Tag Archives: homem-aranha

Desenhos Desanimados

Marvel-super-heroes

The Marvel Super Heroes era a adaptação dos gibis originais dos heróis da Casa de Ideias, em 1966. Foram produzidos 65 episódios com duração de 30 minutos (que mostrava três desenhos).

Eles ficaram amplamente conhecidos por aqui como desenhos desanimados, pois seus personagens não se movimentavam muito. O negócio eram tão tosco que durante seus “quase” movimentos nossos heróis vinham acompanhdos de onomatopéias tipo: “Pow! E Clash! Entre várias outras.

Grantray-Lawrence Animation foi a empresa que produziu as séries dos heróis: Hulk, Capitão América, Namor, Thor e Homem de Ferro. Como o orçamento era muito baixo tiveram a ideia de copiar as páginas das edições originais destes heróis.

A qualidade dos desenhos era horrível, mas tivemos aventuras tiradas com arte de Jack Kirby, Steve Ditko, Don Heck e Gene Colan.

Os desenhos foram exibidos pela primeira vez aqui no Brasil no ano seguinte. A empresa Shell em parceria com a editora EBAL  diante do sucesso do Clube da Marvel Shell na telinha. Distribuiram as edições dos heróis de graça pra quem abastecesse nos postos da empresa.

Foi a invasão dos heróis americanos em nosso país consolidando um mercado que existe há décadas. Nos anos 80 essas séries foram reprisadas e assim como este comentarista também tem muito marmanjão que se amarra nesta versão capenga e nostálgica deles.

Os temas de abertura eram realmente fantásticos, pois haviam feito versões brasileiras com gírias da época. Atualmente estão todas atreladas ao passado, mas pra mim é nostalgia purinha.

Steven_Rogers

Capitão América

Baseando-se nos gibis do herói que foram lançados na década de 40. E mostrando sua origem de rapaz franzino sendo rejeitado pra entrar pro Exército. Steve Rogers consegue sua chance ao entrar num programa militar experimental. Sendo que lá ganha seus poderes através da fórmula do super-soldado transformando-se no patriótico Capitão América.

Durante os episódios o Bandeiroso seguia combatendo seu pior inimigo o Crânio Vermelho (na verdade é o Caveira Vermelha, mas eu não sei por qual motivo mudaram).

A parte interessante é que temos diversas participações especiais de alguns Vingadores como: Vespa, Thor, Feiticeira Escarlate, Gavião Arqueiro entre outros.

A série animada reproduziu outro aspecto memorável que era sua parceria com o adolescente Bucky lutando na Europa no período da guerra.

Tivemos até a clássica queda do avião com Bucky morendo e Steve caindo no mar ficando congelado por décadas.

namor

O Príncipe Submarino

Na época, Namor era conhecido assim por aqui e ao longo das décadas essa foi a única série animada com o soberano dos mares.

Filho da princesa atlante Fen com o explorador Leonard McKenzie, Namor nasceu pertencente aos dois mundos. Dono de uma personalidade forte e irascível era visto como inimigo dos seres da superfície que poluíam os mares.

Atacando a humanidade por causa desses crimes, O Príncipe Submarino aos poucos foi mudando seu pensamento ao entender que nem todos eram malignos.

Durante a maioria dos episódios vemos nosso anti-herói combatendo seu arqui-inimigo Attuma no fundo mar. Quando queria, Namor andava pela superfície disfarçado, mas foi condenado a morte pelo assassinato de alguns policiais. Sendo salvo da condenação graças ao depoimento da policial Betty Dean.

Em Atlântida, Namor ficava no seu palácio em companhia da linda Lady Dorma. Um fato interessante é que não havia material suficiente nas edições para transpor suas aventuras na telinha.

Então a solução foi contratar uma equipe para fazê-la tivemos os artistas Alex Toth e Doug Wildey. A dupla é mais lembrada por causa de suas inesquecíveis criações Space Ghost e Jonny Quest.

Um fato marcante foi a primeira aparição dos X-Men num desenho animado. Aqui tínhamos a formação original dos Filhos do Átomo: Garota Marvel, Homem de Gelo, Ciclope, Fera e Anjo.

Hulk-1966-animated-series

O Incrível Hulk

Também seguindo o aspecto de origem. Aqui vemos o cientista Bruce Banner, um dos maiores pesquisadores da radiação gama. Durante o teste de uma bomba composta desta radiação. O adolescente Rick Jones entra naquela área e ao tentar salvá-lo, Bruce é atingido pela explosão.

Devido a isto, Bruce transforma-se no Incrível Hulk, um ser irracional dono de uma força imensurável. Sentindo culpa Rick passa a ajudar o doutor sempre quando necessário.

Nos episódios haviam um constante clima de Guerra Fria, mas enquanto o Grandão era sempre visto como uma  ameaça sendo caçado pelo General Ross. Por outro lado, Bruce era muito respeitado, sua namorada era Betty Ross e ainda tinha os vilões: Líder, Tyranus, Górgona, Bumerangue entre outros.

A parte mais legal era ver o Hulk usando sua força seja pulando grandes distâncias ou destruindo algo.

thor

O Poderoso Thor

O Deus do Trovão nasceu em Asgard, o Reino Dourado que era comandado pelo nobre Odin, seu Pai. Thor havia sido presenteado com Mjolnir, um martelo mágico que criava trovões, tempestades, raios, portões dimensionais encantamentos e ainda concedia-lhe poder de voo.

Seu maior inimigo era o terrível Loki, deus das mentiras e trapaças que vivia sempre arranjando alguma forma de matar o herói. Além de Asgard tínhamos a famosa Ponte do Arco-Íris que conduzia pra Midgard, nosso planeta a Terra.

Durante uma batalha que estava perseguindo um inimigo, Thor causou uma enorme destruição. Acabando com um tratado de paz e Odin para lhe ensinar a ter humildade puni-o retirando seus poderes e condenando-o numa forma fraca.

Ressurgindo como o mortal, Donald Blake sem suas memórias divinas e até ser digno de reavê-las. A parte interessante que o Loirinho se apaixonou por Jane Foster causando várias discussões com seu pai (isso ficou inesquecível pra mim).

Infelizmente esta também foi a única versão animada estrelada pelo Thor, porém depois ele fez participações especiais em outros desenhos.

ironman

O Invencível Homem de Ferro

Na guerra do Vietnã, o inventor Tony Stark acabou sendo ferido mortalmente quando acionou uma armadilha. Sendo ferido com estilhaços da bomba que se alojaram em seu coração. Para sobreviver decidiu criar uma armadura para mante-lo vivo e também sobrepujar seus inimigos.

Após isso, Tony criou várias versões de sua armadura para combater não só o crime, mas também seu pior inimigo o Mandarim.

Durante os episódios o milionário ainda tinha ajuda de seus amigos. Pimentinha (Pepper Potts), sua secretária e Felisberto (Happy Hogan), seu assistente.

Lembro que Tony colocava sua armadura pra recarregar na tomada.

Devido ao sucesso destas versões tivemos tivemos logo no ano seguinte o clássico desenho do Homem-Aranha e também dos Quatro Fantásticos, ambas veiculadas em 1967.

Se formos compararmos as versões atuais essas irão perder feio, mas fizeram a alegria de gerações de crianças por um longo tempo.

Finalizando mais uma jornada este é o último texto publicado aqui. Espero que tenham gostado da minha companhia neste tempo, pois estarei continuando no Além da Torre Z.

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Desenhos Desanimados

Musas de Tinta

z-raf marinetti

Sonja, a Guerreira

A heroína surgiu inicialmente como uma versão feminina do Cimério, mas com o passar dos anos ganhou aventuras fantásticas e mitologia própria.

Red Sonja foi inspirada num livro de Robert E. Howard, mesmo criador de Conan, O Bárbaro. A história “Red Sonya de Rogatino“, contida no conto “The Shadow of Vulture” (1934).

Um aspecto interessante é que a Red Sonya do conto viveu no séc. XVI enquanto nossa musa tinha suas aventuras há 10.000 anos A.C.

Red Sonja surgiu na Marvel pelas mãos do roteirista Roy Thomas e do artista Barry Windsor-Smith surgindo na edição Conan the Barbarian #23, em 1973.

A heroína é famosa por seus cabelos ruivos e seu provocante biquíni-armadura prateado, de argolas reluzentes. Como curiosidade na primeira história seu traje é uma blusa de malha e calças curtas de seda vermelhas. Porém o biquíni é o seu “uniforme” mais reconhecido e preferido entre os fãs.

Assim como o Cimério, Sonja também viveu na famosa Era Hiboriana e nasceu na Hirkânia. Seus pais moravam numa fazenda e sua família era bastante simples, mas seu pai já foi um mercenário.

Ele fazia questão de ensinar aos filhos homens como manejar uma espada, porém Sonja como menina podia apenas assistir aos ensinamentos. Ela ficava com raiva por não poder participar e durante a noite treinava escondida tudo que o pai ensinava aos irmãos.

Até que num dia, um grupo de mercenários veio convidar seu pai para uma missão, em Khitai. Ao recusar o convite foi assassinado pelos ex-companheiros e também por crueldade mataram sua esposa e filhos.

Nesta tragédia, infelizmente, Sonja foi violentada pelo líder do grupo e sua casa foi incendiada. Ela conseguiu se salvar de ser queimada enrolando-se num cobertor molhado. Quando saiu em disparada quase desmaiou e teve a visão de uma deusa que ao ouvir seu sofrimento apiedou-se dela e veio ao seu auxílio.

A deusa contou que lhe ofereceria força e coragem para tornar-se uma guerreira, mas teria que jurar não permitir que nenhum homem lhe tocasse. A menos que perdesse num combate, Soja aceitou a condição sendo tocada pela espada da deusa transformando-se em outra pessoa.

Caminhando pelo mundo, Sonja oferecia seus serviços como mercenária a quem lhe pagasse melhor.

Nos gibis antigos Conan e Sonja tiveram várias aventuras juntos. Sempre rolava um clima entre eles, mas Conan nunca chegou a derrota-la de verdade. Sonja demonstrava ter um interesse muito grande no Cimério.

A primeira atriz a interpretar Red Sonja foi Brigitte Nielsen, em Guerreiros de Fogo (1985).

Na história que segue “quase” fielmente a origem dos quadrinhos. A família de Sonja é praticamente exterminada a mando da rainha Gedren (Sandahl Bergman). A rainha deseja conseguir um talismã que lhe concederá poderes inimagináveis.

Em sua busca por vingança, Sonja encontra Kalidor que a ajuda e por quem acaba se apaixonando. O filme mostra estranhamente Swarza como Kalidor ao invés de Conan (eu nunca entendi a mudança drástica).

Guerreiros de Fogo é considerado um dos piores filmes já feitos servindo apenas pra assisti-lo como curiosidade, pois chega a ser bem inferior as antigas produções do Cimério.

Anos depois no seriado televisivo, Conan: O Aventureiro, estrelado por Ralf Moeller, a segunda atriz a interpretar Sonja foi Angelica Bridges.

Em 2009, estava rolando na web um boato que a atriz Rose McGowan iria interpretar nossa musa. Tivemos diversas imagens promocionais sendo mostradas, no entanto a produção não deu em nada.

Também tivemos outro boato de uma adaptação que iria pra telona em 2012, a atriz Amber Heard é quem interpretaria a heroína, porém a produção novamente naufragou.

Nos quadrinhos, Sonja esteve em parceira com o Homem-Aranha duas vezes. O primeiro crossover foi publicado em Marvel Team-Up 79, em 1979. Nesta aventura Mary Jane ao empunhar uma espada mágica transforma-se em Sonja que luta ao lado do Aracnídeo contra o feiticeiro Kulan Gath.

Após vários anos sendo publicada pela Casa de Ideias, Sonja mudou pra Dynamite Entertainment, aonde temos o segundo encontro com o Cabeça de Teia que foi publicado em duas partes com a dupla enfrentando mais uma vez Kulan Gath e Venom, em 2007.

A novidade é que recentemente suas aventuras são como rainha da Hirkhânia (Queen Sonja).

Confira na galeria abaixo algumas imagens da  Sonja que garimpei na web

 0.1-red-sonja 0 1.0 1.1 1.2-red-sonja-brigitte-nielsen 1.3-red-sonja 1.4-red-sonja-brigitte-nielsen 2.1-red-sonja_angelica-bridges 2.2 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 15 17 18 19 20-red_sonja_by_agr1on 21 22 23 24 25 26 27-alex-ross 28 29 30-ed benes 31-arthur-adams 32-red_sonja_by_buchemi 33-ebas 34-marcio abreu 35-Red_Sonja_39_page_22_by_wgpencil 36-belit 37-elias_chatzoudis

elias-chatzoudis

38-J-Scott-Campbell 39-marcio-abreu 40 41 QueenSonja01:Layout 1 43Conan_RedSonja_2

esad-ribic

44 angela Aurora betty-swanson black-cat-by-j.-scott-campbell blackwidow_by_artgerm BURGOS___HAWKEYE_female_by_DeadDog2007  deathcry pepper-potts polaris red_she_hulk_by_genzoman Rikki_Barnes_by_rafaelalbuquerqueart sage

500

serpente-da-lua sharon-carter sheena-joseph michael lisner she-hulk-ed-benes silk Silverfox storm-by-dash-martin wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper by alex ross wallpaper by j. scott campbell wallpaper-red_sonja_by_felipemassafera

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Musas de Tinta

z

Mary Jane Watson

“Encare isso, Tigrão… você tirou a sorte grande!”

Frase icônica e clássica dita pela ruiva mais sensual dos gibis, MJ surgiu como coadjuvante do Cabeça de Teia em Amazing Spiderman # 25 (1965). E para segurar o interesse dos leitores nas primeiras cenas o rosto de MJ não aparecia.

A estratégia de Steve Ditko era mostrar somente parte de seu corpo e o rosto ficava encoberto pelo cenário (então na edição 42 tivemos o vislumbre de seu belo rosto).

Dizem as lendas que o relacionamento com Betty Brant não estava legal, pois ela culpava o Homem-Aranha pela morte de seu irmão. E os artistas da época decidiram criar um novo par romântico pro herói, mas havia um impasse entre Stan Lee e Steve Ditko quanto a aparência da personagem.

Enquanto Lee queria que fosse bonita, Ditko pensava numa versão mais real e que seria melhor que fosse feia (esta pendenga durou alguns meses). Foi apenas por isso que MJ aparecia sempre com seu rosto encoberto.

Mary Jane é a filha mais nova de Philip e Madeline Watson que tinham um relacionamento conturbado com várias brigas (e sua irmã mais nova é Gayle).

As culpadas para que houvesse algo entre MJ e PP foram Tia May e Anna Watson que viviam sempre arranjando encontro entre seus sobrinhos, mas geralmente havia algum contratempo para que isto não acontecesse.

Quando PP entrou para o círculo pessoal de amigos de Harry Osborn no qual já estavam Gwen Stacy e Flash Thompson. Peter ficou apaixonado por Gwen e MJ ficou apenas como sua amiga.

A grande diferença estava no ponto de vista delas, pois MJ sempre via Peter  apenas como um “nerd” e Gwen gostava dele do jeito que era.

Mary Jane ascendeu realmente ao posto de maior par romântico do herói após a morte de Gwen Stacy.

Ela é o tipo de mulher que deixa qualquer homem de queixo caído com sua presença, pois além de ser uma modelo famosa e bem sucedida. Esbanja simpatia com seu jeito espontâneo de ser (o que despertou minha atenção nela é que gosta de curtir a vida e se divertir).

A Editora Abril lançou O Casamento do Homem-Aranha na edição de número 100, em 1987. Durante a trama havia um clima de dúvida e também incerteza entre ambos para saber se realmente queriam ficar juntos.

Afinal de contas as histórias do Cabeça de Teia tentam se aproximar o máximo possível do cotidiano comum. Lembrando que MJ estava afastada há algum tempo da vida de Peter e quando voltou soltou a bomba que sabia de sua identidade secreta.

Na época a Marvel tratou como se fosse realmente um casório de verdade. Houve uma cerimônia que aconteceu no estádio Shea, Nova York (durante um jogo de beisebol).

O próprio Stan Lee casou Mary Jane a modelo Tara Shannon com um ator vestido de Homem-Aranha usando terno e gravata diante de várias pessoas.

Bom, fora isso foi realmente um marco histórico ver Peter e Mary Jane juntando as escovas.

E desta união surgiu a pequena May Parker (Garota-Aranha). Mais eu não sei por qual motivo na época puseram a menina numa Terra Paralela.

O Escalador de Paredes ao longo das décadas teve diversas séries animadas e em algumas delas tivemos a presença da ruiva. A primeira aparição de Mary Jane foi no desenho dos anos 60. No episódio “The Big Brainwasher”, ela surgiu como sobrinha do Capitão Stacy.

Já a segunda foi em Homem-Aranha: A Série Animada, nos anos 90. Produzido pela Marvel Productions e também contando com Stan Lee como produtor executivo.

É uma das séries mais fiéis ao universo do herói nos gibis. Aqui, Peter tinha um relacionamento com Felícia Hardy (Gata Negra), porém eles terminam. A grande diferença está na adaptação da clássica edição A Morte de Gwen Stacy que foi trocada por MJ. Não decretaram sua morte, mas a jogaram em outra dimensão (loucura purinha!).

Depois no péssimo e horrível Homem-Aranha, Ação Sem Limites (1999), MJ está casada com Peter, mas aparece somente uma única vez.

Também tivemos a participação da ruiva na estranhíssima Homem-Aranha, a nova série lançada em 2003. É claro que acompanhou o enorme sucesso do primeiro filme de Sam Raimi, mas a produção da empresa Mainframe Entertainment usou somente computação gráfica.

Na época gostei dos movimentos do Teioso que ficaram muito legais, no entanto hoje examinando com calma. Deu pra notar que a animação ficou diferente demais simplificando totalmente sem graça.

