Tag Archives: Pepper Potts

Desenhos Desanimados

Marvel-super-heroes

The Marvel Super Heroes era a adaptação dos gibis originais dos heróis da Casa de Ideias, em 1966. Foram produzidos 65 episódios com duração de 30 minutos (que mostrava três desenhos).

Eles ficaram amplamente conhecidos por aqui como desenhos desanimados, pois seus personagens não se movimentavam muito. O negócio eram tão tosco que durante seus “quase” movimentos nossos heróis vinham acompanhdos de onomatopéias tipo: “Pow! E Clash! Entre várias outras.

Grantray-Lawrence Animation foi a empresa que produziu as séries dos heróis: Hulk, Capitão América, Namor, Thor e Homem de Ferro. Como o orçamento era muito baixo tiveram a ideia de copiar as páginas das edições originais destes heróis.

A qualidade dos desenhos era horrível, mas tivemos aventuras tiradas com arte de Jack Kirby, Steve Ditko, Don Heck e Gene Colan.

Os desenhos foram exibidos pela primeira vez aqui no Brasil no ano seguinte. A empresa Shell em parceria com a editora EBAL  diante do sucesso do Clube da Marvel Shell na telinha. Distribuiram as edições dos heróis de graça pra quem abastecesse nos postos da empresa.

Foi a invasão dos heróis americanos em nosso país consolidando um mercado que existe há décadas. Nos anos 80 essas séries foram reprisadas e assim como este comentarista também tem muito marmanjão que se amarra nesta versão capenga e nostálgica deles.

Os temas de abertura eram realmente fantásticos, pois haviam feito versões brasileiras com gírias da época. Atualmente estão todas atreladas ao passado, mas pra mim é nostalgia purinha.

Steven_Rogers

Capitão América

Baseando-se nos gibis do herói que foram lançados na década de 40. E mostrando sua origem de rapaz franzino sendo rejeitado pra entrar pro Exército. Steve Rogers consegue sua chance ao entrar num programa militar experimental. Sendo que lá ganha seus poderes através da fórmula do super-soldado transformando-se no patriótico Capitão América.

Durante os episódios o Bandeiroso seguia combatendo seu pior inimigo o Crânio Vermelho (na verdade é o Caveira Vermelha, mas eu não sei por qual motivo mudaram).

A parte interessante é que temos diversas participações especiais de alguns Vingadores como: Vespa, Thor, Feiticeira Escarlate, Gavião Arqueiro entre outros.

A série animada reproduziu outro aspecto memorável que era sua parceria com o adolescente Bucky lutando na Europa no período da guerra.

Tivemos até a clássica queda do avião com Bucky morendo e Steve caindo no mar ficando congelado por décadas.

namor

O Príncipe Submarino

Na época, Namor era conhecido assim por aqui e ao longo das décadas essa foi a única série animada com o soberano dos mares.

Filho da princesa atlante Fen com o explorador Leonard McKenzie, Namor nasceu pertencente aos dois mundos. Dono de uma personalidade forte e irascível era visto como inimigo dos seres da superfície que poluíam os mares.

Atacando a humanidade por causa desses crimes, O Príncipe Submarino aos poucos foi mudando seu pensamento ao entender que nem todos eram malignos.

Durante a maioria dos episódios vemos nosso anti-herói combatendo seu arqui-inimigo Attuma no fundo mar. Quando queria, Namor andava pela superfície disfarçado, mas foi condenado a morte pelo assassinato de alguns policiais. Sendo salvo da condenação graças ao depoimento da policial Betty Dean.

Em Atlântida, Namor ficava no seu palácio em companhia da linda Lady Dorma. Um fato interessante é que não havia material suficiente nas edições para transpor suas aventuras na telinha.

Então a solução foi contratar uma equipe para fazê-la tivemos os artistas Alex Toth e Doug Wildey. A dupla é mais lembrada por causa de suas inesquecíveis criações Space Ghost e Jonny Quest.

