantes, aonde Forge foi acusado de matar os X-Men.

E Inferno, na qual Madelyne Pryor vira vilã. Ela havia sido casada com Scott que a deixou assim que Jean voltou da morte (após a saga da Fênix). Madelyne descobriu ser um clone de Jean (criada pelo Sr. Sinistro a fim de criar o mutante perfeito).

Na década seguinte tivemos a era do artista Jim Lee (amado por uns e odiado por outros).

Lee é considerado um dos maiores desenhistas do mundo, pois tratou de redefinir o estilo dos X-Men na década de 1990.

Na época seu estilo bastante detalhado tornou-se referência obrigatória pra qualquer pessoa que sonhava ingressar nesse meio. E como não deveria deixar de ser sua arte foi copiada a exaustão em tudo quanto é canto. A passagem do artista pela equipe mutante é marcada pelas capas com vários efeitos especiais.

Mais há também aqueles que criticam que naquele período a arte era mais valorizada do que o argumento em si. Porém a parte que realmente vale a pena lembrar foi a inclusão da moleca Jubileu e do ladrão Gambit.

Se não me falha a memória ainda tivemos a descoberta do passado de Logan (atuando ao lado do Capitão América).

Estas histórias aconteceram quando o veterano Chris Claremont voltou pra editora após um tempo afastado. Tivemos as sagas Atos de Vingança e Programa de Extermínio, mas depois de 15 anos trabalhando nos títulos mutantes Claremont sai da em empresa (e depois Leem também junto com outros artistas fundaram a Image Comics).

Outro ponto de destaque é que os X-Men se dividiram em duas equipes Azul e Dourada.

Na equipe Azul estavam: Ciclope, Jubileu, Wolverine, Fera, Gambit Vampira e Psylocke e na Dourada haviam: Tempestade, Forge, Banshee, Jean, Arcanjo, Colossus e Homem de Gelo.

Nos anos 90 tivemos uma explosão de diversas sagas que ajudaram a dar uma popularidade incrível pro Universo Mutante. Foram elas: A Saga da Ilha Muir, A Canção do Carrasco, Atração Fatal, Aliança Falange, A Era do Apocalipse, Massacre, Os Doze e Operação: Tolerância Zero.

Foi nesta época que tivemos Cable, Gambit, Deadpool, X-Man (Nate Grey), X-Factor (numa nova formação), X-Force e ainda a grande sensação Geração X.

No final da década surgiu a revista Mutant X, na qual Destrutor vivia algumas aventuras numa realidade alternativa.

Além de criação de heróis, diversas sagas, revistas com crossovers contendo vários desdobramentos (um dos seus títulos vendeu oito milhões de cópias). Os anos 90 ficaram marcados pra sempre como a época em que o Universo mutante virou uma incrível X-mania.

No início dos anos 2000, Chris Claremont retornou pra Casa de Ideias e trabalhou em X-Treme X-men. Nesta formação havia: Tempestade, Fera, Pássaro Trovejante III, Sábia, Bishop, Psylocke e Vampira.

Lembro que o Fera sofreu uma mutação secundária parecendo um felino (ficou muito estranho).

Depois vieram fases marcantes com Grant Morrison e Frank Quitely quando o título mudou para New X-Men.  Na equipe tinhamos: Charles, Scott, Logan, Jean e Emma. O detalhe curisoso era que os uniformes negros tiveram influência do filme de Brian Singer (enquanto Jean e Scott viveram uma crise conjugal).

Aonde tivemos E de Extinção e o surgimento da pior vilã que já vi Cassandra Nova (que exterminou a população de Genosha usando Sentinelas). Em Planeta X achávamos que Xorn era Magneto disfarçado e novamente há outra morte da Jean.

Em 2004 com a saida de Morrison para a Distinta Concorrente vieram John Cassaday e Joss Wedon (atual diretor dos Vingadores). Surpreendentes X-Men tinham em sua formação: Armadura, Ciclope, Emma Frost, Lince Negra, Wolverine e Fera (nesta época temos a volta de Colossus que todos imaginavam estar morto).

O destaque foi pro retorno dos uniformes tradicionais e também Ciclope estava querendo que a equipe fosse vista como heróis (diante da população).

