Monthly Archives: Meurzh 2015

Artista

daggerpoint

Misturados

Como sempre fico surfando pela web encontro diversos trabalhos espetaculares.

E escolho os artistas que demonstram pin-ups com um ótimo nível de qualidade e também de sensualidade.

Contemple na galeria abaixo a arte impressionante que encontrei de: All Pat, Chris Whal, Daggerpoint, Idelacio, Jocachi, John Stinsman e Vinnie Tartamella .

É só clicar no nome que você poderá conferir a página do artista

All-Pat

all-patt (1) all-patt (2) all-patt (3) all-patt (4) all-patt (5) all-patt (6) all-patt (7) all-patt (8) all-patt (9) all-patt (10) all-patt (12) all-patt (13) all-patt (14)

Chris Wahl

chris-wahl (1) chris-wahl (2) chris-wahl (3) chris-wahl (4) chris-wahl (5) chris-wahl (6) chris-wahl (7) chris-wahl (8) chris-wahl (9) chris-wahl (10) chris-wahl (11)

Daggerpoint

daggerpoint (1) daggerpoint (2) daggerpoint (3) daggerpoint (4) daggerpoint (5) daggerpoint (6) daggerpoint (7) daggerpoint (8) daggerpoint (9) daggerpoint (10) daggerpoint (11) daggerpoint (12) daggerpoint (13) daggerpoint (14)

Idelacio

idelacio (1) idelacio (2) idelacio (3) idelacio (4) idelacio (5) idelacio (6) idelacio (7) idelacio (8) idelacio (9) idelacio (10) idelacio (11)

Jocachi

jocachi (1) jocachi (2) jocachi (3) jocachi (4) jocachi (5) jocachi (6) jocachi (7) jocachi (8) jocachi (9) jocachi (10) jocachi (11) jocachi (12)

John Stinsman

john-stinsman (1) john-stinsman (2) john-stinsman (3) john-stinsman (4) john-stinsman (5) john-stinsman (6) john-stinsman (7) john-stinsman (8) john-stinsman (9) john-stinsman (10)

Vinnie Tartamella

vinnie-tartamella (1) vinnie-tartamella (2) vinnie-tartamella (3) vinnie-tartamella (4) vinnie-tartamella (5) vinnie-tartamella (6) vinnie-tartamella (7) vinnie-tartamella (8) vinnie-tartamella (9) vinnie-tartamella (10) vinnie-tartamella (11)

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

Cosplay Girl

z

Mary Jane Watson

A bela ruiva é uma modelo consagrada e surgiu para ser somente uma mera coadjuvante nas histórias do Cabeça de Teia. 

Pra mim seu comportamento divertido e seu jeito simpático de ser acabou despertando minha atenção. O relacionamento com Gwen Stacy foi realmente marcante e histórico nas histórias do herói.

Mais ao longos dos ano MJ foi angariando milhares de fãs ao redor do mundo.

Com certeza ao lado de Peter Parker, a ruiva forma um dos casais mais famosos dos gibis.

Confira na galeria abaixo algumas modelos que estão homenageando nossa musa Mary Jane e só pra acrescentar também temos Gwen StacyGata Negra

0 1.1 1 2 4.1 4 5 6 9 10 11 SONY DSC 13 14 16 17 18 19 20-kitty_honey 21-alisa kiss 22 23

mary_jane mary-jane

24 25 26 28 29 black-cat 0 black-cat 1 black-cat 2 black-cat 3 black-cat 4 black-cat-destiny-nickelsen black-cat-jewels hardy black-cat-yaya-han callie cosplay 1 Callie Cosplay 2 callie cosplay 3 callie cosplay 4 eve-beauregard joanna-mari 1 joanna-mari 2 joanna-mari 3 kristen-hughey nadya-sonika nicole marie jean 0 nicole marie jean 1 samira-khan stacey rebecca 0 stacey rebecca 1.1 stacey rebecca 1 stacey rebecca 2 wallpaper wallpaper-mary jane watson-kiity-honey

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z

Mary Jane Watson

“Encare isso, Tigrão… você tirou a sorte grande!”

Frase icônica e clássica dita pela ruiva mais sensual dos gibis, MJ surgiu como coadjuvante do Cabeça de Teia em Amazing Spiderman # 25 (1965). E para segurar o interesse dos leitores nas primeiras cenas o rosto de MJ não aparecia.

A estratégia de Steve Ditko era mostrar somente parte de seu corpo e o rosto ficava encoberto pelo cenário (então na edição 42 tivemos o vislumbre de seu belo rosto).

Dizem as lendas que o relacionamento com Betty Brant não estava legal, pois ela culpava o Homem-Aranha pela morte de seu irmão. E os artistas da época decidiram criar um novo par romântico pro herói, mas havia um impasse entre Stan Lee e Steve Ditko quanto a aparência da personagem.

Enquanto Lee queria que fosse bonita, Ditko pensava numa versão mais real e que seria melhor que fosse feia (esta pendenga durou alguns meses). Foi apenas por isso que MJ aparecia sempre com seu rosto encoberto.

Mary Jane é a filha mais nova de Philip e Madeline Watson que tinham um relacionamento conturbado com várias brigas (e sua irmã mais nova é Gayle).

As culpadas para que houvesse algo entre MJ e PP foram Tia May e Anna Watson que viviam sempre arranjando encontro entre seus sobrinhos, mas geralmente havia algum contratempo para que isto não acontecesse.

Quando PP entrou para o círculo pessoal de amigos de Harry Osborn no qual já estavam Gwen Stacy e Flash Thompson. Peter ficou apaixonado por Gwen e MJ ficou apenas como sua amiga.

A grande diferença estava no ponto de vista delas, pois MJ sempre via Peter  apenas como um “nerd” e Gwen gostava dele do jeito que era.

Mary Jane ascendeu realmente ao posto de maior par romântico do herói após a morte de Gwen Stacy.

Ela é o tipo de mulher que deixa qualquer homem de queixo caído com sua presença, pois além de ser uma modelo famosa e bem sucedida. Esbanja simpatia com seu jeito espontâneo de ser (o que despertou minha atenção nela é que gosta de curtir a vida e se divertir).

