Category Archives: Cavaleiros da Justiça

Cavaleiros da Justiça

1

Foi justamente por causa do episódio  da Liga da Justiça, Era Uma vez Pelo Tempo no qual Batman, John Stewart e Mulher Maravilha por causa do vilão Cronos viajam  pra época do Velho Oeste que acabou me lembrando esta edição.

Nesta aventura eles tiveram que se unir com personagens antigos deste período do UDC como Jonah Hex, Bat Lash entre outros tendo que deter um fora-da-lei que conseguiu usar tecnologia futurista.

A cena em que os heróis andam pela cidade ao som da música de abertura diferente num estilo western ficou inesquecível.

O episódio é marcante, porque além de terem ido pro passado eles também viajaram pra um futuro distante aonde Batman (Terry McGinnis) é o líder daquela versão da Liga e o Super Choque funciona como líder de campo da equipe.

A melhor parte é ver Bruce Wayne mais idoso confrontando seu alterego mais jovem Batman e esculachando seu M.O.

A aventura melhora em cada minuto até uma crise temporal quase destruir toda realidade tendo uma substituição de John Stewart por Hal Jordan e até uma cena do início dos tempos. Ao final o vilão Cronos fica preso  repetindo o mesmo momento eternamente, sinistro!

Esse episódio maneiríssimo também é marcado pela presença de Warhawk, o filho de Shyera com John Stewart.

A HQ se não me engano tem capa do artista brasileiro Luke Ross, mas a arte do miolo foi feita por JH Williams III que ficou sinistra (dando uma tonalidade sombria e quase sobrenatural á trama).

É uma das melhores narrativas do selo Túnel do Tempo (ou Elseworlds, no original) que já tive o prazer de ler.

Desta vez estamos no Velho Oeste bravio e a xerife Diana Prince é quem protege uma cidade chamada de Paraíso. Após voltar de uma captura de ladrões de cavalos encontra sua cidade totalmente destruída e apenas seu assistente Oberon sobreviveu para lhe contar o horror pelo qual passou (morrendo instantes depois).

A única opção de Diana é vingar seu fiel amigo e sua cidade querida seguindo no encalço de quem devastou seu lar e a destruiu por dentro. Algo no melhor estilo de western que estamos acostumados a ver nos filmes. Só que a única diferença são nossos heróis preferidos nesta história.

Ela procura antigos aliados para se unir neste combate praticamente suicida e encontra Kid Flash (Flash), um corredor tão veloz quanto pistoleiro mortífero, o caçador de recompensas Gladiador Dourado, um encrenqueiro a procura de diversão.

Pelo caminho esbarram no inventor conhecido apenas como Besouro (não sei se ele é maluco ou muito inteligente) e numa reserva indígena encontra-se o determinado Katar Johnson (Gavião Negro) que sem hesitar segue sua amiga. E pra fechar temos Ajax Jones, um caçador implacável que esconde sua doença de pele verde.

Eles estão a procura do terrível Maxwell Lord que sonha construir uma rodovia transcontinental e que riscou do mapa sem dó e nem piedade a cidade Paraíso, mas esse heróis que se uniram pela necessidade de combater o mal nem desconfiam dos problemas que terão que enfrentar.

A única coisa que não gostei foi Diana que sob a arte de JH Williams III conseguiu o terrível feito de deixa-la feia (quase irreconhecível).

No final Clark Kent escreve as aventuras destes heróis a fim de torna-las lendárias no imaginário popular.

O roteiro de Chuck Dixon conseguiu mesclar o Velho Oeste com super-heróis e tecnologia futurística de forma bastante instigante.

Demonstrando coerência com a formação da Liga e também nos conectando ao filme As Loucas Aventuras de James West com Will Smith, a exuberante Salma Hayek e o engraçadíssimo Kevin Kline.

 

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Cavaleiros da Justiça