Tag Archives: jogo

As Melhores Adaptações de HQ – Parte 4

Thor_2

Nesta lista infelizmente há dois filmes que não caíram totalmente no gosto de alguns críticos, mas eu não estou nem aí pra isso.

Sem mais firula conheça meus comentários sobre estes filmes.

Thor 2: O Mundo Sombrio – 2013

No primeiro filme, Thor (Chris Hemsworth) foi iludido por Loki (Tom Hiddleston) começando uma guerra contra os Gigantes de Gelo, de Jotunheim. Por causa de seu ato arrogante foi banido de Asgard por Odin (Anthony Hopkins) e também perdendo seus incríveis poderes.

Aqui em Midgard teve que aprender uma lição de humildade para ser digno de reaver o que era seu por direito. O primeiro longa teve cenas belíssimas de Asgard  e uma comparação dos Três Guerreiros a Xena, Robin Hood e Jackie Chan (deixando aquela imensa vontade de quero ver mais).

Nos trazendo ao Mundo Sombrio que explora melhor a mitologia do herói mostrando os Nove Mundos e também um dos seus piores arqui-inimigos, Malekith (Christopher Eccleston).

Na excelente série animada dos Vingadores temos o episódio “O Cofre dos Invernos Antigos” aonde a equipe precisa enfrentar Malekith.

Voltando, Malekith deseja vingança pela derrota sofrida no passado por Odin e quer destruir todo universo usando o Éter, um tipo de trevas eternas.  Outro aspecto importante da trama é o relacionamento entre Jane Foster (Natalie Portman) e o Deus do Trovão que torna-se mais conflituoso, principalmente, porque, Odin não aprova essa união.

Como se só isso não fosse suficiente, Jane foi contaminada pelo Éter e o herói também precisa enfrentar, Kurse (Adewale Akinnuoye-Agbaje, outro inimigo retirado dos gibis).

Então, Thor é obrigado a tomar a difícil decisão de aliar a Loki para salvar sua amada e todos os Nove Reinos. Porém ele sempre contará com a ajuda da bela Lady Sif e dos Três Guerreiros pra todas as batalhas que enfrentar.

Thor: O Mundo Sombrio contém cenários maravilhosos de Asgard, cenas de batalha empolgantes e até uma homenagem a Journey Into Mistery # 83 (gibi com a primeira aparição do Trovejante). Já que o herói enfrenta um enorme ser de pedra como nesta referida edição.

Apesar de ser um filme denso, pesado, conflitante ainda sobrou tempo para inserir algumas cenas engraçadas. Numa ótima atuação de Stellan Skarsgård que interpreta o Dr. Erik Selvig. Mais também temos o destaque de Tom Hiddleston (Loki) que como sempre rouba a cena transformando-se naquele vilão que todos nós adoramos odiar.

Na famosa cena pós-créditos temos Sif e Volstagg visitando O Colecionador (o diretor Benicio del Toro) deixando o Éter em seus poder. Ele afirma que o Tessaract já está em Asgard e duas Joias do Infinito estando tão próximas torna-se muito perigoso.

As joias são seis pedras que contém poderes incomensuráveis e Thanos utiliza-as numa manopla para poder controlar o universo. Nos quadrinhos tivemos algumas batalhas incríveis usando todo o panteão da Marvel para deter o deus que venera a morte.

Acho que a Marvel irá ousar e também causar alvoroço nos fãs de gibis trazendo isso para a telona vai ser demais (basta apenas esperar pra assistirmos).

E só pra fechar essa cena também nos conecta ao engraçadíssimo Guardiões da Galáxia que comentarei mais pra frente.

Spider-man_vs_electro

O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça do Electro – 2014

Uma continuação sempre carrega o peso de precisar ser melhor que o filme anterior. E pra mim O Espetacular Homem-Aranha 2 consegue provar isso muito bem.

O Cabeça de Teia é um dos heróis mais queridos de todos no mundo. Sejam pessoas que não acompanham gibis que são a grande maioria. Pois conhecem apenas os desenhos animados da telinha que de tempos em tempos sempre há uma nova versão.

Ou aqueles como nós fiéis leitores que possuem cada um á sua maneira uma fase preferida do Escalador de Paredes (a minha é esta aqui).

Tacaram pedra no Andrew Garfield quando a culpa não foi somente dele, pois sinceramente, eu vi seus problemas, dramas pessoais e conflitos que nos conectam diretamente com o PP que há nos quadrinhos na telona.

Vemos que Peter sente-se culpado por não conseguir manter a promessa de se afastar de Gwen Stacy (Emma Strone) sofrendo amargamente por essa decisão. Os problemas começam quando, Max Dillon (Jamie Foxx), um cara muito solitário demonstra uma enorme obsessão pelo Teioso (após ser salvo pelo herói).

Lembrando que na série animada de 2003, Cristina demonstrou a mesma afeição doentia pelo herói.

Infelizmente no filme o Amigão da Vizinhança enfrenta três inimigos Electro, Harry Osborn (Dane Haan) que devido a uma alteração genética torna-se o Duende Verde e o Rino (Paul Giammatti), numa armadura igual a versão Ultimate, mas aparece pouquíssimo.

O grande problema desta adaptação é que tentou tornar-se épica. Mexendo com a memória afetiva dos fãs contando a Morte de Gwen Stacy, mas fora isso as cenas de ação estão excelentes.

Fiquei realmente puto e não deu pra aceitar aquela teia parecendo uma mão pra salvar, Gwen quando estava caindo. Sua perda é um aspecto muito marcante pra mim em minha vida como fã do herói. E devido ao fracasso teremos outro ator interpretando PP/Homem-Aranha na telona.

A franquia de Sam Raimi mesmo tendo escorregado no terceiro filme. Ainda continua marcante pra vários de nós, principalmente, pela presença do impagável J. Jonah Jameson e vai ser preciso mostrar algo que continue a nos surpreender pra virar um sucesso.

Só pra fechar mesmo tendo detestado ver, Gwen morrer novamente. Confesso que adorei a cena do garotinho sair do meio da multidão enfrentado o Rino (foi sensacional).

Scott_Pilgrim_vs._the_World

Scott Pilgrim contra o Mundo – 2010

O filme foi baseado no gibi do artista Bryan Lee O’Malley.  Seu estilo de arte é obviamente influenciado pelo mangá.

Estamos em Toronto, no Canadá e Scott Pilgrim (Michael Cera) mora num apartamento com Wallace, seu amigo homossexual. Scott está se remoendo no fundo do poço e desiludido com sua vida amorosa. Desde que Envy Adams terminou com ele pra fazer sua carreira decolar.

Scott é integrante da banda “Sex Bob-omb” e de repente começou a namorar Knives Chau (Ellen Wong), uma linda colegial, porém seus amigos são contra esse relacionamento.

A situação começa a mudar quando surge em sua vida a misteriosa Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winsted) e Scott acaba se apaixonando perdidamente por ela.

Confesso que fiquei muito entusiasmado com Ramona, pois além de ser cativante. Ela até viaja através de buracos de minhoca como se fosse algo simplesmente normal.  Nos quadrinhos da DC temos a caixa materna pra fazer esta ligação de um ponto a outro do universo.

Voltando, quando estava disputando a batalha de bandas, Scott foi atacado pelo convencido Matthew Patel e descobre que para ficar com Ramona. Terá que enfrentar toda Liga dos Sete Ex-malvados do Mal que são ex-namorados dela que não querem deixar a moça em paz.

Podemos destacar a presença de Chris Evans como o ator Lucas Lee e Brandon Routh como Todd Ingram que possui poderes psíquicos veganos que lembram demais o Azulão.

Eu que não gosto de jogo fiquei fascinado pela estética deste filme, pois Scott Pilgrim Contra o Mundo funciona como uma partida de videogame, pois a vida do herói acontece como se fosse num jogo.

A parte interessante é notar que Scott precisa passar de fase para poder realmente conquistar Ramona, pois a cada luta ele ganha tanto uma vida quanto poderes extras.

Fora isso há cenas de ação maravilhosas nas lutas de Ramona usando Scott contra Roxie Richter. Ou ainda na parte final quando vemos o sinistro e impagável Gideon Graves, pois é ele quem orquestrou tudo.

Sem contar com o rock pesado garantido como som de fundo, as cenas que lembram páginas de quadrinhos, o desenvolvimento da história rápida, frenética, alucinante, contagiante e também engraçada (tudo na medida certa).

Se você ainda não assistiu está perdendo seu tempo, pois Scott Pilgrim é emocionante demonstrando até um final alternativo (que não vou contar pra não perder a graça).

Relembre aqui da terceira parte.

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under As Melhores Adaptações de HQ – Parte 4

Musas de Tinta

z

Sonya Blade

Ela é a primeira personagem feminina a aparecer no jogo Mortal Kombat e foi criada por John Tobias e Ed Boon, em 1992.

No início sua roupa de ginástica verde era muito esquisita. Só que depois aconteceu com ela a mesma situação que Lara Croft, pois a cada novo jogo lançado Sonya ia ficando cada vez mais linda e sexy também.

Como curiosidade suas feições foram baseadas na atriz de artes marciais Cynthia Rothrock. Outro aspecto importante dela é ter mudado de roupa várias vezes durante cada novo jogo.

Sonya é uma tenente dos Boinas Verdes fazendo parte da equipe de elite. Ela participa da Outer World Investigation Agency. O  Major Briggs é seu superior e também um grande amigo.

O que eu gosto na Sonya é este seu jeito impulsivo misturado com sua personalidade forte. Principalmente por ser muito orgulhosa e um tanto teimosa, mas lá no fundo ela se preocupa com todos os seus amigos.

Seu maior arqui-inimigo é Kano, pois ele representa tudo que Sonya mais detesta.

No jogo MK2, Sonya aparece acorrentada, pois foi presa por Baraka que a entregou para Shao Khan.  Na verdade por incrível que pareça ela não era muito popular quando saiu o primeiro jogo.

Então os produtores decidiram deixar tanto Sonya quanto Kano presos durante MK2 (e assim dar destaque para Mileena e Kitana).

A bela Sonya Blade luta Kempo e também Tae Kwon Do, mas eu gosto mesmo é do Kiss of Doom seu primeiro fatalitie no qual ela mandava um beijo pro oponente. Só que expelia uma bola de energia que destruía totalmente seu adversário (se eu não me engano no desenho dos anos 90 acontecia quase a mesma coisa).

Bom, em Mortal Kombat: O Filme a atriz Bridgette Wilson foi quem interpretou nossa heroína.  Na aventura quando tentava capturar Kano, ela foi capturada na ilha de Shang Tsung, que prometeu libertar todos se Sonya participasse do Mortal Kombat.

No segundo filme temos a vez de Sandra Hess, mas  ela se desentende com Jax. Ao se separar dele foi atacada por Mileena e ambas travam uma ferrenha batalha. Sonya ganha a luta (depois ela e Jax fazem as pazes).

Já em Mortal Kombat: Rebirth é a vez da atriz Jeri Ryan, interpretar nossa musa. Lembrando que Ryan participou de Star Trek: Voyager como a borg Sete de Nove.

Na websérie temos um universo alternativo com os personagens do jogo e Sonya Blade trabalha pra polícia junto com Briggs (Michael Jai White).

Em Mortal Kombat: Legacy, temos novamente a presença de Jeri Ryan. A proposta é de como seria uma nova franquia na telona pro jogo.

Na série animada Mortal Kombat: Defensores do Reino, Sonya aparece como sua versão original do jogo.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da Sonya Blade que garimpei na web e  também de outras musas do Mortal Kombat

0 1-sonya-blade-bridgette-wilson 2-bridgette-wilson 3-sonya-blade-sandra-hess 4-sonya-blade-Jeri_Ryan 5-princesa-kitana-talisa-soto 6-Jade-irina-pantaeva 7-sindel-musetta-vander 8-mileena-dana-hee 9-samantha-jo-kitana 10.1-siann-mk-conquest 10.2-Mileena_Legacy-michelle-lee 10.3Mika 10.4 10 11 12 13 14-sonya_blade_by_legasy 16-lt__sonya_blade_by_lpvictoria-d69przg 17-mortal_kombat__bloodlust___sonya_blade_by_justmkollum 18-Sexy_Sonya_by_edithemad 19-sonya_blade_chained_by_zabzarock 20 21 22 23-sonya_blade_by_jay_kennedy 24 25 26 27 28-sonya_blade_by_jun_de_felipe_by_rodelsm21 29-sonya_blade_by_jun_de_felipe_by_rodelsm21 30-sonya_blade_by_ganassa 31  defensores do reino

Ashrah

frost jade Jataaka Khameleon Kira kitana Li_Mei mileena sareena Sheeva sindel skarlet wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper-jade_kitana wallpaper-jade-mortal-kombat wallpaper-kitana-mortal-kombat wallpaper-limei wallpaper-Mileena wallpaper-sindel

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Musas de Tinta

z

Cammy White

É uma das heroínas mais cultuadas dos games (principalmente pelas modelos cosplayers). Cammy fez sua primeira aparição no jogo Super Street Fighter II: The New Challengers. Ela foi a segunda personagem feminina a surgir no game, porque anteriormente tivemos a Chun-Li.

Cammy, nasceu na Inglaterra e pertence ao Delta Red que faz parte do MI-6, uma divisão de espionagem do serviço britânico (alguém se lembrou de James Bond?).

Inicialmente Cammy era uma das assassinas de M. Bison pertencendo a uma unidade de elite com assassinos bem treinados, da Shadaloo. Nesta unidade além de Cammy ainda haviam 12 meninas raptadas que tiveram seu DNA alterado e que ficaram conhecidas como Dolls (Killer Bee era o codinome de Cammy).

Dizem as lendas que Cammy “talvez” seja um clone com corpo perfeito para que M. Bison possa usa-la no futuro caso tivesse algum dano terrível ao seu corpo ou morresse (isso é bastante bizarro). Todas as Dolls são extremamente leais ao vilão sendo controladas pela Psycho Drive e a melhor assassinas de todas é a Cammy, uma das mais fiéis seguidoras dele.

Quando Cammy foi designada para lutar contra Dalshim perdeu pro poder de yoga do indiano que a deixou inconsciente (lhe mostrando toda verdade sobre M. Bison e a Shadallo). E somente a partir deste momento foi que ela percebeu que estava sendo manipulada.

Pouco tempo depois de ter feito esta descoberta Cammy acabou lutando contra Vega que havia sido enviado para espiona-la. Então ela pede que Vega vá embora, porque não queria machuca-lo, porém não teve jeito e eles começaram a lutar. Só que Vega perde a luta propositalmente, porque sua ordem principal era pra mata-la (acho que o loirinho ficou encantado pela beleza dela).

Vega revela a verdade que foi enviado para extermina-la, porque sua lavagem cerebral estava perdendo o efeito. Diante disso Cammy ficou meio aturdida, pois estava ficando consciente de suas ações (indo para a base a fim de obter algumas respostas). Só que a organização ainda tinha a intenção de matar Cammy e mandou Juni e Juli, pertencentes ao grupo Dolls para concretizarem o ato (mais Cammy conseguiu derrota-las).

Durante a luta ela consegue convencer as Dolls que estavam sendo manipuladas e também convencendo toda equipe a enfrentarem M. Bison, porém durante o confronto ele da um ultimato (se morrer levará todas consigo, porque nunca deixará que tenham vida própria).

Quando a organização estava sendo invadida por Guile, Chun-Li e Nash para prender M. Bison. Tanto Cammy quanto as Dolls partem pro Psycho Drive para tentar se salvarem. Cammy põe todas as Dolls na máquina, mas acaba desmaiando (sendo salva por Veja que também a coloca na máquina).

Eu não sei se as outras Dolls conseguiram se salvar, porém quando a instalação da Shadaloo estava para explodir Vega retira Cammy do Psycho Drive e a deixa no Delta Red. Cammy acorda sem memória e treina na  tropa por 3 anos até o inicio da próxima competição.

Lembrando que no anime Street Fighter II: The Animated Movie, Cammy agindo sog efeito da lavagem cerebral é enviada por M. Bison a Inglaterra para assassinar um importante ministro.

Só pra constar, em Street Fighter II V outro  anime que foi exibido no SBT. Temos a heroína agindo de uma forma diferente, pois ela é uma mercenária que trabalha pra M. Bison. E sua missão é assassinar o pai de Chun-Li, o inspetor Dubal.

Por ser católica ela aparece sempre rezando antes e depois de suas missões, mas mata friamente usando um cordão de crucifixo como arma para enforcar seus adversários.

A única atriz que já teve a chance de interpretar nossa musa foi a cantora Kylie Minogue, na infame adaptação de 1994.

Em Street Fighter: The Animated Series, temos uma versão da Cammy conectada ao filme. Ela era uma agente do MI5 que entra no grupo de Guile por quem sente uma atração. Durante alguns episódios ela é sequestrada por M. Bison sofrendo uma lavagem cerebral, porém mais adiante consegue recobrar a memória.

Aqui temos a mesma tragédia que Chun-Li vivenciou, porque Cammy também perdeu seus pais mortos por M. Bison.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da musa dos games Cammy White que garimpei na web

Kylie Minogue 0 kylie minogue 1 kylie minogue 2 kylie minogue 3 kylie minogue 4

david-yardin

0 1 3 4 5 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 20 21 22-Warren Louw 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 artgerm cammy___street_fighter__with_bison_costume_by_ysrrael_takeshi Cammy_by_kandoken Cammy_by_zaidoigres cammy_sf_swimsuit_special_tribute__by_felsus cammy_white_by_djok3 cammy_white_by_jun_de_felipe_by_rodelsm21 cammy_white_by_jun_de_felipe-by_rodelsm21 cammy_zero_by_capoman2000 cammy-by-poibuts cammy-sf-tribute-by_benjaminang chun-li-vs-cammy cross_kick_by_quirkilicious  Dolls_by_streetfighterart eddie holly ganassa mario-chavez shunya-yamashita

Street-Fighter thony silas wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper_by_garang76 wallpaper-street-fighter

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta