Tag Archives: Marvel Comics

Imagens

val-zod

Superman Val-Zod

Há algum tempo atrás a DC Comics havia lançado um Superman afro-americano numa realidade Elseworlds (que fica na Terra-23).

Calvin Ellis é o presidente dos Estados Unidos com suas feições lembrando Barack Obama pra mim esta aventura havia até sido esquecida.

Seu Krypton ficou tipo numa versão esplendorosa da África e Kalel interfere como herói  diretamente nos assuntos internacionais de seu país.

Mais qual não foi minha alegria ao encontrar nesta nova Terra-2 o Superman Val-Zod.

Nesta realidade, Val-Zod também é um dos últimos kriptonianos que escaparam antes do planeta explodir.

Quando estava em sua espaçonave seus pais deixaram uma transcrição mostrando que a violência não era o caminho a ser trilhado (tornando-o um pacifista).

Ao cair na Terra foi encontrado por Terry Sloan que o “protegeu” dos problemas do mundo exterior (na verdade estava preso sob o Arkham).

Como curiosidade em nosso mundo, Terry Sloan foi o primeiro Sr. Incrível da Sociedade da Justiça.

Voltando, Jimmy Olsen encontrou Val que demonstrou ter medo de espaços grandes. Havia uma guerra acontecendo contra Apokolips e o Superman, da Terra-2 estava sendo controlado mentalmente por Dakseid.

Esquecendo-se que havia adotado a Terra-2 como lar, Kal-El destruiu vários lugares do planeta comandando os Parademônios, de Apokolips.

Então mesmo contra sua vontade e princípios chegará o momento em que Val-Zod deverá erguer o manto do Superman e lutar com todas as suas forças para proteger seu lar.

Sendo, Val-Zod um kriptoniano legítimo possui os mesmos poderes incríveis que Kal-El quando  absorvem os raios amarelos do sol.

Um detalhe estranho é que a Lois Lane desta Terra-2 transformou-se na Tornado Vermelho (não sei como isso aconteceu).

Foi a Tornado Vermelho que ajudou Val-Zod para que desenvolvesse seus poderes na luta contra o mal.

Bom, tanto a DC quanto a Marvel nestes últimos anos tem inserido em sua mitologia mais personagens negros algo que realmente pra mim tem sido uma questão maravilhosa. Porque finalmente despertaram pro fato que nós lemos gibis e que também queremos ter alguém em quem nos inspirar.

Confira nas imagens abaixo alguns super-heróis da DC Comics que garimpei na web

val_zod_earth_2superman-val-zod

     1-super-heroes 2-dc heroes

dc-wwii-victory-jason-metcalf

JSA4-alex-ross

3-superheroes

 5-cyborg 6-super-choque

mr-terrific7-Admirável

 8-new-gods

1-alex-ross 2-gary-frank

10-steve-rude 11-ed-mcguiness

3-trindade 4-ed-benes

1 2

Amalgam_Universe batman-beyond combatentes-liberdade

93

corporação infinito corporação-infinito dc-heroes desafiadores-desconhecido Doctor_Fate doom-patrol Easy_Company firestorm flash

hal-jordan

Green_Lantern_Corps green-lantern jla-arthur-adams

the-question steve_ditko__the_creeper

capitão atomo

losers Outsiders ron-salas-worldsfinest shazam Torre

wallpaper- jose garcia lopez wallpaper-black adam-alex-ross wallpaper-JLA-VS-JLA-earth-2 wallpaper-jsa wallpaper-plastic-man

wallpaper-heroes

wallpaper-super-friends-springfield

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Cosplay Girl

z

Sonja, a Guerreira

A heroína também surgiu inspirada num conto de Robert E. Howard. No pulp “Red Sonya de Rogatino”, em 1934.

Red Sonja foi criada pela famosa dupla Barry Windsor-Smith e Roy Thomas surgindo na edição Conan the Barbarian #23 (1973).

Como a maioria das heroínas da Marvel Comics, Sonja inicialmente era apenas uma versão feminina do Conan, O Bárbaro, mas com o passar dos anos suas aventuras ganharam mitologia própria.

A guerreira ruiva é muito famosa por causa de seu biquíni sensual, porém o que realmente chama atenção é seu temperamento forte, sua coragem e destreza com a espada.