A Editora Abril lançou O Casamento do Homem-Aranha na edição de número 100, em 1987. Durante a trama havia um clima de dúvida e também incerteza entre ambos para saber se realmente queriam ficar juntos.

Afinal de contas as histórias do Cabeça de Teia tentam se aproximar o máximo possível do cotidiano comum. Lembrando que MJ estava afastada há algum tempo da vida de Peter e quando voltou soltou a bomba que sabia de sua identidade secreta.

Na época a Marvel tratou como se fosse realmente um casório de verdade. Houve uma cerimônia que aconteceu no estádio Shea, Nova York (durante um jogo de beisebol).

O próprio Stan Lee casou Mary Jane a modelo Tara Shannon com um ator vestido de Homem-Aranha usando terno e gravata diante de várias pessoas.

Bom, fora isso foi realmente um marco histórico ver Peter e Mary Jane juntando as escovas.

E desta união surgiu a pequena May Parker (Garota-Aranha). Mais eu não sei por qual motivo na época puseram a menina numa Terra Paralela.

O Escalador de Paredes ao longo das décadas teve diversas séries animadas e em algumas delas tivemos a presença da ruiva. A primeira aparição de Mary Jane foi no desenho dos anos 60. No episódio “The Big Brainwasher”, ela surgiu como sobrinha do Capitão Stacy.

Já a segunda foi em Homem-Aranha: A Série Animada, nos anos 90. Produzido pela Marvel Productions e também contando com Stan Lee como produtor executivo.

É uma das séries mais fiéis ao universo do herói nos gibis. Aqui, Peter tinha um relacionamento com Felícia Hardy (Gata Negra), porém eles terminam. A grande diferença está na adaptação da clássica edição A Morte de Gwen Stacy que foi trocada por MJ. Não decretaram sua morte, mas a jogaram em outra dimensão (loucura purinha!).

Depois no péssimo e horrível Homem-Aranha, Ação Sem Limites (1999), MJ está casada com Peter, mas aparece somente uma única vez.

Também tivemos a participação da ruiva na estranhíssima Homem-Aranha, a nova série lançada em 2003. É claro que acompanhou o enorme sucesso do primeiro filme de Sam Raimi, mas a produção da empresa Mainframe Entertainment usou somente computação gráfica.

Na época gostei dos movimentos do Teioso que ficaram muito legais, no entanto hoje examinando com calma. Deu pra notar que a animação ficou diferente demais simplificando totalmente sem graça.

Sua aparência foi bastante modificada, pois ela estava com os cabelos curtos. E seu relacionamento com Parker ficava num chove não molha (até realmente acontecer).

Em 2008, tivemos O Espetacular Homem-Aranha, na qual o herói está realmente com 16 anos (sua idade no gibi original). MJ é retratada como adolescente e o namoro dela com PP não aconteceu.

Por último temos o divertidíssimo Ultimate Homem-Aranha (2012). MJ é uma amiga de infância de Peter que trabalha como jornalista no Clarim Diário. Sua intenção é conseguir uma entrevista exclusiva com o Amigão da Vizinhança.

Na telona a atriz Kirsten Dunst interpretou Mary Jane na franquia de Sam Raimi. O relacionamento deles era cheio de altos e baixos. Fato que nos levava a torcer que desse certo.

Durante O Espetacular Homem-Aranha 2 disseram que Shailene Woodley iria nos presentear interpretando nossa musa, mas infelizmente suas cenas foram cortadas. Surgiram diversos boatos na época, mas o filme se concentra no relacionamento entre Gwen e Peter. Podemos acompanhar o trabalho dela na cinessérie “Divergente”, como a heroína Beatrice Prior.

Como curiosidade no Universo Amálgama nossa musa apareceu como a Rainha Inseto no final da aventura do Spider-Boy.

E também na realidade alternativa do Marvel Mangaverso, MJ torna-se a Mulher-Aranha pertencente ao ninja do Clã do Aranha.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da belíssima Mary Jane que garimpei na web

0-alex-ross

1-mary-jane-kirsten-dunst 2-mary-jane-shaylene-woodley

3-Mary_Jane_anos-90 4-mary-jane-2003 5-Mary-Jane-espetacular-2008 6-mary-jane-ultimate-spider-man 7-Mary_Jane_Amalgam_Universe 8-spider-woman-mangaverse 9 10 11

Mary Jane

12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28spider_girls_by_jmascia

29 30 adam hughes OLYMPUS DIGITAL CAMERA brian fajardo bruce timm 1 bruce timm 2 bruce timm 3 cris delara 1 cris delara 2 des taylor 1 des taylor 2 des taylor 3 des taylor 4 des taylor 5 ebas ed-benes elias chatzoudis j. scott campbell 0 j. scott campbell 1 j.broomall jamie tyndall 1 jamie tyndall 2 john romita joseph michael linsner 1 joseph michael linsner 2 joseph michael linsner 3 marcio-abreu Mary-Jane-2 mathieu-reynes mike debalfo paolo-rivera paulo-siqueira steve rude 1 steve rude 2 steve rude 3 steve rude steve-rude tim sale todd-mcfarlane wallpaper 1 wallpaper 2-by-des-taylor wallpaper 3-by-des-taylor wallpaper 4-by-j. scott-campbell wallpaper 5

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

z

Homem-Aranha – Anos 80

A Saga do Uniforme Negro

Eu não consigo mais acompanhar os gibis do Aracnídeo como antigamente, mas até que Spider-Verse me interessou. Apenas por conter “quase” todas as versões alternativas do Teioso, no entanto são muitas edições pra acompanhar (e eu não irei ler nada).

Como velho e incorrigível saudosista que sou fico me prendendo as antigas histórias que li. Será que é um erro? Não sei, pois a verdade é que já houveram tantas mudanças nas aventuras do Cabeça de Teia que não consigo mais ter paciência pra ler.

Bom, a entrada do artista Todd McFarlane foi muito significativa pras histórias do herói. Sua arte contribuiu pra demonstrar o Teioso totalmente encurvado ficando mais parecido mesmo com uma aranha. Além disso sua teia ficou com aparência suja demonstrando um fluido viscoso e gosmento.