Bem diferente da década anterior nos anos 2000 as sagas deram uma caída brusca, mas em contrapartida o roteiro ficou bastante consistente.

E então veio Dinastia M, saga que mudou tudo, pois ela reduziu drasticamente a população de mutantes e tornou minha querida Wanda numa maluca total.

Depois Complexo de Messias, aonde todos acreditavam que Hope salvaria o futuro dos mutantes. A minissérie cisma veio com a mesma intenção de Guerra Civil, pois assim como Steve e Tony dividiram os Vingadores em duas facções.

Aconteceu a mesma coisa entre Scott e Logan com ideias divergentes quanto ao rsto dos mutantes. A divisão culminou na saga Vingadores versus X-Men, tendo a Força Fênix em destaque (nunca vi nada render tanto assim).

Como trágica consequência Ciclope mata Charles numa cena que despertou a ira de muitos fãs do herói. No reboot da editora conhecido como Marvel Now, os X-Men agem em conjunto com outros heróis da editora.

E como fato inédito temos uma viagem no tempo aonde o X-Men originais viajam pra atualidade (os adolescentes precisam encarar fatos de sua vida que pra eles ainda irão acontecer).

É inegável que os X-Men são uma fonte inesgotável de histórias que nos estarrecem e agora com a franquia mutante bombando nas telonas o futuro nos reservará grandes novas histórias.

Confira na galeria abaixo algumas imagens dos X-Men que garimpei na web

 

 0 1 2 3 4 5 7 8-mike-deodato 9-moira-mactargget 10 11 12 13 14 15-Sentinels 16-morlocks 17-apocalypse 18-Sr_Sinistro_por_Robert_Atkins 19-clube-do-inferno 20-Cassandra_Nova 21-carrascos 22-rei-das-sombras 23-Carniceiros 24-X-Treme_X-Men 25-New-Mutants 26 27 28 29 30 alex ross 0 alex ross 1 alex-ross Artgerm arthur-adams 1 arthur-adams 2 bruce timm 0 cliff chiang dave-cockrum jim lee jim-lee Joe_Jusko john byrne julian-totino-tedesco marco-djurdjevic marvel-anime-x-men marvel-heroes paolo rivera ultimate-x-men wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper-astonishing-x-men wallpaper-x-men

wallpaper-phoenix-five

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Minhas Animações Preferidas – Parte 3

mr.-peabody-sherman

Algumas animações ficam constantemente rodeando a minha memória e aqui separei outras que eu gosto demais.

As Aventuras de Peabody & Sherman – 2014

Bom, pra falar sobre História Improvável é preciso lembrar de outro desenho, pois estes personagens surgiram num quadro de Alceu e Dentinho (The Rocky and Bullwinkle Show).

Alceu é um alce que não possui muita inteligência enquanto Dentinho é um esquilo que pode voar (e suas aventuras acontecem ao redor do mundo). Os personagens foram criados por Jay Ward e fizera muito sucesso nos anos 60.

História Improvável mostrava como o Sr. Peabody (um cão muito inteligente) e Sherman (seu pupilo) viajavam pro passado na máquina Voltempo para ajudar que alguns fatos históricos acontecessem como estavam escritos nos livros (e desta forma Sherman aprende história na companhia de Peabody).

Há uma inversão de papéis neste desenho com Sherman sendo tratado como cachorro pelo Sr. Peabody. Eu suponho que seja uma forma sarcástica pensada pelos produtores do desenho. Afinal de contas lembre-se que eram os anos 60 (e coisas extraordinárias aconteciam na telinha).

Bom, sinceramente viagem no tempo é um assunto absurdamente mostrado tanto em filmes quanto em desenhos algo que pra mim virou lugar comum. E também a divergência de gerações entre pai e filho é outro assunto muito abordado, mas esta animação é surpreendente de tão divertida.

Como na versão original o Sr. Peabody adota Sherman como filho. Uma situação justamente contrária ao que acontece no mundo real. A ideia foi sensacional e seu desenvolvimento melhor ainda, porque Sherman sofre bullying na escola pelo motivo que seu “pai” é um cachorro.

Diante da provocação da chata Penny Peterson, Sherman perde a cabeça e acaba mordendo-a. Fato que causa a maior confusão com a Sra. Grunion que deseja retirar a guarda do Sr. Peabody (caso mais algum incidente aconteça).