Sua aparência foi bastante modificada, pois ela estava com os cabelos curtos. E seu relacionamento com Parker ficava num chove não molha (até realmente acontecer).

Em 2008, tivemos O Espetacular Homem-Aranha, na qual o herói está realmente com 16 anos (sua idade no gibi original). MJ é retratada como adolescente e o namoro dela com PP não aconteceu.

Por último temos o divertidíssimo Ultimate Homem-Aranha (2012). MJ é uma amiga de infância de Peter que trabalha como jornalista no Clarim Diário. Sua intenção é conseguir uma entrevista exclusiva com o Amigão da Vizinhança.

Na telona a atriz Kirsten Dunst interpretou Mary Jane na franquia de Sam Raimi. O relacionamento deles era cheio de altos e baixos. Fato que nos levava a torcer que desse certo.

Durante O Espetacular Homem-Aranha 2 disseram que Shailene Woodley iria nos presentear interpretando nossa musa, mas infelizmente suas cenas foram cortadas. Surgiram diversos boatos na época, mas o filme se concentra no relacionamento entre Gwen e Peter. Podemos acompanhar o trabalho dela na cinessérie “Divergente”, como a heroína Beatrice Prior.

Como curiosidade no Universo Amálgama nossa musa apareceu como a Rainha Inseto no final da aventura do Spider-Boy.

E também na realidade alternativa do Marvel Mangaverso, MJ torna-se a Mulher-Aranha pertencente ao ninja do Clã do Aranha.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da belíssima Mary Jane que garimpei na web

0-alex-ross

1-mary-jane-kirsten-dunst 2-mary-jane-shaylene-woodley

3-Mary_Jane_anos-90 4-mary-jane-2003 5-Mary-Jane-espetacular-2008 6-mary-jane-ultimate-spider-man 7-Mary_Jane_Amalgam_Universe 8-spider-woman-mangaverse 9 10 11

Mary Jane

12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28spider_girls_by_jmascia

29 30 adam hughes OLYMPUS DIGITAL CAMERA brian fajardo bruce timm 1 bruce timm 2 bruce timm 3 cris delara 1 cris delara 2 des taylor 1 des taylor 2 des taylor 3 des taylor 4 des taylor 5 ebas ed-benes elias chatzoudis j. scott campbell 0 j. scott campbell 1 j.broomall jamie tyndall 1 jamie tyndall 2 john romita joseph michael linsner 1 joseph michael linsner 2 joseph michael linsner 3 marcio-abreu Mary-Jane-2 mathieu-reynes mike debalfo paolo-rivera paulo-siqueira steve rude 1 steve rude 2 steve rude 3 steve rude steve-rude tim sale todd-mcfarlane wallpaper 1 wallpaper 2-by-des-taylor wallpaper 3-by-des-taylor wallpaper 4-by-j. scott-campbell wallpaper 5

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

z

Homem-Aranha – Anos 80

A Saga do Uniforme Negro

Eu não consigo mais acompanhar os gibis do Aracnídeo como antigamente, mas até que Spider-Verse me interessou. Apenas por conter “quase” todas as versões alternativas do Teioso, no entanto são muitas edições pra acompanhar (e eu não irei ler nada).

Como velho e incorrigível saudosista que sou fico me prendendo as antigas histórias que li. Será que é um erro? Não sei, pois a verdade é que já houveram tantas mudanças nas aventuras do Cabeça de Teia que não consigo mais ter paciência pra ler.

Bom, a entrada do artista Todd McFarlane foi muito significativa pras histórias do herói. Sua arte contribuiu pra demonstrar o Teioso totalmente encurvado ficando mais parecido mesmo com uma aranha. Além disso sua teia ficou com aparência suja demonstrando um fluido viscoso e gosmento.

Essa mudança visual alavancou as vendas dos gibis tornando-se um grande sucesso (vendendo uns cinco milhões de edições). E também estabelecendo um novo padrão nos quadrinhos da época.

Só pra constar as recentes adaptações do Amigão da Vizinhança pra telona demonstraram o formato da teia e também dos movimentos do personagem (baseados na fase de Todd McFarlane nos gibis).

Lembrando, que durante os anos 80 a Casa de Ideias lançou as Guerras Secretas. Aventura na qual heróis e vilões da editora se digladiavam num planeta distante (foram abduzidos pelo maluco do Beyonder).

Numa batalha o uniforme do Cabeça de Teia ficou rasgado e Peter encontrou uma máquina pensando que conseguiu costurar um novo. A grande diferença é que era todo negro com a aranha branca inteiriça (tanto na frente quanto nas costas).

Peter ficou eufórico ao descobrir que o novo uniforme além de ampliar sua força, lançava sua própria teia, mudava de aparência e se movia diante sua força de vontade. Na época eu achei o uniforme negro o máximo, mas depois ficamos sabendo que o uniforme era um parasita alienígena (que sugava sua energia vital).

Todas as noites que Peter voltava pro seu apartamento, o simbionte forçava-o a sair novamente pras ruas (deixando-o mais agressivo e exausto pra caramba). Quando começou a ficar difícil pra retirar o uniforme negro, Peter pediu ajuda pro Reed Richards que descobriu tudo sobre o simbionte.

A única solução foi usar uma arma sônica que conseguiu finalmente libertar o herói deste tormento. Foi muito engraçado ver o Escalador de Paredes com um saco na cabeça e usando um uniforme do Quarteto emprestado pra poder ir embora.

Reed aprisionou o simbionte, porém ele se soltou e foi a procura de PP. Infelizmente o simbionte fugiu e devido ao período que estava unido ao Cabeça de Teia encontrou-o facilmente.

O uniforme negro estava tentando dominar o Amigão da Vizinhança no alto de uma igreja (sendo o som de um sino tocando a única arma contra o alienígena). O simbionte deixa Peter de lado, mas une-se a Eddie Brock que havia sido despedido por uma notícia falsa (ambos nutriam um enorme ódio do Aranha).

Eddie se uniu ao simbionte formando Venom um dos melhores vilões das histórias do Aracnídeo (surgido no final da década de 80). Só pra contar o péssimo filme Homem-Aranha 3, de Sam Raimi (2007) mostrou um “pouco” desta origem.

O visual do uniforme negro ficou bastante popular e Peter acabou usando um outro uniforme, mas de tecido presenteado pela sua namorada a Gata Negra (deixando dependurado o clássico vermelho e azul).

Sobre Felicia lembro que na época ela não gostava do Peter, mas apenas do Cabeça de Teia. Situação bastante complicada de entender já que ambos são a mesma pessoa (loucura!).

Bom, durante os anos 80 ainda tivemos outros momentos marcantes nas histórias do Aracnídeo. Como a Morte de Jean DeWolff, a capitã de polícia havia sido morta pelo serial killer Devorador de Pecados. Eu me lembro que a capitã era a única que apoiava o herói e Peter descobriu que ela era apaixonada por ele (instigando um ódio tremendo pelo vilão e um imenso sentimento de vingança).

Também naquela década, tivemos outros vilões que davam muito trabalho pro Teioso como o Puma, Thomas Fireheart um mercenário que tinha poderes sobre-humanos místicos misturados com engenharia genética.

Outro que deixava o herói com bastante dor de cabeça foi o Duende Macabro que havia descoberto os equipamentos do Duende Verde e adaptado pra usa-lo. Lembro que havia uma grande expectativa pra saber a sua identidade.

Uma das maiores bombas na vida do Aracnídeo foi a revelação de Mary Jane que disse saber há muito tempo que PP era o herói. Fato que pouco tempo depois acabou culminando no casamento deles.

Mary Jane ficou grávida de Peter que resultou no nascimento da pequena May Parker. Só que infelizmente retiraram a menina da continuidade normal e a puseram numa realidade alternativa aonde ela cresceu e transformou-se na Garota-Aranha.

Anos 90 – A Saga do Clone

A década posterior amargou um grande fardo nas histórias do herói, pois Todd McFarlane havia saído da Marvel e fundou com outros artistas e roteiristas a Image Comics. A intenção era publicar suas ideias sem abrir mão dos direitos autorais. Foi uma renovação no mercado que até deixou a DC Comics em terceiro lugar em vendas.

Voltando, também tivemos a terrível e complicada Saga do Clone que adaptava uma história que havia acontecido lá nos anos 70. Quando o vilão Chacal criou Kaine, um clone deformado do Peter (ele também havia feito um clone da bela Gwen Stacy).

A aparição de Ben Reilly transformou a vida de Peter, pois ele passou a acreditar que não era o verdadeiro Homem-Aranha. Ben assumiu o codinome de Aranha Escarlate, pois tinha o mesmo senso de responsabilidade que Parker.

Um exame de DNA feito por Seward Trainer acabaria revelando que Ben era o “Aranha verdadeiro” fazendo parecer que toda a vida do herói escorria pelo ralo.

A situação não era das melhores a Tia May estava muitíssimo doente, Harry havia morrido, MJ ficou grávida e pra piorar mais ainda Peter perdeu seus poderes.