Essa mudança visual alavancou as vendas dos gibis tornando-se um grande sucesso (vendendo uns cinco milhões de edições). E também estabelecendo um novo padrão nos quadrinhos da época.

Só pra constar as recentes adaptações do Amigão da Vizinhança pra telona demonstraram o formato da teia e também dos movimentos do personagem (baseados na fase de Todd McFarlane nos gibis).

Lembrando, que durante os anos 80 a Casa de Ideias lançou as Guerras Secretas. Aventura na qual heróis e vilões da editora se digladiavam num planeta distante (foram abduzidos pelo maluco do Beyonder).

Numa batalha o uniforme do Cabeça de Teia ficou rasgado e Peter encontrou uma máquina pensando que conseguiu costurar um novo. A grande diferença é que era todo negro com a aranha branca inteiriça (tanto na frente quanto nas costas).

Peter ficou eufórico ao descobrir que o novo uniforme além de ampliar sua força, lançava sua própria teia, mudava de aparência e se movia diante sua força de vontade. Na época eu achei o uniforme negro o máximo, mas depois ficamos sabendo que o uniforme era um parasita alienígena (que sugava sua energia vital).

Todas as noites que Peter voltava pro seu apartamento, o simbionte forçava-o a sair novamente pras ruas (deixando-o mais agressivo e exausto pra caramba). Quando começou a ficar difícil pra retirar o uniforme negro, Peter pediu ajuda pro Reed Richards que descobriu tudo sobre o simbionte.

A única solução foi usar uma arma sônica que conseguiu finalmente libertar o herói deste tormento. Foi muito engraçado ver o Escalador de Paredes com um saco na cabeça e usando um uniforme do Quarteto emprestado pra poder ir embora.

Reed aprisionou o simbionte, porém ele se soltou e foi a procura de PP. Infelizmente o simbionte fugiu e devido ao período que estava unido ao Cabeça de Teia encontrou-o facilmente.

O uniforme negro estava tentando dominar o Amigão da Vizinhança no alto de uma igreja (sendo o som de um sino tocando a única arma contra o alienígena). O simbionte deixa Peter de lado, mas une-se a Eddie Brock que havia sido despedido por uma notícia falsa (ambos nutriam um enorme ódio do Aranha).

Eddie se uniu ao simbionte formando Venom um dos melhores vilões das histórias do Aracnídeo (surgido no final da década de 80). Só pra contar o péssimo filme Homem-Aranha 3, de Sam Raimi (2007) mostrou um “pouco” desta origem.

O visual do uniforme negro ficou bastante popular e Peter acabou usando um outro uniforme, mas de tecido presenteado pela sua namorada a Gata Negra (deixando dependurado o clássico vermelho e azul).

Sobre Felicia lembro que na época ela não gostava do Peter, mas apenas do Cabeça de Teia. Situação bastante complicada de entender já que ambos são a mesma pessoa (loucura!).

Bom, durante os anos 80 ainda tivemos outros momentos marcantes nas histórias do Aracnídeo. Como a Morte de Jean DeWolff, a capitã de polícia havia sido morta pelo serial killer Devorador de Pecados. Eu me lembro que a capitã era a única que apoiava o herói e Peter descobriu que ela era apaixonada por ele (instigando um ódio tremendo pelo vilão e um imenso sentimento de vingança).

Também naquela década, tivemos outros vilões que davam muito trabalho pro Teioso como o Puma, Thomas Fireheart um mercenário que tinha poderes sobre-humanos místicos misturados com engenharia genética.

Outro que deixava o herói com bastante dor de cabeça foi o Duende Macabro que havia descoberto os equipamentos do Duende Verde e adaptado pra usa-lo. Lembro que havia uma grande expectativa pra saber a sua identidade.

Uma das maiores bombas na vida do Aracnídeo foi a revelação de Mary Jane que disse saber há muito tempo que PP era o herói. Fato que pouco tempo depois acabou culminando no casamento deles.

Mary Jane ficou grávida de Peter que resultou no nascimento da pequena May Parker. Só que infelizmente retiraram a menina da continuidade normal e a puseram numa realidade alternativa aonde ela cresceu e transformou-se na Garota-Aranha.

Anos 90 – A Saga do Clone

A década posterior amargou um grande fardo nas histórias do herói, pois Todd McFarlane havia saído da Marvel e fundou com outros artistas e roteiristas a Image Comics. A intenção era publicar suas ideias sem abrir mão dos direitos autorais. Foi uma renovação no mercado que até deixou a DC Comics em terceiro lugar em vendas.

Voltando, também tivemos a terrível e complicada Saga do Clone que adaptava uma história que havia acontecido lá nos anos 70. Quando o vilão Chacal criou Kaine, um clone deformado do Peter (ele também havia feito um clone da bela Gwen Stacy).

A aparição de Ben Reilly transformou a vida de Peter, pois ele passou a acreditar que não era o verdadeiro Homem-Aranha. Ben assumiu o codinome de Aranha Escarlate, pois tinha o mesmo senso de responsabilidade que Parker.

Um exame de DNA feito por Seward Trainer acabaria revelando que Ben era o “Aranha verdadeiro” fazendo parecer que toda a vida do herói escorria pelo ralo.

A situação não era das melhores a Tia May estava muitíssimo doente, Harry havia morrido, MJ ficou grávida e pra piorar mais ainda Peter perdeu seus poderes.

Após combater Kaine e o Chacal, Peter abandonou o traje pra seguir uma vida normal deixando, Ben assumir como protetor de Nova York.

Só que tudo não passava de um plano astutamente planejado por Norman Osborn que todos achavam que havia partido desta pra melhor (ele queria se vingar pela morte do seu filho Harry).

Na conclusão, Ben se sacrifica salvando os funcionários do Clarim Diário para que Peter possa lutar contra o Duende Verde. Após sua morte o corpo de Bem se dissolve comprovando que Peter sempre será o verdadeiro e único Homem-Aranha.

Foram praticamente dois anos de a Saga do Clone que mais pareciam uma eternidade deixando muitos leitores confusos. E sendo marcada como uma das piores de todos os tempos nas aventuras do herói.

Eu não poderia esquecer que ainda tivemos a também sofrível Crise de Identidade, na qual o Escalador de Paredes é acusado de assassinato (mais uma vez por causa de Norman).

Só pra fechar a Casa de Ideias resolveu reiniciar o Cabeça de Teia tentando torna-lo novamente acessível para novos leitores após as burradas que havia feito.

E nós tivemos Homem-Aranha: Gênese (ou Spider-Man: Chapter One), que foi uma pequena série de 13 edições escrita e desenha pelo mestre John Byrne.

Sinceramente apesar de gostar demais do Byrne foi algo sem necessidade nenhuma. Sua versão ficou marcada até como algo a parte do universo do herói tendo “talvez” acontecido em seu inicio de carreira.

A lista de namoradas do Cabeça de Teia aumentou, pois se antes havia Betty Brant, Liz Allan, Gwen Stacy, Mary Jane e Felícia Hardy. Agora ainda temos Michele Gonzalez, Carlie Cooper e Norah Winters.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do Espetacular Homem-Aranha que garimpei na web

0 1 2.1 2 3.1 3 4 5 6 7

spider man-alex ross

8 9 11-alex-ross 12-bill-walko 13-gary-frank

spider-man and friends 14-john romita sr

15-john-romita-sr 16-j-scott-campbell 17-j. scott campbell 18-joe-jusko 19-paolo-rivera 20-jprat 22-skottie-young 23-todd-mcfarlane 24-steve rude 25-terry-dodson 26-macomb-seepwood 27

web

aranha-escarlate betty_brant

carlie-cooper michael dooney Michele_Gonzales Norah_Winters

cabecademartelo carnificina chacal Dr-Octopus electro Flash_Thompson greengoblin Harry-Osborn hobgoblin homem-areia J._Jonah_Jameson Kraven liz_allan Lizard mary jane morbius Morlun mysterio puma rino robbie-robertson scorpion spider-verse tio-ben venom 2-sexteto-sinistro-by-john-romita-sr.vulture wallpaper 0 wallpaper 1-the-amazing-spider-man wallpaper 2-espetacular-homem-aranha wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper-sexteto-sinistro wallpaper-spiderman-2

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

A História do Universo DC – Parte Final

donna-troy

Enquanto na primeira parte temos a Precursora nos mostrando como foram os acontecimentos que definiram a vida dos heróis, vilões e todos os personagens da editora no Pós-Crise.

Aqui temos a heroína Donna Troy relatando a nova releitura antes da Crise Infinita. Desta vez a arte e o roteiro ficaram sob os cuidados de Dan Jurgens.

A intenção desta segunda parte é mostrar alguns dos momentos históricos mais importantes da editora desde os anos 90 em diante.

Depois de ficar na maior parte da leitura acompanhando, George Pérez estranhei demais a arte de Jurgens. A culpa é pelo formato bem diferenciado fornecido pela narrativa anterior.

Na verdade, Donna descobre que possuía uma cópia sua em diversos mundos paralelos. E reconhece que terá uma participação importante durante a saga Crise Infinita.

Vemos novamente o Big Bang e Krona desvendando os segredos da Criação fazendo surgir o Multiverso.

Presenciamos a explosão fatídica de Krypton e o aparecimento dos Supermen. Tanto o original da Terra-2 quanto o renovado da Terra-1.

A edição presta uma homenagem pro Superboy, Flash de Dois Mundos e aos primeiros encontros da Liga da Justiça com a SJA.

Donna visita seu passado na Turma Titã foi ela quem nomeou a equipe e contempla os heróis de mil anos no futuro (a LSH).

É mostrada novamente a Crise dos anos 80 e sua forte repercussão posteriormente na vida dos heróis. Vemos as trágicas mortes da Supergirl e também do Flash.

Ainda tem o soco do Superman, da Terra-2 que finalmente destruiu o Anti-Monitor, Wally assumindo de maneira pesarosa o manto do tio e o Pirata Psíquico assustado sendo o único que conseguia se lembrar de tudo que havia acontecido.

Donna revisita momentos importantes da editora como a Liga da Justiça cômica, o Esquadrão Suicida (grupo formado somente por vilões). O Xeque-Mate, a morte de Jason Todd, o surgimento de Tim Drake e a saga Invasão.

Outras situações que vimos nos anos 90 como a Morte do Superman, a Queda do Morcego, a transformação de Hal em Parrallax, a ascenção de Kyle Rayner e até Zero Hora.

Mostrando também outros eventos que aconteceram após mais essa crise temporal como: a LJA de Grant Morrison e Howard Porter, O Devorador de Sóis, o chato do Superman Elétrico, a Justiça Jovem.

O retorno de Jason Todd na Saga Silêncio, as mortes de Donna, Stephanie Brown e de Sue Dibny. A impactante Crise de Identidade, a volta da Supergirl original, Ricardita, o retorno de Hal Jordan e o incontrolável Superboy Primordial.

Os relatos de Donna são abruptamente interrompidos pela chegada do Monitor que ficou conhecido como Bob desencadeando na saga Crise Infinita.

No final da edição temos a origem dos heróis mais consagrados da editora: Mulher Maravilha por Adam Hughes, Lanterna Verde por Ivan Reis, Gavião Negro e Moça-Gavião por Joe Bennett, Canário Negro por Howard Chaykin.

Caçador de Marte por Tom Mandrake, Arqueiro Verde por Scott McDaniel, Batman por Andy Kubert, Sociedade da Justiça por Don Kramer e por último a Liga novamente por Ivan Reis.

A ficha segue com poderes, armas e até uma leitura essencial para nos aprofundarmos mais sobre o que vale a pena ler nas revistas dos heróis.

A História do Universo DC é uma edição que realmente vale a pena dar uma lida, principalmente, por causa da primeira parte que contém de forma detalhada vários personagens que normalmente não vemos.

O trabalho de Wolfman e Pérez seja pelo contexto histórico ou pela arrumação do texto e a apresentação da arte ficou impecável.

Enquanto a segunda parte demonstrou ser bem inferior. Na verdade parece que é apenas um complemento servindo pra ocupar espaço na edição. Pra mim conseguiu afirmar o que todo mundo já sabe, Donna Troy é  a heroína com o passado mais complicado que a DC Comics já criou.

Até o próximo texto.

 

 

 

 

 

 

Ober un evezhiadenn

Filed under A História do Universo DC – Parte Final

Imagens

D.E. Comic Page Template.eps

Mulher-Aranha

Jessica Drew surgiu como uma versão feminina do Escalador de Paredes sendo a primeira Mulher-Aranha da Marvel. A Spider-Woman foi criada por Archie Goodwin e Jim Money e surgiu na edição Marvel Spotlight # 32 (1977).

Dizem as lendas que fizeram a heroína correndo, pois queriam manter os direitos da personagem. Na época havia um boato que a Filmation iria lançar uma série animada cujo nome seria Mulher-Aranha.

Devido a heroína homônima da Marvel Comics estava registrada a produtora teve que mudar seu título para Web Woman.

Mais a Mulher-Aranha também teve uma produção na telinha feita pela DePatie-Freelang Enterprises. Foi ao ar pela rede ABC contando com apenas raríssimos 16 episódios (durou de 1979 a 1980).

Na série televisiva, Jessica foi mordida por uma aranha venenosa quando estava no laboratório de seu pai. Ele teve que utilizar um soro não testado para salvar a vida de sua filha. O tal soro concedeu a moça poderes sensacionais derivados dos aracnídeos.

Transformando-se na Mulher-Aranha, Jessica decidiu combater a injustiça e destruir o mal. Drew podia escalar paredes, seu corpo gerava bioletricidade, suportava diversos tipos de venenos, fator de cura, emissão de feromônios,  imunidade a radiação ( e também tinha o famoso sentido de aranha).

Este desenho teve até uma participação especial do Homem-Aranha no primeiro episódio. Na abertura além da clássica explicação vemos a heroína “voando”, pois na verdade ela planava. Nas horas vagas Jessica trabalha como jornalista na revista “Justice” e sua transformação é praticamente igual a de Lynda Carter a Mulher-Maravilha do seriado na telinha.

Nos gibis, Jessica teve praticamente a mesma origem do desenho. Porém diante da doença morte da mãe e sumiço do pai. Ela foi tratada pelo Alto Evolucionário que lhe aplicou um soro que continha glândulas de aranhas (que lhe concederam seus poderes).

E havia sido criada por Bova a mesma que cuidou da Feiticeira Escarlate. Ela havia tratada de uma doença.

Quando fugiu pra cidade, Jessica foi recrutada pela Hidra sofrendo lavagem cerebral e assumindo o nome de Aracne. Neste período ela aprendeu diversas técnicas de artes marciais e também de espionagem.

Um dia, Drew recebeu a ordem de assassinar Nick Fury, líder da Shield. Ao descobrir as intenções da organização desacatou tal ordem e fugiu.

A Mulher-Aranha por algum tempo sem seus poderes e agindo como detetive numa agência particular. E ressurgiu recentemente agindo na equipe Novos Vingadores.

No Universo Ultimate diferente do Universo-616, Jessica é um clone do Homem-Aranha modificado pra ser uma mulher. Possuindo uma forte ligação com o Homem-Aranha. Jessica foi criada pelo doutor Otto Octavius a mando da SHIELD depois de fugir inicia um tipo de relação fraterna com PP.

Seus poderes são idênticos aos do Escalador de Paredes, mas sua teia orgânica é a única coisa que os diferencia.

Por último houve uma enorme polêmica com a capa desenhada pelo artista erótico Milo Manara. A heroína estava de quatro numa posição instigante demais então choveram críticas por causa do eterno estereótipo da sexualização das personagens femininas nos gibis.

Sinceramente, o artista é reconhecido no mundo inteiro por causa de seu estilo (eu adorei a arte, mas eles deveriam ter previsto isso).

Bem, além de Jessica Drew tivemos outras heroínas que usaram o nome de Mulher-Aranha.

A primeira Mulher-Aranha dos gibis foi Helen Goddard que surgiu em Major Victory #1, na década de 40. Ela não tinha nenhum superpoder e seu traje era estranhamente esverdeado.

A segunda Mulher-Aranha foi Julia Carpenter que usa um uniforme negro (lembrando aquele clássico do Cabeça de Teia). Foi devido ao uniforme usado por Julia durante as Guerras Secretas que Peter se inspirou pra “confeccionar” o seu.
Julia é uma exímia lutadora, excelente acrobata, possui uma enorme força, agilidade fora do comum e suas teias mantém a diferença de conterem energia nelas.

A terceira heroína a usar este codinome foi Mattie Franklin. Ela recebeu seus poderes de um soro criado por Norman Osborn. Mattie possui telepatia, poderes psiônicos de aranha, resistência, força, agilidade, velocidade e reflexos sobre humanos (e também a capacidade de aderir as paredes).

A vilã Charlotte Witter é a quarta Mulher-Aranha que conseguiu seus poderes através de manipulação genética feita pelo Dr. Octopus. Witter tem a capacidade de absorver todos os poderes das outras heroínas.

Além de possuir os mesmos poderes de todas as outras, Charlotte tem precognição,  detecção psiônica e também pode voar.

A quinta é Madame Teia (Cassandra Webb) ela pode se transferir pro plano astral e também tem os poderes de precognição e telepatia. Cassandra é avó de Charlotte e ajudou ao Homem-Aranha diversas vezes.

Ainda temos May Parker, a Garota-Aranha, filha de Peter e Mary Jane de uma realidade alternativa. Peter se aposentou após ter se ferido gravemente numa perna em sua última batalha contra o Duende Verde.

May assumiu a identidade de heroína devido a ser filha do Peter herdou os mesmos poderes dele. A única diferença é que pode suportar apenas 5 toneladas de peso (algo que pra mim já é muita coisa).

Atualmente,  Jessica Drew ganhou um novo uniforme. Essa mudança é tida como um visual mais urbano pra heroína poder atuar entre os cidadãos de Nova York. Eu achei que ficou estranho demais, porém só com o tempo veremos se dará sorte pra personagem.

E por último, durante este Spider-Verso há uma realidade na qual, PP não virou o Amigão da Vizinhança. Na verdade, Gwen Stacy foi picada pela aranha radioativa transformando-se na Mulher-Aranha.

Gwen precisa levar uma vida dupla lutando contra o crime como heroína e tendo que esconder isso do seu pai o chefe de polícia.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da bela Mulher-Aranha que garimpei na web

0 1.1 1.2 1 2 3 4 5 6 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Print 23 24 25 26 27 28-helen_goddard 29-julia-carpenter 30-charlotte-witter 31-Madame-Web 32-spidergirl

spider-woman-gwen-stacy

spiders

 adam-hughes alex ross almayer Andrea Celestini bruce timm 0 bruce timm 1 bruce timm 2 bruce timm 3

bruce-timm

ed benes 0 ed benes 1 jamie faye Marcio Abreu 1 Marcio Abreu 2 marcio takara michael turner milo-manara mitch foust n_o_x_i_s18 paulo siqueira shunya-yamashita soulshadow wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Artista

z-betty_and_wilma_by_elias_chatzoudis

Elias Chatzoudis

Ele é um ilustrador freelancer que ficou famosíssimo apenas expondo sua arte na web.

Assim que pus meus olhos em seu trabalho tornei fã como se fosse paixão a primeira vista.

O que eu acho interessante no trabalho das pin-ups de Elias Chatzoudis é a forma como nos olham convidando a contemplar sua exposição (sendo sempre exageradamente recheada da mais pura sensualidade).

Podemos notar seu incrível talento que demonstra algumas mulheres belíssimas em posições arrebatadoras e provocantes. Como também temos diversas musas dos quadrinhos, desenhos e filmes.

Na galeria abaixo você irá encontrar: Elsa, Betty Rubble, Wilma Flintstone, Diana, Mary Jane, Supergirl, Velma, Jasmine, Bela, Branca de Neve, Mulher-Hulk, Zatanna, Katniss Everdeen, Tinker Bell entre várias outras.

0-queen_elsa 1.1-queen_elsa_by_elias_chatzoudis 1-wonder_woman 2 3-she_hulk 4 5-zatanna 6-rogue 7 8-snow_white 9 10 11 12 13-kitty_pryde 14-spider_girl 15-batgirl_stephanie_brown 16-harley_quinn_52 17-velma 18-psylocke 20-robyn_hit_list 21 22 23-spiral 24 25 26-tigra 27-snow_white_and_cinderella

22-princess_kida_by_elias_chatzoudis  23-rapunzel_by_elias_chatzoudis 24-lady_death_by_elias_chatzoudis 25-poison_ivy_blank_cover_by_elias_chatzoudis

22-thinker-bell-elias-chatzoudis28-tinkerbell 29 30 31 32 33-sela 34-sela 35 36 37 38-three_graces 39 40 41 42-sexy_alice 43-sexy_red_riding_hood 44-sela_and_helsing_christmas 45 46 47-vampire_mina 48 49 50 51 52 53 55 56 57 58 59 61 63 64 66 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 aeris_by_elias_chatzoudis belle_et_la_bete_by_elias_chatzoudis princess_badroulbadour_by_elias_chatzoudis sleeping_beauty_by_elias_chatzoudis wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

Cosplay Girl

z

Satúrnia

Eu não sei por qual motivo que antigamente, Imra Ardeen era chamada por aqui de Moça de Saturno (vai entender a mente dos tradutores!).

 Ela é membro fundadora da equipe Legião dos Super-Heróis (ou Legion of Super-Heroes, no original).

A LSH é uma das equipes mais importantes do UDC possuindo uma vasta fileira de integrantes. Seus poderes variam de interessantes a engraçados.

Como curiosidade desde de sua criação a Legião possui características marcantes de ficção científica que ao longo dos anos foram sendo aprimoradas e melhoradas.

Bom, no passado, Satúrnia era uma poderosa telepata capaz de manipular a mente e também as emoções das pessoas.

Mais atualmente mudaram bastante seu status quo para uma heroína que não possui cordas vocais. Todos de sua raça podem apenas se comunicar mentalmente.

A atriz  Alexz Johnson interpretou nossa heroína no seriado Smallville. Mais infelizmente não encontrei muitas modelos vestidas como nossa musa.

A solução foi postar algumas musas da DC Comics para alegrar seus olhos

Na galeria abaixo você irá encontrar: Supergirl, Fogo, Gelo, Caçadora, Poderosa, Mulher Maravilha, Arisia entre várias outras

0 1.0-supergirl-alisa-kiss 1.1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14.1 14 15-liz katz 16-liz katz 17-nermoar 18-nermoar 19-elizabeth-wither 20 21-milla-bishop 22-even summer

1 2

23 24 25 26.1-mariah-longo 26 27-black-canary-by-marie-doll 28 29-back-canary-by-holly-brooke 30.1-yaya-han 30.2-power-girl-alysa-loughran 30 31 32 33 34 35 36 37 38 alice-sombria arisia arqueira-verde batwoman caçadora charada cyclone duela-dent fire-and-ice green-lantern halo Isis-by-claire-max knockout-by-molly-mcisaac Sensor-Girl

lady-bane

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

2.4

Satúrnia

Seu nome verdadeiro é Imra Ardeen, antigamente a heroína era chamada de Moça de Saturno (Saturn Girl, no original).  Ela é membro fundadora da equipe Legião dos Super-Heróis e também surgiu no gibi Adventure Comics # 247, em 1958.

Satúrnia foi criada por Otto Binder e Al Plastino sendo uma poderosa telepata alienígena vinda de Titã, uma lua de Saturno (na qual seu nome foi baseado).

Inicialmente a Moça de Saturno possuia incríveis poderes mentais que eram ilimitados. Imra podia controlar pessoas á distância, sondar mentes, forçar a mente de outras pessoas, controlar sentimentos e emoções (entre várias outras coisas).

Mais infelizmente com o passar dos anos diminuíram e muito suas capacidades restringindo sua telepatia apenas pra comunicação.

Como curiosidade, Imra foi a primeira líder feminina da Legião.

Só pra constar Satúrnia possui três versões. A original da Era de Prata, a segunda após Zero Hora e a terceira depois de Crise Infinita.

No inicio a Legião era pra ter feito apenas uma participação especial nas aventuras do Superboy, mas a equipe futurista caiu no gosto da garotada. E a editora resolveu dar uma oportunidade pra eles explicando sua origem (e ganhando sua própria série).

Ao viajar pra Terra: Moça de Saturno, Rapaz Cósmico e Rapaz Relâmpago tiveram que salvar a vida do bilionário R. J. Brand, pois Satúrnia havia lido a mente dos assassinos evitando a tragédia.

Brand agradecido pelo que os adolescentes fizeram resolve ajuda-los, pois unindo-se sob sua guarda eles iriam perpetuar o legado do Superboy e da Supergirl, do séc. XX.

Depois ficamos sabendo que Brand é um durlaniano (pertencente a uma raça alienígena transmorfa).

Satúrnia é uma legionária que tem a reputação de estar sempre pronta pro autossacrifício, pois durante uma disputa pra liderança da equipe em 2975. Ela descobriu uma profecia na qual um legionário iria se sacrificar para deter um ataque ao nosso planeta.

A heroína decidiu assumir esse lugar, obrigando ao resto da LSH que votassem nela. Porém o Rapaz Relâmpago desobedeceu tal ordem e sacrificou-se em seu lugar (e acabou morrendo).

Imra tentou reviver seu amigo, mas quem se sacrificou novamente em seu lugar foi Proty, o bichinho de estimação do Rapaz Camaleão (que gostava muito dela). E por causa disto, Relâmpago ressuscitou.

A heroína é casada com Rapaz Relâmpago, mas antes de surgir o relacionamento eles penaram bastante para que tal fato acontecesse.

O relacionamento rendeu a eles os filhos: Graym (Válidus), Dacey, e Dorritt.

Depois da saga Zero Hora houve uma grande reformulação na editora. Fato que também aconteceu com a LSH. A maioria dos uniformes da equipe foram alterados e com Satúrnia não haveria de ser diferente. Trocaram o vermelho pelo rosa em sua roupa, mas mantiveram o símbolo de Saturno.

Outra mudança radical foi seu interesse amoroso que oscilava entre Cósmico e Relâmpago. Nessa época, Imra ficou catatônica após se desligar da mente do Superman Composto (depois sua mente foi recuperada pelo seu mentor Aven).

Em 2005 durante a terceira reformulação da equipe, a personalidade da heroína manteve-se a mesma. Só que seus poderes e sua origem foram alterados de forma grosseira. Satúrnia só “conversa” mentalmente com seus colegas de equipe, pois seu povo pode apenas se comunicar por telepatia (porque havia perdido as cordas vocais ao evoluir).

Na série animada do Superman dos anos 90, Satúrnia aparece numa aventura com o Camaleão e também com o Cósmico.

No seriado Smallville, episódio “Legion” da oitava temporada, Satúrnia foi interpretada pela atriz Alexz Johnson.

Por último no desenho Superman e a Legião dos Super-Heróis, Imra ficou mais parecida com sua versão dos gibis, mas numa aparência mais alienígena.

A LSH tem outras integrante clássicas como: Tríade ou Dama Dupla que pode se dividir em três, Sonhadora que pode prever o futuro, Penumbra que possuiu o poder de projetar escuridão.

Violeta capaz de reduzir seu tamanho, Etérea que tem poderes de intangibilidade e Moça-Relâmpago ou Pluma que tinha poderes elétricos e depois passou a transmutar tudo (pessoas e coisas).

Outra integrante famosa é a Supergirl que teve um romance famoso com Brainiac 5 e temos  Lana Lang, a Rainha Inseto que usava um anel biogenético conferindo-lhe as habilidades de insetos.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da Satúrnia e também de outras legionárias que garimpei na web

0 1 2.0

2.1-Saturn_Girl_Smallville 2.2 2.3-Legion-of-Super-Heroes-smallville  2 3 4-gary-frank 5-Saturn_Girl_by_TULIO19mx 6 7 8

z-saturn-girl_mitch-foust9

10-Saturn_Girl_5_by_Garrett_Blair_by_Mythical_Mommy 11 12-michael-dooney 13.1-saturn_girl_by_cinar 14-bruce-timm 15-XS 16 17 18 19 20 ADVCS_Cv522_ds.indd 21 22-gary frank 23-LSH-gary-frank 24-alan davis 25 26 27 Andromeda comet-queen feiticeira-branca-george-pérez george pérez imperatriz esmeralda Infectious_Lass insect-queen-lana-lang kid-quantum Kinetix kono laurel-gand lori-morning LSH (2) neon-celeste night-girl Nightwind phantom-gil princess_projectra Rainbow_Girl Sensor_Girl shrinking_violet_jf_by_thumbfunk sonhadora Spider-Girl trovão veilmist vésper wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3-dreamgirl_by_michaeldooney wallpaper-legion girls-by-alex-garcia

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

z

Legião dos Super-Heróis

“Vida Longa a Legião!”

Devido ao sucesso estrondoso que Superboy fez a editora decidiu lançar uma outra equipe em suas páginas, a LSH.

Dizem as lendas que Satúrnia (Irma Ardeen), Relâmpago (Garth Ranzz) e Cósmico (Rokk Krinn) se uniram tendo os feitos do herói como inspiração, mas inicialmente eles apareciam apenas como viajantes do tempo (que faziam visitas ao jovem Azulão).

Depois de terem feito diversos testes com o Superboy, eles efetivaram o Garoto de Aço na equipe.

Após algum tempo veio uma origem mais elaborada, na qual o milionário R. J. Brande  foi salvo de ser assassinado pelos três heróis. Como gratidão ele financiou e organizou a criação da equipe que teria heróis de praticamente todo universo. A primeira inspiração veio do Superboy e da Supergirl, no séc. XX (depois fizeram uma outra com a Liga da Justiça).

A Legião dos Super-Heróis é uma equipe na qual suas aventuras também acontecem em Metrópolis, mas no distante séc. XXX (atualmente é XXXI se não me engano).

A LSH foi criada pelo roteirista Otto Binder e também pelo artista Al Plastino, surgindo pela primeira vez em Adventure Comics #247 (1958).

Seus três membros originais são: Satúrnia, Relâmpago e Cósmico, mas nos anos 60 eles eram conhecidos como: Moça de Saturno, Rapaz Relâmpago, e Rapaz Cósmico.

A medida que outros integrantes chegavam na equipe recebiam Rapaz se fosse homem e Moça se fosse heroína (é que a Editora Ebal fazia esta nomenclatura).

Isso só foi mudado quando a Editora Abril começou a publicar as aventuras do grupo nos anos 80.

Como curiosidade a LSH é uma das equipes da DC Comics que mais teve integrantes e formações ao longo das décadas. Outra curiosidade é que o cargo de líder da Legião era rotativo.

Uma das marcas registradas do grupo é o famoso anel de voo da Legião que todos os membros mesmo aqueles que podem voar também usam.

O QG original da equipe era um foguete amarelo invertido (que mais parecia querer entrar no fundo da Terra).

A Legião tinha base na Terra, mas estava sempre atuando ao lado da organização Planetas Unidos formada por humanos e alienígenas (junto com a Polícia Científica, obviamente, uma força policial).

Fato interessante é notar a “Legião Adulta”, aventuras que mostram os heróis adolescentes com uma idade madura. Seus piores inimigos são: Senhor do Tempo, Quinteto Mortal, Mordru, Legião de Super-Vilões e o Círculo Negro.

Após a reformulação que aconteceu no Pós-Crise com, Kal-El feita por John Byrne lá nos anos 80.

Tivemos a afirmação que o Azulão nunca foi Superboy e isto criou uma enorme confusão na continuidade da equipe. Só que Byrne nos mostrou o Universo Compacto, criado pelo Senhor do Tempo.

Toda vez que a equipe viajava pro nosso passado em sua esfera temporal pensavam que estavam na Terra. Mais na verdade sua viagem era desviada pra esse falso universo criado pelo vilão.

Então quando terminou a minissérie Zero Hora que foi outra crise complicada (anos 90). A editora reformulou novamente todo seu universo. Foram várias edições começando pelo zero e com a LSH também foi assim. Os heróis foram rejuvenescidos e haviam retirado a inspiração do Superboy pro seu surgimento colocando Mon-El em seu lugar.

Mon-El é um daxamita que possui praticamente os mesmos poderes que o Super. A única diferença é que perde seus poderes quando está exposto ao chumbo. No período Pré-Crise, Mon-El estava na Zona Fantasma até, Kal encontra uma cura pra ele. O herói foi apenas liberto mil anos no futuro passando a integrar a Legião.

Nesta segunda reformulação tivemos uma nova formação do grupo com permanência de alguns heróis clássicos e inclusão de novos (como: Kinetix, Gates e XS).

A terceira reformulação da LSH ocorreu após a saga temporal Crise Infinita. Os Legionários mais conhecidos dos gibis estão de volta, mas demonstram origens totalmente diferentes daquelas que conhecemos. A grande diferença desta versão é que há um distanciamento emocional no tratamento das pessoas.

E também a Legião não é bem vista pelos órgãos governamentais, porém seus heróis se esforçam pra levar adiante o legado de heroísmo que havia no passado.

Na telinha lembro que a equipe teve algumas participações. A primeira foi em Superman: A Série Animada, no episódio “New Kids in Town”, aventura na qual temos Cósmico, Satúrnia e Camaleão.

Eles voltam no tempo para impedir que Brainiac destrua, Kal-El quando era adolescente. Desta vez o Superboy também serve como inspiração pro surgimento da Legião.

Depois tivemos outra participação no seriado Smallville, episódio “Legion” após Apocalypse ter atacado o casamento de Jimmy e Chloe. Clark está em choque, mas decide procurar por Chloe que foi sequestrada. Então de repente o Persuader ataca, Clark, porém a Legião  que nesta versão é composta por Rokk, Imra e Garth vem do futuro para auxiliar o amigo.

Dizem as lendas que este episódio  foi escrito por Geoff Johns.

E por último no episódio, “Longe de Casa”, da série animada da Liga da Justiça, tivemos uma outra aventura da LSH.

John Stewart, Oliver Queen e a Supergirl são abduzidos numa esfera temporal pro sec. XXXI. Quando chegam são recebidos por Brainiac 5 e Rapaz Saltador, um herói que sempre achei muito fraco.

Os Cinco Fatais atacam a base da equipe e conseguem levar o LV e o Rapaz Saltador. Infelizmente “quase” todos os membros da Legião estão sendo controlados mentalmente.

Kara quase morre tentando detê-los, pois os registros diziam que ela nunca retornaria desta missão. A verdade é que a Supergirl permaneceu no futuro deixando de viver na sombra do Azulão. Ela e Brainiac 5 passam a namorar algo que também aconteceu nos gibis.

Por último temos a série animada Superman e a Legião dos Super-Heróis que explorava muito bem o universo da equipe. Novamente demonstrando a origem Pré-Crise que havia nos gibis aonde, o Garoto de Aço serviu como inspiração pro surgimento da equipe. A grande diferença é que ele não sabia usar direito seus poderes, mas infelizmente teve curta duração indo de 2006 a 2008.

Lembrando que na época havia aquela pendenga judicial entre a DC e a família Shuster e por esse motivo o nome Superboy não foi utilizado no desenho. A última notícia que li foi que a Warner Bros. conseguiu sair vitoriosa no processo judicial.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da fantástica Legião dos Super-Heróis que garimpei na web

0-legion_of_super-heroes-by-al-plastino 1.0-Legion_founders_by_Cinar 1.2-curt-swan 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17-wildfire alan-davis astron Atmos Blok_Legion Brainiac_5 Colossal_Boy darkseid Element_Lad_(Jan_Arrah) Fatal-Five gary-frank green-lantern-rond-vidar Invisible_Kid_Jacques_Foccart karate-kid Legion_Hardcover_final_by_Cinar legion_of_super_heroes_by_portela legion-of-3-worlds-superboy-prime liga-da-justica-da-terra Magnetic_Kid Mon-El Polar_Boy quislet Sun_Boy timber-wolf Tyroc ultraboy wallpaper 1 wallpaper 2-Alex-Ross wallpaper 3-by-alex-ross wallpaper 4 wallpaper 5 Wallpaper 6 wallpaper -by-gary-frank wallpaper-by-george-perez wallpaper-by-kevin-nowlan wallpaper-george-perez wallpaper-Legionnaires wallpaper-legion-of-3-worlds wallpaper-Smallville

 

 

 

 

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói