Tag Archives: computador

Vingadores: A Origem

vingadores 52

Na edição Avante, Vingadores # 52 temos essa ótima aventura mostrando como foram os acontecimentos que fizeram o grupo se unir pela primeira vez.

O gibi tem arte de Phil Noto e roteiro de Joe Casey então veremos nossos heróis com a aparência que tinham nos anos 60, mas o contexto cronológico está atualizado (vemos computadores e também internet).

Bom, em O Mal Necessário Loki, o deus da trapaça foi banido por Odin e estava preso na Ilha do Silêncio, mas seu ódio por Thor é tão imensurável que manipulou a mente do Hulk (que estava tranquilo no deserto de Nevada).

Enfurecendo-o até chegar ao ponto dele virar notícia na telinha. Fato que despertou a atenção de Rick Jones e seus amigos, um bando de hackers que parecem gostar do Verdão. Aliás Rick Jones parece ter um tipo de gratidão com o Hulk (conectando-nos a história do Gigante Esmeralda original).

O pedido de ajuda enviado por eles que seria pro Quarteto Fantástico acaba sendo também manipulado por Loki indo parar com Jane Foster no consultório médico de Donald Blake (que se transforma no Loirinho).

Só que algo mais acontece, porque o quarteto que responde ao e-mail é formado por Thor, Homem de Ferro, Homem-Formiga e Vespa. Causando uma confusão danada quando invadem a base secreta dos moleques (eles se unem na intenção de deter a ameaça do Grandão).

Enquanto isso o deus da trapaça continua manipulando a mente de Thor e os acontecimentos para que enfrente o Hulk (e o Grandão é acolhido pelo pessoal do circo).

Um dos focos mais interessantes da narrativa mesmo que sendo mostrado de leve é o drama pessoal do Hulk sempre sendo tratado pela grande maioria como um monstro.

Voltando, Thor parte pra Asgard já desconfiando de seu meio-irmão e sobra pro restante a tarefa árdua de enfrentar o Verdão. No reino místico da Ilha do Silêncio Thor luta contra o irônico Loki que obviamente não consegue vencer.

Então o Loirinho traz seu odiado meio-irmão pra Midgard a fim de mostrar que todos foram manipulados em suas intenções.

Quando tudo foi resolvido notamos como o relacionamento entre eles foi se tornando mais coeso e passaram a se respeitar (formando a equipe sendo batizada pela Vespa).

Não é uma edição ruim ou sensacional ou inesquecível, porém servindo apenas pra pegar carona no primeiro filme dos heróis. A única coisa estranha é a primeira versão do traje do Homem de Ferro que parece uma lata de sardinha gigante e amarela.

É interessante lembrar que no desenho dos Vingadores, episódio A Fuga, parte 2, os heróis unem-se para derrotar Graviton, e é mais uma forma de explicar a origem do supergrupo.

A Vespa novamente nomeia a equipe, e então temos a frase clássica: “Naquele dia, um dia como nenhum outro, surgiram os Vingadores, para enfrentar inimigos que nenhum herói poderia derrotar sozinho!”

Em, Thor: A Verdade da História, o artista Alan Davis fez uma homenagem aos comediantes Oliver Hardy e Stan Laurel, respectivamente O Gordo e o Magro na figura de dois arqueólogos (muito engraçados).

Por “mero acaso do destino” Thor e os Três Guerreiros vão parar no Egito há quase quatro mil anos atrás. A narrativa se desdobra entre o passado com Thor e também no  presente, pois os arqueólogos estudam os hieróglifos do Egito Antigo.

O livro “Eram os Deuses Astronautas” torna-se uma referência nesta bela narrativa. Os arqueólogos discutem se a existência da Estátua da Esfinge antecede as pirâmides.

Existe também uma teoria de que algumas pirâmides foram construídas pelos deuses e outras posteriormente copiadas pelo homem. O que é verdade ou mentira só saberemos quando os deuses retornarem á Terra.

O roteiro inteligente de Alan Davis aliou-se com o pano de fundo das duas mitologias: a nórdica e a egípcia (aonde vemos uma história bastante simples, mas também muito divertida).

 

 

 

 

 

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Vingadores: A Origem