Após combater Kaine e o Chacal, Peter abandonou o traje pra seguir uma vida normal deixando, Ben assumir como protetor de Nova York.

Só que tudo não passava de um plano astutamente planejado por Norman Osborn que todos achavam que havia partido desta pra melhor (ele queria se vingar pela morte do seu filho Harry).

Na conclusão, Ben se sacrifica salvando os funcionários do Clarim Diário para que Peter possa lutar contra o Duende Verde. Após sua morte o corpo de Bem se dissolve comprovando que Peter sempre será o verdadeiro e único Homem-Aranha.

Foram praticamente dois anos de a Saga do Clone que mais pareciam uma eternidade deixando muitos leitores confusos. E sendo marcada como uma das piores de todos os tempos nas aventuras do herói.

Eu não poderia esquecer que ainda tivemos a também sofrível Crise de Identidade, na qual o Escalador de Paredes é acusado de assassinato (mais uma vez por causa de Norman).

Só pra fechar a Casa de Ideias resolveu reiniciar o Cabeça de Teia tentando torna-lo novamente acessível para novos leitores após as burradas que havia feito.

E nós tivemos Homem-Aranha: Gênese (ou Spider-Man: Chapter One), que foi uma pequena série de 13 edições escrita e desenha pelo mestre John Byrne.

Sinceramente apesar de gostar demais do Byrne foi algo sem necessidade nenhuma. Sua versão ficou marcada até como algo a parte do universo do herói tendo “talvez” acontecido em seu inicio de carreira.

A lista de namoradas do Cabeça de Teia aumentou, pois se antes havia Betty Brant, Liz Allan, Gwen Stacy, Mary Jane e Felícia Hardy. Agora ainda temos Michele Gonzalez, Carlie Cooper e Norah Winters.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do Espetacular Homem-Aranha que garimpei na web

0 1 2.1 2 3.1 3 4 5 6 7

spider man-alex ross

8 9 11-alex-ross 12-bill-walko 13-gary-frank

spider-man and friends 14-john romita sr

15-john-romita-sr 16-j-scott-campbell 17-j. scott campbell 18-joe-jusko 19-paolo-rivera 20-jprat 22-skottie-young 23-todd-mcfarlane 24-steve rude 25-terry-dodson 26-macomb-seepwood 27

web

aranha-escarlate betty_brant

carlie-cooper michael dooney Michele_Gonzales Norah_Winters

cabecademartelo carnificina chacal Dr-Octopus electro Flash_Thompson greengoblin Harry-Osborn hobgoblin homem-areia J._Jonah_Jameson Kraven liz_allan Lizard mary jane morbius Morlun mysterio puma rino robbie-robertson scorpion spider-verse tio-ben venom 2-sexteto-sinistro-by-john-romita-sr.vulture wallpaper 0 wallpaper 1-the-amazing-spider-man wallpaper 2-espetacular-homem-aranha wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper-sexteto-sinistro wallpaper-spiderman-2

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Imagens

z-harpia-adrianne-palicki

Harpia

É interessante notar que a nossa musa teve duas origens. Na primeira como Bobbi Morse foi criada por Gerry Conway e Barry Windsor-Smith sendo uma bióloga coadjuvante de Ka-Zar, o Senhor da Selva na edição Astonishing Tales # 6, em 1971.

Depois reescrita por Len Wein e Neal Adams surgindo como Mockinbird pela primeira vez na edição Marvel Team-Up # 95, também em 1971. Harpia é uma das heroínas mais antigas da equipe dos Vingadores.

Barbara além de ter sido Agente 19, da SHIELD, já foi namorada do Ka-Zar, casada com Clint Barton, vulgo Gavião Arqueiro e também participou do famoso grupo Vingadores da Costa Oeste, nos anos 80.

Atualmente modificaram seu status quo, pois Harpia agora possuiu superpoderes. Durante uma missão junto com o Homem-Aranha, Bobbi foi baleada ficando a beira da morte. E para salvá-la os Novos Vingadores utilizam um soro que é a mistura do super-soldado que concedeu os poderes do Capitão América e a fórmula do infinito (de Nick Fury).

Ao ser injetado na heroína fez com que ganhasse fator de cura, agilidade, envelhecimento retardado, super-força entre outros poderes.

Harpia além de ser uma espiã formidável, é especialista em bioquímica, fala fluentemente espanhol, mestra em combate armado e desarmado e também é mestra em artes marciais (Tae Kwon Do e Kung Fu).

Em sua origem, Barbara se destacava como ginasta no colégio e depois se formou em biologia como Ph.D. esteve trabalhando num projeto governamental para re-criar o soro do super soldado como auxiliar do Dr. Wilma Calvin. Devido a sua ótima ficha despertou o interesse da SHIELD sendo convocada e treinada para se tornar uma agente.

Nesse período seguindo ordens numa missão estava casada de fachada com Paul Allen para investiga-lo. Quando o Dr. Theodore Sallis desapareceu, Barbara na companhia de Allen viajou pra Terra Selvagem na intenção de encontra-lo.

Ao tentar fazer, Bobbi de refém descobriu que Allen era um agente duplo da IMA. Ela foi salva por Kazar enquanto Allen morreu enfrentando o Homem-Coisa.

Depois decidida a expor os funcionários corruptos da SHIELD, arranjou um uniforme assumindo o nome de Caçadora (infelizmente perdeu um amigo durante uma missão).

Quando começou a usar o codinome de Harpia ainda procurava funcionários corruptos na agência de espionagem. Agindo em parceria com o Homem-Aranha lutou contra Carl Delandan, um agente corrupto. Ao ser ferida no cumprimento do dever, Barbara recebeu uma condecoração de Nick Fury que utilizou suas informações para expor os funcionários subversivos da agência.

Algum tempo depois ao sair da agência estava investigando a Cross Technologic Empress (CTE) e acabou discutindo com o Gavião Arqueiro. Numa inusitada parceria descobriram que o vilão, Fogo Cruzado dominava a CTE e seu plano era fazer lavagem cerebral nos super-heróis para que se matassem.

O sucesso da parceria fez que ambos se apaixonassem e Clint apresenta Harpia pros Vingadores.

Os Vingadores da Costa Oeste foram criados pelo Visão já que a equipe principal tinha membros demais. A nova equipe era comandada pelo Gavião Arqueiro que obviamente levou sua esposa para participar dela.

Durante uma missão envolvendo viagens no tempo, Harpia foi parar no Velho Oeste. Então o Cavaleiro Fantasma (Lincoln Slade), a drogou fazendo-a se apaixonar e mantendo-a por algum tempo como sua noiva. Por um breve momento conseguiu recuperar seus sentidos e então lutou contra o Cavaleiro (que morreu ao cair de um penhasco).

Isso aconteceu sem que o resto da equipe ficasse sabendo, pois estavam perdidos em outra época. Bobbi guardou segredo disto até que Hamilton Slade, um descendente do antigo herói contou pros Vingadores sobre este passado.

Clint se afastou da esposa e também a expulsou da equipe, explicando que os Vingadores não matam. Somente o Cavaleiro da Lua e a Tigresa ficaram do lado de Barbara partindo pouco tempos depois pra Terra Selvagem eles enfretam o Alto Evolucionário.

Felizmente algum tempo depois, Harpia faz as pazes com o Cavaleiro Fantasma (com o espíirto do herói original e seu descendente).

Na telinha, Barbara apareceu em vários episódios da série animada dos Vingadores. No primeiro “Hulk vs the World”, como agente da SHIELD. Numa missão junto com a Natasha e o Clint para capturar o Grandão.

No segundo, “Widow’s Sting”, adota o codinome de Harpia ajudando os Vingadores numa missão contra a Hidra. No excelente episódio “Who Do You Trust?”, ela e Nick Fury informam pra Maria Hill sobre uma invasão Skrull. Então ficamos sabendo que Harpia na verdade era Veranke, a rainha Skrull que desejava destruir os Vingadores.

Depois foi, “Prisoner of War”, no qual Steve salva e retorna pra Terra com alguns prisioneiros dos Skrulls.

E por último, “Secret Invasion”, vemos Harpia lutando ao lado dos Vingadores contra a ameaça dos Skrulls.

Só pra fechar no seriado televisivo Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D, temos Harpia sendo interpretada pela atriz Adrianne Palicki. Lembrando que a atriz surgiu pro estrelato na série televisivisa da Mulher-Maravilha que não foi aprovada (tendo somente o episódio piloto veiculado).

Aqui, a heroína surge no 5 episódio da segunda temporada A Hen in the Wolf House.