Um fato marcante foi a primeira aparição dos X-Men num desenho animado. Aqui tínhamos a formação original dos Filhos do Átomo: Garota Marvel, Homem de Gelo, Ciclope, Fera e Anjo.

Hulk-1966-animated-series

O Incrível Hulk

Também seguindo o aspecto de origem. Aqui vemos o cientista Bruce Banner, um dos maiores pesquisadores da radiação gama. Durante o teste de uma bomba composta desta radiação. O adolescente Rick Jones entra naquela área e ao tentar salvá-lo, Bruce é atingido pela explosão.

Devido a isto, Bruce transforma-se no Incrível Hulk, um ser irracional dono de uma força imensurável. Sentindo culpa Rick passa a ajudar o doutor sempre quando necessário.

Nos episódios haviam um constante clima de Guerra Fria, mas enquanto o Grandão era sempre visto como uma  ameaça sendo caçado pelo General Ross. Por outro lado, Bruce era muito respeitado, sua namorada era Betty Ross e ainda tinha os vilões: Líder, Tyranus, Górgona, Bumerangue entre outros.

A parte mais legal era ver o Hulk usando sua força seja pulando grandes distâncias ou destruindo algo.

thor

O Poderoso Thor

O Deus do Trovão nasceu em Asgard, o Reino Dourado que era comandado pelo nobre Odin, seu Pai. Thor havia sido presenteado com Mjolnir, um martelo mágico que criava trovões, tempestades, raios, portões dimensionais encantamentos e ainda concedia-lhe poder de voo.

Seu maior inimigo era o terrível Loki, deus das mentiras e trapaças que vivia sempre arranjando alguma forma de matar o herói. Além de Asgard tínhamos a famosa Ponte do Arco-Íris que conduzia pra Midgard, nosso planeta a Terra.

Durante uma batalha que estava perseguindo um inimigo, Thor causou uma enorme destruição. Acabando com um tratado de paz e Odin para lhe ensinar a ter humildade puni-o retirando seus poderes e condenando-o numa forma fraca.

Ressurgindo como o mortal, Donald Blake sem suas memórias divinas e até ser digno de reavê-las. A parte interessante que o Loirinho se apaixonou por Jane Foster causando várias discussões com seu pai (isso ficou inesquecível pra mim).

Infelizmente esta também foi a única versão animada estrelada pelo Thor, porém depois ele fez participações especiais em outros desenhos.

ironman

O Invencível Homem de Ferro

Na guerra do Vietnã, o inventor Tony Stark acabou sendo ferido mortalmente quando acionou uma armadilha. Sendo ferido com estilhaços da bomba que se alojaram em seu coração. Para sobreviver decidiu criar uma armadura para mante-lo vivo e também sobrepujar seus inimigos.

Após isso, Tony criou várias versões de sua armadura para combater não só o crime, mas também seu pior inimigo o Mandarim.

Durante os episódios o milionário ainda tinha ajuda de seus amigos. Pimentinha (Pepper Potts), sua secretária e Felisberto (Happy Hogan), seu assistente.

Lembro que Tony colocava sua armadura pra recarregar na tomada.

Devido ao sucesso destas versões tivemos tivemos logo no ano seguinte o clássico desenho do Homem-Aranha e também dos Quatro Fantásticos, ambas veiculadas em 1967.

Se formos compararmos as versões atuais essas irão perder feio, mas fizeram a alegria de gerações de crianças por um longo tempo.

Finalizando mais uma jornada este é o último texto publicado aqui. Espero que tenham gostado da minha companhia neste tempo, pois estarei continuando no Além da Torre Z.

Advertisements

Ober un evezhiadenn

Filed under Desenhos Desanimados

As Melhores Adaptações de HQs – Parte 3

capitão-america-2

Escolher os melhores filmes é uma tarefa ingrata, pois parte para o gosto pessoal de cada um. Na maioria das vezes o sucesso de bilheteria acaba sendo o termômetro para estes casos.