Confira na galeria abaixo algumas modelos coplayers vestidas como Red Sonja e também de outras musas da Marvel que garimpei na web

1.1-red-sonja-by-claire-anastasia 1 2.0 2.1 2.2 2 3.2 3.3-alisa-kiss 3.4-alisa kiss 3 4 5 6 7-nicole marie jean 8-nicole marie jean 9-nicole marie jean 11 12-bellechere 13-Bellechere 14-Bellechere 17 18 19-rosanna rocha 20-rosanna rocha 21 22-rosanna rocha 23-rosanna rocha 24-tabitha lyons 25-tabitha lyons 26 27 29 31 34 35 36 39 40.1 40.2 40.3 42 43 44-sabretooth-by-jennifer-van-damsel 45 46 47 48 49 50 51 52 53-samira khan 54 55 doctor-strange-by-rule-63 galacta gambit-by-nadya-sonika hawkeye lady deadpool lady-quicksilver  loki

??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

miss-america miss-marvel namor-by-nicole-marie-jean rose-ryan she_hulk_selfie spider-woman-gwen

1SONY DSC

6-kit quinn 7-kit quinn2 11 12

valkyrie

valquiriathundra

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Musas de Tinta

z-raf marinetti

Sonja, a Guerreira

A heroína surgiu inicialmente como uma versão feminina do Cimério, mas com o passar dos anos ganhou aventuras fantásticas e mitologia própria.

Red Sonja foi inspirada num livro de Robert E. Howard, mesmo criador de Conan, O Bárbaro. A história “Red Sonya de Rogatino“, contida no conto “The Shadow of Vulture” (1934).

Um aspecto interessante é que a Red Sonya do conto viveu no séc. XVI enquanto nossa musa tinha suas aventuras há 10.000 anos A.C.

Red Sonja surgiu na Marvel pelas mãos do roteirista Roy Thomas e do artista Barry Windsor-Smith surgindo na edição Conan the Barbarian #23, em 1973.

A heroína é famosa por seus cabelos ruivos e seu provocante biquíni-armadura prateado, de argolas reluzentes. Como curiosidade na primeira história seu traje é uma blusa de malha e calças curtas de seda vermelhas. Porém o biquíni é o seu “uniforme” mais reconhecido e preferido entre os fãs.

Assim como o Cimério, Sonja também viveu na famosa Era Hiboriana e nasceu na Hirkânia. Seus pais moravam numa fazenda e sua família era bastante simples, mas seu pai já foi um mercenário.

Ele fazia questão de ensinar aos filhos homens como manejar uma espada, porém Sonja como menina podia apenas assistir aos ensinamentos. Ela ficava com raiva por não poder participar e durante a noite treinava escondida tudo que o pai ensinava aos irmãos.

Até que num dia, um grupo de mercenários veio convidar seu pai para uma missão, em Khitai. Ao recusar o convite foi assassinado pelos ex-companheiros e também por crueldade mataram sua esposa e filhos.

Nesta tragédia, infelizmente, Sonja foi violentada pelo líder do grupo e sua casa foi incendiada. Ela conseguiu se salvar de ser queimada enrolando-se num cobertor molhado. Quando saiu em disparada quase desmaiou e teve a visão de uma deusa que ao ouvir seu sofrimento apiedou-se dela e veio ao seu auxílio.

A deusa contou que lhe ofereceria força e coragem para tornar-se uma guerreira, mas teria que jurar não permitir que nenhum homem lhe tocasse. A menos que perdesse num combate, Soja aceitou a condição sendo tocada pela espada da deusa transformando-se em outra pessoa.

Caminhando pelo mundo, Sonja oferecia seus serviços como mercenária a quem lhe pagasse melhor.

Nos gibis antigos Conan e Sonja tiveram várias aventuras juntos. Sempre rolava um clima entre eles, mas Conan nunca chegou a derrota-la de verdade. Sonja demonstrava ter um interesse muito grande no Cimério.

A primeira atriz a interpretar Red Sonja foi Brigitte Nielsen, em Guerreiros de Fogo (1985).

Na história que segue “quase” fielmente a origem dos quadrinhos. A família de Sonja é praticamente exterminada a mando da rainha Gedren (Sandahl Bergman). A rainha deseja conseguir um talismã que lhe concederá poderes inimagináveis.

Em sua busca por vingança, Sonja encontra Kalidor que a ajuda e por quem acaba se apaixonando. O filme mostra estranhamente Swarza como Kalidor ao invés de Conan (eu nunca entendi a mudança drástica).

Guerreiros de Fogo é considerado um dos piores filmes já feitos servindo apenas pra assisti-lo como curiosidade, pois chega a ser bem inferior as antigas produções do Cimério.

Anos depois no seriado televisivo, Conan: O Aventureiro, estrelado por Ralf Moeller, a segunda atriz a interpretar Sonja foi Angelica Bridges.

Em 2009, estava rolando na web um boato que a atriz Rose McGowan iria interpretar nossa musa. Tivemos diversas imagens promocionais sendo mostradas, no entanto a produção não deu em nada.

Também tivemos outro boato de uma adaptação que iria pra telona em 2012, a atriz Amber Heard é quem interpretaria a heroína, porém a produção novamente naufragou.

Nos quadrinhos, Sonja esteve em parceira com o Homem-Aranha duas vezes. O primeiro crossover foi publicado em Marvel Team-Up 79, em 1979. Nesta aventura Mary Jane ao empunhar uma espada mágica transforma-se em Sonja que luta ao lado do Aracnídeo contra o feiticeiro Kulan Gath.

Após vários anos sendo publicada pela Casa de Ideias, Sonja mudou pra Dynamite Entertainment, aonde temos o segundo encontro com o Cabeça de Teia que foi publicado em duas partes com a dupla enfrentando mais uma vez Kulan Gath e Venom, em 2007.

A novidade é que recentemente suas aventuras são como rainha da Hirkhânia (Queen Sonja).

Confira na galeria abaixo algumas imagens da  Sonja que garimpei na web

 0.1-red-sonja 0 1.0 1.1 1.2-red-sonja-brigitte-nielsen 1.3-red-sonja 1.4-red-sonja-brigitte-nielsen 2.1-red-sonja_angelica-bridges 2.2 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 15 17 18 19 20-red_sonja_by_agr1on 21 22 23 24 25 26 27-alex-ross 28 29 30-ed benes 31-arthur-adams 32-red_sonja_by_buchemi 33-ebas 34-marcio abreu 35-Red_Sonja_39_page_22_by_wgpencil 36-belit 37-elias_chatzoudis

elias-chatzoudis

38-J-Scott-Campbell 39-marcio-abreu 40 41 QueenSonja01:Layout 1 43Conan_RedSonja_2

esad-ribic

44 angela Aurora betty-swanson black-cat-by-j.-scott-campbell blackwidow_by_artgerm BURGOS___HAWKEYE_female_by_DeadDog2007  deathcry pepper-potts polaris red_she_hulk_by_genzoman Rikki_Barnes_by_rafaelalbuquerqueart sage

500

serpente-da-lua sharon-carter sheena-joseph michael lisner she-hulk-ed-benes silk Silverfox storm-by-dash-martin wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper by alex ross wallpaper by j. scott campbell wallpaper-red_sonja_by_felipemassafera

Ober un evezhiadenn

Filed under Musas de Tinta

Herói

z-joe-jusko

Conan, O Barbáro

Marcando o início do sub-gênero espada e feitiçaria este é sem sombra de dúvidas um dos personagens mais queridos das HQs.

Nascido da mente de Robert E. Howard, em 1932. Nosso herói foi publicado em livros de bolso chamados pulps surgindo pela primeira vez na edição Weird Tales com a aventura “The Phoenix on the Sword” (A Fênix na Espada).

Infelizmente o autor suicidou-se, mas deixou uma obra considerável escrita deste Cimério  e de outros personagens como o rei Kull (um antepassado do Conan nos tempos da antiga Atlândida), e Salomon Kane (outro personagem que também não curto).

Após a morte de Howard os autores L. Sprague de Camp e Lin Carter continuaram escrevendo contos sobre Conan.

A Marvel Comics adaptou o anti-herói para as HQs nos anos 70, tornando-o famoso na cultura pop. Este gibi clássico tinha arte do mestre Barry Windsor-Smith e roteiro do consagrado Roy Thomas.

As histórias de Conan acontecem durante a Era Hiboriana que “historicamente” falando situa-se entre a época que Atlântida afundou e antes da ascensão do Império Romano.

O que chamou minha atenção em suas aventuras é que Conan é tipo um andarilho vivendo em vários lugares diferentes: Aquilônia, Zíngara, Nemédia, Hiperbórea, Valúsia, Stygia, Coríntia entre outras cidades.

Em suas extensas viagens, Conan já foi ladrão, mercenário, pirata e por último rei. Sempre enfrentado tiranos, guerreiros, magos, bruxas e monstros se livrando de situações absurdas valendo-se de sua coragem, enorme força e habilidade com a espada. Se não me falha a memória seu lema é “se sangra pode morrer”.

Ou quando está com raiva exclama: “por Crom” ou “Crom me carregue”, um deus Cimério que as vezes é benevolente ou em outras sarcástico e cruel.

O Cimério tem temperamento forte, adora beber vinho e também curte uma briga quando é provocado. Conan é um amigo leal, mas tem um coração mole quando o assunto é mulher. Nesse quesito sua vida amorosa foi bastante movimentada, pois por onde ia encontrava sempre alguma bela mulher para lhe fazer companhia.

Posso citar: Jenna, Chabela, Olívia, Nzinga entre outras. E além dessas mulheres havia aquelas que foram mais marcantes em sua vida como: Sonja, Bêlit, Valéria e Zenóbia (sua esposa).

Quando estava mais velho, Conan matou o tirano Numedides assumindo o trono de Aquilônia. E depois de se casar com a bela Zenóbia se tornou pai de: Conn, seu herdeiro ao trono e também da princesa Radegund.

Seu principais inimigos são:  Toth-Amon, Thulsa Doom, Devorador de Almas e Príncipe Yezdigerd.

No filme Conan, O Bárbaro (1982), temos a origem do anti-herói, interpretado pelo fortão Arnold Schwarzenegger. Nesta aventura enfrenta o feiticeiro Thulsa Doom (James “Darth Vader” Earl Jones), pois o vilão havia assassinado seus pais quando era criança.

Anos depois procurando vingança, Conan ao lado de Valéria (Sandahl Bergman) e Subotai (Gerry Lopez) vão resgatar uma princesa que se aliou ao culto do feiticeiro.

O filme mostra a clássica cena do Conan crucificado tendo que comer abutres para sobreviver e uma feiticeira que não aguenta transar com o Cimério sumindo de repente. Demonstrando um ótimo nível de ação, esta adaptação foi a mais fiel possível sobre o herói dos gibis, alçando Schwar ao sucesso.

Depois tivemos Conan, o Destruidor (1984) devido a morte de Valéria, Conan faz um trato com a feiticeira Taramis (Sarah Douglas) para ressuscita-la. Resultando na perigosa missão de levar a princesa virgem Jehnna (Olivia d’Abo) recuperando o chifre mágico de Dagoth.

Só pra constar, Sarah Douglas é bastante conhecida nossa por causa da vilã Ursa, de Superman 2.

Lembrando também que temos a presença da modelo/cantora Grace Jones como a guerreira Zula. Depois ela interpretou May Day em 007 Na Mira dos Assassinos (1985).

Apesar da produção caprichada o filme não foi bem aceito pela crítica. Olivia d’Abo recebeu um prêmio framboesa por sua interpretação, mas pra quem assistiu quando era moleque na década de 80 é um filme marcante.

Nos anos 90 tivemos na telinha, Conan: Animated Series que mostrava as aventuras do Cimério num estilo mais suave. Totalmente fora do contexto do gibis, Conan estava atrás de Wrath-Amon que havia transformado seus pais em pedra.

A intenção do feiticeiro era trazer o deus Seth para nosso mundo e aniquilar tudo, mas Conan tinha amigos na luta contra o mal. Needle, uma fênix muito chatinha, Zula, um príncipe Wasai, Greywolf, o feiticeiro, a bela ladra Jezmine e o viking Snagg.

O desenho teve apenas uma temporada com 64 episódios, porém apesar de eu ter acompanhado não gostava da abordagem fraquíssima dada ao Cimério.

O seriado televisivo do guerreiro, Conan: O Aventureiro foi estrelado por Ralf Moeller, em 1997. A grande diferença é que essa versão foi inspirada no filme dos anos 80 sendo um pouco diferente do que lemos nos quadrinhos.

Após a morte de seus pais, Conan foge sendo presenteado com a espada mágica de Atlantis, pois precisa enfrentar o vilão Hissah Zuhl para no futuro tornar-se rei.

Os efeitos especiais são fracos, pois a produção não é lá uma grande coisa. A série foi exibida pela Rede Globo tendo um total de apenas 22 episódios.

Em 2011 foi a vez de Jason Momoa interpretar o Cimério, em Conan, O Bárbaro.

Com uma vasta mitologia Conan foi uma adaptação que foi mal falada por alguns críticos que pude ler na internet. Principalmente quanto a atuação de Jason Momoa, mas apesar dele não ser tão musculoso quanto aos atores anteriores (sinceramente gostei do filme).

Além das locações que são belíssimas Conan aparece simplesmente como Conan: seu tempo como ladrão, a citação da HQ clássica da “Torre do Elefante“, as cidades como Hirkânia entre outras, bom só por isso eu gostaria de assistir uma continuação pra saber o que o diretor Marcus Nispel nos traria de bom.

Jason Momoa foi uma grata surpresa em sua caracterização como Conan, porque ficou boa lembrando fielmente o personagem dos quadrinhos (a espada, o cordão e o jeito de ser). Se há elementos das novas HQs pela Dark Horse infelizmente não posso falar, porque há anos não acompanho novas aventuras, porém isto é o de menos.

Apesar do filme ter ficado razoável dentro do possível ainda mais pela presença ameaçadora do vilão Khalar Zym (Stephen Lang). E também pela beleza de Rachel Nichols que quase me fez perder a atenção na história, porém ela atuou como uma verdadeira personagem das HQs do bárbaro feminina, forte e sensual na medida certa.

Infelizmente faltou mais daquela violência pungente que é uma característica crucial dos quadrinhos que lemos.

Nos gibis eu lembro quando o personagem era comparado a Amra, o leão e viajava pelos mares ao lado da lindíssima Bêlit, a rainha da Costa Negra (singrando pelos setes mares no navio Tigresa).

Uma fase inesquecível pra mim, pois eu ficava viajando como se participasse da aventura e isto sempre foi o que mais gostei na narrativa do personagem a gente parece estar vivendo cada passagem da HQ.

Confira na galeria abaixo algumas imagens de Conan que garimpei na web

0-arnold 2-ralf-moeller 3-jason-moma 4.1-conan-animated-series 4 5 6 7 8 9-Conan_triumphant_by_RubusTheBarbarian 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34-alex-ross 35-valeria-Sandahl Bergman 36-conan-e-olivia 37-Roy Thomas 38-Joe-Jusko 39-jmlisner 40-bill-sienkiewicz 41-conan_by_buchemi

belit

42-belit_joe_juskovaleria

43 arthur-adams avengers-marvel Avengers-NOW Avengers-World fantastic-four john byrne justiceiro manto-adaga paolo-rivera spider man wallpaper 1 Wallpaper 2 wallpaper wallpaper-conan-by-frank-cho wallpaper-frank-frazetta-the-destroyer wallpaper-high_adventures_by_nebezial wallpaper-marvel-comics

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Cosplay Girl

z

Elektra

A perigosa ninja assassina é uma das mulheres mais lindas da Marvel Comics. Elektra Natchios é o primeiro grande amor de Matt Murdock (vulgo Demolidor).

Elektra é sempre vista com seu uniforme vermelho acompanhada de duas adagas sai. Ela treinou artes marciais desde pequena e quando perdeu seu pai foi aprimorar suas técnicas no Japão.

Lá foi acolhida pelo Stick, mas se desentendeu por causa de seu lado sombrio e foi parar no grupo rival (o Tentáculo).

Ao voltar pra Nova York, Elektra reencontrou, Matt que estava agindo como Demolidor. Ambos estavam em lados opostos da lei, porém o sentimento entre eles foi mais forte.

Elektra estava trabalhando pro Rei do Crime como assassina de aluguel cargo que era ocupado pelo Mercenário. Assim que ele se recuperou quis retomar seu cargo como braço direito do Rei e matou Elektra impiedosamente.

Durante a saga Invasão Secreta, Elektra estava lutando contra os Novos Vingadores e foi morta (novamente). No entanto eles descobriram que a vilã era uma agente Skrull infiltrada.

Depois ficamos sabendo que a verdadeira ninja tinha sido abduzida e retornou pra novas aventuras.

Confira na galeria abaixo algumas modelos cosplayers que homenageiam nossa musa Elektra  .

E também temos versões femininas de alguns personagens da Marvel como: Demolidor, Thor, Doutor Estranho, Magneto, Dentes-de-Sabre, Gambit, Colossus, Bishop entre outros

0

5.15.2

 1.1 1 2 3   5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 24 25 26.1 26-Yaya Han 27-yaya han 28.1 28 29 30 31 32-doctor-strange-by-rule-63 33-viúva negra-by-nicole salera cosplay 34 35

36Photos by OhHeyItsSK

 38

4039  41 42 43-rose-ryan 44 45 angela bishop colossus daredevildaredevil-sophia-haden    emma-frost-by-ani-miaemma-frost

gwen-stacy-by-nicole-marie-jean

13 14 15 16

jessica-nigri

magneto-jessica-nigri

jubileu lady-deadpool lady-letal  meggan mockingbird pepper-pots Red-She-Hulk-callie-cosplay Rogue-by-BelleChere thor valquiria-by-elizabeth-withercrystal

Ober un evezhiadenn

Filed under Cosplay Girl

Imagens

0

Thor mulher

Jane Foster é quem assume os poderes do Trovejante. A mudança aconteceu, porque Nick Fury sussurrou algo no ouvido de Thor que o tornou indigno de segurar Mjolnir.

Então a bombástica revelação que o famosíssimo Deus do Trovão perderia seus poderes se alastrou pela web, justamente, por não ser mais digno deles e colocarem uma mulher em seu lugar (despertou a atenção da mídia e também dos leitores).

É claro que a Casa de Ideias quer pegar o público feminino cada vez mais crescente na leitura dos gibis, mas até quando isso dará certo? Trocar um herói tão icônico com 50 anos de carreira é algo surpreendente e até inovador, mas acho que isso seja a marca registrada da Marvel Comics.

Thor ainda não estará totalmente descartado, pois agirá com um machado na mão  (lembrando demais sua versão Ultimate).

Só que eu acho esta história não é tão reveladora assim, porque já tivemos versões femininas do Loirão antes (e também uma linha temporal alternativa com Jane Foster).

A primeira delas surgiu lá nos anos 80 durante o gibi “X-Men: As Guerras Asgardianas” quando Loki decide vir pra Terra e cria uma enorme confusão envolvendo os X-Men, os Novos Mutantes e a Tropa Alfa.

O príncipe da trapaça quer ludibriar Tempestade (Ororo Munroe) que estava naquela fase de cabelos curtos. Ela havia perdido seus dons de controlar o clima quando foi irradiada por uma arma que anulava poderes mutantes.

Então, Loki quis oferecer novos poderes transformando-a na Deusa do Trovão. Não lembro como essa história terminou.

Numa outra realidade alternativa, Vampira que ainda pertencia a Irmandade de Mutantes drena todo poder do Thor matando-o. Enlouquecida de tanto poder consegue detonar tanto a Irmandade, quanto os Vingadores matando a todos.

Depois, Loki querendo se aproveitar da situação tenta ludibria-la para conquistar Asgard, mas Vampira se da conta de suas intenções e também detona o deus da trapaça.

Então, Odin convoca-a para ser sua defensora e depois Vampira atua como uma Thor.

Na emblemática série “O que Aconteceria se…?”, tivemos uma história na qual ao invés de Donald Blake é Jane Foster quem encontra Mjolnir.

Ela se transforma em Thordis, a Deusa do Trovão resgatando Blake do perigo.

Também temos a Tarene (Thor Girl), uma alienígena que teve seu mundo destruído pelo Thanos. O Loirão ajudou, Tarene a derrotar o tirano, então devido a isso eles forjaram uma sólida aliança e posteriormente ela tornou-se uma deusa asgardiana (uma versão mais jovem do herói).

Ela arranjou a identidade secreta de Tara Olson, prima de Jake Olson para poder agir livremente aqui na Terra (ou Midgard se quiserem).

Tarene possui praticamente os mesmos poderes que Thor, mas numa escala menor. Thor Girl é uma hábil combatente corpo a corpo, tendo força, agilidade e inteligência fora do comum.

Seu martelo parece com Mjolnir e pode fazer as mesmas coisas que o original, mas não tem nenhum nome.

A Mulher-Maravilha também empunhou, Mjolnir durante o terrível crossover DC versus Marvel. O Deus do Trovão havia lutado contra o Capitão Marvel e deixou seu martelo cair.

Diana demonstrou ser digna conseguindo empunha-lo, mas deixou os poderes de lado ao notar que estava muito acima da Tempestade (e acabou perdendo por conta disso).

Bom, estas foram as nossas heroínas que eu conheço que empunharam o poder do Loirão.

Confira na galeria abaixo imagens de algumas musas da Marvel Comics que garimpei na web

 z

  1.1 1.2 1.3 1.4-thordis 1-Jane_Foster_(Earth-788) 2 3.1

10.1-Tempestade10-taguiar

12

3 4 5 6 8

11.3-dave-hoover9-Female_Thor_commission_by_gb2k

   11.2-thor_girl_by_lcfreitas   13

26

15 17 18 20 22-we_can_do_it_by_quirkilicious 23-x_women_by_ed_benes_by_tony058 24 25  27

jubilee_by_dandonfuga

3428

29 30 31 32 33 belit black cat-j. scott campbell black widow-artgerm domino-by-dawn-mcteigue emma emma_by_goodgirlart emma_frost_by_iurypadilha firestar gambit gwen stacy-J. Scott Campbell jarella jean-and-emma-ed benes jean-grey-joseph michael linsner Karma motoqueira fantasma-alejandra_blaze Mystique_by_pushfighter polaris Tempo-heather-tucker wallpaper-female-thor wallpaper-frank cho wallpaper-spidergirl wallpaper-thundra White-Tiger

Ober un evezhiadenn

Filed under Imagens

Artista

z

Jerry Ordway

O ilustre escritor, desenhista, pintor e roteirista nasceu em 28 de novembro de 1957. Podemos notar que a maior parte de sua carreira profissional foi dedicada a trabalhar pra DC Comics.

Mais se não me falha a memória Ordway esteve na Marvel Comics desenhando Os Vingadores e criou a Corporação Infinito junto com Roy Thomas.

Jerry Ordway alçou fama durante a clássica Crise nas Infinitas Terras arte-finalizando para George Pérez.

Outro fato importante foi a adaptação de Batman – O Filme, pois nesta edição ele trabalhou como desenhista e como arte-finalista, em 1989.

Destacam-se também sua passagem pelas edições do Superman que durou de 1986 a 1993 e também a graphic novel Shazam! – A Origem do Capitão Marvel. Esta excelente edição ajudou a redefinir a mitologia de Billy Batson (sendo considerada a versão definitiva do herói, em 1994).

Depois Ordway trabalhou na série mensal do Capitão Marvel que durou 1995 até 1999.

Como se tudo isso ainda não contasse o artista já pos as mãos em All-Star Squadron, Sociedade da Justiça, Quarteto Fantástico e Zero Hora, ufa!

Na parte de arte-finalista, Ordway fez dupla com Gil Kane, Steve Ditko, John Buscema, Jack Kirby e Curt Swan (isto não é pra qualquer um).

Atualmente não sei o que Ordway está aprontando mais espero que haja algo relevante pro seu currículo.

Pra Image Comics criou ao lado de Al Gordon o herói Wildstar, em 1993 e depois publicou seu próprio personagem, The Messenger no ano 2000.

A arte de Jerry Ordway é impressionante, porque seu estilo é bastante consistente. Podemos notar como ele trabalha bem com todas as cores, mostrando características distintas entre os personagens e principalmente suas expressões faciais exprimem os sentimentos que vemos nas ações.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da arte incomparável de Jerry Ordway.

 1 2.0 2.1 2.2

jsa

2 3 4 5.1 5 6.1 6.2 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 Batman-_Movie batman-1989 BirdsOfPrey Birds-Of-Prey huntress_batman Iron-Man jsa-jla Power Girl Punisher Shazam-Wizard-in-Ancient-Times thunder-agents wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper-justice_society_infinity wallpaper-justice-league wallpaper-justice-society

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista

Herói

joe-jusko

John Carter

É um herói dos pulps criado pelo escritor Edgar Rice Burroghs em 1912. Carter estreou no pulp The All-story Magazine, uma coletânea de aventura, com a história Under The Moons of Mars.

Carter não é tão conhecido popularmente quanto Tarzan, outro personagem criado pelo mesmo autor. John Carter primeiro surgiu nos livros, e teve diversas adaptações para as HQs (e mesmo assim ele ainda tem milhares de fãs).

John Carter é um veterano confederado da Guerra Civil americana que foi misteriosamente transportado até Marte, onde vive diversas aventuras com os marcianos e encontra locais com paisagens paradisíacas.

Quando chegou em Marte Carter foi capturado pelos guerreiros Tharks, uma tribo  de monstros verde que possuem quatro braços, mas foi resgatado pela princesa Dejah Thoris (ficando apaixonado por ela).

É interessante notar que Carter foi uma das inspirações para o Superman da Era de Ouro, pois no planeta Barsoom, como Marte é chamado pelos nativos. O herói pode saltar grandes distâncias e ganhou força sobre humana. Fato similar as explicações das manifestações dos poderes de Kal-El na Terra.

Nos gibis, John Carter teve sua primeira publicação pela Dell Publishing, em 1939. Depois a editora fez  uma segunda tentativa em 1952, no miolo da revista “Four Color”.

Ao longo das décadas desde 1939 até 2010 diversas editoras publicaram aventuras do herói entre elas: Gold Key, DC Comics, Marvel Comics, Editora EBAL aqui no Brasil, Dark Horse e por último a Dynamite.

A Dynamite demonstrou um trabalho perspicaz ao reinventar os heróis antigos trazendo novamente: Zorro, Lone Ranger, Besouro Verde e John Carter.

Na telona tivemos Princess of Mars uma produção de 2009, estrelada pela ex- atriz pornô Traci Lords que deu vida a Dejah Thoris, e também tivemos John Carter interpretado por Antonio Sabato Jr.

Desta vez deram uma atualizada no contexto transferindo a época pra Guerra do Afeganistão.  O Capitão John Carter (Sabato) após ser ferido no cumprimento do dever serve de cobaia num teste experimental envolvendo teletransporte.

O teste obteve êxito e Carter foi transferido para o planeta Barsoom que de forma estranha fica fora do nosso sistema solar. A premissa básica das aventuras do herói é respeitada como ganhar poderes , ser tratado como prisioneiro e resgatar a princesa Dejah Thoris (Traci Lords).

Porém nunca ouvi nada sobre esta produção feita pra DVD que deve ter sido muito ruim para deixa-la no limbo.

Em 2012 foi a vez da produção da Disney que ficou muito boa, mas não teve grande arrecadação.

John Carter: Entre Dois Mundos inicia sua narrativa pouco tempo após a Guerra de Secessão (1861-1865), pois o  Capitão John Carter (Taylor Kitsch – o Gambit de X-Men Origens: Wolverine) partiu para o Oeste em busca de Ouro. Seu estado psicológico está abalado com a perda trágica de sua família.

Numa caverna John Carter é transportado para Marte aonde é recebido por uma tribo de marcianos verdes.  Acho que o criador de  Ajax, o herói marciano da DC Comics acabou sendo influenciado também por John Carter, pois temos como exemplo:  o poder de mudar de forma e as raças diferentes de marcianos  que aparecem neste filme iguais ao Caçador de Marte.

Barsoom está morrendo, porque seus recursos naturais  estão praticamente esgotados. Isto pode até ser uma possível analogia para a Terra futuramente visto que a nossa maior preocupação agora é o meio ambiente.

Barsoom se encontra em uma guerra civil entre Helium e Zoodanga, cidades habitadas por marcianos vermelhos. A princesa Dejah Thoris (Lynn Collins que fez Silverfox de X-Men Origens: Wolverine) é prometida  em casamento para o rei de Zoodanga.

Outra coisa que gostei foram as aeronaves que funcionam a base de luz, porque parecem com navios da época dos vikings. As cenas de batalha, os cenários tudo funciona de maneira envolvente. John Carter: Entre Dois Mundos é uma aventura espacial das melhores que assisti, pois há até uma homenagem para o escritor Edgar Rice Burroghs que se torna personagem do filme.

Fato que me lembrou a animação Tintim: O Segredo do Licorne aonde o artista Hergé também é homenageado.

Pena que a Disney não encarou a produção como uma possível franquia, pois deixou a desejar quando retirou todo conteúdo mais denso que havia na obra de Edgar Rice Burroghs transformando em algo fraco (fazendo  um filme para crianças).

John Carter é um daqueles heróis da ficção científica que evocam aquele senso de justiça, aventura e mistério que havia nos antigos pulps (o clima de guerra, selvageria e sensualidade é bem melhor do que há no filme. Veja na galeria abaixo algumas imagens que encontrei na web

1-dell-comics 2 5 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 dc comics disney dynamite francesco-francavilla frank-frazetta gold-key joe jusko Joe-Jusko john carter John_Carter_of_Mars_(Dell,_1940) john_carter_or_mars_by_reillybrown John-Carter-taylor kitsch MARVELCoverTemp copy.indt marvel-comics michael-whelan Princess_of_Mars princess-of-mars

Ober un evezhiadenn

Filed under Herói

Artista

z

Arthur Adams

Ele já trabalhou tanto pra DC Comics quanto para Marvel Comics e também pra várias outras editoras americanas e sua versatilidade com nossos personagens preferidos é muito marcante.

Assim que vi seu trabalho fiquei impressionado, pois gostei de seu estilo ágil e detalhado ao explorar suas pin-ups tanto em preto e branco ou coloridas.

As personagens femininas são de uma sensualidade inigualável demonstrando isso de uma forma tão pura e instigante que pouquíssimos artistas conseguem definir bem.

Confira na galeria abaixo a arte extasiante de Arthur Adams.

0 1.1 1 2 3 4 5 6.1 6 7 8 9 10 11.1 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 26 27 28 29 30 31 32 33 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 63 marvel-heroes The_Mighty_Thor wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5

Ober un evezhiadenn

Filed under Artista