Confira na galeria abaixo alguma s imagens da bela Harpia que garimpei na web

0 1-harpia 2 3-mockingbird_by_john_stinsman 4 5.1 6 7-black-widow 8-maria-hill 9 10-callisto 11-namora-by-jelena-k.-djurdjevic 12 13-giant-girl 14 15-arthur-adams 16 17.1-alanscampos 36-msonia

gambit

17-x_ladies_by_dragonspawn2000 18 20 21 26-zoe-kravitz 28 29 30 32 33 34 35-witches  37 38-phil noto 39 40

41 agente 13 aleta avengers_girls_by_fredbenes Diamondback_Rachel_Leighton dinamite jean-dewolff jean-grey-bruce timm joe_chiodo malice Maria_Hill nova red-she-hulk serpente-da-lua sersi shanna tigre-branco tigresa Visalia wallpaper 1-harpia wallpaper-angela wallpaper-black-widow-scarlett-johansson wallpaper-capitã-marvel wallpaper-jessica-jones wallpaper-Maria-Hill wallpaper-sue-storm-by-jessica-alba wallpaper-Viuva-Negra

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Herói

z-neal-adams

Demolidor – O Homem Sem Medo

O herói cego nunca foi top de linha da Marvel Comics. E durante as décadas sempre ficou jogado em segundo plano, mas mesmo assim possui uma enorme legião de fãs fiéis.

Seu nome original é Daredevil que pra nós seria algo parecido como “demônio desafiador”.

Matt Murdock surgiu pela primeira vez em Daredevil # 1, de 1964 pouco tempo depois do Quarteto Fantástico e dos Vingadores (como curiosidade houve antes dele outro herói usando o mesmo codinome).

O primeiro Daredevil surgiu durante a famosa Era de Ouro e foi criado por Jack Binder e Jack Cole, em 1940 (sendo publicado pela Lev Gleason Publications). Bart Hill surgiu pela primeira vez no gibi Silver Streak # 6 usando um uniforme azul e vermelho e como arma utilizava um bumerangue.

Outra curiosidade é que o Demolidor é o segundo herói cego dos quadrinhos, pois o primeiro foi o Doutor Meia-Noite.

Voltando, no inicio Matt usava um estranho uniforme amarelo e vermelho muito espalhafatoso (pra mim o atual é mais intimidador).

Matt era um ótimo aluno e também um atleta admirável, mas seu pai queria que se dedicasse somente aos estudos (sua intenção era que o filho não se tornasse um boxeador igual a ele).

Quando tentou salvar um senhor que iria ser atropelado por um caminhão com material radioativo. Ele perdeu a visão, mas todos os seus outros sentidos foram inacreditavelmente ampliados.

O mais incrível deles foi a audição que virou uma espécie de radar (ficando igual a um morcego). Matt teve que aprender braile para continuar seus estudos. Foi quando conheceu Elektra na faculdade que ele viveu um grande amor. Ela era filha de um embaixador grego e de tão impressionado acabou revelando seus poderes.

Após a morte do pai, Elektra não conseguiu mais estudar e voltou pra casa abandonando, Matt.

Jack Murdock era um boxeador conhecido como “O Batalhador”, mas estava decadente. Então lhe arranjaram uma luta pra ele perder, porém Jack se recusou a entregar por causa da presença do filho (e sua morte foi decretada).

Matt assumiu o nome de Demolidor (que era um apelido antigo). Com a intenção de vingar a morte do seu pai e foi atrás dos malfeitores. Ao encontrar o mandante que ordenou a morte do seu pai, ele morreu de ataque cardíaco.

Matt se divide numa vida dupla, pois durante o dia trabalha como advogado (defendendo casos no tribunal). E quando a lei não agia de noite protegia os cidadãos como Demolidor na Cozinha do Inferno (Hell’s Kitchen), em Nova York.

Inicialmente nos anos 60 suas histórias tinha um tom mais sóbrio, porém depois ficou reprisando o clima mais leve das aventuras do Homem-Aranha.

Seus vilões eram ridículos e nesse período Foggy Nelson e Karen Page estavam desconfiando que Matt era o Demolidor. Então ele criou uma nova identidade, Mike Murdock seu irmão gêmeo que possuía uma personalidade totalmente diferente dele (mais essa mentira não se sustentou por muito tempo).

Durante os anos 70, o Demolidor estava combatendo o crime em São Francisco na companhia da bela Viúva Negra que se tornou sua namorada. A parte interessante é que de tempos em tempos ao se reencontrarem rola sempre uma faísca muito intensa (entre Matt e Natasha).

Matt Murdock é um importante advogado criminalista que trabalha num escritório com Foggy Nelson (seu melhor amigo). A linda Karen Page surgiu como secretária no escritório de advocacia de Nelson & Murdock.

Ela acabou despertando o interesse dos dois, mas seu coração ficou com Matt. Infelizmente seu relacionamento não durou muito devido há vários problemas (e eles terminaram). Desde então, Karen havia sumido da vida do herói urbano.

Durante a impactante “A Queda de Murdock”, Karen havia retornado como uma atriz pornô e viciada em drogas. Para arranjar alguma dose ela havia revelado a identidade secreta de Matt (pra um traficante)t.

Esse traficante usando tal informação revendeu pro Rei do Crime que destruiu a vida do herói. A passagem de Frank Miller (roteiro) e David Mazzuchelli (arte) transformou o personagem dando uma característica mais adulta e realista em suas histórias.

Somente por causa da passagem de Frank Miller pelas páginas do herói evitou o cancelamento de sua revista (marcando para sempre o estilo que injetou no herói como uma referência a ser seguida).

A minissérie Demolidor: Fim dos Dias (End of Days) é a saga que mostra como o herói  cego irá morrer.  Eu sinceramente não me interessei em ler, pois pra mim esse negócio de morte nos quadrinhos já virou um pé no saco.

Um detalhe interessante é que o Demolidor não gosta de interagir com outros heróis, mas mesmo assim já atuou em algumas equipes como: Defensores, S.H.I.E.L.D., Paladinos Marvel e Tentáculo.

Seus relacionamentos mais famosos foram com a Viúva Negra, Elektra e Karen Page. Mais sua lista amorosa é enorme e também conta com: Heather Glenn, Mary Tyfoid (história muito doida), Glorianna O’Breen, Nyla Skin, Número Nove, Eco e Milla Donovan (foi casado com ela).

Como curiosidade nos anos 70, Angela Bowie, ex-mulher do cantor David Bowie tinha recebido os direitos televisivos pra criar uma série televisiva. Black Widow and Daredevil só não foi ao ar devido ao custo e também os recursos pra efeitos especiais. Mais na web podemos ver algumas fotos dela vestida como a heroína que pra mim ficou muito fraquinha (sorte a nossa, pois seria um fiasco total).

Em 1989 tivemos o estranhíssimo filme, O Julgamento do Incrível Hulk, com o ator Rex Smith. O advogado cego usava um traje ninja preto e tinha o nome de Audacioso que seria a introdução de Matt pra uma série somente sua (chega já comentei sobre isso aqui).

O último foi Demolidor – O Homem Sem Medo com Ben Affleck, em 2003 (eu também já comentei aqui).

Atualmente o Demolidor irá ganhar uma nova série pela Netflix.  O ator Charlie Fox irá interpretar Matt Murdock, Karen Page (Deborah Ann Woll), Foggy Nelson (Elden Henson) e Wilson Fisk (Vincent D’Onofrio).

A série do Demolidor só irá estrear em abril, mas a expectativa para que seja um grande sucesso já começa agora. Li comentários que o Demolidor estará na série Os Defensores e também irá participar dos filmes Vingadores: Guerra Infinita – Parte I e II (é só aguardar pra assistir).

Só pra fechar, Matt tem como principais aliados: Luke Cage e Punho de Ferro, Homem-Aranha (ambos conhecem suas identidades secretas), Mulher-Hulk com quem troca conselhos e Justiceiro (Frank Castle – que oscila entre inimigo e parceiro).

Seus principais inimigos são: o Rei do Crime (Kingpin – Wilson Fisk), o Mercenário (Bullseye) e o Tentáculo. Mais também temos alguns vilões como: Homem-Púrpura, Arauto da Morte, Coruja, Bazuca, Guerrilheiro, Entidade Infernal, HIDRA, Senhor Hyde entre outros.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do incomparável Demolidor que garimpei na web

 0 1.1 1.2 1

boris_vallejo_daredevili

2.1 2 3 4 5 6 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22-Daredevil_End_of_Days 23-Alex-Ross 24-alex ross 25-bruce timm 26-bruce-timm 27-chris samnee 28-dave stokes 29-greg-land 30-julian-totino-tedesco 31-mike deodato jr. 32-New_Avengers_mike-deodato-jr. 33-Paolo-Rivera 4302325-daredevil_by_davedevries-d5b4yht adi-granov alex-ross-Marvel Heroes and Villains Asgard avengers-kit avengers-mark texeira bruce timm captain-america Conan-jmlisner Deadpool Defenders dr estranho-by-alan-davis greg-horn moony__by_spidermanfan2099 motoqueiro-fantasma Punisher-joe jusko skottie-young todd nauck wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper-by-tim-sale

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Imagens

z

Gata Negra

Felicía Hardy surgiu pela primeira vez na edição Amazing Spider-Man #194, de 1979.

Como curiosidade já foi chamada de Mulher-Gata por aqui, mas pra não haver confusão com a Mulher-Gato da DC Comics resolveram mudar seu nome.

Black Cat foi criada por Marv Wolfman e Keith Pollard para suceder o lugar de Gwen Stacy como interesse amoroso do Homem-Aranha.

Na época em que estava no colégio sua mãe havia contado que Walter Hardy, seu pai havia morrido num acidente aéreo. Até que num dia Felícia havia encontrado o diário secreto do seu pai.

Descobrindo que Walter era um ladrão conhecido como “O Gato” muito renomado no mundo do crime. Desejando uma vida de aventuras e cansada de ser uma patricinha, Felícia acabou seguindo os passos dele.

Além de ser extremamente sexy, Felícia é uma ladra furtiva e eficaz (treinado vários anos para conseguir chegar aonde queria).

A Gata Negra já foi parceira do Amigão da Vizinhança, mas devido há alguns problemas como a sua falta de poderes. Peter desfez a parceira, pois ela quase foi morta pelo Dr. Octopus.

Então desesperada, Felícia foi pedir ajuda ao Rei do Crime para que lhe arranjasse superpoderes. O vilão a ajudou, mas seu poder dava azar pra quem estava com ela (sendo somente com ajuda do Dr. Estranho que a situação foi resolvida).

A coisa mais estranha em sua relação com o Cabeça de Teia é que ela não gostava do Peter Parker seu alter ego e mostrando interesse apenas pelo Teioso.

Algo completamente estranho já que ambos são a mesma pessoa (foi por causa disso que o relacionamento deles acabou).

Na telinha, Felícia aparece no desenho Homem-Aranha: A Série Animada dos anos 90 e depois em O Espetacular Homem-Aranha, de 2008 (nesta versão o pai de Felícia é culpado pela morte do Tio Ben).

E na telona a atriz Felicity Jones foi quem interpretou a Felícia aparecendo como assistente do Harry, no filme O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro.

Na versão Ultimate, mantiveram o status de Walter como ladrão, mas Felícia procura vingança contra Wilson Fisk. Sendo que seu pai morreu na prisão pagando um crime que não cometeu. Ela se torna a Gata Negra e também flerta com o Homem-Aranha.

Confira na galeria abaixo algumas da bela Gata Negra e também de outras musas da Marvel

 0 1.1-1990 1-2008 2.1-ultimate 2 3 4 5 6 7 8 9 10

black-cat_by_hanzozuken

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24-bruce timm 25 26 27-elias chatzoudis 28-Adam Hughes 29-carlos valenzuela 30-dave hoover 31-dave hoover 32-dave hoover 33-ebas 34 34-des taylor 35-paolo-rivera 36-paulo siqueira 37-mike-mayhew 38-norman wong 39-em-scribbes 40-jon hughes 41-raffaele marinetti 42-j. broomall 43 44 Alicia_Masters black-panther dinamite domino_by_genzoman elias-chatzoudis emma-frost_by_fredackerman firestar firestar-arthur-adams lady-punisher-lynn-michael mary_jane_and_black_cat_by_fredbenes paulo-siqueira polaris Red_She-Hulk red-she-hulk she-hulk-al-rio thundra U-Go-Girl_by_Dan_Brereton venus wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper-by-dave hoover

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Herói

fantastic-four

Quarteto Fantástico

A famosa equipe foi criada pelos lendários Jack Kirby e Stan Lee durante o auge da corrida espacial e também da Guerra Fria, em 1960 (esse aspecto foi mostrado na excelente HQ Mitos Marvel).

O Quarteto Fantástico surgiu na edição The Fantastic Four #1 (Novembro de 1961). Sendo o primeiro grupo de heróis criado pela Casa de Ideias e surgiu como resposta a popularidade da Liga da Justiça.

Uma coisa interessante é que a equipe já foi chamada por aqui de Os Quatro Fantásticos e sua formação foi inspirada em outra equipe da Distinta Concorrente, Os Desafiadores do Desconhecido, na qual Kirby trabalhou como artista (é como diz o ditado nada se cria tudo se copia).

Bom, basicamente dá pra comparar os integrantes do grupo com os 4 elementos. O Senhor Fantástico é a água, o Coisa a terra, a linda Sue Storm simboliza o ar e o mimado do Johnny Storm simboliza o fogo.

Só por estas características os heróis compõe os elementos básicos da existência. Um fato interessante que “talvez” tenha sido feito de propósito.

O grande lance do Quarteto é aquela característica básica que a Marvel tem para compor seus personagens, pois apesar dos superpoderes eles ainda mantém todos os  problemas que nós pessoas comuns também temos.

Vendo por este lado quem mais saiu perdendo foi o Coisa. De quem eu sempre gostei, pois todos os integrantes continuaram com aspecto normal menos ele (fatalmente preso num horrível corpo de pedra). Eu ficava irritado por conta das brincadeiras sem graça do Tocha Humana (e apenas por conta disso nunca fui com a cara do foguinho).

O Coisa também teve um desenho da Hanna-Barbera aonde um magrelo Ben Grimm juntava um anel partido e gritava: “anéis mágicos entrem em ação.” E se transformava no ser pedregoso para salvar uma encrenqueira turma de adolescentes. Eu infelizmente via esta versão tosca e ainda brincava dizendo a famosa frase (que vergonha).

Reed Richards é sem sombra de dúvidas a mente mais inteligente do Universo Marvel. Há outros personagens igualmente inteligentes, mas que sejam equivalentes ao seu nível creio que não tenha.

O Tocha Humana não é o primeiro herói a usar este nome, pois nós  temos o Tocha Humana original um ser humano sintético criado pelo Professor Phineas Thomas Horton.

Temos uma pequena amostra deste que também é um dos primeiros heróis da Casa de Ideias na excelente HQ Marvels e no filme do Capitão América: O Primeiro Vingador na exposição da Feira de Ciências aonde aparece igual na referida HQ.

Jessica Alba estava lindíssima no papel de Sue Storm pra mim  ficou muito engraçado no filme ela ter que tirar a roupa pra ficar totalmente invisível.

É interessante notar que  Sue era marcada como um dos integrantes com os poderes mais fracos do Quarteto, mas mesmo assim fazia muito sucesso tornando-se um símbolo para as mulheres da época (década de 60). No entanto com o passar dos anos Sue foi demonstrando seu valor como componente do grupo.

O filme conseguiu pegar toda a essência das HQs do grupo e retratá-los de forma autêntica a inteligência do Reed, o sofrimento de Bem por causa de sua aparência, a inveja do Victor Voon Doom e principalmente Johnny Storm voando para formar o símbolo do grupo no céu. O longa é um prato cheio pra nós fãs pena que não conseguiram arrecadar uma boa bilheteria.

A continuação que deveria ter sido melhor acabou naufragando a franquia. A sequência cometeu dois erros gravíssimos. Um erro que não me agradou foi ter dito que o poder do Surfista Prateado estava em sua prancha, blargh!!!

E o segundo que ficou pior foi que poderiam ter ousado um pouco e mostrado o vilão espacial Galactus, mas ficaram em efeitos especiais capengas frustrando nossa alegria.  Ficou muito subjetivo sabíamos que Galactus estava lá mais não dava pra vê-lo.

Durante os anos 90 tivemos uma adaptação trash dirigida por John Corben.  Dizem as lendas que virou cult e artigo de colecionador, mas eu nunca vi nada dele (apenas algumas imagens na web).

No primeiro desenho produzido pela Hanna-Barbera eles eram chamados de Os Quatro Fantásticos. Um erro recorrente em nosso país, porque os tradutores nunca pesquisam antes sobre o assunto.

A origem seguia tudo aquilo que havia nos gibis, pois a equipe ganhou seus poderes após um acidente numa missão espacial.

Uma coisa interessante é que algum tempo depois substituíram o Tocha pelo robô Herbie que foi criado exclusivamente pro desenho. A verdade é que os produtores tiveram medo que as crianças ateassem fogo em si mesmas (e alguns anos depois Herbie migrou pros gibis).

Um fato interessante é que tivemos nestes desenhos aparições dos vilões Doutor Destino, Galactus e também do Surfista Prateado. O renomado artista Alex Toth foi quem criou o  design dos personagens.

O desenho foi ao ar pela rede ABC e contava com apenas 20 episódios, de mais ou menos 22 minutos, lançados em 1967.

O desenho de 1994 teve a narração de Stan Lee dizendo como criou cada personagem. E também tinha diversas participações especiais como: Homem de Ferro, Demolidor, Gavião Arqueiro, Hulk, Mulher-Aranha (Julie Carpenter), Feiticeira Escarlate, Mulher-Hulk  entre outros.

O desenho tentou recriar histórias importantes da equipe dos anos 60 como a Trilogia de Galactus e incluiu o Doutor Destino como o vilão principal.

Só que seu maior erro foi tentar manter um clima de comédia e também tivemos uma péssima caracterização dos heróis (um fato que não agradou a nenhum fã causando seu cancelamento).

Fantastic Four: World’s Greatest Heroes é a melhor versão da equipe que surgiu, em 2006. O destaque fica pro estilo mais arrojado baseado no anime e ainda misturaram recursos de 2D com 3D.

Fora isso as características pessoais foram bastante definidas tipo a inteligência do Reed, Sue age com bom senso e bem centrada, o Johnny mantendo-se engraçadinho e é claro o Coisa sempre mal humorado.

Desta vez temos mais características que nos ligam aos quadrinhos como a incursão pela Zona Negativa e como diferencial o Quarteto tem uma certa popularidade em Nova York (algo aproveitado no primeiro filme).

É muito engraçado notar que os outros moradores do Edifício Baxter reclamam da presença dos heróis arranjando sempre alguma forma para despeja-los de qualquer jeito.

E ainda temos diversas participações de outros heróis como: Homem de Ferro, Namor, Hulk, Homem-Formiga e também de alguns vilões como: Doutor Destino, Terminus, Ronan, os Skrulls, Mestre dos Bonecos, Diablo, Homem Impossível e Quarteto Terrível.

Quando a Marvel reformulou seus títulos trazendo os personagens com novas releituras pro séc. XXI. Tivemos a versão Ultimate do Quarteto Fantástico feita com roteiros de Brian Michael Bendis e Mark Millar e arte de Adam Kubert, em 2004.

Nesta fase eles inovaram o conceito do Quarteto transformando-os em adolescentes com QI acima do nível normal. Enquanto a família tradicional tinha aquele foco de pessoas com personalidade diferentes que lutavam contra situações espetaculares.

Outro fato importante é que a origem foi modificada, pois no universo tradicional seus poderes foram adquiridos no espaço. Enquanto na versão Ultimate foi aqui mesmo na Terra, porque  Reed, Ben, Sue e Johnny ganharam seus poderes após um experimento de teletransporte que deu defeito.

O que tornou esta versão interessante é que mantiveram a narrativa focando no desenvolvimento dos heróis (deixando as aventuras em segundo plano).

Durante a infame Guerra Civil a equipe se dividiu, pois Sue e Johnny deram apoio ao Capitão América. Enquanto Ben partiu pra França causando confusão na cidade luz e Reed aliou-se a Tony Stark na intenção de registrar todos os heróis pro governo.

Depois da “morte” do palito de fósforos e a inclusão do Homem-Aranha na equipe (um pedido do próprio Johnny). Reed cria a Fundação Futuro com a intensão de juntar as mentes mais criativas do mundo para ajudar na evolução da humanidade.

A parte interessante é a mudança drástica que fizeram nos uniformes que perderam o azul para tornarem-se brancos. Pra completar o tradicional “4” ser substituído por um hexágono (se vai valer a pena somente o tempo irá confirmar).

No futuro distante de 2099 temos o Quarteto atuando após voltar de uma incursão na Zona Negativa. Quando a equipe saiu notou que seus uniformes estavam diferentes e foram logo caçados pela SHIELD, pois pensavam que fossem clones dos originais.

O Quarteto até tentou provar serem os verdadeiros contando com a ajuda do Homem-Aranha (Miguel O’Hara) daquele período, mas o dados foram inconclusivos (fazendo com que a dúvida sobre eles continuasse).

Mesmo com grande desconfiança parecia que tudo não iria ficar pior, mas as coisas se complicaram quando a Terra daquela realidade estava pra ser destruída devido a rota de colisão de um planetoide (a equipe une-se com o Victor do futuro pra tentar deter esta ameaça terrível pra toda humanidade).

A primeira família da Marvel é uma das melhores equipes de super-heróis já criadas, mas é somente de tempos em tempos que temos uma aventura eletrizante sobre ela.

Só pra fechar pipocaram comentários sobre a presença do ator Michael B. Jordan para ser o novo Johnny Storm e sinceramente é catastrófico (será que os produtores não notam que não tem nada a ver com o loirinho). Como irão explicar ele ser irmão de uma loira, talvez simplesmente vão falar que foi adotado (ou será que veio até de uma outra dimensão?).

Brincadeiras a parte, acho louvável esta ideia de termos mais heróis negros nos gibis, pois já está na hora de haver mudanças significativas pra isso acontecer.

Infelizmente a franquia anterior naufragou naquele segundo filme ruim e pelo andar da carruagem “talvez” teremos mais uma bomba pra reclamar (eu gostaria de estar errado, mas esta descaracterização está terrível).

Eu quero assistir uma aventura da equipe em que suas viagens pela Zona Negativa, universo microscópico ou salvando o universo da ameaça de Galactus sejam bem mostradas, pois a Marvel já demonstrou que não está brincando nas telonas (e será que vão deixar um absurdo destes acontecer?).

Bom, algo que vale a pena lembrar é que a equipe já teve diversos heróis como membros temporários (algo que comentei aqui).

Veja na galeria abaixo algumas imagens do Quarteto Fantástico que garimpei na web

0-alex_ross

fantastic-four

1.1 1.2 1 2 3-Alex-Ross

ff-1

5-Jack Kirby 1 6-Jack Kirby 2 7 8 9 10 11 12-ultimate 13 14 15-Future-Foundation-with-Spider-Man

2 arthur adams john-byrne thomas frisano

alan davis 2 douglas-shuler Fantastic_Four_2099 Fantastic_Four_by_statman71 Fantastic-Four-by-Alex-Ross GABRIELE DELL'OTTO gene ha george_perez graham nolan hildebrant joe jusko john byrne john cassaday john romita jr john-byrne 1 john-byrne julian-totino-tedesco marvel_dc_by_byrne quarteto fantástico-1967 quarteto fantástico-1994 quarteto fantástico-2006

movie-1994

skottie young steve rude superman_vs_fantastic_four_by_namorsubmariner terry dodson wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 Wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper 9 wallpaper by john byrne

wallpaper-by-arthur-adams

wallpaper-terry-dodson

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

O Novo Quarteto Fantástico

arthur-adams

No episódio “A Guerra Particular do Doutor Destino“, os Vingadores e o Quarteto Fantástico foram atacados por robôs de Victor.

Ambas as equipes salvam Nova York da iminente destruição, mas descobrem que Sue e Vespa foram sequestradas. Então eles se unem partindo para a Latvéria a fim de salva-las, no entanto após toda confusão o ataque de Victor parece ter sido totalmente aleatório e sem proposito algum.

Só que Victor esculacha Reed dizendo que a verdade está na sua frente e ele não consegue enxergar. Destino estava falando que Sue era uma agente Skrull disfarçada e se não me engano o Capitão América também já havia sido abduzido.

No final ficamos sabendo que o vilão tinha razão e isto também me fez lembrar desta edição que comento, pois havia uma Sue skrull disfarçada na equipe.

A edição de Grandes Heróis Marvel n° 45, de 1994, contava com a arte excelente de Arthur Adams e o roteiro de Walter Simonson.

Só pra lembrar as edições do gibi GHM foram importantes, porque tinham arcos de histórias fechadas. E também lançaram diversas sagas marcantes pra nós fãs como: Arma X, A Saga de Korvac, A Morte da Fênix, Wolverine vs Conan, Surfista Prateado vs Thor, Homem de Ferro vs Doutor Destino, Vingadores da Costa Oeste entre várias outras.

Bom, chega de enrolação e vamos ao que interessa. A edição do Novo Quarteto Fantástico se divide em três partes na primeira temos a história Muita Encrenca pra Pouco Planeta.

Onde a aventura já começa no espaço com uma nave avariada vindo em direção ao nosso planeta. Uma mulher a qual não sabemos quem é, porque seu rosto não aparece (sai da nave que logo depois explode e ela jura vingança).

A narrativa nos mostra a vida do Quarteto com Sue e Reed brincando com Franklin, Johnny tendo problemas no casamento com Alicia. O palito de fósforo durante uma viagem no tempo se apaixonou pela Nebulosa e estava com receio de contar isso pra Alicia.

Em outra parte vemos a Mulher-Coisa (Sharon Ventura) preocupada por ter retornado a sua forma rochosa (dispensando o convite do Ben pra sair). Então uma enorme nave da frota Skrull surge procurando uma renegada chamada Delila

Tudo começa complicar quando uma bela mulher chega na entrada do prédio deixando o atendente embasbacado, mas de repente enquanto ele interfona ela some.

Então cada um dos integrantes da equipe  é dominado Johnny por Nebula, Ben por Alicia, Sue por Namor e infelizmente a coitada da Alicia leva um tapão. Enquanto a Mulher-Coisa toma um forte sedativo, no laboratório Sue engana Reed que demora pra desmaiar (trata-se de uma skrull que se disfarçou para distrai-los).

A nave Skrull pousa Ilha Monstro e controla todas as bestas-feras pra usar em sua busca deixando o Toupeira (um antigo inimigo do Quarteto) irritado. É quando vemos a falsa Sue procurando um novo Quarteto no computador para ajuda-la.

A chegada do Homem-Aranha, Hulk Cinza, Logan e Motoqueiro Fantasma é totalmente doida. O Motoqueiro sobe direto, o Hulk pula pro alto do prédio, o Aranha joga sua teia e só o Wolverine sobe de elevador (a cena é muito engraçada).