Mais chega de enrolação e vamos ao que interessa.

Capitão América 2: O Soldado Invernal – 2014

Fora o primeiro Vingadores que foi simplesmente inesquecível. O segundo filme do bandeiroso é um dos melhores de todos da Marvel que já vi.

A parte mais interessante no roteiro é ter trazido, Bucky de volta dos mortos. Algo que já havia acontecido nos gibis, na excelente fase do Ed Brubaker.

O primeiro Capitão América conseguiu reavivar o ícone de Steve Rogers como um herói que vive fora de sua época, praticamente, sua marca registrada mais famosa.

Nesta continuação, Steve (Chris Evans) está trabalhando pra Shield desde a invasão alienígena em Nova York. Quando Nick Fury é gravemente ferido pelo Soldado Invernal (Sebastian Stan) e aparentemente é dado como morto.

Havia um dispositivo com Nick muito importante para Alexandre Pierce (Robert Redford). A Hidra está disseminando o caos desde a Segunda Guerra Mundial e Pierce na verdade é um agente desta organização infiltrado na Shield.

Steve é caçado como inimigo público por causa deste pen drive. A Shield pretende adotar medidas punitivas para atos terroristas, mas adota alguns procedimentos que violam a liberdade e a segurança dos direitos civis.

E só pra piorar Steve é acusado de conspiração política sendo caçado como inimigo público por causa das informações contidas neste pen drive.

É aí que entram seus aliados a belíssima Viúva Negra (Scarlett Johansson) que além de sua parceira acaba se tornando uma amiga. E o Falcão (Anthony Mackie), um ex-militar paraquedista que teve quase os mesmos problemas pessoais que o Capitão.

Como curiosidade nos quadrinhos, Sam Wilson é o primeiro herói afro-americano da Casa de Ideias. Ele foi parceiro do Bandeiroso durante os anos 70 ou 80 se não me engano e atualmente é o novo Capitão América.

Na recente reformulação da editora conhecida como Marvel Now! Steve Rogers não possui mais em seu corpo o soro do supersoldado. Virando um senhor de idade e tendo que passar seu manto para o amigo, Sam Wilson.

Voltando, ainda temos Sharon Carter (Emily VanCamp) que ajuda nosso herói no momento certo. A Agente 13 é uma importante namorada do herói nos gibis e vira também um interesse amoroso no filme.

É chover no molhado comentar que Capitão América 2 é fantástico, mostrando cenas de combate de tirar o folego e algumas tiradas engraçadas pra aliviar o clima tenso da trama.

Só pra constar minhas cenas preferidas são quando o Capitão luta contra Batroc (George St-Pierre) no navio. Outra luta sensacional contra agentes no elevador. E quando o herói está fugindo da Shiled numa moto destrói uma aeronave usando apenas sua agilidade e o escudo.

Na famosa cena pós-créditos temos o Barão Strucker que comenta sobre a destruição da Shield. E vemos numa cela os gêmeos Pietro e Wanda usando seus poderes. Se você não lembra quem são está na hora de saber.

Pietro e Wanda Maximoff são filhos de Erik Lehnsherr, famoso Magneto, mestre do magnetismo. Nos gibis eles pertenceram inicialmente a Irmandade de Mutantes, mas depois de algum tempo se redimiram e entraram pros Vingadores.

Cena que nos conecta ao excelente Os Vingadores 2: A Era de Ultron.

homem-ferro-2008

Homem de Ferro – 2008

Nos gibis o herói nunca foi top de linha da Casa de Ideias, pois geralmente estava sempre jogado no segundo escalão.

Porém sua ousada adaptação foi a responsável por iniciar e também desenvolver todo o UCM. Graças ao seu sucesso tivemos as adaptações do Bandeiroso, Loirinho e Vingadores.

A transformação do playboy Tony Stark, um milionário industrial do setor de armas. Num herói que decide redimir seu passado sombrio se deve a marcante e também engraçadíssima atuação de Robert Downey Jr. que conseguiu nos divertir de maneira convincente.

Além de nos demonstrar a personalidade de TS e sua trajetória para se transformar no vingador blindado, ter a presença de Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) e ótimos efeitos especiais.

Podemos notar que adaptou a versão que havia no Universo Ultimate pra telona. O negócio deu tão certo que a Marvel repetiu a dose com todos os personagens que vieram depois.

O primeiro Homem de Ferro se tornou um novo marco na forma de mostrar os super-heróis da editora no cinema. E pavimentou o caminho para ser a galinha dos ovos de ouro de Hollywood.

Durante a exibição da primeira cena pós-créditos que virou tradição nos filmes da editora. Vemos conversando TS e o coronel Nick Fury (Samuel L. Jackson) que comenta sobre a Iniciativa Vingadores.

Servindo para mostrar que o filme dos Super-Heróis Mais Poderosos da Terra viria realmente acontecer. Isso serviu apenas pra deixar os fãs na expectativa, atônitos e em polvorosa, até 2012.

As continuações foram decepções embaraçosas. No segundo filme após ter sua identidade revelada há uma imposição do governo para que TS entregue sua tecnologia (e pra piorar sua saúde não vai nada bem).

Como antagonistas temos personagens retirados dos gibis como Chicote Negro (bem interpretado por Mickey Rourke), o chato do Justin Hammer (Sam Rockell) e a ótima inclusão do nosso querido e engraçado agente Phil Coulson (Clark Gregg).

Homem de Ferro 2 (2010), mostra algumas boas cenas de ação, a estranha mudança de James Rhodes que era Terence Howard pra Don Cheadle e a ótima inclusão de Scarlett Johansson, interpretando a espiã Viúva Negra. Ela virou a nova musa queridinha de todos nós nerds ao redor do mundo por causa de seu inegável sex appeal.

Na cena pós-créditos o agente Coulson está no deserto do Novo México informando aos seus superiores que encontrou um martelo numa cratera. Trata-se de Mjolnir algo que nos ligaria ao filme do Deus do Trovão, em 2011.

Só pra fechar o terceiro é o filme que eu mais detesto (comentei aqui).

Sin_City

Sin City – A Cidade do Pecado – 2005

Adaptação do gibi homônimo criado e escrito por Frank Miller que foi lançado, em 1991 pela Dark Horse. A edição é aclamada pelo público e crítica obviamente por ser um trabalho autoral do consagrado Miller. Mais principalmente pela ausência de super-heróis em sua trama.

O filme tornou-se também um divisor de águas na forma de transportar personagens pra telona. Inovando ao mostrar cenários impactantes totalmente feitos em CGI retirados de forma meticulosa da referida HQ.

Na tela, Marv (Mickey Rourke) é um lutador de rua acostumado a levar a vida ao seu próprio modo. Estamos em Sin City, uma cidade cruel e sedutora repleta de mulheres instigantes, policiais nada confiáveis, ladrões inescrupulosos e diversos vigilantes desesperados.

Marv levou pra casa a prostituta Goldie (Jaime King), uma mulher que o fez sentir-se importante e único (infelizmente ela foi morta na sua cama). O ódio pelo acontecido faz que siga numa feroz perseguição por vingança.

John Hartigan (Bruce Willis) é outro que precisa acertar contas com seu passado (acusado de um crime que não cometeu). Protege Nancy Callahan (Jessica Alba), uma sexy dançarina que foi salva por Hartigan das mãos do Bastardo Amarelo (quando tinha 11 anos). O senador caça, Hartigan pelo que fez ao seu filho.

Sin City é um longa marcante pelo grande clima de filme noir, mas também pela extrema fidelidade da obra que foi adaptada. Tanto as cenas, praticamente, sem cores ou seja em preto e branco. Ou simplesmente pela exuberância das femme-fatales com lábios bem vermelhos (e também repleto de personagens inesquecíveis).

A história é caótica, instigante, violenta e envolvente na medida certa.

Então a espera por uma continuação ficou óbvia, mas tivemos que esperar quase 10 anos pra isso acontecer. Sin City 2 – A Dama Fatal não apresentou nada de novo e talvez isso seja a principal causa de seu inegável fracasso.

Chamou bastante atenção o pôster de Eva Green que mostra não somente a silhueta de seus seios, mas também sua esplendorosa nudez. Os americanos conservadores vetaram o pôster, mas a polêmica imagem rodou o mundo pela web.

Além da mudança que fizeram com Dwight McCarthy ao retirarem Clive Owen para Josh Brolin. A Dama Fatal é um filme que não decepciona ao nos inserir novamente no clima que havia no anterior de 2005, mas perderam bastante tempo pra leva-lo a telona.

Ava Lord (Eva Green) é a Dama Fatal do título que está extremamente sexy em sua atuação. Além de eu ter ficado fascinado em outros momentos tive ódio por ela ser tão manipuladora. É claro que as cenas de nudez ficaram ótimas, mas aquela da piscina como se não houvesse realmente água estava estranha.

A stripper sensual Nancy Callahan (Jessica Alba) ficou corroída pela vingança demonstrando tendências muito destrutivas em momentos chocantes. Temos até Lady Gaga fazendo participação especial.

O grande destaque pra mim foi Dennis Haybert (Manute), nosso eterno presidente David Palmer, de 24 Horas. Seu personagem parecia uma máquina incansável de destruição.

Outro personagem interessante é Johnny (Joseph Gordon Levitt), um jogador que abusa da sorte para ganhar dinheiro. Só que em sua ânsia pela grana se depara com o terrível e corrupto Senador Roark (Powers Boothe).

E pra ser sincero fiquei totalmente encantado com Jamie Chun (Miho), pois suas cenas de luta. Fizeram me lembrar da Psylocke, dos X-Men.

Sin City 2 consegue nos conectar a Cidade do Pecado, principalmente pela violência exagerada e ótimas cenas de ação.

Fim da terceira parte e relembre aqui a postagem anterior.

Ober un evezhiadenn

Filed under As Melhores Adaptações de HQs – Parte 3

Thor versus Hulk

1

Os heróis já tiveram diversas lutas a primeira foi na edição JIM n° 112. Nesta história temos arte de Jack Kirby e roteiro de Stan Lee.

Então temos Thor voando pela cidade e neste momento ouve um grupo de moleques se questionando qual deles é o mais forte. Então o asgardiano pousa e conta sua última aventura que por algum motivo que não sei qual foi os Vingadores estavam no encalço do Hulk e Namor (numa caverna em Gilbraltar).

Então percebendo a força do Hulk, Thor pede a Odin que retire o encantamento que o faz perder o poder quando se afasta de Mjolnir. E ambos lutam pra se ter uma noção o Hulk até consegue erguer o martelo algo impossível nos dias atuais, mas devido a briga monumental a caverna desaba.

O Verdão desaparece debaixo das pedras e nós não ficamos sabendo quem era o mais forte.  É uma aventura simples que deu inicio há algo muito discutido pelos fãs há décadas.

A versão mais recente do embate foi no filme dos Vingadores. No qual o Loirinho gosta da bagunça no aeroporta aviões da Shield e convoca Mjolnir mentalmente pra baixar a porrada no Verdão (mais uma vez Loki estava manipulando tudo).

No filme, O Retorno do Incrível Hulk, com Lou Ferrigno temos o famoso alter ego de Thor Don Blake que encontra o martelo numa caverna quase igual a história original.

Thor (Eric Allan Kramer)  e Don Blake (Steve Levitt) não trocam de lugar como nos gibis e Don não suporta a presença do Loirão. Bom, sinceramente é um filme muito ruim e a luta entre eles é pior ainda.

Mais a minha luta preferida está na animação Hulk x Thor, na qual Loki (sempre ele) manipula a mente de Banner usando o Grandão para atacar Asgard.

A batalha é tão feroz que Thor acaba indo parar nos braços de Hela, a deusa da morte e filha de Loki (tanto pai quanto filha não valem nada).

Bom, a melhor luta entre os heróis esta nesta animação, Loki, tentou controlar o Hulk separando o corpo de Banner do Grandão. O vilão até conseguiu tal coisa, mas momentaneamente.

O Hulk controlado por Loki invade Asgard derrotando  os três guerreiros facilmente e nem o valoroso Balder consegue detê-lo. Thor que nesta versão namora Lady Sif toma conta do Reino Dourado enquanto Odin descansa seu famoso sono.

O plano de Loki dá errado, pois sem Banner para aplacar sua raiva. O Hulk torna-se uma máquina de destruição viva. Atacando, derrubando e destruindo todos os guerreiros que entram no seu caminho. A luta contra  Thor estava equiparada enquanto a mente de Loki controlava o Hulk, mas quando o feitiço foi quebrado (ficou evidente que a força do Verdão é muito superior a do asgardiano).

Se não fosse pela intervenção de Amora no último momento Thor teria ido descansar no Valhalla. Loki mata Banner que vive tudo que sonhava, pois sua alma estava nos domínios de Hela.

A parte interessante é que Loki engana a própria filha pra trazer o Hulk pro inferno. E o que vemos é o dilema moral de Bruce ao escolher voltar a dividir sua consciência e também sua vida com o Hulk (ou continuar em paz, morto e descansando).como eu comentei antes é a melhor animação já feita mostrando esta eterna briga entre as duas maiores lendas da Marvel.

No desenho dos Vingadores, episódio A União faz a Força, Tony Stark apresenta aos heróis a Mansão dos Vingadores. Eles se uniram pra conter a ameça das dezenas de vilões que fugiram das prisões da Shield.

Enquanto isso Encantor aprisionou a personalidade de Banner e aparecia simulando sua imagem (sempre fazendo a cabeça do Golias Esmeralda deixando-o enfurecido).

Mais uma vez Hulk e Thor não se davam bem, pois estavam a todo momento entrando em atrito. Há até uma homenagem pra Jack Kirby na TV (cena da comida de cachorro).

Então o Verdão decide sair da mansão e Pepper Potts pede pro Loirão segui-lo. É quando começa a luta entre eles que vão parar no Central Park. Ainda sendo controlado pela Encantor e manipulando sua autoconfiança o Hulk ataca os Vingadores.

A luta é feroz, pois o Golias Esmeralda derrota facilmente Thor, Gigante e Homem de Ferro, mas quando quase ia matando a Vespa (consegue se libertar do controle mental).

Após o Verdão ter ido embora, a Encantor e o Executor, dominam os Vingadores, porém depois de conversar com Bruce (o Hulk retorna a tempo de salvar seus colegas).

A batalha continua pendendo para ambos os lados até que Encantor tenta dominar o Hulk novamente. Só que o Verdão acaba de vez com ela arrebentando o chão. Quando tudo termina o Hulk deixa a equipe por não confiarem nele e no final o Grandão está num dos polos gritando furiosamente e aparece o escudo do Capitão América.

Um desenho maravilhoso destes que conseguiu adaptar diversas histórias dos quadrinhos da equipe e cancelaram de olho grande por causa do sucesso do filme (que porcaria!).

Pra fechar será que ainda irão fazer algum outro embate fantástico entre Hulk e Thor para nós fãs termos o que comentar? Só o tempo poderá responder (até o próximo post).

Ober un evezhiadenn

Filed under Thor x Hulk