Tag Archives: DC Showcase

DC Showcase

shazam

A abertura de cada curta sempre mostra uma comic shop com dezenas de gibis da Distinta Concorrente (sendo que algumas edições ficam em destaque por alguns segundos).

Quando a câmera chega no fundo da loja a HQ  tema do curta aparece e aventura se inicia.

A parte interessante é podermos ver heróis que na maioria das vezes não são aproveitados pela editora. E infelizmente depois de ver cada episódio ficamos com aquela imensa vontade de assistir mais um pouco.

Superman/Shazam: O Retorno do Adão Negro

O Adão Negro retorna pra Terra após 5.000 anos longe. Na verdade ele havia sido banido pro espaço pelo Mago Shazam. Não vou nem comentar que ele segurou o fôlego por bastante tempo para chegar até aqui, mas deixa isso pra lá.

Ao chegar em Fawcett City o vilão cai tipo um cometa incinerando um casal de namorados que estava no mirante.

Quando o Adão Negro chegou ao nosso planeta nos “dias atuais” procura pelo Mago e acaba descobrindo que ele passaria seus poderes pra um sucessor (no caso Billy Batson e sua intenção é destruí-lo).

O Adão tenta a qualquer custo matar Billy que ainda estava sem poderes, mas pra sorte do garoto Clark estava na cidade entrevistando pra uma matéria importante.

Logo o Azulão entre em ação, porém sua vulnerabilidade a magia faz a balança pender pro lado do vilão. Quando Billy segue de metrô até ao Mago vemos sua origem como aconteceu nos gibis.

A parte engraçada é ver Billy exclamando: “oh, diacho!” uma expressão clássica sua dos quadrinhos antigos. As cenas de batalha são ótimas e quando Batson descobre como usar seus poderes fica todo maravilhado.

Há uma lição de moral que nitidamente Kal transmite para Billy relacionado em como usar o poder. Sendo qeu o Adão Negro foi corrompido por ele (ao se autoproclamar um deus)

Esse curta serviu pra modernizar o status quo do Shazam e no final senti aquele gosto de quero mais.

The_Spectre

O Espectro 

O assassinato de um importante artista de cinema desencadeia a investigação de Corrigan a pedido da filha da vítima.

Aqui temos Jim Corrigan, o Espectro original que participou da Sociedade da Justiça (e se não me engano como membro fundador da equipe).

Assim como quem matou não teve remorso algum ao cometer o crime. O Espectro age de forma horripilante e impiedosa punindo os culpados (e cada um dos envolvidos tem uma morte assustadora).

O primeiro a morrer é o criador de efeitos especiais com suas criações se virando contra ele.

Depois suponho que seja o dublê de cenas de ação que estava fugindo num Mustang ou Maverick. Sua morte é a mais sinistra, porque após um acidente na estrada o carro o persegue.

E no final temos o mandante do crime, pois sua morte como não poderia  deixar de ser é numa cena escabrosa.

Aqui presenciamos o porque do Espectro ser chamado de O Espírito da Vingança e por mim merecia um DVD apenas seu contando mais histórias assim.

A parte mais interessante é que o visual deste curta, a música, o estilo de narração e a iluminação homenageiam os filmes policiais dos anos 70 (o clima de terror torna nossa aventura mais sinistra).

Green Arrow

Arqueiro Verde 

Oliver esta indo pro aeroporto pra pegar Dinah e se depara com a tentativa de assassinato de uma criança de apenas 10 anos. Ela é a princesa da Vlatava, um país fictício do UDC.

A princesa chama o herói de Robin Hood e na verdade o herói original teve seu uniforme baseado no personagem.

Merlin é o principal arqui-inimigo do Arqueiro e foi contratado para matar a menina. Mesmo ferido, Oliver precisa lutar não apenas pra salvar a princesa, mas também por sua própria vida.

Aqui temos a presença do Conde Vertigo outro vilão que só parece de vez em quando nos gibis.

A ação é rápida praticamente ininterrupta, porém a princesa mesmo numa situação de risco demonstra ser bem humorada e Oliver ainda arranja tempo pra pedir a mão da Canário em casamento.

Só pra constar a Canário Negro está lindíssima numa de suas melhores versões que já vi.

jonah-hex

 Jonah Hex

A parte interessante é que o curta apresenta o estilo de anime. Essa aventura do caçador de recompensas acontece no Velho Oeste. O andarilho Red Doc chega no saloon maltratando a tudo e a todos (demonstrando estar com o bolso cheio).

Madame Lorraine é uma prostituta que usa sua sensualidade para atrair clientes pro seu quarto e quando não estão esperando mata-os friamente.

Após a entrada de Jonah as pessoas se assustam por causa de seu rosto desfigurado (ele está caçando Red Doc). Madame Lorraine  também convida, Hex pra subir, mas sua tentativa de assassina-lo dá errado.

Jonah é ágil, rápido e impiedoso exterminado todos os comparsas dela. A parte mais sinistra é na mina abandonada na qual, Lorraine desova os corpos de suas vítimas. É um final ruim pra alguém bem mais cruel ainda.

catwoman

Mulher Gato 

Podemos notar que este curta está conectado ao clássico gibi Batman: Ano Um, pois Selina vai resgatar sua pupila Holly.

A HQ oitentista ficou marcada por retratar, Selina como garota de programa (algo que fez alguns fãs chiarem).

Ela está caçando Rough Cut, um dos chefões do crime de Gotham City. Ele é bastante forte e destaco a luta entre ambos como o ápice do curta. Antes disso, Rough Cut e seus capangas estão num clube de strip-tease e surge uma loira dançando de maneira sexy no pole dance.

Mais sinceramente ao ver a Mulher Gato também no pole dance propositalmente abusando da sensualidade eu fiquei maluco (agora entendo, porque o Batman perde a linha com ela).

O curta da Selina é denso, forte, provocante e avassalador. Só não deu pra suportar algumas mentiras brabas que vemos no cais, mas quer saber? (deixa pra lá, pois valeu a pena).

Até o próximo texto.

Ober un evezhiadenn

Filed under DC Showcase

Herói

dan-davis

Arqueiro Verde

Pra ser sincero nunca fui com a cara do Arqueiro ainda mais pelas discussões acaloradas que havia entre ele e o Gavião Negro. Na verdade a editora nunca dava muita importância pra ele.

O herói sempre conquistou algumas poucas fases importantes e depois amargou várias outras largas temporadas jogado no segundo escalão.

Mais essa sua crescente popularidade devido ao novo seriado e minha curiosidade por saber do que se trata (me fez voltar minha atenção pro Oliver).

Green Arrow foi criado pelo roteirista Mort Weissinger e pelo artista Greg Papp, surgindo pela primeira vez na revista More Fun Comics #73, de 1941.

O Arqueiro já teve diversas origens, mas todas se mantem no básico que ao ficar preso numa ilha precisou aprender a manejar o arco e a flecha pra sobreviver (e quando voltou pra sua cidade decidiu iniciar sua carreira heroica).

O apetrecho mais famoso de sua aljava é a flecha com luva de boxe (algo clássico e muitas vezes ridicularizado pelos leitores na web).

Confesso que nunca fui muito de acompanhar as histórias dele, mas gostei de sua atuação no desenho da Liga da Justiça Sem Limites. Só passei a gostar mais do herói devido a sua versão em Batman: Os Bravos e Destemidos.

Aonde havia uma certa dinâmica e igualdade entre os dois. Ambos são ricos, aventureiros, sem superpoderes e usando cada um a sua maneira um arsenal de apetrechos na luta contra o crime (e o principal eles ficavam sempre competindo).

Também não é atoa, porque em sua versão original foi criado baseado no herói dos livros Robin Hood, aquele que roubava dos ricos para dar dinheiro aos pobres e também no Homem-Morcego.

Aliás o Arqueiro já teve o sinal-flecha, a caverna-flecha e também um carro-flecha que era todo amarelo ao invés de verde, vai entender? Pra fechar o ciclo de cópia do Morcegão ainda arranjou um parceiro mirim, ajudante, moleque saltitante  ou seja lá o que for o Ricardito (Speedy, no original), que atualmente chama-se Arqueiro Vermelho.

Por falar nisso durante os anos 70 deram uma mudança radical no personagem. Oliver  ganhou um cavanhaque, mudou seu uniforme, perdeu toda sua fortuna e virou um ativista liberal.

Nesta fase memorável ao lado de Hal Jordan haviam histórias de crítica social. Quem esteve a frente deste período foi o roteirista Denny O’Neil ao lado do artista Neal Adams.

As aventuras tinham um grande valor cultural, pois havia um importante enredo de conscientização social. A temática mais adulta envolvia direitos civis, política, racismo e ecologia. Esse período foi muito importante não só pro herói, mas também pros gibis ainda mais por mostrar Roy Harper como um dependente químico (lutando para se desintoxicar).

Durante os anos 80 no famoso pós-Crise a reformulação e sucesso veio na minissérie Os Caçadores, que teve uma mudança significativa na abordagem do Arqueiro. Mudando sua base de atuação de Star City para Seatlle, aonde estava ao lado da Canário Negro.

O enredo de Mike Grell foi mais sombrio do que aquele dos anos 70, pois até o visual do herói acompanhou este aspecto (adotando um capuz). Nesta impactante história o que ficou mais marcante foi a falta das famosas flechas especiais tão importantes que fazem parte da identificação do herói.

A trama ganha uma grande inserção de realidade na forma adulta como é conduzida, pois o herói está na caça de um serial killer que retalha garotas de programa. Enquanto a Canário Negro disfarçada está infiltrada tentando descobrir uma rede de drogas  financiada por Kyle Magnor, um importante magnata muito rico.

A arte de Mike Grell está bastante minuciosa demonstrando bem as expressões faciais e closes nas cenas mais importantes, porém a inclusão da personagem Shado revelou uma forte influência do mangá em seu estilo.

Nos anos 70 o herói pareceu pela primeira e única vez num desenho dos Super Amigos. Depois tivemos uma abordagem melhor na Liga da Justiça Sem Limites, no qual surge em Iniciação.

Seu interesse pela bela Canário Negro ficou evidente ainda mais quando sofreu poucas e boas para que o veterano herói Pantera largasse o vício de uma luta clandestina comandada pela sensual vilã Roleta.

Na clássica edição Liga da Justiça: A Nova Fronteira que migrou para DVD temos a presença do herói com seu aspecto original.

Num episódio de DC Showcase o herói estava indo pro aeroporto encontrar Dinah quando se depara com uma conspiração internacional (comandada pelo Conde Vertigo). Era uma tentativa de assassinato da princesa Perdita, da Vlatava (e acaba enfrentando seu pior inimigo Merlyn).

Mesmo com pouco tempo de duração foi uma ótima amostra do que fazer com o herói.

Bom, pra mim a grande virada pra popularidade do herói aumentar de vez foi sua inclusão no seriado Smallville, no qual era interpretado pelo ator Justin Hartley. O ápice foi o surgimento de uma versão da Liga, no episódio Justiça, durante a sexta temporada.

E agora temos Arrow, o novo seriado que está fazendo um tremendo sucesso. Na série estrelada pelo ator Stephen Amell a ação e o drama são o enfoque principal dos episódios.

Os produtores se preocuparam em demonstrar cenas que nos conectam as que vemos na telona e principalmente os coadjuvantes são personagens que vieram dos gibis.

Bom, como não poderia deixar de ser o Arqueiro Verde também já foi desta pra melhor. Isto aconteceu quando estava enfrentado um grupo paramilitar e acabou morrendo numa explosão de avião. Este negócio de morte nos gibis pra mim já ficou sem graça (há muito tempo).

Seu retorno foi graças a intervenção de Hal que estava segurando as pontas como Espectro. Lembrei que durante a saga Zero Hora Parallax/Hal foi morto por Oliver com uma flecha no peito (fato que deixou o Arqueiro muito arrasado por conta disso).

Outro fato marcante é que o Arqueiro já matou algumas vezes. A mais contundente pra mim foi a que citei acima, mas também temos a morte do vilão Prometeus que havia detonado uma bomba em Star City matando milhares de inocentes (e provocando a ira do herói).

Só pra fechar na nova fase do Arqueiro suas histórias estavam sendo escritas por JT Krul junto com a arte de Dan Jurgens. Pelo que pude ver na web seu M.O. está radicalmente diferente daquele que nos acostumamos a acompanhar durante as histórias anteriores.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do Arqueiro Verde que garimpei na web

0-More_fun_comics_73 1.1 1-bravos-e-destemidos 2 3 4

alex ross

5 6 7 8-alex-ross 9-Douglas-Shuler 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19-Young Justice 20 21 22 23 arqueiro-verde-2 arrow Arrowcar artgerm DC Showcase Green_Arrow_Lantern_Jim_Lee_ME_by_JameLeeStone green-arrow-justin-hartley jla-alex-ross jla-by-jerry-ordway jose luis garcia-lopez mike-mayhew speedy 1 Speedy 2

38

the-batman wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2

wallpaper-batman-the-brave-and-the-bold

wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 ARROW wallpaper 7 wallpaper-alex ross wallpaper-by-jose-luis-garcia-lopez

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói