Category Archives: Minhas Animações Preferidas – Parte 3

Minhas Animações Preferidas – Parte 3

mr.-peabody-sherman

Algumas animações ficam constantemente rodeando a minha memória e aqui separei outras que eu gosto demais.

As Aventuras de Peabody & Sherman – 2014

Bom, pra falar sobre História Improvável é preciso lembrar de outro desenho, pois estes personagens surgiram num quadro de Alceu e Dentinho (The Rocky and Bullwinkle Show).

Alceu é um alce que não possui muita inteligência enquanto Dentinho é um esquilo que pode voar (e suas aventuras acontecem ao redor do mundo). Os personagens foram criados por Jay Ward e fizera muito sucesso nos anos 60.

História Improvável mostrava como o Sr. Peabody (um cão muito inteligente) e Sherman (seu pupilo) viajavam pro passado na máquina Voltempo para ajudar que alguns fatos históricos acontecessem como estavam escritos nos livros (e desta forma Sherman aprende história na companhia de Peabody).

Há uma inversão de papéis neste desenho com Sherman sendo tratado como cachorro pelo Sr. Peabody. Eu suponho que seja uma forma sarcástica pensada pelos produtores do desenho. Afinal de contas lembre-se que eram os anos 60 (e coisas extraordinárias aconteciam na telinha).

Bom, sinceramente viagem no tempo é um assunto absurdamente mostrado tanto em filmes quanto em desenhos algo que pra mim virou lugar comum. E também a divergência de gerações entre pai e filho é outro assunto muito abordado, mas esta animação é surpreendente de tão divertida.

Como na versão original o Sr. Peabody adota Sherman como filho. Uma situação justamente contrária ao que acontece no mundo real. A ideia foi sensacional e seu desenvolvimento melhor ainda, porque Sherman sofre bullying na escola pelo motivo que seu “pai” é um cachorro.

Diante da provocação da chata Penny Peterson, Sherman perde a cabeça e acaba mordendo-a. Fato que causa a maior confusão com a Sra. Grunion que deseja retirar a guarda do Sr. Peabody (caso mais algum incidente aconteça).

Então o Sr. Peabody convida os Petersons para amenizar a situação é quando os problemas acontecem, pois Sherman por vaidade conta pra Penny sobre a máquina do tempo.

Penny tem uma grande importância na vida de Sherman, pois é por causa dela que acaba ganhando autoconfiança e se descobrindo também.

Durante a viagem temporal temos um desfile de personalidades históricas como: o Rei Tuta, no Antigo Egito, Agamenon, na Guerra de Tróia, Leonardo Da Vinci, em Florença (Itália), Maria Antonieta e Robespierre, na França entre muitos outros.

Eu não me lembro de ter rido tanto assistindo um desenho, pois conseguiram ensinar história com passagens marcantes destes acontecimentos de forma leve e inteligente.

Por falar em inteligência o Sr. Peabody é um dos personagens mais sensacionais das animações de todos os tempos. Além de ser gênio, empresário e bastante rico, sabe dançar, cantar, hipnotizar, é poliglota, multi-instrumentista, cientista e tudo aquilo a mais que você possa imaginar (sensacional).

Uma cena que adorei foi quando toca a música Beautiful Boy, do John Lennon e o Sr. Peabody relembra seus melhores momentos ao lado de Sherman. Foi muito emocionante (suponho que sejam cenas homenageando o desenho antigo).

Nos melhores momentos o Sr. Peabody fala por trocadilhos enquanto Sherman sempre diz: “não entendi”.

As Aventuras do Sr. Peabody & Sherman é divertido, eletrizante, inteligente e nos deixa com aquele incrível gosto de quero assistir mais.

porco-rosso

Porco Rosso – O Último Herói Romântico – 1992

No original japonês é Kurenai no Buta, dirigido pelo mestre Hayao Miyazaki.  Aqui temos as aventuras de Marco Pagot, um piloto italiano veterano da Primeira Guerra Mundial.

Seu principal sustento é viver como um caçador de recompensas freelance na perseguição de piratas do ar. Infelizmente ele foi amaldiçoado para se transformar num híbrido humano com cabeça de porco.

Fora essa situação estranha algo até comum nos animes de Miyazaki (acho que os outros mais famosos pegam pesado nas bizarrices). O herói ficou conhecido como Porco Rosso e vive solitário numa ilha.

Seu principal par romântico é Gina, uma cantora que administra o belíssimo Hotel Adriano. Ela insiste na intenção de convencê-lo a resgatar sua humanidade, mas Rosso deseja esquecer seu passado (principalmente por causa de uma fotografia que guarda sua antiga fisionomia).

Seu maior arqui-inimigo é outro aviador Donald Curtis, que deseja a qualquer custo acabar com a fama e a admiração que todos possuem por Rosso. Outra personagem interessante é Fio que ajuda Porco a reconstruir seu avião (apesar de nova demonstra ser uma grande aventureira).

O destaque neste anime são as extasiantes cenas de aviação (mesmo estando numa guerra há uma leveza mágica em tudo).

Os personagens como sempre possuem personalidades cativantes, os cenários tanto do céu quanto dos aviões impressionam de tão surpreendentes (apesar de Rosso não falar há um romance velado entre Gina e ele).

Porco Rosso é bastante diferente dos outros animes de Miyazaki sem mostrar seres fantásticos mais sua temática mais adulta impressiona pela forma como aborda a guerra e porque Marco desistiu de lutar por sua pátria.

el-cid

El Cid, A Lenda – 2003

Quando se comenta sobre El Cid é importante lembrar que a história do cavaleiro espanhol Rodrigo Diaz de Vivar mistura lenda com realidade (seus feitos viraram canções, livros e também um famoso filme).

Rodrigo viveu no séc. XI num período em que a Espanha estava dividida entre reinos de cristãos e mouros.  Sua lenda o destaca como um homem forte, valente, leal, justo e piedoso (a imagem de um nobre cavaleiro medieval) .

O filme El Cid com Charlton Heston e Sophia Loren é sempre bem comentado como um épico marcante, feito em 1961. As impactantes cenas de batalha e a primorosa reconstituição de época são o chama atenção nesta super produção.

Bom, eu já havia esquecido a existência deste desenho, pois da primeira vez que vi foi em fita de vídeo.

Logo no início somos ambientados com um outro desenho levando-nos ao período da Idade Média como demonstrado nos livros da época.

O design dos personagens é bastante cartunesco, mas não deixa de ser bonito. Além das belezas exóticas dos cenários com castelos e pradarias notamos os animais inteligentes fato que é característica marcante da Disney.

Aliás esta primorosa animação não é obra nem da Disney e nem da Dreamworks algo que eu não havia prestado atenção antes.

Rodrigo tinha um futuro promissor, mas uma caiu numa tramoia de seus inimigos (devido a morte de seu amigo Sancho). Como consequência foi expulso de Castella.

Infelizmente Rodrigo precisou deixar pra trás sua amada Jimena. É justamente no exílio e longe de casa que Rodrigo arranja forças pra limpar seu nome (reconquistar sua honra e também salvar sua cidade do ganancioso rei Alfonso).

A parte interessante ao assistir El Cid é que trata de honra, coragem, traição, intriga e amor (são mostrados de forma tão intensa que nem parece ser uma animação).

El, Cid: A Lenda é uma diversão que vale a pena assistir. Pena que tentaram copiar a Disney com colocando música e animais inteligentes, mas fora isso é excelente.

coraline

Coraline e o Mundo Secreto – 2009

Apesar de ter o nome de Tim Burton na capa, ele apenas produziu a animação. Coraline e o Mundo Secreto é uma animação criada no estilo stop motion e filmada totalmente em 3D.

Na história após se mudar pra uma casa nova com seus pais a menina Coraline Jones está totalmente entediada. Infelizmente ela acha que seus pais ficam tão ocupados que não lhe dão a devida atenção.

Quando decidiu explorar sua casa, ela acaba descobrindo uma portinha que levava a uma dimensão alternativa mágica. Neste lugar existiam versões totalmente divertidas não apenas de seus pais mais também de outros vizinhos seus.

Coraline estava bastante empolgada com sua “outra mãe”. Até que num dado momento em que seus pais do outro mundo tentam aprisiona-la naquele lugar.

Destaco as coloridas cenas do Jardim das Flores e fabuloso espetáculo dos ratinhos do Sr. Bobinsky. Coralines estava encantada com aquele lugar, pore´m sua “outra mãe” contou-lhe que para ficar lá deveria colocar botões nos olhos (deixando-a assustada).

Neste momento em diante a animação muda completamente tornando-se mais sinistra, pois sua outra mãe é uma criatura que atrai crianças para aquele mundo para poder come-las (e depois guardar suas almas).

Então Coraline precisa arranjar forças e coragem para enfrentar a outra mãe e salvar seus pais que de alguma forma foram presos naquele outro mundo.

Não é algo para crianças assistirem, pois seu enredo é muito sombrio. Se inicialmente tudo parecia bonito e encantador aos poucos a história vai se modificando e tornando-se incrivelmente assustadora.

É óbvio que fica subentendido que os pais andam focados demais em suas tarefas do dia-a-dia que se esquecem de dar atenção pros filhos (fora isso é sensacional).

po

Kung Fu Panda 2 -2011

Bom, estamos acostumados a ver o jeito americano de ser na maioria das animações que assistimos. Só que em Kung Fu Panda 2 tudo é diferente. Po tenta tomar conhecimento dele próprio (como seu passado afeta seu futuro).

Com uma verdadeira lição de filosofia chinesa se alguém te disser que este desenho é coisa pra criança pode rir ou até gargalhar da cara desta pessoa.
Com cenas de ação impressionantes Kung Fu Panda 2 consegue agradar e divertir ao mesmo tempo.

Há muito tempo, Senhor Shen (Gary Oldman), herdeiro do clã que governava Gongmen City na China, procurou aproveitar o poder de fogo de artifício como uma arma com a qual governar o país inteiro.

Quando soube de Fala Macia (Michelle Yeoh) que “um guerreiro preto e branco” o derrotaria um dia, Shen presumiu que ela estava se referindo aos pandas gigantes e ele os exterminou para evitar a profecia.

Os pais de Shen estavam horrorizados com esta atrocidade e o exilaram, que jurou vingança.

Pra manter o nível Po continua o mesmo glutão desajeitado e engraçado do primeiro desenho, porém ele precisa aprender a alcançar a paz interior, fato que me fez lembrar o Goku (Dragon Ball- pela forma de movimentos).

A animação tem uma sensibilidade e uma força que são características fundamentais do oriente, há momentos que parece um kabuki e anime, eu poderia falar mil coisas sobre Kung Fu Panda 2, mas “show de bola” define simplesmente tudo.

Relembre aqui da segunda parte.

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Minhas Animações Preferidas – Parte 3