Então o Sr. Peabody convida os Petersons para amenizar a situação é quando os problemas acontecem, pois Sherman por vaidade conta pra Penny sobre a máquina do tempo.

Penny tem uma grande importância na vida de Sherman, pois é por causa dela que acaba ganhando autoconfiança e se descobrindo também.

Durante a viagem temporal temos um desfile de personalidades históricas como: o Rei Tuta, no Antigo Egito, Agamenon, na Guerra de Tróia, Leonardo Da Vinci, em Florença (Itália), Maria Antonieta e Robespierre, na França entre muitos outros.

Eu não me lembro de ter rido tanto assistindo um desenho, pois conseguiram ensinar história com passagens marcantes destes acontecimentos de forma leve e inteligente.

Por falar em inteligência o Sr. Peabody é um dos personagens mais sensacionais das animações de todos os tempos. Além de ser gênio, empresário e bastante rico, sabe dançar, cantar, hipnotizar, é poliglota, multi-instrumentista, cientista e tudo aquilo a mais que você possa imaginar (sensacional).

Uma cena que adorei foi quando toca a música Beautiful Boy, do John Lennon e o Sr. Peabody relembra seus melhores momentos ao lado de Sherman. Foi muito emocionante (suponho que sejam cenas homenageando o desenho antigo).

Nos melhores momentos o Sr. Peabody fala por trocadilhos enquanto Sherman sempre diz: “não entendi”.

As Aventuras do Sr. Peabody & Sherman é divertido, eletrizante, inteligente e nos deixa com aquele incrível gosto de quero assistir mais.

porco-rosso

Porco Rosso – O Último Herói Romântico – 1992

No original japonês é Kurenai no Buta, dirigido pelo mestre Hayao Miyazaki.  Aqui temos as aventuras de Marco Pagot, um piloto italiano veterano da Primeira Guerra Mundial.

Seu principal sustento é viver como um caçador de recompensas freelance na perseguição de piratas do ar. Infelizmente ele foi amaldiçoado para se transformar num híbrido humano com cabeça de porco.

Fora essa situação estranha algo até comum nos animes de Miyazaki (acho que os outros mais famosos pegam pesado nas bizarrices). O herói ficou conhecido como Porco Rosso e vive solitário numa ilha.

Seu principal par romântico é Gina, uma cantora que administra o belíssimo Hotel Adriano. Ela insiste na intenção de convencê-lo a resgatar sua humanidade, mas Rosso deseja esquecer seu passado (principalmente por causa de uma fotografia que guarda sua antiga fisionomia).

Seu maior arqui-inimigo é outro aviador Donald Curtis, que deseja a qualquer custo acabar com a fama e a admiração que todos possuem por Rosso. Outra personagem interessante é Fio que ajuda Porco a reconstruir seu avião (apesar de nova demonstra ser uma grande aventureira).

O destaque neste anime são as extasiantes cenas de aviação (mesmo estando numa guerra há uma leveza mágica em tudo).

Os personagens como sempre possuem personalidades cativantes, os cenários tanto do céu quanto dos aviões impressionam de tão surpreendentes (apesar de Rosso não falar há um romance velado entre Gina e ele).

Porco Rosso é bastante diferente dos outros animes de Miyazaki sem mostrar seres fantásticos mais sua temática mais adulta impressiona pela forma como aborda a guerra e porque Marco desistiu de lutar por sua pátria.

el-cid

El Cid, A Lenda – 2003

Quando se comenta sobre El Cid é importante lembrar que a história do cavaleiro espanhol Rodrigo Diaz de Vivar mistura lenda com realidade (seus feitos viraram canções, livros e também um famoso filme).

Rodrigo viveu no séc. XI num período em que a Espanha estava dividida entre reinos de cristãos e mouros.  Sua lenda o destaca como um homem forte, valente, leal, justo e piedoso (a imagem de um nobre cavaleiro medieval) .

O filme El Cid com Charlton Heston e Sophia Loren é sempre bem comentado como um épico marcante, feito em 1961. As impactantes cenas de batalha e a primorosa reconstituição de época são o chama atenção nesta super produção.

Bom, eu já havia esquecido a existência deste desenho, pois da primeira vez que vi foi em fita de vídeo.

Logo no início somos ambientados com um outro desenho levando-nos ao período da Idade Média como demonstrado nos livros da época.

O design dos personagens é bastante cartunesco, mas não deixa de ser bonito. Além das belezas exóticas dos cenários com castelos e pradarias notamos os animais inteligentes fato que é característica marcante da Disney.

Aliás esta primorosa animação não é obra nem da Disney e nem da Dreamworks algo que eu não havia prestado atenção antes.

Rodrigo tinha um futuro promissor, mas uma caiu numa tramoia de seus inimigos (devido a morte de seu amigo Sancho). Como consequência foi expulso de Castella.

Infelizmente Rodrigo precisou deixar pra trás sua amada Jimena. É justamente no exílio e longe de casa que Rodrigo arranja forças pra limpar seu nome (reconquistar sua honra e também salvar sua cidade do ganancioso rei Alfonso).

A parte interessante ao assistir El Cid é que trata de honra, coragem, traição, intriga e amor (são mostrados de forma tão intensa que nem parece ser uma animação).

El, Cid: A Lenda é uma diversão que vale a pena assistir. Pena que tentaram copiar a Disney com colocando música e animais inteligentes, mas fora isso é excelente.

coraline

Coraline e o Mundo Secreto – 2009

Apesar de ter o nome de Tim Burton na capa, ele apenas produziu a animação. Coraline e o Mundo Secreto é uma animação criada no estilo stop motion e filmada totalmente em 3D.

Na história após se mudar pra uma casa nova com seus pais a menina Coraline Jones está totalmente entediada. Infelizmente ela acha que seus pais ficam tão ocupados que não lhe dão a devida atenção.

Quando decidiu explorar sua casa, ela acaba descobrindo uma portinha que levava a uma dimensão alternativa mágica. Neste lugar existiam versões totalmente divertidas não apenas de seus pais mais também de outros vizinhos seus.

Coraline estava bastante empolgada com sua “outra mãe”. Até que num dado momento em que seus pais do outro mundo tentam aprisiona-la naquele lugar.

Destaco as coloridas cenas do Jardim das Flores e fabuloso espetáculo dos ratinhos do Sr. Bobinsky. Coralines estava encantada com aquele lugar, pore´m sua “outra mãe” contou-lhe que para ficar lá deveria colocar botões nos olhos (deixando-a assustada).

Neste momento em diante a animação muda completamente tornando-se mais sinistra, pois sua outra mãe é uma criatura que atrai crianças para aquele mundo para poder come-las (e depois guardar suas almas).

Então Coraline precisa arranjar forças e coragem para enfrentar a outra mãe e salvar seus pais que de alguma forma foram presos naquele outro mundo.

Não é algo para crianças assistirem, pois seu enredo é muito sombrio. Se inicialmente tudo parecia bonito e encantador aos poucos a história vai se modificando e tornando-se incrivelmente assustadora.

É óbvio que fica subentendido que os pais andam focados demais em suas tarefas do dia-a-dia que se esquecem de dar atenção pros filhos (fora isso é sensacional).

po

Kung Fu Panda 2 -2011

Bom, estamos acostumados a ver o jeito americano de ser na maioria das animações que assistimos. Só que em Kung Fu Panda 2 tudo é diferente. Po tenta tomar conhecimento dele próprio (como seu passado afeta seu futuro).

Com uma verdadeira lição de filosofia chinesa se alguém te disser que este desenho é coisa pra criança pode rir ou até gargalhar da cara desta pessoa.
Com cenas de ação impressionantes Kung Fu Panda 2 consegue agradar e divertir ao mesmo tempo.

Há muito tempo, Senhor Shen (Gary Oldman), herdeiro do clã que governava Gongmen City na China, procurou aproveitar o poder de fogo de artifício como uma arma com a qual governar o país inteiro.

Quando soube de Fala Macia (Michelle Yeoh) que “um guerreiro preto e branco” o derrotaria um dia, Shen presumiu que ela estava se referindo aos pandas gigantes e ele os exterminou para evitar a profecia.

Os pais de Shen estavam horrorizados com esta atrocidade e o exilaram, que jurou vingança.

Pra manter o nível Po continua o mesmo glutão desajeitado e engraçado do primeiro desenho, porém ele precisa aprender a alcançar a paz interior, fato que me fez lembrar o Goku (Dragon Ball- pela forma de movimentos).

A animação tem uma sensibilidade e uma força que são características fundamentais do oriente, há momentos que parece um kabuki e anime, eu poderia falar mil coisas sobre Kung Fu Panda 2, mas “show de bola” define simplesmente tudo.

Relembre aqui da segunda parte.

Ober un evezhiadenn

Filed under Minhas Animações Preferidas – Parte 3

Imagens

z-x-men

Desenhos dos X-Men

Ao longo das décadas o Universo Mutante foi expandindo saindo dos gibis indo parar nos desenhos e também nos games.

Na parte dos games pra mim o mais interessante é Marvel vs Capcom, no qual temos os mutantes lutando contra os personagens de Street Fighter.

Só que o negócio aqui é outro todos que me conhecem sabem que eu sou um nostálgico de carteirinha assinada e curto demais a versão da equipe dos anos 90. Porém descobri na web que alguns anos antes tivemos uma participação dos X-Men num desenho desanimado (que eu adoro).

namor

Namor – O Príncipe Submarino – 1966

The Marvel Super Heroes era a adaptação dos gibis originais dos heróis da Casa de Ideias. Eles ficaram amplamente conhecidos por aqui como desenhos desanimados, pois seus personagens não se movimentavam muito.

A Grantray-Lawrence Animation foi a empresa que produziu as séries dos heróis: Hulk, Capitão América, Namor, Thor e Homem de Ferro. Como o orçamento era muito baixo tiveram a ideia de copiar as páginas das edições originais destes heróis.

A qualidade dos desenhos era horrível, mas tivemos aventuras tiradas com arte de Jack Kirby, Steve Ditko e Don Heck. Assim como este comentarista também tem muito marmanjão que se amarra nesta versão capenga e nostálgica deles.

Voltando, os X-Men originais: Garota Marvel, Anjo, Fera, Homem de Gelo, Ciclope e também o Professor X fazem uma participação especial num episódio em que Namor enfrenta o Dr. Destino (Victor Von Doom).

Havia uma aventura similar nas HQs do Quarteto Fantástico, na qual era o grupo que participava desta trama. Infelizmente a produtora não tinha licenciamento para usar o Quarteto e tiveram que substituir pelos X-Men.

Pouco tempo depois a Primeira Família também teve uma versão animada pra telinha (sendo que a produção era da Hanna-Barbera, em 1967).

Voltando, a parte estranha era que a equipe mutante fora chamada de Aliados da Paz, não sei por qual motivo, mas nos anos 60 eles mudavam diversas coisas nos personagens, loucura total!

x-men-serie-animada

X-Men: Animated Series – 1992

Eu já me divertia bastante naquela abertura, pois a música tinha uma emoção nela que eu ficava ansioso para assistir o episódio (acho até que ficou guardada na memória afetiva de todos que assistiram).

Enquanto nos gibis o heróis amargavam uma torturante sina de sagas intermináveis e confusas.

Tivemos a melhor adaptação da equipe até aquele momento, pois conseguiu trazer diversos personagens do vastíssimo Universo Mutante pra telinha.

A parte boa da versão dos anos 90 é que comentava temas pesados como racismo, intolerância e também religião. Tivemos o prazer de assistir essa versão aos sábados na TV Globinho.

Além de ter mostrado passagens importantes da equipe nos gibis como Dias de Um Futuro Esquecido ou ainda a incrível Saga da Fênix.

Sem esquecer que tiveram momentos emocionantes como a “morte” do Morfo, a inclusão do Bispo (ou Bishop), Tempestade com sua fobia de ficar enclausurada.

Ou a sensualidade da Vampira que me deixava apaixonadão por ela, eu gostava de ver aquele caso mal resolvido entre Gambit e Vampira.

E não consigo esquecer das citações famosas do intelectual Fera e claro o Logan usando suas garras pra cortar tudo de maneira feroz (lembro que a Jubileu pagava uma paixonite aguda pelo Wolverine).

Outro ponto alto desta versão foi a inclusão dos Morlocks, A Irmandade de Mutantes, Os Acólitos e até dos Carrascos. Era assustador ver o Magneto usando seus poderes e aquela antiga rixa idealista que havia entre ele e Charles. Só que outros vilões como o Clube do Inferno, Lady Letal e Apocalipse também tiveram participações.

X-Men: Animated Series foi marcante e inesquecível na minha vida, porque vi várias coisas que haviam acontecido nos gibis.

evolution

X-Men: Evolution – 2000

Trouxe aquela velha temática original de que a equipe é composta por adolescentes mutantes que estão descobrindo como usar seus poderes. Podemos somar a questão dos sentimentos que nesta fase da vida que são um caldeirão em ebulição.

Eu detestava como eles eram tratados no colégio em Bayville, mas já faziam parte do medo sobre os mutantes (e como eles seriam visto dali em diante).

Uma parte interessante é o visual mais dark que com certeza foi baseado no filme, de 1999. Até a Irmandade de Mutantes foi remodelada para ficar parecendo mais jovem, assim como também tivemos uma rejuvenescida em Logan, Charles e Ororo.

Outro ponto alto foi terem colocado o Spike, um sobrinho da Tempestade que tinha os mesmos poderes da Medula.

O grande lance desta produção foi ter criado a X-23, um clone de Logan que depois migrou pras HQs e também o episódio em que Wolverine atua ao lado Capitão na Segunda Guerra (inesquecível).

As coisas começaram a melhorar durante a terceira temporada quando a existência dos mutantes foi exposta

Sem falar na última temporada no qual todos tiveram que enfrentara ameaça do vilão Apocalipse. X-Men: Evolution não conseguiu agradar a gregos e troianos, mas aos poucos foi mostrando que pode dar destaque pros personagens de uma maneira nunca imaginada antes.

wolverine

Wolverine e Os  X-Men – 2008

É um desenho que explora o futuro sombrio dos mutantes em suas histórias.

Depois que o Instituto Xavier sofreu um ataque muito poderoso Jean aparentemente sumiu e o Professor ficou em coma nos dias atuais (enquanto sua versão futura) divide um elo telepático com Logan.

Ciclope é o líder natural da equipe só que ficou de fora, pois está mentalmente abalado pela falta de sua amada. A animação é a melhor feita com os mutantes de todas até agora. Mesmo que a versão dos anos 90 seja inesquecível sem sombra de dúvidas o nível visto aqui é totalmente superior.

Misturando diversos personagens mutantes de várias fases diferentes temos até velhos conhecidos nossos como: Bishop, Mística, Medula e Dominó.

As histórias se dividem entre passado com Wolverine tentando deter a morte do Senador Kelly e os acontecimentos que poderão desencadear aquela catástrofe. E futuro aonde este fatídico momento já aconteceu e Charles precisa se virar para manter-se vivo (orientando Wolverine sempre que possível).

Lembro que Logan estava relutante em assumir a liderança da equipe, porém mesmo com seu temperamento explosivo consegue desempenhar muito bem a função.

Wolverine e Os X-Men é a melhor versão feita com a equipe mutante que tive o prazer de assistir, pois suas histórias sérias abordavam aquela antiga questão clássica da guerra entre a humanidade e o homo superior.

X-Men-Anime

 Marvel Anime: X-Men -2011

O conceituado estúdio japonês Madhouse uniu-se a Marvel Entertainment para criar animes de seus heróis. Foram 4 séries de 12 episódios que mostravam aventuras do Homem de Ferro, Blade, Wolverine e X-Men acontecendo na Terra do Sol Nascente.

Um ano depois da morte de Jean que estava sendo controlada pelo Círculo Interno. Devido ao rapto de uma menina capaz de criar uma armadura           que enfrentou os U-Men (Charles decide reagrupar os X-Men e viajam para o Japão).

Scott anda bastante deprimido pela morte de Jean e acha que Emma Frost pode ter causado a morte de sua amada. Durante uma luta contra os U-Men, os X-Men descobrem que alguns mutantes no Japão sofrem com a Síndrome de David Haller, que causa uma estranha mutação secundária.

A série é marcada pela entrada de Hisako Ichiki, na equipe dos X-Men. Ela descobre que o Mestre Mental é o responsável pelo que está acontecendo (como também fez com que Scott pensasse que foi Emma quem matou Jean).

Após derrotar o Mestre Mental, Magneto foge da prisão deixando uma brecha pra continuação da série.

A inclusão do estúdio Madhouse já demonstra que o anime não é feito pra crianças, pois a ação mostrada é bastante pesada (pena que não lançaram todos os episódios em DVD).

E pra fechar temos como curiosidade o desenho X-Men: Pryde of the X-Men, de1989. No título há uma mistura com o nome da Lince Negra (pryde) com a palavra em inglês orgulho (pride).

Esse desenho nuna foi lançado na telinha, mas o episódio piloto já foi lançado em DVD.

O enredo mostra como Kitty entrou pra equipe, pois começa com um exército tentando prender Magneto, porém Emma ataca-os e consegue libertar Erik.

Então Kitty vai até ao Instituto, pois recebeu uma carta de Charles pra ir visita-lo. Na escola o Professor explica como funciona tudo e também sobre os X-Men.

Nesta formação temos: Wolvie, Ciclope, Crystal, Tempestade, Colossus e Noturno. Os problemas começam quando Pyro e Blob, da Irmandade de Mutantes querem chamar a atenção dos X-Men. A Irmandade é composta po: Rainha Branca, Juggernaut, Blob, Pyro e Groxo.

Eles ameaçam matar os seres humanos, no entanto sua verdaeira intenção é conseguir as cordenadas do cometa Scorpion.

Enquanto a equipe vai atrás deles, Magneto invade amansão junto com o Juggernaut roubando o controle do cérebro. Em seu Asteróide M, Magneto conecta a caixa a fim de controlar o cometa e arremessá-lo na Terra (para destruir os humanos).

Sem o conssentimento de Logan, Kitty entra sorrateiramente na nave ajudando a equipe a enfrentar a Irmandade. Os X-Men desativam o asteróide e salvam a humanidade.

A possivel serie tinha a narração do Excelsior, mas  não sei por qual motivo não foi pra frente (basta procurar no Youtube que encontramos alguns videos).

Só pra fechar no inicio dos anos 2000 a editora conseguiu emplacar seu universo Ultimate primeiro com o Cabeça de Teia. Logo em seguida veio Ultimate X-Men, na qual a equipe tinha pouquíssimas diferenças do universo tradicional (era mais na personalidade mesmo).

As brigas de Scott e Logan por causa de Jean eram constantes, a Tempestade deus uns pega no Fera, Lince Negra namorou com o Homem-Aranha e a Crystal também teve um caso com o Anjo.

Eu não gostei desta versão da equipe, pois aparentemente mudou pouquíssima coisa do status quo da Terra-616.

Confira na galeria abaixo algumas imagens dos X-Men que garimpei na web

0-charles 1-tempestade 3-logan 4-lilandra agente-brand armadura Banshee bishop cable Cannonball cecilia-reyes Chamber colossus_by_ryankinnaird cristal Darwin Dentes-de-Sabre_por_Robert_Atkins destrutor dinamite-tabitha-smith dominó Emma_Frost_by_cakes escalpo esperança-summers estrela polar estrela-de-fogo fada fanático fluxo forge frenesi gambit Hepzibah Jubileu lady-mental larval Lince Negra Lockheed Longshot magneto medula mímico Mistica morfo namor Nimrod_Sentinels noturno pássaro-trovejante perigo Petra polaris Psylocke-by-ed-benes rachel summers reprise Revanche rogue-x_men_1992_by_snakou sábia salva-vidas sentinela-ômega siryn stacy x vulcan wallpaper-ciclope x-man xorn

Fonte da Pesquisa: Wikipedia e Zona Nerd.

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Artista

trizia

Pedro Perez

O artista venezuelano consegue evocar aquele estilo bem inocente das antigas pin-ups. E ao mesmo tempo imprime uma sensualidade bastante envolvente em sua arte.

A personagem Trizia que suponho seja sua criação consegue demonstrar isso que comentei de maneira esplêndida.

Confira na galeria abaixo o excelente trabalho de Pedro Perez

0-elsa 1-apple 2-velma 3 4 5-elvira

she-hulk

6.1 6 7 8 9-vampirella 10 11 13 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 hera-venenosa  wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4

2 Evezhiadenn

Filed under Artista