A falsa Sue mostra o restante do grupo aparentemente todos “mortos” incitando a nova equipe a vinga-los.

Na parte dois temos, O Covil dos Monstros quando a nova equipe parte pra Ilha Monstro. O Aranha reclama do voo pedindo calma, mas o Hulk esculacha falando pra ele ir a pé.

A parte interessante é ver como o inusitado grupo interage, porque temos as constante discussões entre o Logan e o Hulk sempre com ânimos exaltados. O Motoqueiro querendo apenas vingança (e também as piadas do Cabeça de Teia).

Na ilha o Toupeira domina a tropa Skrull e fica sabendo do poderoso artefato que repousava em seus domínios querendo domina-lo.

Só que a chegada do Hulk, Wolverine, Motoqueiro e o Aranha causam uma grande confusão. Delila disfarçada de Sue controla a mente de Reed fazendo-o encontrar a arma na Ilha Monstro.

Enquanto isso o novo Quarteto descobre sobre a verdadeira intenção da falsa Sue causando um possível confronto entre Reed e o Hulk Cinza.

É quando vemos a terceira parte Vovô viu o Ovo! …Ou o Amor a Tudo Vence! Delila mostra sua forma real e comanda mentalmente que todos matem o esquadrão Skrull.

O Motoqueiro intervém retirando a influência mental dela, enquanto eles acordam Delila foge com Reed adentrando ainda mais no mundo subterrâneo.

Na sede do Quarteto o restante da equipe salva por Franklin Richards, pois Reed ao sair deixa um recado para Roberta (a secretária robô deles) falando sobre o Barão de Munchausen que ficou famoso, porque mentia demais.

Delila havia escolhido bem na hora quem seriam os heróis que substituíram o Quarteto, pois cada um dels desempenhou uma importante função pra destravar a arma que tanto procurava.

E pra complicar as coisas o restante da equipe chega no exato momento em que o Toupeira também queria conquistar a arma pra si junto com sua legião de asseclas. Foi muito engraçado notar que a arma assimilou o monstro que tomava conta dele (frustrando os planos de conquista do Skrulls).

No finalzinho quando o Justiceiro partia de helicóptero querendo destruir tudo viu a reunião de heróis que estava lá e partiu pra outro lugar.

A história não tem muita pancadaria ou cenas extravagantes, mas a arte de Arthur Adams nos envolve ao demonstrar leveza na aventura nos conectando ao roteiro de forma magistral.

Enquanto o roteiro de Walter Simonson em si não é surpreendente, mas vale pelo aspecto de termos heróis muito diferentes como o inusitado Quarteto formado Logan e cia. (sendo mostrados de forma hilária).

Nossa diversão fica garantida, porque mostra eles se unindo numa aventura muito maluca envolvendo monstros, alienígena e uma conspiração para tentar vingar a suposta “morte” da equipe original.

 

Ober un evezhiadenn

Filed under O Novo Quarteto Fantástico

Imagens

z

Surfista Prateado

“A mim, minha prancha!”

Norrin Radd foi criado pelas lendas Jack Kirby e Stan Lee sendo um dos heróis espaciais mais queridos no mundo nerd do Universo Marvel 616.

Silver Surfer surgiu pela primeira vez como um vilão na edição Fantastic Four # 48, em 1966.

Como curiosidade Norrin já foi chamado aqui no Brasil de Acrobata do Cosmo (não sei explicar por qual motivo).

Dizem as lendas que Stan Lee imprimiu no personagem um modo de agir filosófico e introspectivo transmitindo tudo aquilo que pensava sobre si e o mundo.

Em sua origem, Norrin Radd era um nobre que vivia no distante planeta de Zenn-La. Só que num fatídico dia, Galactus chegou para consumir seu planeta e desesperado para salvar Shalla Bal, seu grande amor (e todos os habitantes).

Norrin resolve barganhar sua vida para servir humildemente ao gigante desde que poupasse o planeta. Galactus concordou iradiando uma pequena fração do seu poder e transfomando-o em seu arauto o Surfista Prateado.

O Surfista possuiu diversos poderes como invulnerabilidade, velocidade e força sobre humana, visão espectral, absorção de energia, manipulação da gravidade, telecinesia e telepatia, comanda sua prancha telepaticamente (entre vários outros).

A parte que sempre me interessou é o seu imenso poder cósmico, pois pode viajar pelo espaço sideral e até atravessar barreiras dimensionais. Tal poder lhe concede a vantagem de manipular todos os tipos de energia, sobreviver em qualquer ambiente inóspito e também a viajar no tempo (sem a necessidade de se alimentar).

O herói estreou na famosa e clássica aventura, “A Trilogia de Galactus”, na época foi dividida em três edições e mostrava a chegada do Devorador de Mundos em nosso planeta.

A função do herói era vagar pelo cosmo para encontrar planetas que pudessem ser devorados pelo seu mestre. Inicialmente, o Surfista procurava mundos nos quais não houvesse vida inteligente para serem aniquiladas.

Só que Galactus removeu essa intenção da personalidade de seu arauto. E desde então planetas com seres inteligentes também eram consumidos pelo gigante.

Mesmo o Vigia tentando esconder a Terra de algumas formas não teve jeito e Galactus enfrentou o Quarteto Fantástico. Foi graças a intervenção de Alicia Masters que o Surfista mudou de lado se opondo ao seu mestre.

Devido a sua traição Galactus criou uma barreira protetora que impedia nosso herói de singrar o cosmo.

Somente depois de um longo tempo é que Reed Richards conseguiu uma forma do herói atravessar a barreira energética podendo singrar novamente pelo cosmo.

Seus principais inimigos são: Dr. Destino, Thanos, Mefisto e Uni-Lord.

Em suas aventuras por nosso planeta o Surfista Prateado já se aliou inúmeras vezes ao Quarteto Fantástico e ao Homem-Aranha. Mais também já participou da formação clássica do grupo conhecido como Os Defensores agindo em parceira com Namor, Hulk e Dr. Estranho combatendo ameaças cósmicas.

Durante a segunda formação da equipe tivemos os heróis: Valquíria, Gavião Arqueiro e Falcão Noturno. Na formação mais recente termos: Nick Fury, Homem-Formiga (Scott Lang), Dr. Estranho, Namor, Mulher-Hulk Vermelha e também o Surfista.

Na série animada da primeira família, Os Quatro Fantásticos que foi pra telinha, em 1967. O Surfista Prateado surge no episódio,” Galactus, O Saqueador”.

No final da década de 90, o Surfista estreou sua própria série de desenhos com animação computadorizada. Essa versão foi baseada na arte de Jack Kirby, mas somente Norrin aparecia em suas aventuras (não tendo nenhum contanto com qualquer outro super-herói).

Mesmo sendo visualmente incrível esta série durou apenas 13 episódios inseridos numa única temporada.

Na telona o ator Doug Jones, interpretou nosso herói no fraquíssimo Quarteto Fantástico 2 (2007), sendo dublado no original por Laurence Fishburne. Foi uma versão bastante ruim da Trilogia de Galactus, pois o gigante  nem aparece na telona. Aquela explicação que o poder vinha de sua prancha foi uma porcaria horrível.

E por último no engraçadíssimo, Esquadrão de Heróis o Surfista participa da equipe que tem ainda: Wolverine, Homem de Ferro, Hulk, Falcão e Réptil enfrentando o Dr. Destino com seus aliados: Dr. Octopus, Abominável, M.O.D.O.K, Mística e alguns outros vilões.

A parte interessante é que temos a participação de alguns personagens do Universo Marvel como: Tempestade, Vespa, Miss Marvel, Feiticeira Escarlate, Capitão América entre outros.

O Surfista Prateado é um dos mais hilários de todos, pois age como um peixe fora d’água, sempre fascinado pelos nosso costumes. Se sente bem ao participar da equipe como se estivesse em casa.

E só pra fechar no filme A Força do Amor estrelado por Richard Gere seu personagem Jesse Lujack. Esta sendo procurado por assassinar um policial e se refugia na casa da namorada aonde fica lendo revistas do Surfista Prateado (fato que transformou nosso Oscar espacial num herói cult).

Contemple na galeria abaixo algumas imagens do Surfista Prateado que garimpei na web

1.0-jack kirby 1.2-jack kirby 1.3-jack kirby 1.4-jack kirby 1.5-jack-kirby

esad-ribic

2.1 2.2 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 14 15 15 16 17 18 19 20 22 23 24 25 26 27 28 30 31 32-bruce-timm 33-joe jusko 34-paolo-rivera 35-moebius 36-john buscema 37-steve rude 38-rafael-albuquerque 39-marvel-heroes-by-jack-kirby 40 avengers_classic avengers-by-alex-ross bruce-timm esquadrão-supremo eternity exilados ff Gladiator Marvel_NOW! os-defensores-arthur adams

defenders_by_byrne

thor tropa-alfa-by-john-byrne wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper-arthur adams

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens