Monthly Archives: Here 2014

Cosplay Girl

z

Feiticeira Escarlate

Ela é uma das heroínas mais poderosas da Casa de Ideias, e além de controlar a magia ainda tem o incrível poder de manipular a realidade (ao seu bel prazer).

Eu não gostei do que fizeram com Wanda Maximoff, pois devido a intensidade de suas emoções seus poderes também ficam descontrolados. Infelizmente há algum tempo a retratam como uma louca desvairada.

Atualmente seu relacionamento com o Visão não está nada bem, mas vamos esperar pra que esta situação modifique.

Confira na galeria abaixo além da Yaya Han, temos Callie Cosplay e outras modelos que homenageiam nossa heroína a Feiticeira Escarlate.

Mais você também irá encontrar Jessica Nigri, de Magneto, Bellechere, de Emma Frost,  Nicole Marie Jean, de Namor, Rosanna Rocha, de Sonja e Rose Ryan, de X-23

0 1 2.0 2.1 2 3 4-feiticeira-escarlate-by-vertvixen 5-feiticeira-escarlate-by-vertvixen 6 7 8 9 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22-ya ya han 23-yaya han 24 25 26 27-kathleen sera 28-larissa kovalenko 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41

spider gwen nicole-marie-jean

magneto_jessica-nigri

42 43 44 45 46 47.1 47-namor-nicole-marie-jean 48 49 emma-by-bellechere emma-frost Hawkeye iron-woman-pepper_potts lady-letal red_sonja_by_rosanna-rocha rose-ryan 1 rose-ryan 2 shanna she devil abby dark star

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z

Feiticeira Escarlate

Ela é uma das heroínas mais poderosas do Universo Marvel, simplesmente por que possui o imenso poder de manipular a realidade.

Além disso é uma ótima estrategista, já foi líder dos Vingadores por um breve período e também é uma mestra no combate corpo-a-corpo.

A mutante Wanda Maximoff foi criada pelos mestres Stan Lee e Jack Kirby (Scarlet Witch surgiu pela primeira vez em Uncanny X-Men # 4, de 1964).

A Feiticeira e seu irmão gêmeo Pietro nasceram em Wundagore, uma montanha que fica na Trânsia (Europa Oriental). A mãe deles havia fugido ao ver Magneto manifestar seus poderes e destruir uma população de uma cidade inteira (por causa da morte de sua filha Anya).

Os cidadãos estavam com medo dos poderes dele e pensavam em se tratar de um bruxo ateando fogo em sua casa (diante do trauma pela perda trágica surgiu o ódio dele pela humanidade).

Magda quando fugiu estava grávida deles, mas deixou seus filhos sob a proteção de Bova e pediu para escondê-los do pai. Bova viu que não podia criar as crianças e pediu pro seu mestre o Alto Evolucionário para ajudar. E então as crianças foram entregues a  Django e Marya Maximoff, um casal de ciganos (recebendo o sobrenome deles).

Pra quem não se lembra tanto Wanda como seu irmão Pietro participaram da Irmandade de Mutantes (que na época era liderada por Magneto).

Magneto salvou Wanda e Pietro da ira de uma multidão que viu Wanda manifestar seus poderes (só que nesta época Erik não sabia que estava junto com seus filhos).

Então eles entraram pra Irmandade como uma forma de gratidão por Magneto ter salvado suas vidas. A Irmandade era liderada por Magneto, mas também tinha o Mestre Mental e Groxo. Foi nessa época que Pietro e Wanda ganharam seus famosos codinomes (Mercúrio e Feiticeira Escarlate).

Nesse período a Irmandade era um inimigo constante dos X-Men nos gibis. Um detalhe importante é que mesmo fazendo o que Magneto mandava os irmãos discordavam de suas atitudes (e só não saiam por medo de represálias).

Pietro parecia estar sempre irritado e protegia sua irmã do Mestre Mental e também do Groxo, porque não gostava deles.

Voltando, depois que a primeira formação da equipe se dissolveu com o desaparecimento de Erik. Wanda e Pietro resolveram se regenerar e foram aceitos nos Vingadores (a equipe é famosa por abrigar ex-vilões).

Wanda demonstrava ser bastante recatada, mas ao ingressar nos Vingadores acabou se autoconhecendo, aprendendo a usar seus poderes e a ter alguns integrantes como amigos íntimos também.

A feiticeira Agatha Harkness foi a mentora que na arte de feitiçaria teve a capacidade de ensinar Wanda a controlar melhor seus poderes.

Nesse meio tempo ela havia se apaixonado pelo Visão que teimava em tentar se afastar dela, mas ao sentir que poderia realmente perde-la. O herói sintozóide decidiu investir em seus sentimentos e casou com Wanda. Wanda engravidou do Visão utilizando sua magia foi quando surgiram os gêmeos William e Thomas.

De maneira muito estranha as crianças tinham parte da alma de Mefisto que tratou de pegar de volta enviando o Mestre Pandemônio.

A perda ao mesmo tempo do marido e dos filhos desestabilizou mentalmente Wanda fazendo com que se unisse ao pai para atacar os Vingadores.

Durante a saga Vingadores: A Queda, Wanda havia perdido o controle de seus poderes novamente atacando os Vingadores e desta vez ela influenciou a Mulher-Hulk para se tornar incontrolável (igual ao Bruce).

Como consequência ela destruiu o Visão, mas pra piorar todos os Vingadores foram convocados para detê-la. Então descobriram que a culpa foi da Feiticeira que também havia matado o Homem-Formiga e o Gavião Arqueiro (isto acabou determinado o fim da equipe).

No final Wanda havia sido levada pra Genosha por seu pai para que fosse curada por Charles.

Isto tudo acabou gerando a Dinastia M, história na qual ela havia perdido totalmente a sanidade sendo confrontada pelos Vingadores e X-Men. Agindo sob influência de Pietro e gera uma nova realidade de utopia mutante (sob o comando de Magneto).

O fato de terem transformado Wanda numa maluca pra mim foi um fiasco absoluto. Acho que todo mundo passa por algum trauma na vida, mas aquilo foi péssimo pra mim. Lembro que no final da história ela esta desmemoriada e também sem poder algum (sacanagem, pois foi chato pra cacete!).

Depois tentaram consertar a besteira que fizeram fazendo Wicanno ajuda-la recuperar a memória, blarg!!!

Na versão Ultimate tanto Wanda quanto Pietro participam dos Supremos. Eles continuam sendo filhos de Magneto, mas mantém uma relação incestuosa.

Nesta realidade os Supremos são atacados e a heroína morre assassinada na rua. Tudo fazia parte de um plano do Doutor Destino que manipulou os Ultrons para provocarem uma guerra.

Como curiosidade a Valquíria liderou uma equipe feminina de Vingadoras. A equipe ficou conhecida como Libertadoras e nesta formação estavam: Wanda, Vespa, Medusa e Viúva Negra.

Na telinha nossa heroína apareceu no desenho do Homem de Ferro, nos anos 90. Modificaram bastante a origem do playboy milionário, pois foi o Mandarim que o raptou (deixando-o tetraplégico).

Tony Stark  comanda um grupo formado por alguns heróis conhecidos nossos. Na Força Tarefa temos: Mulher Aranha, Máquina de Combate, Gavião Arqueiro, Século e Feiticeira Escarlate.

Nesta versão Wanda está bastante diferente, pois usa cabelo curto e um maiô vermelho estranhíssimo (só gostei do decote).

Depois tivemos a péssima série animada Avengers: United They Stand, de 1999. Tanto a Feiticeira Escarlate quanto o Visão participavam da equipe. Se não me engano abordaram até aquele famoso triângulo amoroso que havia entre Visão, Wanda e Magnum (nos gibis).

Lembrando que Wanda também participa da série animada X-Men: Evolution. Ela demonstra ter um ódio enorme por Pietro, pois Magneto deixou-a de lado por causa de seus poderes incontroláveis. Nesta versão Agatha Harkness também parece para ajuda-la a controla-los.

Aqui temos a Irmandade formada por: Mística, Wanda, Groxo, Avalanche, Blob e Mercúrio.

Em Wolverine e os X-Men, Wanda vive com seu pai em Genosha e quase consegue viver uma linda história de amor com Noturno (pena que seu pai atrapalho tudo).

Na cena pós-credito do Capitão América 2, o Barão Strucker deseja adiantar os planos de destruição da H.ID.R.A. usando os “gêmeos” para isso.

Então vemos Pietro correndo na cela e ao seu lado Wanda manipulando cubos que são quebrados. É uma ligação óbvia com A Era de Ultron que irá pra telonas em 28 de abril de 2015.

Por último nesta sequência teremos a atriz Elizabeth Olsen interpretando a Feiticeira Escarlate (basta apenas controlar a ansiedade para não morrer antes do filme estrear).

Confira na galeria abaixo algumas imagens da Feiticeira Escarlate que consegui na web

 0-elizabeth-olsen 1.0-scarlet-witch-by-jack-kirby

1119

1.1-Frank Cho 1 2 3  5 6 7 8 9 10  12 13 14 15 16 17 18  20 21 22 23 24 27 28 29 30-ultimate-avengers 31 32 33 34 35 36 Adam_Hughes adi-granov

OLYMPUS DIGITAL CAMERA artgerm 2 arthur adams 1 arthur adams 2  bruce timm 0 bruce timm 1 bruce timm 2

ebas 1 ebas 2 ed benes ericalannelson  Irmandade iron-man-tv-series

avengers-1999

evolution

4-wolverine-and-x-men

libertadoras mark brooks paulo siqueira paulo-siqueira peter cotton Raddar scarletwitch_by_erulian shunya yamashita thony silas Wallpaper 1- by_AdamHughes wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4-by-joe-jusko wallpaper 5

Fonte da Pesquisa: Wikipedia, MSH, Planeta Heróis e Protocolos Marvel.

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

wallpaper 2

Visão

O inteligente sintozóide foi criado pelo roteirista Roy Thomas e pelo artista John Buscema.

É um dos heróis mais poderosos da equipe dos Vingadores, mas infelizmente havia um bom tempo que ele estava jogado no limbo.

Recentemente ele foi reativado por Tony Stark que reconstruiu nosso herói e quando acordou ele ficou revoltado com tudo que aconteceu depois de Dinastia M passando a dar um gelo em seu antigo amor a  Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff).

Como curiosidade nos anos 40 já existia um herói com o mesmo nome de Visão (ele surgiu na edição de Marvel Mystery Comics #13). O alienígena Aarkus era um policial oriundo da dimensão Mundo-Fumaça (que surgia na forma de névoa para combater o crime na Terra). E seus poderes consistiam em projetar sua imagem astral e hipnotizar seus inimigos.

Bom, o Visão que nós conhecemos foi inspirado naquela versão dos anos 40. E sua primeira aparição foi na edição The Avengers # 57, de 1968. Na história quem criou o herói foi o vilão Ultron-5 que havia raptado o corpo de uma réplica do Tocha Humana original (o primeiro sintozóide da Marvel).

Então modificando sua aparência e utilizando os padrões mentais do Homem Poderoso (Simon Williams) que havia morrido salvando os Vingadores. Ele era um capanga do Barão Zemo que comandava a equipe Mestres do Terror (eles são inimigos dos Vingadores).

Quando os Vingadores descobriram que Simon estava doente tentaram ajuda-lo, mas era tarde demais. Por gratidão ele se sacrificou pra salvar os heróis durante um ataque dos Mestres do Terror. Seus padrões mentais foram guardados num computador no laboratório de Hank Pym e Ultron-5 (roubou para utilizar na criação do Visão).

Uma década depois Simon Williams retornou como um ser de energia pura transformado-se no herói Magnum e sendo aceito nos Vingadores.

Bom, Ultron foi uma criação do Hank Pym dando ao robô seus próprios padrões cerebrais. Só que inicialmente ele agia como criança querendo atenção e evoluindo rapidamente para destruir seu criador.

Inicialmente Ultron-5 arranjou vários planos para destruir Os Vingadores e num desses criou o Visão que foi batizado assim pela Vespa (quando o sintozóide a atacou em seu apartamento).

Mais devido a sua consciência meio nublada mesmo não entendendo o que é emoção o Visão rebelou-se contra sua programação salvando a equipe (e depois de algum tempo foi merecidamente integrado nela).

Uma das grandes características dos Vingadores é ex-vilões que depois se redimem e entram pra equipe. Magnum, Visão, Feiticeira Escarlate, Gavião Arqueiro, Mercúrio e Viúva Negra são alguns exemplos que conheço.

Voltando, a nível de força ele se iguala ao Caçador de Marte, pois alguns de seus poderes são idênticos.  O Visão tem agilidade e força fora do comum. Além de ser bastante inteligente, pode voar, alterar a densidade do seu corpo para ficar duro igual diamante ou intangível podendo atravessar qualquer coisa e ainda emite raios solares de uma pedra em sua testa.

Fora isso sua inteligência artificial possuiu um enorme banco de dados que lhe da a oportunidade de manter interface com várias máquina eletrônicas.

A parte mais interessante que gosto nele é sua característica psicológica que varia entre sem emoção e uma intensa busca pra encontrar sua humanidade. Uma grande prova disso é que já foi casado com a Feiticeira Escarlate.

A princípio o herói queria renegar seus sentimentos por Wanda, mas quando ela foi sequestrada e enviada para a Galáxia Skrull. Ele conseguiu realmente se dar conta do que sentia por ela.

No dia do casamento de Wanda e Visão também houve outro enlace amoroso na equipe (foi também a vez de Mantis e Espadachim consolidarem sua união).

Depois de se casarem Visão e Wanda abandonaram temporariamente os Vingadores e tentaram viver uma vida normal.

Por mais estranho que possa parecer o casal tiveram filhos. A Feiticeira Escarlate conseguiu engravidar do Visão devido ao uso de seus poderes (então nasceram os gêmeos Thomas e William).

Infelizmente eles morreram, pois sua essência era feita de fragmentos da alma de Mefisto (que pegou de volta assim que retornou dos mortos).

A morte das crianças deixou Wanda bastante abalada fato que dissolveu a união do casal. Num curto período de tempo o Visão teve um relacionamento com Miss Marvel (Carol Danvers), mas depois se reconciliou com a Feiticeira.

Anos depois foi mostrado que Wicanno (William) e Célere (Thomas), do grupo Jovens Vingadores são os filhos do casal reencarnados.

Retornando, quando a equipe dos Vingadores tinha integrantes demais ela foi dividida em duas, em 1984. A equipe principal ficou sob o comando do Visão. Nesse período ele estava sendo dominado por um computador maligno que tinha a intenção de enfraquecer e destruir a equipe.

Devido ter sido considerado uma ameaça a segurança nacional o governo resolveu desmantelar o Visão. Então quando foi remontado havia perdido seus sentimentos regredindo a condição de robô e infelizmente terminando o seu casamento com a heroína.

Enquanto a outra equipe ficou sob a supervisão do Gavião Arqueiro foi quando surgiu Os Vingadores da Costa Oeste.

Em 1999 tivemos a péssima série animada Avengers: United They Stand que foi baseada nos Vingadores da Costa Oeste.

Infelizmente esta versão é a pior de todos os tempos feita com a equipe, pois usaram apenas pra lançar uma linha de brinquedos com os personagens. Só pra constar o Visão participou desta formação, mas diferente da forma que havia nos gibis o Homem-Formiga era o líder da equipe .

Já em Os Vingadores: Os Super Heróis mais Poderosos da Terra tivemos o episódio “Cuidado… O Visão” (que tem o mesmo nome da primeira história do personagem).

O desenho já começa sinistro mostrando o Visão invadindo uma instalação militar e sua missão é coletar adamantium, vibranium e também pegar o escudo do Capitão. Várias equipes de soldados tentam detê-lo, mas é em vão (na batalha ele está usando todos os seus poderes).

O Bandeiroso viaja até Wakanda junto com o Gavião Arqueiro e o Thor para que  T’Challa conserte seu escudo.

A confiança que havia entre os Vingadores foi quebrada após a invasão Skrull, Steve quer restaurar a esperança que todos depositavam nos Vingadores (reunindo a equipe). O Pantera decide ajudar, mas declina do pedido de Steve pra retornar ao grupo.

O Visão derrota o exército wakandiano na floresta facilmente. E nem mesmo Thor consegue ser páreo pra ele. No final somente um esforço em conjunto de todos consegue derrotar o robô, mas o plano de Ultron-5 foi concluído (conseguir adamantium para tornar-se indestrutível).

Em outro episódio temos “Ultron Ilimitado”, no qual todos os Vingadores são emboscados, capturados e substituídos por versões robóticas. Isto fazia parte do plano de Ultron para acabar com a ameaça da imperfeição humana.

O fato de Steve não se render diante do fim inevitável ajuda o Visão a começar a questionar sua programação.  Fato que faz ele se rebelar contra seu mestre e também ajudando aos Vingadores a derrota-lo.

É o melhor episódio com o herói que depois passa a ser integrante da equipe. Outro detalhe interessante é que temos a aparição de Jocasta que também  participou da equipe há algum tempo atrás nos gibis (seus padrões mentais são baseados na Vespa).

Por último no primeiro filme dos Vingadores todos nós ficamos especulando que a “morte” do engraçadíssimo Agente Phill Coulson (Clark Gregg) resultaria no surgimento do herói sintozóide.

Só que estávamos enganados, pois está rolando na web que teremos o ator Paul Bettany escalado para interpretar o Visão no esperado A Era de Ultron. Lembrando que o ator faz a voz do J.A.R.V.I.S. na franquia do Homem de Ferro.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do Visão que garimpei na web

 0-vision-timely 1.1-the-avengers-57

1 2 3 4 5 6 7 9 10 11 12 13 14 15 16  18  20 21 22

z

23 24

19

25 26 1727 29 30 31 32 34 35 36 38 39 avengers-by-alex-ross avengers-west-coast bezerrobizarro dave marquez kevin nowlan Martian Manhunter-vs-The Vision The-Vision-2 wallpaper 0 wallpaper 1  wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper-avengers-by-alex-ross wallpaper-avengers-by-george-pérez wallpaper-vingadores

Fonte da Pesquisa: Wikipedia e Protocolos Marvel.

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

As Várias Mortes do Superman – Parte 1

superman

Antigamente o fato de um herói morrer era algo catastrófico. Uma história com uma narrativa marcante, na qual nosso personagem terminava fazendo o sacrifício supremo.

Mais de alguns anos pra cá a indústria destruiu o significado de tal ato, pois tantos morreram pra depois retornar. Geralmente numa historinha mequetrefe a fim de arrancar mais grana de nós fieis leitores. Pra mim a morte nos quadrinhos virou algo tão normal, sem graça e inconveniente (que eu não consigo mais ter interesse em ler nada).

O maior de todos os heróis ao longo das décadas tem diversas mortes no seu currículo e me lembrei de algumas que tive a oportunidade de ler (se você não conhece eis aqui uma oportunidade de saber).

ultimo-super

Os Últimos Dias do Superman – 1962

Nesta aventura temos arte de Curt Swan e roteiro de Edmond Hamilton. Após salvar um astronauta de morrer numa colisão, nosso herói encontra uma relíquia de Krypton, aonde está confinado o Vírus X.

Mesmo agindo rápido o Super fica enfraquecido e consegue ajuda do Jimmy Olsen subindo num helicóptero. Nesta época Jimmy agia como ajudante do herói em diversas aventuras (era tipo o equivalente do Robin pro Homem-Morcego).

Um médico deu a triste notícia de que no prazo de 30 dias Kal-El estaria morto. Lana Lang e Lois Lane deixam sua rivalidade e começam a chorar (lembrando que nesta época ambas queriam se casar com o herói).

Então diante do fatídico acontecimento o Azulão decide ajudar a humanidade deixando seu legado. Quando ele tenta fazer a primeira tarefa no deserto ao lado de Jimmy (fica muito fraco novamente e convoca dois robôs).

A HQ Grandes Astros: Superman é uma homenagem a este período no qual tínhamos Super Robôs idênticos ao herói, sua inteligência era fora do comum entre outras coisas fantásticas.

Voltando, os robôs fazem uma cabine de cristal de chumbo e o herói deixa uma lista de façanhas pra Supergirl e seus Supercolegas. A Moça de Aço fala com Krypto, o supercão pra convocar Lori Lemaris, enquanto ela vai até a Fortaleza da Solidão chamar o Esquadrão de Emergência, de Kandor (uma equipe de mini supermen da cidade engarrafada).

A Supergirl viaja pro futuro apenas voando até o século XXX pra convocar a Legião dos Super-Heróis. Voar no tempo sem precisar de máquinas também era um fato comum neste período. Tanto pro Superman quanto pra Supergirl (algo que mudou no pós-Crise, em 1986).

Os Supercolegas de Todos os Tempos, é a segunda parte na qual temos Lori Lemaris, de Atlântida, o Esquadrão kandoriano e a Legião dos Super-Heróis (ou LSH). A cada um dos convocados é atribuída uma tarefa. Os Super Robôs no deserto, a Supergirl destrói uma ameaça de um planeta que colidiria com a Terra no futuro.

Depois todos se unem pra deter uma nuvem de fungo que destruiria toda vida vegetal em nosso planeta. A história termina com a Lois desmaiada sem forças por não comer, o herói sumindo da cabine misteriosamente e Brainiac 5 sem encontrar uma cura pro Azulão.

Na terceira parte temos, O Último Dia de Vida do Superman e aqui vemos Jimmy bastante preocupado procurando  pelo herói a bordo de um helicóptero. A Supergirl vai até a Antártida pra realizar uma incrível tarefa.

Enquanto os Super Robôs esculpem uma enorme bola com o auxílio do restante dos supercolegas. Quando a estrutura fica pronta Solar, da LSH transforma a esfera num pequeno sol.

A intenção é que o gelo derreta gradativamente pra que no futuro a população da Terra que está em expansão tenha lugar pra morar. Sinceramente é uma ideia muito absurda, mas confesso que ficou interessante (pra mim acho que ninguém se preocupava com aquecimento global).

Assim que a tarefa foi cumprida eles rumam pra Metrópolis, pois o tempo estava se esgotando e todos queriam presenciar o último momento de vida do herói. No deserto Lois e Jimmy estão atônitos com o sumiço dele.

E vemos Kal em Smallville relembrando sua vida com os Kent, os amores de seu coração Lana Lang, Lois Lane e Lyra Lerrol (uma kriptoniana que conheceu quando viajou no tempo).

Aliás eu não consigo entender esta fixação com as mulheres do Azulão, porque todas possuem o “L” duplo em seu nome?

Depois das recordações o Super vai até Gotham se despedir da Dupla Dinâmica. O trio vivia diversas aventuras no gibi World’s Finest (algo como Os Melhores do Mundo), as capas destas edições são simplesmente hilárias e estranhas pra caramba.

00

O Superman conclui sua última tarefa no espaço deixando uma inscrição otimista no solo da Lua para que todos na Terra nunca se esqueçam dele (revelando nela até sua identidade secreta).

Assim que pousa exausto pelo esforço o Azulão comenta que gostaria de ter se despedido do Amigo Mon-El (que vivia confinado na Zona Fantasma). Enquanto isso em Atlântida Supergirl e os supercolegas confrontam um gigantesco monstro marinho devido a radioatividade.

A Moça de Aço consegue conter a criatura graças a um antídoto que o Super criou. Esta também é uma das marcas registradas do herói uma inteligência fora do comum (capaz de fazer diversas invenções).

Então a Supergirl comenta com Brainiac 5 sobre o Vírus X e ele lembra que “talvez” no passado de Krypton o cientista que criou tenha uma cura. Ela voa velozmente pro passado atravessando a barreira do tempo com a esperança de salvar seu primo (pra infelizmente constatar que não tem jeito).

Assim que volta ela relata que seu conhecimento que o vírus havia sido destruído e o Super pergunta porque mesmo assim ainda está morrendo.

É quando Satúrnia ouve o apelo telepático de Mon-El que revela a verdade, pois não era o tal Vírus X que estava matando o herói. Mais um pedaço de kriptonita que estava na câmera fotográfica de Jimmy Olsen.

A descoberta logo faz o Homem de Aço lembrar da inscrição na Lua e como estava enfraquecido teve o auxílio da Supergirl e Kripto pra manter sua identidade secreta a salvo.

Podemos notar que os poderes deles eram absurdamente extraordinários. Até pelo simples fato da Supergirl e Krypto conseguirem usar sua visão de calor projetando-as daqui da Terra pra Lua.

E pra fechar tanto Lois quanto Lana estavam querendo saber qual a identidade secreta do herói. Só não descobriram, porque ele estava bem e ambas deixaram de lado tal questão (e sua inimizade pra conquistar o coração dele) pra alívio do Azulão.

Tenho que destacar a beleza de Lois, Supergirl e Lana através da arte de Curt Swan, pois ficaram magníficas (num estilo pin-up).

Se prestarmos atenção a história é muito fraca apenas por causa de sua simplicidade (talvez até demonstrando o pensamento honrado de “morte” vigente da época).

Mais também confesso ser bastante interessante por mostrar que em seus últimos momentos de vida o Superman agindo de maneira altruísta só queria ajudar a humanidade (deixando um legado eterno).

Fim da primeira parte.

Ober un evezhiadenn

Filed under As Várias Mortes do Superman – Parte 1

Imagens

z

Danger Girl

É um grupo de agentes secretos misturando o melhor do estilo James Bond (espionagem) e Indiana Jones (aventura) em histórias divertidas. A melhor parte nisso tudo é que as personagens principais são belas e sensuais mulheres.

Danger Girl foi criada pelo hoje consagrado artista J. Scott Campbell e também pelo roteirista Andy Hartnell (no final dos ano 90). O grupo é liderado pelo ex-agente secreto do serviço britânico Deuce.

Danger Girl é uma equipe composta pela belíssima arqueóloga, especialista em línguas e perita em armas de fogo Abbey Chase.

A perigosa australiana Sydney Savage que age de forma totalmente sensual para concretizar seus objetivos (ela já foi repreendida por seus métodos pouco ortodoxos). Sydney até demonstrou ter uma queda por Bruce no crossover que houve entre a equipe e Batman.

Sonya Savage é irmã de Sydney e possui uma habilidade incomparável no manejo do arco e flecha (pra mim ela é igual a Ártemis dos Titãs).

A inteligente Silicon Valerie é a assistente adolescente de Deuce. A jovem se formou com distinção na Universidade de Oxford e fica monitorando a equipe durante as missões (mais seu maior desejo é tornar-se uma agente de campo).

Completando o time temos o agente da CIA, Johnny Barracuda que vive numa intensa e confusa relação de amor e ódio com Sydney.

Lembrando que a russa Natalia Kassle foi a primeira líder da equipe e foi escolhida, porque além de ser linda ainda era uma espiã bastante habilidosa (da KGB). Depois descobriram que ela agia como agente duplo e seus planos quase levaram as Danger Girl para a morte (por sorte conseguiram derrota-la).

Atualmente Natalia é a general do Hammer Empire e continua com a intenção de dominar o mundo.

Há algum tempo atrás houve um boato que haveria um filme da equipe pra telona. Na época disseram que seria produzido por Adrian Askarieh e na direção teríamos Todd Lincoln, mas pelo jeito o projeto naufragou.

Poderiam fazer uma série animada ou filme direto pra DVD  pra testar a popularidade delas (infelizmente é aquela velha história babaca de filmes protagonizados por mulheres).

A equipe ficou mais conhecida por ter diversas minisséries, edições especiais e crossovers lançados ao longo dos anos.

Confira na galeria abaixo algumas imagens de Danger Girl que garimpei na web

1 2 4 5 7 8.1 8 9 10 13 14 15 16 17  19 20 21  23 24 25 26 27 28 29 30

22

18

31 32 33 34 35 36 37 38 39 abbey-chase-bruce-timm danger-girl-and-gi-joe j.-scott-campbell paul-renaud silicon-valerie sonya-savage sydney-artgem wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper 9 wallpaper 10 wallpaper-by-j.-scott-campbell

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Artista

tsuaii (2)

Misturados

Há uma infinidade de artistas na web que demonstram os mais variados estilos de trabalho e justamente por nos apresentar uma arte de qualidade incrível.

Eu acabo escolhendo algumas das melhores pin-ups para mostrar aqui.

Contemple na galeria abaixo a excelente arte que encontrei de: Alan Gutierrez, Bokuman, Genzoman, Levelord, Luis Royo e Tsuaii.

É só clicar no nome que você poderá conferir o trabalho deles

Alan Gutierrez

alan-gutierrez (1) alan-gutierrez (2) alan-gutierrez (3) alan-gutierrez (4) alan-gutierrez (5) alan-gutierrez (6) alan-gutierrez (7) alan-gutierrez (8) alan-gutierrez (9) alan-gutierrez (10) alan-gutierrez (11) alan-gutierrez (12) alan-gutierrez (13) alan-gutierrez (14) alan-gutierrez (15)

Bokuman

chun-li_by_bokuman

commission_by_bokuman

bokuman (1) bokuman (2) bokuman (3) bokuman (5) bokuman (7) bokuman (8) bokuman (9) bokuman (4)

commission_rtpoe_by_bokumanchoyo_by_bokuman-d7xq6sl

commission_kyo_89_007_by_bokuman

Genzoman

genzoman (1) genzoman (2) genzoman (3) genzoman (4) genzoman (5) genzoman (6) genzoman (7) genzoman (8) genzoman (9) genzoman (10)

Levelord

levelord (1) levelord (2) levelord (3) levelord (4) levelord (5) levelord (6) levelord (7) levelord (8) levelord (9) levelord (10)

Luis Royo

luis royo (0) luis royo (1) luis royo (2) luis royo (3) luis royo (4) luis royo (5) luis royo (6) luis royo (7) luis royo (8) luis royo (9)

Tsuaii

tsuaii (1) tsuaii (4)

autumn_by_tsuaii

tsuaii (5) tsuaii (6) tsuaii (7) tsuaii (8) tsuaii (9)

lux_pin_up_by_tsuaii

tsuaii (10) tsuaii (11)

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

Cosplay Girl

z

Donna Troy

Ela é a heroína com  a história mais confusa de todo UDC, pois infelizmente deram pra Donna diversas origens.

Fora isso é uma das personagens mais clássicas da editora surgindo como assistente da Mulher Maravilha e atuando como membro da Turma Titã.

Uma equipe que surgiu capenga nos anos 60, mas que vinte anos depois transformou-se no grande sucesso Os Novos Titãs (graças ao excelente trabalho da dupla Wolfman e Pérez).

Donna Troy casou, morreu e ressuscitou já foi Moça-Maravilha, Tróia, Darkstar, ficou no lugar da Mulher Maravilha por algum tempo e já foi integrante da Liga da Justiça.

E mesmo tendo acontecido diversas situações que a tornariam impopular diante dos leitores. Ela é muito querida pelos fãs simplesmente por causa de sua personalidade doce e afável (que está sempre disposta a ajudar seus amigos e luta por tudo aquilo que almeja).

Pela quantidade de modelos cosplayers que a homenageiam podemos notar sua popularidade.

Confira na galeria abaixo algumas imagens pra saber sobre o que estou comentando

0 1.0 1.1 1 2 3 4 5 6.1 6 7 8 9 10

14

1213

 15 16.1 16 17 18 19 20 21

donna-troy-marie-doll donna-troy-marie-doll-1 donna-troy-marie-doll-2 donna-troy-mariel-doll-3

24

22 23  25

wonder-girl

26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 “Teen Titans” Wondergirl. 50

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z

Moça-Maravilha

Donna Troy é a segunda Moça-Maravilha (ou Wonder Girl no original) do UDC, pois a primeira foi Diana. Quando era mais jovem atuando ao lado da Rainha Hipólita, sua mãe que também já foi conhecida como Mulher Maravilha (durante a Segunda Guerra Mundial).

Donna foi criada por Bob Haney e Bruno Preminani pra edição The Brave and The Bold # 60, de 1965.

Na primeira formação da Turma Titã a equipe era formada pelos assistentes de alguns heróis da DC Comics como: Robin (Batman), Kid Flash (Flash) e Aqualad (Aquaman).

Na segunda aventura dos heróis adolescentes os membros da Liga foram controlados mentalmente pelo vilão Antítese, eles se uniram novamente para ajudar seus mentores.

Então foram incluídos a Moça-Maravilha (ajudante da Mulher-Maravilha) que foi criada só pra participar da equipe e também tiveram a ajuda do Ricardito (ajudante do Arqueiro Verde). Eles estavam procurando o Azulão pra resolver o problema. Como não conseguiram encontra-lo tiveram que se unir partindo pro ataque.

Devido ao sucesso da missão eles decidiram formar uma equipe e foi Donna quem teve a ideia deste nome batizando de Turma Titã (ou Teen Titans no original).

Donna chegou a ficar com Roy Harper e este relacionamento foi lembrado em edições posetriores. Se não me engano Wally também gostava dela (enquanto Ravena gostava de Wally e Mutano de Ravena, que loucura!).

Donna Troy é uma das personagens mais complicadas do UDC que eu já vi. Infelizmente ela tem diversas origens malucas (e também alguns codinomes).

Em sua primeira origem Donna era um bebê que foi salvo de um incêndio pela Mulher Maravilha. Devido ao seu sentimento de compaixão, Diana levou-a pra Ilha Paraíso e Donna foi criada por Hipólita como se fosse sua filha tornando-se uma amazona (e irmã de Diana).

No pós-Crise temos a minissérie Quem é a Moça Maravilha?, HQ com arte de George Pérez e roteiro de Marv Wolfman. Lembrando que a dupla ajudou a revitalizar a Turma Titã nos anos 80 renomeando para Novos Titãs.

Naquela formação tínhamos: Kid Flash, Robin, Mutano, Ravena, Moça-Maravilha  e Mutano.

Voltando, nesta versão Donna era um bebê que havia sido levada a Nova Cronus (lar dos Titãs mitológicos).

Havia uma antiga profecia que os Titãs salvariam doze crianças órfãos de distantes lugares do universo. E presenteando-os com poderes incríveis para que futuramente lutassem contra um terrível mal.

Após algum tempo Donna e todas as outras crianças foram devolvidas aos seus planetas, mas todas estavam sem recordação alguma de sua vida em Nova Cronus.

Quando resolveu atuar na Turma Titã assumiu o codinome de Moça-Maravilha homenageando a Mulher-Maravilha da Segunda Guerra Mundial.

Na conclusão da minissérie Donna deu uma repaginada no visual e adotou o nome de Tróia.

Donna também pertenceu aos Darkstars, uma equipe que substituiu a Tropa dos Lanternas Verdes por algum tempo.

O traje dos Darkstars eram energizados pelos Controladores que concediam ao seu usuário: voo, rajadas de energia, proteção e suporte de vida no espaço. Além disso também tinha força além do comum, agilidade, velocidade e um  campo de força (que protege contra armas de energia e choque).

Quando estava na equipe dos Darkstars, Donna namorou Kyle Rayner, mas infelizmente foi nessa época que seu ex-marido Terry e seu filho (morreram num acidente de carro). A perda foi tão pesada que marcou por um bom tempo o coração dela.

Depois nossa heroína morreu na minissérie Dia de Formatura que envolveu os Novos Titãs e a Justiça Jovem para combater Índigo (Brainiac 8).

Ela veio do futuro atacando o Ciborgue em busca de tecnologia para se reparar. E quando todos estavam numa ferrenha batalha contra Índigo um antigo robô do Superman é reativado. Além de Donna tivemos outra perda inestimável Lilith Clay (Sina). Como conclusão ambas as equipes decidiram pendurar os uniformes, mas pouco tempo depois surgiu uma nova versão dos Renegados e também dos Titãs pra década de 2000.

Contagem Regressiva para a Crise Infinita foi uma minissérie em doze edições, na qual tivemos o retorno Donna e de Jason Todd do além túmulo. Eles são anomalias temporais que estavam sendo caçados pelos Monitores e essa minissérie culminou em na Crise Infinita, uma homenagem a Crise de 1985.

Depois de Crise Infinita a trindade foi descansar e tivemos Um Ano Depois quando Donna assume temporariamente o manto de Mulher Maravilha

Houve uma outra origem que se não me engano disseram que Donna não havia morrido, mas renascida como Deusa da Lua, vai entender?

Um esforço em conjunto dos Titãs e também dos Renegados a resgatam devolvendo-lhe sua memória.

Na última versão Donna é uma cópia de Diana feita através da magia. Ou seja pelo que eu li ela tem uma parcela da energia espiritual da Mulher Maravilha em sua alma.

Elas eram gêmeas, mas Donna foi raptada pelo Anjo Negro que pensava se tratar da Diana por vingança contra a Rainha Hipólita.

Então Donna sofreu diversas mortes e reencarnações e por algum tempo acreditou que seus poderes foram concedidos dos Titãs da mitologia grega (minha cabeça está rodopiando!).

Em A História do UDC, com arte e roteiro de Dan Jurgens, Donna virou uma historiadora, pois com a morte da Precursora. A heroína ficou em seu lugar catalogando a história do Multiverso (e de tosas as realidades).

Os Jovens Titãs foi a primeira versão animada com a heroína na telinha nos anos 60 produzida pela Filmation. Houve uma terrível mudança em seu codinome para Garota Maravilhosa e seu uniforme era bastante simples apenas vermelho e azul (sem nenhuma estrela).

No antigo e icônico seriado da Guerreira Amazona estrelado por Lynda Carter. A atriz Debra Winger interpretou a Moça-Maravilha, nesta versão ela era a irmã adolescente de Diana Prince.

Ela usava o disfarce de Drusilla e se transformava dando aquela voltinha idêntica a da Mulher-Maravilha.

Dizem as lendas que a Rede ABC engavetou The New Teen Titans uma série animada produzida pela Hanna-Barbera, em 1983.

Como curiosidade houve uma campanha antidrogas da Keebler lançado em 1984. O governo distribuiu em diversas escolas kits com gibis dos Novos Titãs.

A equipe era formada por Moça-Maravilha, Ravena, Ciborgue, Kid Flash, Mutano e Protector (substituindo Robin).

Anos depois veio a série animada Os Jovens Titãs que trouxe o estilo anime para as produções da DC. Resolveram colocar na equipe aquela que fez sucesso nos anos 80 com: Cyborg, Robin, Ravena, Estelar e Mutano.

A parte interessante é que outros heróis também faziam participações especiais e a Moça Maravilha surgiu em “Chamando todos os Titãs”, infelizmente como figurante (sem participar da batalha final).

Os Jovens Titãs teve duração de 5 temporadas e foram exibidos 65 episódios. Depois a editora lançou alguns gibis inspirados no desenho (algo semelhante aconteceu com a LJA, Superman e também Batman: Os Bravos e Destemidos).

Na última versão animada dos nossos heróis Teen Titans Go! Não teve nenhuma participação da Donna.

Mais o bloco DC Nation do Cartoon Network lançou uma série de curtas  intitulada de Super Best Friends Forever. Mostrando nossa heroína em diversas aventuras junto com a Batgirl e Supergirl.

Eu quero saber qual Donna Troy é a sua preferida Moça-Maravilha, Tróia, Darkstar ou Mulher Maravilha?

Confira na galeria abaixo algumas imagens de Donna Troy que garimpei na web

1.1-debra-winger 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 23 24 25 26 27 28 29

wonder-girl-rubismar-da-costa

30 31 32 33 34 35 36-wonder-woman bigcurf bruce timm bruce-timm cedric poulat Darkstar dave hoover dave-hoover donna_troy_as_wonder_girl_by_urrgos donna_troy_by_bestnameever filmation joe benitez joe stacado josé luiz garcia-lópez josé justiniano luciano-vecchio marcio-takara

1-wonder_girl_by_rodel_martin__06062014__by_rodelsm21 2-wonder_girl_by_rodel_martin__06062014__by_rodelsm21

wonder_girl_by_jun_de_felipe__07112015__by_rodelsm21

peter-cotton 1 peter-cotton 2 Super-best-friends-forever Teen_titans_go wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper-by-michael alrred wallpaper-josé luiz garcia-lopéz

Fonte de Pesquisa: MSH e Wikipedia.

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

z

Titãs

“Uma vez Titã, sempre Titã”.

Há algum tempo atrás a equipe era conhecida como Novos Titãs (e o nome original é The New Teen Titans).

Isso aconteceu durante a década de 80 quando o roteirista Marv Wolfman e o artista George Pérez fizeram um trabalho significativamente inesquecível com os personagens.

Dizem as lendas que foi graças ao aumento de vendas e também de popularidade dos Novos Titãs que os artistas conseguiram seu trabalho na clássica Crise nas Infinitas Terras.

Bom, a equipe surgiu inicialmente como Turma Titã quando saiu pela editora EBAL e atualmente ficou apenas como Titãs (não sei por qual motivo besta).

A Turma Titã era formada pelos parceiros mirins ou ajudantes dos principais heróis da DC Comics. Houve uma época em que existiam diversos parceiros de super-heróis e todos tinham algum moleque saltitante ao seu lado. Isto era algo muito importante (e também uma forma dos leitores se projetarem nas histórias).

A Turma Titã surgiu na edição The Brave and The Bold # 54 e foi criada pelo artista Bruno Premiani e também pelo roteirista Bob Haney, em 1964.

A equipe original era formada por: Robin (Dick Grayson), Kid Flash (Wally West) e Aqualad (Garth) em sua primeira aventura juntaram-se para enfrentar o vilão Senhor Ciclone que havia sequestrado um grupo de adolescentes, em Hatton Conners.

Tempos depois ingressaram na equipe a Moça-Maravilha (Donna Troy) e Ricardito (Roy Harper).

Numa outra aventura tiveram que lutar contra seus mentores que estavam sob o domínio do vilão Antítese. E assim que venceram Donna resolveu batizar a equipe de Turma Titã.

Na fase de Nick Cardy a equipe tinha um QG, conhecido como Covil dos Titãs. Era localizado numa caverna e agiam quando recebiam um chamado no seu circuito interno de TV. Então acionavam um helicóptero atrás de um outdoor do seriado televisivo do Batman (e saiam pra salvar o dia).

As vendas dos gibis da equipe não iam muito bem, principalmente por causa dos roteiros que não dava destaque pra personalidade dos heróis (e pra piorar os vilões eram fraquíssimos).

Uma curiosidade interessante é que houve os Titãs da Costa Oeste uma equipe formada pelos heróis: Gnarkk, Águia Dourada, Bat-Girl (Betty Kane), Rapaz-Fera (Gar Logan), Lilith, Rapina e Columba.

A ideia surgiu em 1977, mas infelizmente cancelaram muito cedo o gibi. Anos depois houve novas tentativas de emplacar uma equipe nesta parte dos EUA e se não me engano conseguiram recentemente.

Pra mim a fase mais marcante da equipe foi nos anos 80 quando a dupla Wolfman e Pérez estiveram trabalhando nela.

As vendas dos gibis estava ruim pra caramba e a editora resolveu reformular a Turma Titã. Daquela formação original restou somente Dick, Donna e Wally e o que realmente despertou minha atenção foi a princesa Kori (Estelar) linda, sensual e poderosa.

Só que também tinha outros integrantes como o sofrido Cyborg (Vic Stone), o engraçadíssimo Mutano (Garfield Logan) e a misteriosa Ravena.

A fase da dupla é inesquecível, pois apesar de se tratar de um gibi de heróis, os Novos Titãs eram acima de tudo uma família.  E como toda família haviam diversos problemas para resolver, mas eles permaneciam sempre unidos.

Essa nova versão foi convocada por Ravena para impedir os planos de seu pai, o demônio Trigon, que queria dominar a Terra.

Wolfman e Pérez ainda nos presentearam com o Contrato de Judas, uma das histórias mais marcantes pra mim de todas que já li da equipe. A traição feita por Terra (Dana Markov) que havia se infiltrado a mando do Exterminador pra destruir a equipe.

Mesmo com suas histórias estranhas ela acabou ganhando a confiança de todos e também o amor de Mutano. Então quando traiu a equipe foi algo tão significativo e devastador na vida dos nossos heróis.

É nesta edição clássica que Dick troca seu codinome de Pássaro Vermelho para Asa Noturna. Também vemos Wally deixar de ser Kid Flash assumindo o manto de Flash (após a morte de Barry).

Outro aspecto importante desta época foi a inclusão do Exterminador (Slade Wilson), um dos piores vilões que a equipe já enfrentou. Diferente do período anterior tivemos vilões mais assustadores como: Quinteto Mortal, C.O.L.M.E.I.A, Irmão Sangue, Sociedade Gnu, Komander entre outros.

O grande diferencial da passagem deles pelas páginas dos Novos Titãs é que havia uma “realidade” quase plausível nas atitudes dos heróis (algo totalmente diferente da abordagem confusa que temos hoje em dia).

Em Grandes Heróis Marvel # 9 tivemos o encontro entre Novos Titãs e X-Men (o detalhe é que ambas as equipes vendiam muito). Neste crossover maravilhoso com roteiro de Chris Claremont e arte de Walter Simonson eles uniram-se para derrotar Darkseid. O tirano espacial reviveu a Fênix Negra para poder criar na Terra uma segundo Apokoplis.

Depois eu fiquei um longo tempo sem acompanhar as aventuras dos Titãs até que nas edições dos Melhores do Mundo li Liga da Justiça versus Titãs. Gostei apenas por rever a turma toda reunida sendo uma homenagem pra todos que estiram trabalhando no título (ao longo dos anos).

A minissérie serviu pra mostrar uma nova formação dos Titãs com todos da equipe original e também com a presença de Jesse Quick, Detonador e Argenta.

Praticamente nesta mesma época surgiu a Justiça Jovem, uma nova versão pra Turma Titã. Nesta equipe tínhamos Robin (Tim Drake), Impulso (Bart Allen) e Superboy (Conner Kent).

Em outras aventuras foram acrescentadas Moça-Maravilha (Cassie Sandsmark), Segredo (Greta Hayes) e Flechete (Suzanne “Cissie” King-Jones).

E atualmente ainda não li nada sobre a equipe neste universo pós-Novos 52! Espero que mantenham a tradição de boas histórias.

Desenhos

Quase no final dos anos 60 a clássica produtora Filmation havia lançado diversos desenhos animados dos super-heróis da DC. Entre os quais estavam: Eléktron, Liga da Justiça, Gavião Negro, Lanterna Verde, Flash e por último havia Jovens Titãs.

A duração de cada episódio tinha apenas 7 minutos a produção era fraca, mas tinha a formação dos gibis (com a exceção de Robin).

A parte mais engraçada foi a mudança nos nomes dos personagens, porque Ricardito virou Veloz, Kid Flash era Jovem Relâmpago, Aqualad tornou-se Aquamoço e Moça-Maravilha ficou Garota Maravilhosa.

A produção era fraquíssima, porém vale como relíquia por terem tentado levar entretenimento pras crianças naquela época.

Como curiosidade houve um episódio da série animada Batman: The Brave and the Bold, na qual a Turma Titã participa foi “Sidekicks assemble!”.

Nesta aventura mostra como no passado os jovens Robin, Aqualad e Ricardito depois de uma confusão tiveram que ganhar a confiança um do outro (enfrentando vários vilões numa simulação na Batcaverna).

Como curiosidade a Hanna-Barbera criou The New Teen Titans uma série animada que infelizmente não teve aprovação da Rede ABC, em 1983.

Os Jovens Titãs inaugurou o estilo anime nas produções da Distinta Concorrente (além disso era muito engraçado e divertido demais). Eu adoro a abertura cantada por Puffy Ami Yumi (uma famosa dupla japonesa que virou série animada).

Lembro que eu me amarrava quando o famoso grito de guerra dos quadrinhos era dito: “Titãs, atacar!”.

Bom, nesta formação tínhamos os adolescentes: Mutano, Ravena, Cyborg, Estelar, e Robin em diversas aventuras com situações que beiravam o absurdo.

Justiça Jovem é a melhor versão animada feita com a equipe até agora (mesmo a anterior sendo inesquecível). Fazendo jus ao legado dos heróis nos quadrinhos temos algo baseado nos relacionamentos entre eles (mostrando a vida de adolescentes). E também em sua jornada pessoal para poderem tomar o lugar de seus tutores na Liga da Justiça.

A equipe de Justiça Jovem é formada por Robin, AqualadKid Flash, Superboy e Miss Marte (depois temos a inclusão de Artemis).

Teen Titans Go! É a mais recentemente versão animada da equipe. Visivelmente tentando pegar um público infantil temos aventuras que destacam a parte engraçada no convívio dos Jovens Titãs.

As histórias giram mais em torno da vida dos adolescentes e deixam um pouco de lado aquela história de salvar mundo. A grande diferença é que não há nenhuma supervisão de adultos. A equipe continua com a mesma formação da versão anterior com: Cyborg, Robin, Mutano, Estelar e Ravena.

Há um boato na web que nossos heróis devem ganhar um piloto pra uma nova série televisiva. Essa abordagem veio na esteira do sucesso de Arrow e da tão esperada The Flash.

Por enquanto o nome será Titans e na equipe teremos: Asa Noturna, Estelar e Ravena atuando com outros jovens heróis (vamos esperar pra saber se vai pra frente).

Confira na galeria abaixo algumas imagens que garimpei dos Titãs na web

0-turma titã 1.0 1.1 1 2.1 2.2 2 3 4 5 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20-teen-titans 21 Benefiting Wounded Warriors 23 24

eddy_barrows

cliff-chiang dan-jurgens darwyn-cook eddy barrows  george pérez george-perez jla-young-justice Joe-Benitez karl-kerschl kevin-nowlan nick-cardy nicola-scott Teen_Titans_West_by_n8twing

filmation

teen-titans teen-titans-go the-fearsome-five Titans-1983 titans-together-list-of-all-teen-titans-members wallpaper 0 wallpaper 1.1 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 Wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper young-justice wallpaper-avengers_vs_titans-george perez wallpaper-young-justice

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Minhas Animações Preferidas – Parte Final

Akira

Pra mim foi muito difícil mesmo ter de escolher algumas animações deixando outras de fora, mas deixei somente aquelas que realmente fazem um sentido enorme na minha vida.

Chega de enrolação e vamos ao texto.

Akira – 1988

Eu lembro que estava numa festa quando alguém colocou este anime no vídeo K7. Larguei a festa de lado, pois o anime me interessou demais. Fui o primeiro a fazer isso (depois quando me dei conta todos haviam parado pra assistir).

Por incrível que pareça este clássico do cyberpunk foi feito numa época em que não existia computação gráfica ou CGI (foi tudo feito a mão).

Akira foi baseado no mangá homônimo de Katsuhiro Otomo que também fez a arte e o roteiro do anime.

A trama acontece em Neo-Tóquio, uma cidade do Japão que foi destruída após a Terceira Guerra Mundial. Acompanhamos a vida de Shotaro Kaneda, um adolescente rebelde líder de uma gangue de motoqueiros.

Eles estavam competindo com uma gangue rival que havia invadido sua área quando Tetsuo, o integrante mais novo da turma de Kaneda desaparece. Na verdade Tetsuo havia encontrado uma criança com estranhos poderes mentais (que estava sendo caçada pelo governo).

Então Tetsuo também é capturado e descobrimos que ele também possuiu poderes psíquicos. Em sua jornada para salvar o amigo, Kaneda encontra Key, uma mulher que participa de uma organização antigovernamental.

Devido a vários experimentos feitos com ele, Tetsuo acaba enlouquecendo e seus poderes alcançam níveis inacreditáveis.

Eu nunca mais consegui esquecer Akira, pois possui personagens bem desenvolvidos, um visual arrebatador e uma história fascinante.

Só que longe de ter uma trama simples demonstra uma enorme crítica social seja na corrupção do governo ou na vida desregrada dos jovens. Fora isso há várias cenas absurdamente fantásticas com sequencias de tirar o fôlego de qualquer um.

malvado-favorito 2

Meu Malvado Favorito 2 – 2013

Se na primeira animação Gru, era um supervilão que desejava somente roubar a Lua e acabou sendo conquistado por Margot, Edith e Agnes. E ainda tinha que enfrentar Vector, um outro vilão chatíssimo (num tipo moleque mimado).

As dublagens de Leandro Hassum (Gru) e Marcius Melhem (Vetor) estavam hilárias de tão engraçadas e empolgantes. A diversão é em podermos notar a mudança de Gru de alguém que pensava apenas em si mesmo transformando-se num pai dedicado.

E no ano passado tivemos Meu Malvado Favorito 2 a animação é responsável por consagrar a música Happy, do Pharell Williams tornando-a um sucesso mundial (muito tocada e inesquecível).

Fora isso temos também os Minions que viraram febre não somente entre as crianças, mas também pra vários outros adultos (eles são engraçadíssimos).

Desta vez Gru deixou a vilania totalmente pra trás a fim de se dedicar na vida como pai. Mais seu passado bate a sua porta quando a AVL (Liga Anti-Vilões), solicita sua ajuda para encontrar um criminoso que roubou a fórmula PX41.

Nesta missão nosso ex-vilão é obrigado a ficar na companhia da agente Lucy numa ótima dublagem de Maria Clara Gueiros (que acaba tornando-se o interesse amoroso de Gru).

Gru desconfia de um antigo vilão chamado, El Macho (hilário na voz de Sidney Magal). A situação só piora, pois o Dr. Nefário (Luiz Carlos Persy) resolveu abandoná-lo para continuar suas maldades.

A situação se complica bastante, pois Margo encontrou seu primeiro amor (enlouquecendo seu pai por causa disso).

Meu Malvado Favorito 2 mantém o nível do anterior, mostrando os Minions em situações mais absurdas e virando monstros (devido aquela geléia de gosto horrível).

Mesmo virando um bom pai Gru ainda precisa dar um passo maior em sua vida arranjando uma mãe para as meninas. É impossível não gostar de Gru, Agnes e companhia, pois a animação envolve aquele sentimento de amor, família e de como fazemos tudo por nossos entes queridos.

Lembrando que a animação se destaca também, porque põe no final músicas clássicas dos anos 70. No primeiro tivemos You Should be Dancing, do Bee Gees. Enquanto no segundo foi a vez de Y.M.C.A., do Village People vamos esperar qual irá tocar na terceira animação.

 frozen_sisters

Frozen: Uma Aventura Congelante – 2013

Eu já havia comentado sobre Tarzan, Hércules e Detona Ralph há algum tempo atrás.  E agora destaco uma das melhores de todas as animações da Disney que assisti. A música Let’s go virou uma sensação e foi uma das mais tocadas no ano passado.

Uma Aventura Congelante foi inspirada na história A Rainha da Neve, do escritor infantil Hans Christian Andersen.

Aqui na bela cidade de Arendell conhecemos as pequenas irmãs Elsa e Anna que adoravam se divertir juntas. Até que um dia Elsa demonstra ter assustadores poderes congelantes. Infelizmente por medo ela se afastou de sua irmã (e pra piorar seus pais morreram num fatídico acidente).

As meninas crescem e continuam vivendo separadas até que numa festa os poderes de Elsa se manifestam de uma forma devastadora fazendo todo o reino congelar.

Então Elsa foge se isolando de tudo querendo se esconder, mas é quando Anna sai a sua procura (pra devolver o verão pra cidade). E acaba encontrando no caminho Kristoff que anda com o alce Sven e o engraçadíssimo boneco de neve Olaff que nossa aventura fica mais interessante.

Além de fazer uma aventura clássica que homenageou seu estilo “tradicional” de animação com cantoria, ação, princesas e animais inteligentes. Ao mesmo tempo temos algo inteiramente novo, pois Elsa é uma mulher linda, sensual e bastante independente.

Algo muito diferente das princesas tradicionais de outros tempos da Disney. Isto não aconteceu agora, pois tivemos essa mudança com Mulan e também Merida.

Mais da forma mostrada nesta animação ficou excelente (Elsa é uma mulher atual servindo de exemplo para muitas como agir na vida).

Frozen tem cenas belíssimas com Elsa usando seus poderes congelantes. Destaco a jornada de Anna para resgatar sua irmã algo simplesmente incrível.

Só que a parte mais surpreendente pra mim foi a mudança na interpetação do beijo algo tão comum nos contos infantis.

gigante-ferro

O Gigante de Ferro – 1999

Esta animação fantástica foi dirigida por Brad Bird. O mesmo diretor do ótimo Os Incríveis e também de Ratatouille.

Como curiosidade a animação foi baseada no livro The Iron Man, do escritor Ted Hughes, de 1957. Dizem as lendas que a produção estava com vários problemas até chegar nas mãos de Bird (quando finalmente deslanchou).

Essa aventura acontece nos anos 50 e a Guerra Fria estava no auge. O menino Hogarth Hughes é fanático por ficção científica e vive apenas com sua mãe, Annie Hughes (numa cidade do interior americano).

Como não tinha amigos Hogarth sempre ficava perambulando pela floresta até que num dia encontro algo extraodinário. Um enorme robô aparentemente de outro planeta e desmomoriado que acaba tornando-se seu amigo.

Tudo estava indo bem até que o pentelho do agente federal Kent Mansley surge na cidade a procura do robô. Então o menino consegue a ajuda inusitada de Dean McCoppin, um artista e dono do depósito de reciclagem (que também torna-se seu amigo).

Além do tema da solidão que havia na vida de Hogarth e também da Guerra Fria que assustava o mundo naquela época.

O Gigante de Ferro é uma aventura emocionante e muito cativante, principalmente por homenagear o Superman original.

É uma animação que sem sombra de dúvidas transformou-a numa das melhores já feitas de todos os tempos.

ponyo

Ponyo – Uma Amizade que Veio do Mar – 2010

Apesar de gostar demais de A Viagem de Chihiro por ser uma aventura mágica e envolvente. Seja pela coragem e simplicidade mostrada nos sentimentos da menina pra salvar seus pais.  Ou simplesmente por ver Haku transformado em dragão voando em cenas impressionantes (fora outras situações e personagens que me deixaram pirado).

Mais pra ser sincero eu adoro Ponyo, pois sua forma de demonstrar os sentimentos não tem como comparar (é o mundo infantil demonstrado em sua essência mais pura).

O nome original é Gake no Ue no Ponyo e seu diretor é o aclamado Hayao Miyazaki.

Dizem as lendas que Miyazaki se inspirou na Pequena Sereia de Hans Christian Andersen e também na lenda japonesa de Urashima Taro pra realizar a história de Ponyo.

Sōsuke é um garotinho que um dia encontra e ajuda Ponyo, uma princesa peixe e promete protege-la para sempre (diante disso ela deseja virar humana).

Então é aí que a confusão começa, pois seu pai Fujimoto tenta de todas as maneiras trazê-la de volta.

O anime se destaca por demonstrar o fortíssimo elo de amizade que há entre Ponyo e Sōsuke. Fora isso as cenas do fundo mar são lindas demonstrando uma diversidade e combinando com as músicas. É um anime inesquecível de tão lindo.

Esta foi a última parte deste texto, mas deixei de fora algumas animações. Já que eu já havia comentado sobre: Madagascar 3, Hotel Transilvânia, Kung Fu Panda 2 e Os Croods .

Relembre da quarta parte aqui.

Espero que tenham gostado e até a próxima postagem.

Ober un evezhiadenn

Filed under Minhas Animações Preferidas – Parte Final